REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                             Curso de Administração

                         ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                              Curso de Administração

                        ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                               Curso de Administração

                       ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                           Curso de Administração


                          ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                                      Curso de Administração

                ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

                                           Curso de Administração

   Balanço Patrimonial
    ...
REAL FACULDADE DE BRASÍLIA

    Curso de Administração




                             7
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Contabilidade i 12 - unidade xii- demonstração das origens e aplicações de recursos

3,907 views
3,738 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,907
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Contabilidade i 12 - unidade xii- demonstração das origens e aplicações de recursos

  1. 1. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração CONTABILIDADE I (CONCEITOS BÁSICOS) UNIDADE XII- DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS 1. Conceito A Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos é um relatório contábil destinado a evidenciar, num determinado período, as modificações que deram origem às variações no Capital Circulante Líquido da entidade. 2. Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos segundo a Lei nº 6.404/76 Esta demonstração, disciplinada pelo art. 188 da Lei nº 6.404/76, conterá: I – as origens dos recursos, agrupadas em: a) lucro do exercício, acrescido da depreciação, amortização ou exaustão e ajustado pela variação nos resultados de exercícios futuros; b) realização do capital social e contribuições para reservas de capital; c) recursos de terceiros, originários do aumento do passivo exigível a longo prazo, da redução do ativo realizável a longo prazo e da alienação de investimentos e direitos do ativo imobilizado; II – as aplicações de recurso, agrupadas em: a) dividendos distribuídos; b) aquisição de direitos do ativo imobilizado; c) aumento do ativo realizável a longo prazo, dos investimentos e do ativo diferido; d) redução do passivo exigível a longo prazo. III – o excesso ou insuficiência das origens de recursos em relação às aplicações, representando aumento ou redução do capital circulante líquido; IV – os saldos, no início e no fim do exercício, do ativo e passivo circulantes, o montante do capital circulante líquido e o seu aumento ou redução durante o exercício. 3. Modelo DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS Ordem Valor 1 ORIGENS DOS RECURSOS a. Lucro Líquido do Exercício X (+) Depreciação, Amortização ou Exaustão X (+ ou -) Variação nos Resultados de Exercícios Futuros X b. Realização do Capital Social X c. Contribuições para Reservas de Capital X d. Aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo X e. Redução do Ativo Realizável a Longo Prazo X f. Alienação de Investimentos e Direitos do Ativo Permanente X TOTAL DAS ORIGENS X 2 APLICAÇÕES DE RECURSOS a. Dividendos distribuídos X b. Aumentos de Bens ou Direitos do Ativo Permanente X c. Aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo X d. Redução do Passivo Exigível a Longo Prazo X TOTAL DAS APLICAÇÕES X 3 AUMENTO OU DIMINUIÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE X LÍQUIDO (1 – 2) 4 VARIAÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO 1
  2. 2. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração Ativo Circulante Inicial X (-) Passivo Circulante Inicial X a. Capital Circulante Líquido Inicial X Ativo Circulante Final X (-) Passivo Circulante Final X b. Capital Circulante Líquido Final X Variação do Capital Circulante Líquido (b – a) X 4. Como elaborar a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos A Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos evidencia a figura do Capital Circulante Líquido no início e no final do exercício, indicando as modificações na posição financeira da companhia. O Capital Circulante Líquido é obtido pela fórmula: AC - PC onde: AC = Ativo Circulante PC = Passivo Circulante Essa demonstração tem por base o Balanço Patrimonial, a Demonstração do Resultado do Exercício e a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados, do período anterior e do período corrente. Além das demonstrações indicadas, serão necessárias outras informações para que o contabilista consiga elaborar a demonstração, como: o custo dos itens do Ativo Permanente, baixados; o custo dos itens do Ativo Permanente, adquiridos; parcelas correspondentes à realização do Capital Social e contribuições para Reservas de Capital; os Recursos de Terceiros, originários do aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo. 4.1 Origens dos Recursos As Origens dos Recursos são representadas pelos aumentos no Capital Circulante Líquido. As mais comuns são: a. Oriundas das próprias operações da empresa: os lucros apurados nos exercícios. b. Oriundas dos acionistas: aumentos de Capital (integralizações no exercício). c. Oriundas de terceiros: empréstimos a longo prazo; vendas a vista de bens do Ativo Permanente; transformações de Realizável a Longo Prazo em Realizável a Curto Prazo. Vale lembrar que os empréstimos realizados para pagamento a curto prazo não são considerados Origens de Recursos, pois não alteram o Capital Circulante Líquido. 4.2 Aplicações de Recursos São representadas pelas diminuições do Capital Circulante líquido. As mais comuns são: a. Inversões permanentes, representadas por: Aquisições de bens do Ativo Imobilizado; Aquisições de investimentos; Aplicações em recursos no Ativo Diferido. b. Pagamentos de empréstimos a longo prazo: Transferências de Exigíveis a Longo Prazo para Exigível a Curto Prazo. c. Distribuição de dividendos. 2
  3. 3. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração ESTUDO DIRIGIDO Nas questões de 1 a 4, identifique a alternativa correta: 1. A Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos indica: a. modificações na posição econômica da entidade. b. modificações na posição financeira da entidade. c. modificações na posição econômica e financeira da entidade. d. n.d.a. 2. São Origens de Recursos: a. Lucro Líquido do Exercício, realização do Capital e Dividendos distribuídos. b. Dividendos distribuídos, alienação de direitos do Ativo Imobilizado e redução no Ativo Realizável a Longo Prazo. c. Lucro Líquido do Exercício, integralização do Capital Social e aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo. d. n.d.a. 3. São Aplicações de Recursos: a. Lucro Líquido do Exercício, realização do Capital Social e Dividendos distribuídos. b. Dividendos distribuídos, alienação de direitos do Ativo Imobilizado e do Ativo Realizável a Longo Prazo. c. Lucro do Exercício, realização do Capital Social e aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo. d. n.d.a. 4. Na Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos, as depreciações, amortizações e exaustões serão: a. diminuídas do Lucro Líquido do Exercício. b. Adicionadas ao Lucro Líquido do Exercício. c. Adicionadas ou subtraídas do Lucro Líquido do Exercício, conforme o caso. d. n.d.a. 5. O que é Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos? 6. O que é Capital Circulante Líquido? 3
  4. 4. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração ATIVIDADES PRÁTICAS Fazer a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos da Comercial Juazeiro S.A., em 31/12/x5 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Ordem Valor 1 ORIGENS DOS RECURSOS g. Lucro Líquido do Exercício (+) Depreciação, Amortização ou Exaustão (+ ou -) Variação nos Resultados de Exercícios Futuros h. Realização do Capital Social i. Contribuições para Reservas de Capital j. Aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo k. Redução do Ativo Realizável a Longo Prazo l. Alienação de Investimentos e Direitos do Ativo Permanente TOTAL DAS ORIGENS 2 APLICAÇÕES DE RECURSOS e. Dividendos distribuídos f. Aumentos de Bens ou Direitos do Ativo Permanente g. Aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo h. Redução do Passivo Exigível a Longo Prazo TOTAL DAS APLICAÇÕES 3 AUMENTO OU DIMINUIÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO (1 – 2) 4 VARIAÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO Ativo Circulante Inicial (-) Passivo Circulante Inicial a. Capital Circulante Líquido Inicial Ativo Circulante Final (-) Passivo Circulante Final b. Capital Circulante Líquido Final Variação do Capital Circulante Líquido (b – a) Suponhamos que a Comercial Neto S.A, tenha apresentado, em 31 de dezembro de x4, o seguinte Balanço Patrimonial: ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa 5.000 Duplicatas a Pagar 3.100 Duplicatas a Receber 2.000 Impostos a Pagar 1.200 Estoques 12.000 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO EXÍGIVEL A LONGO PRAZO Promissórias a Receber 3.000 Títulos a Pagar 10.000 ATIVO PERMANENTE PATRIMÕNIO LIQUIDO Móveis e Utensílios 8.000 Capital 11.000 (-) Depreciação 800 Lucros ou Prejuízos 3.900 Total do Ativo 29.200 Total do Passivo 29.200 No quadro a seguir, você visualizará os grupos patrimoniais, para efeito da apuração do Capital Circulante Líquido: CCL 4
  5. 5. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração ATIVO PASSIVO ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE 4.300 19.000 ATIVO PASSIVO NÃO-CIRCULANTE NÃO-CIRCULANTE 10.200 24.900 Capital Circulante Líquido = Ativo Circulante ............................. 19.000 (-) Passivo Circulante .................... 4.300 -------- 14.700 Vamos simular a ocorrência de novos fatos, apurar o Resultado do Exercício e elaborar a Demonstração do Resultado do Exercício, a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados e o Balanço Patrimonial, para que possamos, finalmente, chegar à Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos. Acompanhe os procedimentos. 1. a. Venda de mercadorias a vista, isentas de impostos, por R$ 10.000 (custo: R$ 6.000); b.Pagamento de Despesas diversas no valor de R$ 1.000. NOTA: - Na letra a, tivemos lucro de R$ 4.000 na venda de mercadorias e na letra b tivemos uma despesa de R$ 1.000. Logo, apuramos o lucro final de R$ 3.000. 2. Houve aumento de Capital com integralização em dinheiro de R$ 4.000. 3. Venda a vista de Móveis e Utensílios por R$ 900 (custo: R$ 1.000; depreciação: R$ 100; não houve ganho nem perda de capital). 4. Pagamento em dinheiro de Títulos a Pagar (Exigível a Longo Prazo): R$ 5.000. Veja as demonstrações, após a ocorrência desses fatos: Demonstração do Resultado do Exercício - Vendas ............................................................................................... 10.000 - (-) Custo de Mercadorias Vendidas ................................................... 6.000 - Lucro Bruto ....................................................................................... 4.000 - (-) Despesas Diversas ........................................................................ 1.000 - Lucro Líquido .................................................................................... 3.000 5
  6. 6. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa ............................. 13.900 Duplicatas a Pagar ...... 3.100 Duplicatas a Receber .... 2.000 Impostos a Pagar ........ 1.200 4.200 Estoque ......................... 6.000 21.900 ATIVO REALIZÁVEL A EXÍGIVEL A LONGO PRAZO LONGO PRAZO Promissórias a Receber.. 3.000 Títulos a Pagar ......................... 5.000 ATIVO PERMANENTE PATRIMÔNIO LÍQUIDO Móveis e Utensílios ...... 7.000 Capital ............................ 15.000 (-) Depreciação Lucros ou Prejuízos Acumulada .............. 700 6.300 Acumulados.................... 6.900 21.900 TOTAL DO ATIVO 31.200 TOTAL DO PASSIVO 31.200 Para facilitar seu raciocínio, compare os dois quadros a seguir: Situação Inicial ATIVO PASSIVO ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE 4.300 19.000 ATIVO PASSIVO NÃO-CIRCULANTE NÃO-CIRCULANTE 10.200 24.900 Situação Atual ATIVO PASSIVO ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE ATIVO PASSIVO NÃO-CIRCULANTE NÃO-CIRCULANTE Veja o capital Circulante Líquido CCl de cada situação: a. Situação inicial: CCL = AC = 19.000 - PC = 4.300 b. Situação atual: CCL = 6
  7. 7. REAL FACULDADE DE BRASÍLIA Curso de Administração 7

×