• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Emater - RS
 

Emater - RS

on

  • 1,799 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,799
Views on SlideShare
1,796
Embed Views
3

Actions

Likes
1
Downloads
18
Comments
0

1 Embed 3

http://us-w1.rockmelt.com 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Emater - RS Emater - RS Presentation Transcript

    • EXTENSÃO RURAL OFICIAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
    • EXTENSÃO RURALNo Brasil – iniciou no império com osInstitutos Imperiais da Agricultura –1859, culminando com a sanção da Lei12.188/2010.ACAR (1948) em Minas Gerais –No Rio Grande do Sul - ASCAR (1955)
    • MISSÃOPromover o Desenvolvimento RuralSustentável, por meio de ações de assistênciatécnica e extensão rural, mediante processoseducativos e participativos, visando aofortalecimento da agricultura familiar e suasorganizações e criando condições para opleno exercício da cidadania e a melhoria daqualidade de vida da população gaúcha.
    • Estrutura AtualESCRITÓRIO CENTRAL 1ESCRITÓRIOS REGIONAIS 10A COMPOSIÇÃO DA EQUIPEESCRITÓRIOS MUNICIPAIS 492EQUIPE BÁSICAUNIDADES DE CLASSIFICAÇÃO 42CENTROS DE TREINAMENTO 10DE AGRICULTORES
    • Mapa dos ESREG’s
    • Dados Gerais Corpo Funcional ASCAR – EMATER/RS – fevereiro de 2012 Número Empregados Percentual Escritório Ativos = 188 Central 01 Licenciados = 193 17,75% Total = 381 Escritórios 10 161 7,49% Regionais Escritórios Extensionistas = 1241 Municipais 492 Apoio Administrativo = 239 68,86% Total = 1480Classificação 42 127 5,90% TOTAL 2.149
    • Localização do corpo funcional da EMATER/RS- ASCAR 8% 10% 9% 73%Escritórios Municipais Escritórios Regionais Escritório Central Outros
    • Localização do corpo funcional 144 196 165 1.385Escritórios Municipais Escritórios Regionais Escritório Central Outros especialistas -116 / mestres - 59 / doutores - 6
    • A ESTRUTURA Frota atual - 1.250 veículos em uso 720 até 12 anos Todas UNIOPs conectadas à internet 1.966 Computadores 242 Note Books 831 GPS 550 câmeras fotográficas280.000 famílias atendidas - visitas, reuniões, dias decampo, DM, capacitação, campanhas, UO, Atendimento noescritório, etc
    • Os Convênios •Federal •Estadual •Municipal •Privado
    • Composição Percentual do Montante de Receitas Executadas pela EMATER/RS-ASCAR em 2012 4,12% 3,16% 6,93% Total do orçamento 11,28% R$177,48 milhões 71,41%Federais Estaduais MunicipaisDe Classificação De Assistência Técnica
    • Os AssistidosDOS 395.000 ESTABELECIMENTOS RURAIS FAMILIARES EXISTENTES NO ESTADO, A EMATER/RS ATENDE: 280 mil propriedades familiares em 10.543 comunidades e em 492 municípios
    • Áreas Temáticas• Inclusão social e produtiva no meio rural;• Sucessão familiar, juventude e gênero;• Transição agroecológica de sistemas produtivos de grãos/manejo de solo e água;• Agroindústria;• fruticultura/olericultura;• Gestão ambiental/sistemas agroflorestais;• Pecuária familiar;• Formação técnico social;• Processos e metodologias participativas;• Gestão da produção, abastecimento e cooperativismo.
    • Agricultura Familiar no Rio Grande do Sul Porto Alegre, março de 2012
    • AGRICULTURA FAMILIARImportância Econômica da Agricultura Familiar - Brasil 4,5 milhões de estabelecimentos: 85% do estabelecimentos rurais 24,3% da área  Produzem aproximadamente 70% dos alimentos da cesta básica;  Respondem por 32% do PIB das cadeias produtivas do agronegócio ou  10% do PIB do país.
    • AGRICULTURA FAMILIAR Participação da Agricultura no PIB BRASIL RIO GRANDE DO SUL Familiar 10% Familiar 27% Não Familiar 20% Demais Setores 51% Demais Setores Não Familiar 70% 22% Fonte: FIPE/MDA, 2005.
    • AGRICULTURA FAMILIARComparação da agricultura familiar no Brasil e RS em relação à produção total ATIVIDADES Brasil (% ) Rio Grande do Sul (% ) Mandioca 87,0 92,0 Feijão 70,0 85,0 Leite 58,0 84,7 Avicultura de corte 50,0 80,2 Milho 46,0 71,4 Suínos 59,0 70,3 Bovinocultura de corte 30,0 36,3 Soja 16,0 35,7 Trigo 21,0 23,1 Arroz 34,0 10,7 Valor Médio Anual da produção 13.990,00 24.972,58 por estabelecimento (R$) Pessoas ocupadas na 12.300.000 (74,4% ) 992.088 (80,5% ) Agricultura familiar Fonte: Censo Agropecuário 2006
    • DISTRIBUIÇÃOREGIONAL DOSESTABELECIMENTOS Total: 49.337 Total: 38.095 Total: 41.365 Familiar: 88,0%RURAIS E ÁREA Familiar: 87,4% Familiar: 91,4% Total: 32.850 Total: 38.824 Familiar: 89,4 % 46,8% 67,7% Familiar: 81,0% 28,4% 40,0% 31,6% Total: 83.681 Total:54.335 Familiar: 85,5% Familiar: 91,6 % 28,4% 72,0% 30,0% 9,1% Total: 45.578 Familiar: 84,7 % Total: 20.818 Familiar: 65,3% 25,7% Total: 36.180 RIO GRANDE DO SUL Familiar: 83,2% Estabelecimentos: 441.467 Familiar: 85,7% Não familiar: 14,3% Fonte: Censo Agrop . 2006
    • ÁREA MÉDIA PORESTABELECIMENTOPOR REGIÃO 23,2 ha 34,9 ha 28,4 ha 35,1 ha 46,2 ha 52,7% 14,9 ha 34,2 ha 201,2 ha 70,1 ha RIO GRANDE DO SUL Área: 20.199.489 ha Familiar: 30,55% Não familiar: 69,45% Fonte: Censo Agrop . 2006
    • Principais cadeias produtivas• Grãos (soja, milho, arroz, trigo, feijão)• Tabaco• Frutas (uva/vinho, citros, pêssego, banana)• Hortaliças (alho, batata, cebola, tomate)• Bovinos• Suínos• Aves• Leite
    • Temas sensíveis:– Transgênicos;– Agrotóxicos;– Código Florestal Brasileiro (revisão).
    • PROGRAMA DE REFORMA AGRÁRIA EMATER/RS
    • HISTÓRICO DA REFORMA AGRÁRIA NA EMATER/RSATÉ 1996 – EMATER/RS RESPONSÁVEL PELA ATER EM PRATICAMENTE TODOS ASSENTAMENTOS. 1997 – CRIAÇÃO DO LUMIAR, ONDE A COPTEC ASSUME 60% DOS ASSENTAMENTOS. 2004- CRIAÇÃO DO PROGRAMA DE ASSESSORIA TÉCNICA, SOCIAL E AMBIENTAL –ATES. 2009 – CONTRATOS DE ATES VIA INCRA NO ESTADO, COM PREVISÃO DE DURAÇÃO ATÉ 2013.
    • ATES NO BRASIL:260.000 FAMÍLIAS ASSISTIDASATES NO RIO GRANDE DO SUL:•11.000 FAMÍLIAS;•19 NÚCLEOS OPERACIONAIS;•330 ASSENTAMENTOS;•87 MUNICÍPIOS;•132 TÉCNICOS.
    • SITUAÇÃO DA ATES NO ESTADOPRESTADORA Nº NÚCLEOS OPERACIONAIS Nº FAMÍLIASEMATER/RS 09 4950COPTEC 09 5700CETAP 01 350
    • RELAÇÃO TÉCNICO/FAMÍLIA:01 TÉCNICO DA ÁREA AGRÁRIA PARA CADA 125 FAMÍLIAS01 TÉCNICO DA ÁREA SOCIAL PARA CADA 250 FAMÍLIASRELAÇÃO DE UM TÉCNICO PARA CADA 85 FAMÍLIAS
    • ENFOQUE PRINCIPAIS DO TRABALHO DE ATES NOS ASSENTAMENTOS RESGATE DOS VALORES, DIGNIDADE, CIDADANIA E INCLUSÃO SOCIAL DA FAMÍLIA ASSENTADA. INCENTIVO AOS TRABALHOS ASSOCIATIVOS, COOPERATIVOS, COLETIVOS, MAS SEMPRE COM RESPEITO AS INDIVIDUALIDADES. PRODUÇÃO PARA SUBSISTÊNCIA NOS ASSENTAMENTOS. ESTRUTURAÇÃO DE UMA RENDA MENSAL. PRODUÇÃO DE SEMENTES E INSUMOS PRÓPRIOS. BUSCA DE MERCADOS SOLIDÁRIOS E ALTERNATIVOS.
    • PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DA ASSESSORIA TÉCNICA, SOCIAL E AMBIENTAL - ATES NA EMATER/RS CAPACITAÇÃO DOS TÉCNICOS QUE ATUAM EM REFORMA AGRÁRIA EM CURSOS PROMOVIDOS PELA EMATER/RS, INCRA, EMBRAPA, DDA. UTILIZAÇÃO DOS PLANOS DE DESENVOLVIMENTO E PLANOS DE RECUPERAÇÃO DOS ASSENTAMENTOS -PDAS, PRAS ACOMPANHAMENTO CONSTANTE COM AS ESTRUTURAS DE APOIO DA EMATER/RS. CONSELHOS ESTADUAL E REGIONAIS DE ATES, COM PARTICIPAÇÃO DIRETA DE REPRESENTANTES DOS ASSENTAMENTOS PARCERIAS COM TODAS AS ENTIDADES QUE ATUAM DIRETAMENTE NOS ASSENTAMENTOS.
    • ALGUMAS DIFICULDADES DA ATES JUNTO AOS ASSENTAMENTOS INFRA-ESTRUTURA BÁSICA INSTALADA COM MUITO ATRASO. PÚBLICO DESCONHECEDOR DO LOCAL, E CADA VEZ MAIS COM POUCA TRADIÇÃO NA AGROPECUÁRIA. INEXPRESSIVA EXISTÊNCIA DE TRABALHO DE PESQUISAS NOS ASSENTAMENTOS. DESAFIOS DA METADE SUL DO ESTADO PARA SUSTENTABILIDADE DAS FAMÍLIAS. COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO. FALTA DE DEFINIÇÕES DE POLÍTICAS E ESTRUTURAS REGIONAIS NA ÁREA DE ASSENTAMENTOS PARA NÃO PULVERIZAR OS RECURSOS. RECURSOS INSUFICIENTES PARA PROMOVER A AUTO-SUSTENTABILIDADE DAS FAMÍLIAS.
    • ALGUNS PONTOS POSITIVOS PARA O TRABALHO DA ATES NOS ASSENTAMENTOS GRUPALIZAÇÃO E PROXIMIDADE ENTRE OS PRODUTORES. APOIO DO MST A NÍVEL ESTADUAL, REGIONAL E MUNICIPAL. ACOMPANHAMENTO DO INCRA E DDA NO TRABALHO JUNTO ÀS FAMÍLIAS. MAIOR CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA ENTRE OS PRODUTORES ASSENTADOS. TRADIÇÃO DA EMATER/RS EM TRABALHO COM ASSENTAMENTOS NAS REGIÕES. TÉCNICOS COM PERFIL PARA O TRABALHO JUNTO AS FAMÍLIAS ASSENTADAS. PLANOS DE DESENVOLVIMENTO DOS ASSENTAMENTOS COMO FERRAMENTA PARA O TRABALHO. INTEGRAÇÃO DA EMATER/RS COM INCRA, DDA, EMBRAPA, UFSM, UFRGS E DEMAIS ENTIDADES QUE ATUAM NOS ASSENTAMENTOS
    • PERFIL DO TÉCNICO PARA O TRABALHO EM ASSENTAMENTOS CONHECIMENTO DAS CULTURAS E CRIAÇÕES DA REGIÃO ONDE O ASSENTAMENTO ESTÁ LOCALIZADO. CONHECIMENTO DE MERCADO. CAPACIDADE DE ORGANIZAÇÃO E DE ARTICULAÇÃO. BOA CAPACIDADE DE RELACIONAMENTO E DE ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS. BOM SENSO. PACIÊNCIA. AUTODOMÍNIO. INICIATIVA. INTERESSE EM ATUAR COM O PÚBLICO DE REFORMA AGRÁRIA.
    • FORMA DE ATUAÇÃO DA EMATER NOS ASSENTAMENTOS CONSTRUÇÃO DE PROPOSTAS E FORMA DE ATUAÇÃO EM CONJUNTO COM AS FAMÍLIAS ASSENTADAS, UTILIZANDO OS PDAS E PRAS COMO INSTRUMENTO DE COMPROMISSOS RECÍPROCOS. RESPEITO ÀS FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DAS FAMÍLIAS. RESPEITO A FORMA DE ORGANIZAÇÃO DO MOVIMENTO SOCIAL QUE REPRESENTA AS FAMÍLIAS. VALORIZAÇÃO DOS REPRESENTANTES DO ASSENTAMENTO NO CONSELHO REGIONAL DE ATES BUSCA DE TRABALHO EM PARCERIA COM TODAS AS ENTIDADES QUE ATUAM NOS ASSENTAMENTOS.
    • Concepção de Desenvolvimento Rural, para além do agrícola - Criação da SDROs desafios atuais para o meio ruralexigem que o Estado tenha um papelimportante como regulador, indutor dodesenvolvimento e promotor da inclusãosocial e do combate às desigualdadesregionais.
    • Desenvolvimento Rural: O rural, além do agrícolaÉ necessário um esforço conjunto da pesquisa,ensino e extensão rural para avançar em direçãoa um modelo de desenvolvimento que incorporeinovações tecnológicas, que fortaleça adiversificação produtiva e a agregação de valoraos produtos primários, gere emprego e rendano meio rural, com sustentabilidade ambiental.
    • QUESTÕES PARA PENSAR
    • Qual é o papel do estado – edas agências de ensino,pesquisa e extensão rural -na promoção dodesenvolvimento rural?
    • Qual é o papel daagricultura e do meio ruralno desenvolvimento doestado?
    • Quais são as oportunidadesa partir das políticaspúblicas? E os limites?
    • Como sensibilizar emobilizar técnicos,agricultores econsumidores paramudar sistemasprodutivos?
    • www.emater.tche.braguiar@emater.tche.br 2125-3095 OBRIGADO