• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
4a edição
 

4a edição

on

  • 556 views

 

Statistics

Views

Total Views
556
Views on SlideShare
556
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    4a edição 4a edição Document Transcript

    • Jornal Escotismo 4ª Edição - Distribuição Gratuita 341°. Grupo Escoteiro Olhos D'Água Rua Floriano Peixoto n°. 392 A – Centro Reuniões: Sábados das 14:00 às 17:00 h. Informações (17) 9707 8260 ge_olhosdagua@yahoo.com.br ACABARAM-SE AS FÉRIAS , QUE VENHA 2010! Depois de um longo período de férias, estamos voltando as atividades e num ano muito especial e cheio de significado. Estamos comemorando esse ano 100 anos da Chegada do Escotismo ao Brasil. Em 1910 militares da Marinha do Brasil que estavam acompanhando a construção do encouraçado Minas Gerais conheceram os “Boy Scout's” londrinos e se encantaram com a idéia e resolveram trazê-la e implantá-la em nosso país e...AQUI ESTAMOS NÓS. Navegando ainda pelas águas dos rios e dos mares também se comemora o centenário da “Modalidade do Mar”, essa modalidade além das praticas habituais do escotismo, tem uma ênfase toda especial as praticas náuticas. Dentro deste espírito de festa nós da chefia desejamos a todos bom início de atividades e um fortíssimo: SEMPRE ALERTA PARA SERVIR O MELHOR POSSÍVEL Pessoas que fazem a história... Reproduzimos abaixo a nota de pesar divulgada pela Diretoria Executiva Nacional, pelo falecimento da Chefe ZildaArns A União dos Escoteiros do Brasil, através de sua Diretoria Executiva Nacional, manifesta seu profundo pesar pelas vítimas do terremoto ocorrido no Haiti nesta última quarta-feira, ocasionando milhares de mortes, dentre as quais a de muitos militares brasileiros que atuavam na missão de paz da ONU naquele país, e provocando a lamentável perda da vida da médica brasileira Zilda Arns, que marcou sua existência por sua vibrante ação social. Nascida em Forquilhinha (SC), Zilda Arns residia desde jovem em Curitiba (PR). Ela escolheu a medicina como missão e enveredou pelos caminhos da saúde pública. Sua prática diária como médica pediatra do Hospital de Crianças Cezar Pernetta, em Curitiba (PR), e posteriormente como diretora de Saúde Materno-Infantil da Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, teve como suporte teórico diversas especializações como Saúde Pública, pela Universidade de São Paulo (USP) e Administração de Programas de Saúde Materno-Infantil, pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS). Sua experiência fez com que, em 1980, fosse convidada a coordenar a campanha de vacinação Sabin para combater a primeira epidemia de poliomielite, que começou em União da Vitória (PR), criando um método próprio, depois adotado pelo Ministério da Saúde. Em 1983, a pedido da CNBB, criou a Pastoral da Criança juntamente com Dom Geraldo Majela Agnello, Cardeal Arcebispo Primaz de Salvador, na Bahia, que na época era Arcebispo de Londrina. Em 2004, Zilda recebeu da CNBB outra missão semelhante: fundar, organizar e coordenar a Pastoral da Pessoa Idosa.Atualmente mais de 129 mil idosos são acompanhados todos os meses por 14 mil voluntários. Pelo seu trabalho na área social, Zilda Arns recebeu diversas condecorações nacionais e internacionais. No Movimento Escoteiro Zilda Arns participou ativamente, como escotista do Grupo Escoteiro Jorge Frassati, de Curitiba, onde atuou como Chefe de Lobinhos. Posteriormente, já na coordenação da Pastoral da Criança, formalizou convênios e desenvolveu várias atividades com a União dos Escoteiros do Brasil. Ao mesmo tempo em que manifestamos à família e amigos de Zilda Arns nosso pesar pelo seu falecimento, também registramos nossa solidariedade à Associação Nacional dos Escoteiros do Haiti (Association Nationale des Scouts d'Haïti), ao governo e ao povo do Haiti, renovando nossa disposição de contribuir para minimizar seu sofrimento, ao mesmo tempo em que desejamos ao nosso companheiro de Movimento e atual Embaixador Brasileiro no Haiti, Igor Kipman, a força e a serenidade para atravessar este difícil momento. Sempre Alerta Para Servir Rubem Tadeu Perlingeiro Diretor Presidente
    • Palavra de Escoteiro... “Minha vida inteira fui escoteiro. Eu fui desde lobinho até chefe; tenho quase todas as insígnias escoteiras. Para mim tudo isto significou várias coisas - a questão do trabalho coletivo, do respeito ao outro, do respeito ao meio ambiente, e muito o sentido de empreendedorismo, esta coisa de você batalhar, lutar, ultrapassar - então, para mim o escotismo fez parte de toda uma formação e me ajudou iinclusive a trabalhar com a questão do terceiro setor.” (Gilberto Dimenstein, Jornalista, Escritor e empreendedor Social no Terceiro Setor) “Minha escola era um dos estabelecimentos mais bem conceituados do país. Mas, para mim, seu principal atrativo era a importância que ali se dava ao escotismo. Apatrulha escolar tornou-se uma de minhas várias atividades extracurriculares. Junto com garotos de outras escolas nos dedicávamos a exercícios, jogos, atividades artísticas, discussões, acampamentos, excursões ao campo e espetáculos de variedades à volta da fogueira. No que denominávamos “semana de ganhar dinheiro”, vendíamos coisas nas ruas, engraxávamos sapatos, trabalhávamos em quiosques vendendo chá, além do aspecto lúdico, o escotismo me deu noções de moral, estimulou em mim a compaixão, me ensinou a amar e a ajudar ao próximo. Com a ajuda do escotismo e das boas notas, meu pai acabou por ver com simpatia minhas atividades extracurriculares. Desde então depositou em mim uma confiança inabalável e mais tarde me apoiou sem reserva em todos os meus empreendimentos.” ( Muhammad Yunus, ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2006) Leis de Murphy no Acampamento – Parte 3 21 - Quanto mais cuidadosamente você planejar um acampamento, maior será sua confusão mental quando algo der errado. 22 - Não importa para onde é sua caminhada; é sempre morro acima e contra o vento. 23 - Toda partícula que voa sempre encontra um olho. 24 - Sorria!Amanhã será pior. 25 - Os Lobinhos são incríveis. Em geral, eles repetem palavra por palavra aquilo que você não deveria ter dito. 26 - Um morro nunca desce. 27 - Você sabe que é um dia ruim quando: O sol nasce no oeste; você sai da barraca e seus sapatos estão molhados e o passarinho cantando lá fora é um urubu. 28 - Na barraca quem ronca sempre dorme primeiro. 29 - Mais vale um pássaro na mão do que um voando sobre a nossa cabeça. 30 - O material do acampamento é danificado na proporção direta do seu valor. Oração do Chefe Escoteiro Senhor e Chefe Meu, que apesar das minhas debilidades me haveis escolhido como Chefe e Guardião de maus irmãos Escoteiros, fazei que minhas palavras iluminem seus passos pelo caminho da vossa lei; que saiba mostrar-lhes Vossas pegadas divinas na Natureza que havei criado; ensinar-lhes o que devo, e conduzí-los de etapa em etapa até Ti, Senhor Meu, no campo do repouso e da fartura, onde haveis estabelecido Vossa barraca e a nossa, para a eternidade. Assim seja.
    • 20 Calendário 2010 FEVEREIRO Reinicio das atividades Documento histórico 22 Nascimento de B-P (153 anos) Este documento certifica que um 27 Reunião em sede 28 Entrega do Balanço para UEB/SP distintivo escoteiro esteve com o 6 Reunião em sede MARÇO primeiro homem que pisou na lua Neil 13 Reunião de pais Armstrong, o primeiro homem à pisar na 14 Curso Informativo Curao 20 e 21 Acampamento Lobo - Reunião em sede para as tropas Lua foi Escoteiro, e em sua missão, ele 27 31 Reunião em sede Entrega do Projeto Grupo Padrão levou à Lua uma placa de bronze com a ABRIL Flor de Liz, que está lá até hoje. 3 Reunião em sede 10 1ª Olimpiada Escoteira do G.E. Olhos d'Água 17 Reunião em sede 23 Dia Mundial do Escoteiro 24 e 25 Acampamento de Tropas MAIO 1 Reunião em sede 8 Reunião em sede 15 Reunião em sede 22 Reunião em sede 29 Reunião em sede JUNHO 5 Dia da Ecologia /19º Mot Eco 12 Reunião em sede 18 Dia do Senior 19 Reunião em sede 26 Assembléia de Grupo 29 Dia do Pioneiro JULHO 3 Festa Julina 9 Revolução Constitucionalista de 32/atividade cíviaca 10 Reunião em sede 13 Nascimento de Caio Viana Martins 17 Reunião em sede 24 Reunião em sede 31 Reunião em sede AGOSTO 1 Dia do Esc otismo 6 Dia Interamericano do Chefe Escoteiro 7 Reunião em sede Tradução: 14 20 Reunião em sede 4 anos do G. E. Olhos d'Água “Certifico que este distintivo mundial 21 Reunião em sede dos escoteiros foi levado para 28 e 29 Acampamento de anivers ario SET EMBRO superfície lunar no primeiro pouso do 4 7 Ativiade da Semana da Pátria Independencia do Brasil/Atividade Cívica homem na Lua.” 11 12º Mutirão Escoteiro Nacional de Ação Comunitária Apolo XI, 20 de julho de 1969 18 Reuniãoemsede Neil A. Armstrong 25 Reuniãoemsede Comandante da Tripulação OUTUBRO Apolo XI 2 Reuniãoemsede 4 Diado Lobinho 9 Reuniãoemsede 16 Reuniãoemsede 23 Reuniãoemsede 30 Reuniãoemsede NOVEMBRO 4 Aniversárioda UEB 6 Reuniãoemsede 13e 14 Atividadeem Taubaté 20 Reuniãoemsede 27 Reuniãoemsede Fala sério é pra ter muito orgulho de ser escoteiro DEZEMBRO 4 Encerramento emsede 11 Atividadeexterna(a confirmar)
    • CH SILABOX ESCOTEIRO ELO LEI NÓS UEB CABO DEUS FILA FOGO GUIA JOGO RUMO J CHEFE CULTO A GRITO GRUPO M MNEAC SISAL B TROPA BASTÃO O CANÇÃO CORDÃO R EQUIPE ESCOTA E FÍSICO INGLÊS E SÊNIOR SOCIAL AFETIVO ARGANEL BATEIAS BÚSSOLA LAMPIÃO BARRACAS JAMBOREE PATRULHA ESCOTEIRO LAIS DE GUIA LIS DE OURO MONITORIA PATATENRA SALTEADOR ACAMPAMENTO BADEN POWELL INTELECTUAL Vamos colorir o Baloo e mostrá-lo para Akelá Apoio: Paróquia Nossa Senhora Aparecida Diocese de Barretos Olímpia-SP