Colégio Estadual Piratini                   Componentes:                 Bárbara Mariño;                Daphne Monteiro;  ...
Conflito Israel-Palestina    Origem e atualmente
Origem: Confronto entre Israel e Palestina    Os conflitos       entre       Israel       ePalestina nasceram em tempos re...
Com a queda do Império Otomano, aInglaterra transforma a região em colôniabritânica, instituindo um protetorado, ou seja,a...
O principal confronto entre palestinos eisraelenses se dá em torno da soberania e dopoder sobre terras (que envolvem antig...
Com a saída dos ingleses das terras ocupadas,a situação se complicou, pois os judeusanunciaram a criação do Estado de Isra...
A OLP – Organização para Libertação da Palestina(organização política e “militar”), voltada para a lutapela criação de um ...
Em 1982 Israel ataca o Líbano, com o supostoobjetivo de cessar as investidas terroristas queseriam empreendidas pela OLP a...
No ano de 1993, através do Acordo de Paz deOslo, criou-se a Autoridade Palestina, lideradapor Yasser Arafat. Os palestinos...
• As chances do nascimento de um Estado Palestino eram crescentes,  mas com a eleição do Hamas, tudo se complica e as poss...
Atualmente no Conflito Israel-                Palestina• Na quinta-feira (29/11), a Assembleia Geral da ONU  aprovou uma r...
Paralisado há anos sob pressão americana,este polêmico projeto visa criar uma ligaçãoterritorial entre Maalé Adumim (35.00...
A mudança também significa que palestinos poderãoparticipar dos debates da Assembleia Geral da ONU, aumentandosuas chances...
No entanto, duas décadas de conflitosintermitentes desde então e a falta de consenso emtemas-chave impediram um acordo per...
Referências Bibliográficas• http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2012-11-29/entenda-qu• http://www.infoescola.com/historia...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Conflito em gaza 2 e

681 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
681
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
82
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conflito em gaza 2 e

  1. 1. Colégio Estadual Piratini Componentes: Bárbara Mariño; Daphne Monteiro; Gustavo Holz; Joelma Martins; Julia Gonçalves; Kamila Freitas.
  2. 2. Conflito Israel-Palestina Origem e atualmente
  3. 3. Origem: Confronto entre Israel e Palestina Os conflitos entre Israel ePalestina nasceram em tempos remotos, poisiniciaram nos ancestrais confrontos entre árabese israelenses. Mas os combates começaram nofinal do século XIX, quando o povo judeu,cansado do exílio, passou a expressar o desejo deretornar para sua antiga pátria, então habitadaem grande parte pelos palestinos, embora sob odomínio otomano.
  4. 4. Com a queda do Império Otomano, aInglaterra transforma a região em colôniabritânica, instituindo um protetorado, ou seja,apoio dado por uma nação a outra, sendo estamenos poderosa, na região disputada tanto porpalestinos quanto por israelenses, o qual seestendeu de 1918 até 1939. Depois do início daSegunda Guerra, com a perseguição aos judeus,os problemas se agravaram, pois mais que nuncaeles desejavam retornar à Palestina, há muitotempo consagrada como um território árabe.
  5. 5. O principal confronto entre palestinos eisraelenses se dá em torno da soberania e dopoder sobre terras (que envolvem antigasquestões históricas, religiosas e culturais). Tantoárabes quanto judeus reivindicam a posse deterritórios nos quais se encontram seusmonumentos mais sagrados. A ONU ofereceu àambos a possibilidade de dividir a região entreisraelenses e palestinos (este resistiu e serecusou a aceitar a presença de um povo nãoárabe neste território).
  6. 6. Com a saída dos ingleses das terras ocupadas,a situação se complicou, pois os judeusanunciaram a criação do Estado de Israel. Egito,Jordânia, Líbano, Síria e Iraque se mobilizaram einiciaram intenso ataque contra os israelenses,em busca de terras. Assim, o Egito conquista aFaixa de Gaza, enquanto a Jordânia obtém a áreacomposta pela Cisjordânia e por JerusalémOriental. Como consequência desta disputa, ospalestinos são desprovidos de qualquer espaçonesta região.
  7. 7. A OLP – Organização para Libertação da Palestina(organização política e “militar”), voltada para a lutapela criação de um Estado Palestino livre, é criada em1964. Logo depois, em 1967, os egípcios passam aimpedir a passagem de navios israelenses e começama ameaçar as fronteiras de Israel, e Jordânia e Síriaposicionam seus soldados nas regiões que fazemfronteira a Israel. Antes de ser atacado, o povo israelitadá início à Guerra dos Seis Dias, da qual sai vitorioso,conquistando partes da Faixa de Gaza, do Monte Sinai,Jerusalém Oriental, entre outros. Em 1982,obedecendo a um acordo com o Egito, assinado em1979, os israelenses deixam o Sinai.
  8. 8. Em 1982 Israel ataca o Líbano, com o supostoobjetivo de cessar as investidas terroristas queseriam empreendidas pela OLP a partir de baseslocalizadas neste país. Cinco anos depois ocorre aprimeira Intifada (rebeldia popular que utilizaarmas rudimentares, como paus e pedras,atirados contra os judeus), mas ela não seresumia só a essas investidas, englobava tambémvários atentados sérios contra os israelenses.Finalmente, em 1988, o Conselho Palestinorejeita a Intifada e aceita a Partilha proposta pelaONU.
  9. 9. No ano de 1993, através do Acordo de Paz deOslo, criou-se a Autoridade Palestina, lideradapor Yasser Arafat. Os palestinos, porém,continuaram descumprindo as cláusulas dotratado, pois a questão principal, referente àJerusalém, continuava em aberto, enquanto osisraelenses, mesmo dispostos a abandonar váriaspartes dos territórios ocupados em Gaza e naCisjordânia, preservam neles algunsassentamentos judaicos. Por outro lado, nãocessam os atentados palestinos.
  10. 10. • As chances do nascimento de um Estado Palestino eram crescentes, mas com a eleição do Hamas, tudo se complica e as possibilidades de paz se reduzem. Neste momento, por conta de confrontos internos entre os palestinos, eles perdem a maior oportunidade de garantir a soberania sobre o território reivindicado, pois há uma nova escalada do terror.• Em 2006 também ocorre o afastamento de Ariel Sharon, atingido por um derrame cerebral que o deixa em coma. Ele é então substituído temporariamente por Ehud Olmert, logo depois consolidado no poder pela vitória de seu partido nas eleições.• Em 2008, as maiores partes dos palestinos e israelenses concordam que a Cisjordânia e a faixa de Gaza devem constituir o Estado Palestino; e o Hamas e o Fatah uniram-se para a instauração de um governo de coalizão, à custa de muito sangue palestino derramado, mas esse passo ainda não foi suficiente para instalar a Palestina de volta nas mesas de negociação.
  11. 11. Atualmente no Conflito Israel- Palestina• Na quinta-feira (29/11), a Assembleia Geral da ONU aprovou uma resolução que concedeu à Palestina o status de Estado observador não-membro, apesar da oposição dos estadunidense e israelita, que respondeu anunciando o projeto de construir 3.000 novas casas nos assentamentos da Cisjordânia e Jerusalém Oriental.• Este status é, principalmente, simbólico, porém a liderança palestina argumenta que isto ajudará na delimitação do território que quer que constitua seu Estado próprio o que pode acarretar ao seu reconhecimento formal.
  12. 12. Paralisado há anos sob pressão americana,este polêmico projeto visa criar uma ligaçãoterritorial entre Maalé Adumim (35.000habitantes) e as colônias de Jerusalém Oriental,ocupada e anexada desde 1967. Ambas asregiões estão a cerca de 10 km de distância umada outra. Ele foi denunciado com veemênciapelos palestinos por praticamente dividir emduas a Cisjordânia, comprometendo a viabilidadede um Estado palestino.
  13. 13. A mudança também significa que palestinos poderãoparticipar dos debates da Assembleia Geral da ONU, aumentandosuas chances de integrar agências e entidades ligadas à ONU. Talvez o maior temor de Israel seja o fato de que, se ospalestinos quiserem usar seu novo status para entrar no TribunalPenal Internacional, eles poderiam acionar Israel judicialmente porsupostos crimes de guerra cometidos em territórios ocupados. Os palestinos tentam há tempos estabelecer um Estadosoberano na Cisjordânia (que inclua Jerusalém Oriental e a Faixa deGaza), seguindo o traçado de antes da Guerra dos Seis Dias (em1967) onde quando Israel ocupou territórios já reivindicados pelospalestinos. Os Acordos de Oslo, entre a OLP (Organização pela Libertaçãoda Palestina) e Israel, levaram ao reconhecimento mútuo.
  14. 14. No entanto, duas décadas de conflitosintermitentes desde então e a falta de consenso emtemas-chave impediram um acordo permanente. Com o impasse nas negociações, a liderançapalestina passou a buscar o reconhecimento individualdos países de um Estado palestino. Essa é a principalrazão por trás do atual pleito na ONU. Para Israel, o novo status palestino na ONU é umamedida "unilateral" que viola os termos dos Acordosde Oslo.
  15. 15. Referências Bibliográficas• http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2012-11-29/entenda-qu• http://www.infoescola.com/historia/conflito-entre-israel-e-pale• http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2012-12-02/agora- temos-um-estado-disse-abbas-na-cisjordania-apos-decisao- da-onu.html• http://babelpontocom.blogspot.com.br/2009/01/faixa-de- gaza-sob-o-ataque.html• http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/mundo/noticia/2012/11/ palestina-e-elevada-a-estado-observador-das-nacoes- unidas-3966984.html

×