• Save
1  Urbano Rural Cidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

1 Urbano Rural Cidade

on

  • 18,137 views

 

Statistics

Views

Total Views
18,137
Views on SlideShare
17,688
Embed Views
449

Actions

Likes
22
Downloads
0
Comments
1

5 Embeds 449

http://reles.blogs.sapo.pt 369
http://www.slideshare.net 47
http://www.antoniosergio.pt 27
http://translate.googleusercontent.com 5
http://geofixe11b.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • professora de geografia em moura
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

1  Urbano Rural Cidade 1 Urbano Rural Cidade Presentation Transcript

  • ESPAÇO RURAL / ESPAÇO URBANO (pág. 75 a 79) Espaço Urbano ≠ Espaço Rural
  • Espaço onde a ocupação do solo é predominantemente agrícola (terras de cultura, pastagens e bosques), a habitação é geralmente unifamiliar e a população activa dedica-se sobretudo a actividades agrícolas, mas não exclui outras actividades não agrícolas que aqui também se inserem. Espaço Rural
  • Espaço densamente ocupado e elevado índice de construção. Grande concentração de actividades dos sectores secundário e sobretudo do terciário. Espaço Urbano
  • A oposição Espaço Rural/ Espaço Urbano
  • A oposição Espaço Rural / Espaço Urbano :
    • A ocupação do solo;
    • As actividades económicas dominantes;
    • A concentração populacional;
    • A Dinâmica populacional;
    • As deslocações diárias;
    • A Acessibilidade;
  • A ocupação do solo
    • Urbano
    • Áreas residenciais;
    • Comércio e Serviços;
    • Indústria;
    • Equipamentos Sociais e Culturais;
    • Infra-estruturas de transportes
    • Rural
    • Agricultura;
    • Pecuária;
    • Floresta.
  • As actividades económicas dominantes
    • Urbano
    • Sector
    • Secundário e
    • Terciário
    • Rural
    • Sector
    • Primário.
  • A Dinâmica populacional
    • Urbano
    • Áreas em crescimento demográfico e
    • com forte atracção populacional:
    • motores de crescimento económico, de competitividade e de emprego.
    • Rural
    • Áreas com perda de população
    • (êxodo rural)
    • e mais envelhecidas.
  • A concentração populacional
    • Urbano
    • População numerosa e Densidade elevada:
    • Locais com população superior a 5000 habitantes ou com
    • densidade > a 500 hab. por Km2.
    • Rural
    • Fraca densidade populacional com construções baixas e unifamiliares.
  • As deslocações diárias
    • Urbano
    • Movimentos pendulares muito intenso
    • Rural
    • Fracas deslocações
    • Pendulares.
  • A Acessibilidade
    • Urbano
    • Rede de transportes e de comunicações muito densa
    • Lugares de
    • boa acessibilidade
    • Rural
    • Redes de transporte e comunicações precárias e insuficientes.
    • Fraca acessibilidade
  • RURAL / URBANO distinção difícil…
    • A distinção dos dois espaços é cada vez mais difícil , pois o aumento da população, o desenvolvimento da indústria e dos transportes levaram à expansão da cidade para fora dos antigos limites; diversificaram-se as trocas cidade/campo e muitas áreas rurais começaram a apresentar uma diversificação profissional e funcional. A difusão da informação também contribuiu para uniformizar os modos de vida.
  • RURAL / URBANO distinção difícil …
    • Há pouco mais de um séc. a maioria da população vivia em núcleos reduzidos, vinculados a uma economia agrária. Hoje o espaço urbano, principalmente no litoral a Norte de Sines e no Algarve, tornou-se um contínuo, não havendo já uma distinção nítida ente o espaço ainda rural e o espaço já urbanizado.
    • O crescimento urbano : com a expansão dos subúrbios e a difusão da indústria (onde o modo de vida rural e urbano se justapõem), os dois espaços uniformizam-se cada vez mais, graças também, à acção dos meios de comunicação social.
    • É, assim cada vez mais difícil a delimitação dos dois espaços (urbano e rural).
  • CIDADE não há definição universal…
    • Apesar de todos nós termos uma noção de cidade (às quais associamos um conjunto de características) não lhe corresponde uma definição rigorosa e muito menos com aceitação universal ; o que explica as dificuldades sempre que precisamos de utilizar com algum rigor este conceito.
    • A principal razão para a falta desta definição são os critérios utilizados que variam de país para país e têm evoluído ao longo dos tempos.
  • As definições de Cidade Há algumas variações de significados oficiais do que chamamos cidade. Isto porque os critérios utilizados pelos administradores urbanos são diferentes do ponto de vista jurídico ou socioeconómico/espacial. Vejamos a seguir alguns exemplos Suíça – 10.000 hab. Venezuela – 2.500 Hab . Senegal – 10.000 Hab . Índia - 5 mil hab. ou mais, uma densidade maior do que 390 habitantes por Km2 e pelo menos 75% da população empregada em atividades não-agrícolas” Em Portugal, até 1980, exigiam-se 10 mil hab. ou, não os tendo, fosse sede de distrito. Isto deixava de fora muitas povoações com esses estatuto há centenas de anos
  • CIDADE critérios mais utilizados para a definir
    • Critério demográfico : ( Pop. Absoluta...; densidade) ... Mas qualquer que seja o valor mínimo a partir do qual se considera cidade (embora muito variável de país para país, e dentro do mesmo país variável ao longo do tempo) há sempre situações de excepção , seja por questões históricas que hoje são irrelevantes, seja porque há povoações que têm o n° de habitantes mas faltam-lhes muitas características que lhes permitam uma vida própria.., e capacidade de dinamização dos espaços envolventes. (ex muitos subúrbios das grandes cidades = cidades dormitório)
  • CIDADE critérios mais utilizados para a definir
    • Critério Funcional — Actividades a que a pop. se dedica e influência da cidade sobre as áreas envolventes. Por ex. muitos países exigem que não trabalhem no sector primário mais de 25% da população.... valor que não pode ser aplicado indistintamente nos países desenvolvidos e nos países em vias de desenvolvimento.
  • CIDADE critérios mais utilizados para a definir
    • - Critério Jurídico-administrativo : Cidades definidas por decisão legislativa (ex. Capitais de distrito); vontade régia para incentivar o povoamento, recompensa por serviços prestados ou garantir a defesa das regiões de fronteira — Guarda, Beja, Tavira; Pinhel - Reconhecimento de uma função religiosa — Miranda do Douro, Portalegre)
  • CIDADE critérios mais utilizados para a definir
    • É, assim, necessário utilizar
    • simultaneamente vários critérios ( critérios mistos ), que tenham a ver com a sua influência económica, político-administrativa e sociocultural, sobre a região que a envolve
    • Devido à dificuldade em definir cidade é cada vez mais habitual utilizar a expressão «centro urbano», com um significado mais lato do que o de cidade, podendo referir-se a aglomerados urbanos sem essa categoria administrativa (ex. vila)
  • AS ÁREAS URBANAS
    • São frequentemente utilizados como sinónimos mas, há cidades que não são centros urbanos e estes não são necessariamente cidade.
    Centro Urbano Cidade ≠
  • Centro Urbano e Cidade
    • Uma cidade é uma categoria atribuída por ser uma entidade político administrativa ou por esta lhe ter sido atribuída por forma honorífica, por no passado histórico ter havido um motivo que o justificou, ainda que essa mesma entidade, actualmente não cumpra os critérios de definição de cidade.
    • Centro urbano são os locais com população superior a 5000 habitantes ou com densidade superior a 500 habitantes por Km2.
  • Como definir cidade? Em Portugal
    • Como é difícil adoptar um critério uniforme, em Portugal foi legislado (Lei 11/82) conjugando os três critérios e fazendo diferença entre vila e cidade.
    • Actualmente em Portugal para ser vila , uma povoação, tem de ter mais de 3000 eleitores em aglomerado populacional contínuo e que possua pelo menos metade do seguinte equipamento colectivo:
  • Como definir vila? Em Portugal
    • • posto de assistência médica; farmácia;
    • • casa do Povo, de espectáculos, centro cultural ou outras actividades;
    • • transportes públicos colectivos; estação dos CTT;
    • • estabelecimentos comerciais e de hotelaria;
    • • estabelecimento que ministre escolaridade obrigatória;
    • • agência bancária.
  • Como definir cidade? Em Portugal
    • Para ser cidade , uma vila, tem de ter, pelo menos, 8000 eleitores em aglomerado populacional contínuo e possuir pelo menos metade dos seguintes equipamentos colectivos
  • Como definir cidade? Em Portugal
    • • instalações hospitalares com serviço de permanência;
    • • farmácias;
    • • corporação de bombeiros;
    • • casa de espectáculos e centro cultural;
    • • museu e biblioteca;
  • Como definir cidade? Em Portugal
    • • instalações de hotelaria;
    • • estabelecimentos de ensino preparatório e secundário;
    • • estabelecimentos de ensino pré-primário e infantários;
    • • parques ou jardins públicos.
    • • transportes públicos, urbanos e suburbanos;
  • Como definir cidade? Em Portugal
    • Para prevenir determinadas situações especiais legislou-se também que:
    • Importantes razões de natureza histórica, cultural e arquitectónica poderão justificar uma ponderação diferente dos requisitos enumerados anteriormente.
    • Nos últimos anos muitas vilas têm sido elevadas a cidade sem reunirem os requisitos necessários e onde parece que a ponderação é muito influenciada pela preocupação em satisfazer políticos locais...
  • CIDADE - CONCLUSÃO
    • A cidade é fundamentalmente um centro terciário, lugar onde se procede à troca de produtos e ideias, onde aumentam os contactos entre pessoas e instituições, se concentram os locais de convívio e diversão, se procura a escola e se vai ao hospital, se encontra o conhecimento e o apoio técnico necessários à maioria das actividades económicas.
    • Fonte: Teresa Barata Salgueiro — A cidade em Portugal, Edições Afrontamento, 1992
  • Não há duas cidades iguais por isso também não há uma definição universal No entanto há características comuns…
  • Características de cidades
    • Actividades
    • Económicas
    • Serviços
    • Comércio
    • Indústria
    • Elementos
    • Sociais
    • Grande concentração de demográfica
    • Grande densidade de construção
    • Elementos
    • Morfológicos
    • Aspectos arquitectónicos
    • Infra-estruturas de transporte
    • Jardins e Parques
    • Transportes
    • Rodoviário
    • Ferroviário
  • Características de cidades
    • Densa ocupação humana (Pop. Total e Dens. Populacional)
    • Elevado índice de construção (edifícios altos e concentrados);
    • Grande concentração de actividades económicas: serviços (administrativos, sociais e políticos) e comércio;
    • Elevado nº de equipamentos sociais e culturais de lazer e educação;
    • Bem servidas de transporte e comunicação;
    • Elevado fluxo de trânsito e de pessoas.
  • Hong Kong
  • Rio de Janeiro - Favela
  • Toronto
  • Xangai
  • S. Paulo
  • Nova Iorque
  • Miranda do Douro
  • Mértola
  • Beja
  • Porto
  • Lisboa
  • Evolução da Taxa de Urbanização em Portugal 65% Taxa de urbanização: % de população urbana em relação à total – reflecte a tendência de concentração da população nas áreas urbanas.
  • Taxa de Urbanização na UE dos Quinze, 2003 A taxa de urbanização em Portugal aumentou, significativamente, o que se deve, sobretudo, à alteração do método de cálculo da população urbana. Actualmente, o Sistema Estatístico Nacional considera urbanos, além das cidades, os locais com população superior a 5000 habitantes ou com densidade superior a 500 habitantes por Km2. Apesar desta alteração, em Portugal a taxa de urbanização é ainda das mais baixas da União Europeia dos Quinze.
  • Actividades
    • 1- Analisar os mapas da pág. 78 e responder às duas questões
    • 2- Analisar os gráficos da pág. 79 e responder às duas questões
    • 3- Fazer a ficha 15 do Caderno de actividades