Paisagem

  • 2,300 views
Uploaded on

 

More in: Technology , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,300
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
67
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Estudo das Paisagens Prof. Luiz Fernando Out/2004
  • 2. Paisagem  A paisagem, originada na linguagem comum, pode ser definida de diferentes formas, dependendo de quem a define e de que prisma ela é vista.   Para um pintor, por exemplo, uma paisagem não passa de uma pintura que retrata determinada porção do espaço, fictício ou real, constituído basicamente de elementos naturais (vegetação, relevo, rios, aves, etc.). Para um leigo, ela pode ser aquilo que ele vê de uma vista qualquer; apenas os elementos visíveis, externos.
  • 3. Paisagem   A paisagem não deve ser vista apenas como determinada porção do espaço composta de elementos externos, visíveis e estáticos. A paisagem do geógrafo, apresenta-se como um mosaico, constituído de elementos concretos e abstratos, visíveis e invisíveis, que materializam as relações estabelecidas entre o homem e o meio , e que é a expressão da organização de todos os elementos no espaço geográfico
  • 4. Paisagem  É vista como o produto concreto das ações da sociedade, construída pelo trabalho social e, portanto, com uma estrutura impregnada de uma dinâmica comandada pelo homem , conjuntamente com a dinâmica da natureza
  • 5. Paisagem  Tomemos, por exemplo, a observação da vegetação, que é o aspecto mais visível da vida na superfície da Terra. As formações vegetais revelam muitas informações sobre as condições do clima e do solo do lugar. Em uma área tropical, quente e úmida, a existência de uma floresta exuberante e permanentemente verde mostra, quase sempre, que o clima é favorável ao desenvolvimento da vida vegetal. Entretanto, nessas mesmas condições de clima, pode ocorrer também a savana ou o cerrado, o que revela as limitações do solo das áreas tropicais com estações seca e úmida bem marcadas para o crescimento das árvores.
  • 6. Paisagem   O termo paisagem tem origem do latim: pagus, que significa país, no sentido de lugar, determinado setor territorial. A partir do pagus, derivaram diversas outras formas, nas mais diferentes línguas. No inglês e alemão, com o mesmo sentido, originam de land, derivando a landscape e landschaft, respectivamente.
  • 7. Paisagem BERTRAND "Uma paisagem é, por definição, uma porção do espaço material. A análise espacial joga pois um papel privilegiado, em particular na classificação dos meios" • JEAN TRICART "Uma paisagem é uma dada porção perceptível a um observador onde se inscreve uma combinação de fatos visíveis e invisíveis e interações as quais, num dado momento, não percebemos senão o resultado global" . 
  • 8. Paisagem  "a paisagem não é a simples adição de elementos geográficos disparatados no espaço. É numa determinada porção do espaço, o resultado da combinação dinâmica, portanto instável, de elementos físicos, biológicos e antrópicos que, reagindo dialeticamente uns sobre os outros, fazem da paisagem um conjunto único e indissociável, em perpétua evolução".
  • 9. Paisagem  Geossistema (Bertrand)
  • 10. Paisagem  Santos em a “Natureza do Espaço” (2002),  “A paisagem é um conjunto de formas que, num dado momento, exprimem as heranças que representam as sucessivas relações localizadas entre homem e natureza. O espaço são as formas mais a vida que as anima”
  • 11. Integração da Paisagem   Com o desenvolvimento da Ciência Ecológica, o conceito de sistema passa a ser incorporado aos estudos da paisagem, sendo entendido como um sistema aberto. Todas as entidades físicas e biológicas formam um único sistema interagente unificado e que qualquer sistema completo é maior do que a soma das partes componentes. Tal conceito é essencial para entendermos a integração da paisagem.
  • 12. Regionalização da Paisagem  Determinar o sistema de divisão territorial de indivíduos espaciais de qualquer espécie (administrativos, econômicos, naturais etc.). Uso e ocupação do sole  Pedologia  Geomorfologia  Divisas de municípios, estados, etc... 
  • 13. Unidade Geológica Territorial Unidade de Paisagem  É a base para a geração da legenda dos mapas e pode ser expressa através dos diversos atributos do território.  Cada unidade possui forma homogênea e, heterogênea se comparada com as áreas vizinhas
  • 14. Unidade de Paisagem
  • 15. Formas para gerar U.G.T.  Análise e interpretação de foto de satélite  Utilização de Mapas Temáticos  Levantamento em campo
  • 16. Dinâmica da Paisagem  Atividades humanas-> a paisagem natural vai sofrendo múltiplas modificações no decorrer do tempo, transformando-se numa paisagem humanizada, pela incorporação de elementos culturais.
  • 17. Dinâmica da Paisagem  Clima  Relevo  Localização Geográfica  Outros aspectos naturais
  • 18. Paisagem e Turismo  O turismo, definido como o deslocamento temporal de pessoas a determinados locais à procura de lazer, recreação ou descanso é, essencialmente, um fenômeno característico da sociedade capitalista industrial e urbanizada
  • 19. Paisagem e Turismo  A estruturação da paisagem como mercadoria de consumo para o turismo, sofre uma remodelagem, concreta ou virtual, criando, antes de tudo, uma imagem , manipulada pelo capital e pela informação
  • 20. Paisagem e Turismo  Na maioria das vezes, a exploração se dá em cima das condições naturais do lugar: clima, relevo, vegetação, águas etc. Outras vezes, são as remodelações e outros valores intrínsecos que chamam a atenção do turista: edificações, construções históricas, conforto, paz entre outros e mesmo os aspectos culturais marcantes (artesanato, culinária, festas etc.)
  • 21. Paisagem e Turismo  O meio físico, fonte da maioria dos atrativos turísticos de um local, isto é, a matéria-prima da indústria do turismo, ao sofrer remodelações necessárias à exploração turística, termina por introduzir desequilíbrios na dinâmica do sistema ambiental deste espaço. Estes desequilíbrios ou impactos ambientais podem ser positivos ou negativos.
  • 22. Paisagem e Turismo MENDONÇA (1996), ressalta ainda que, "a desconsideração dos elementos culturais locais no planejamento e desenvolvimento de atividades turísticas está profundamente relacionada à degradação ambiental gerada na grande maioria das localidades turísticas, tanto no Brasil como no exterior, podendo encontrar-se exemplos semelhantes em todo o mundo". 