Assessoria de Comunicação

1,769 views
1,711 views

Published on

Published in: Business, News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,769
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Assessoria de Comunicação

  1. 1. FACULDADE PROJEÇÃO BACHARELADO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA Assessoria de Comunicação Genival Machado de Assis Professor: Edson de Carvalho TAGUATINGA – DF 2009
  2. 2. Sumário 1. O que é Marketing? ...................................................................................... 3 2. Autores e Obras ........................................................................................... 3 2.1 Philip Kotler....................................................................................................... 3 2.1.1 Principais Obras.......................................................................................................4 2.2 Marcos Cobra .................................................................................................... 5 2.2.1 Principais Obras.......................................................................................................5 2.3 Luzzi Las Casas ................................................................................................ 6 2.3.1 Principais Obras.......................................................................................................6 3. Para que serve um plano de marketing?.................................................... 7 4. O que é assessoria de comunicação?........................................................ 9 Bibliografia...................................................................................................... 11
  3. 3. 1. O que é Marketing? O Marketing é uma ciência que visa descobrir as necessidades dos indivíduos e procurar satisfazê-las da melhor maneira. É também papel do Marketing despertar desejos que são comuns ao homem e muitas vezes não percebidos por ele; é também a interação e a integração de todos os fatores operacionais da empresa e de todas as usas atividades funcionais, orientados para a satisfação do consumidor de seus produtos, idéias ou serviços, com os objetivos de ter lucro em longo prazo e fazer com que a empresa sobreviva e possa se expandir. Marketing é satisfazer o cliente de forma lucrativa atraindo novos clientes por meio de um valor superior ao dos demais e manter os clientes atuais satisfazendo-os da melhor forma. Os conceitos de marketing na atualidade estão diretamente ligados às metas organizacionais para atingir o mercado- alvo e a satisfação. Desta forma, o relacionamento cliente-empresa fica completo, ambos atingem seu objetivo. 2. Autores e Obras 2.1 Philip Kotler Philip Kotler nasceu em Chicago no dia 27 de maio de 1931, é um professor universitário estadunidense, fez sua pós-graduação em matemática e em ciências comportamentais, obteve seu mestrado e seu PhD ambos em economia. Desde 1969, depois de trabalhar como analista para Pittsburgh e de ter sido professor assistente na Universidade Rooselvelt, Kotler trabalha como professor de Marketing Internacional na Kellog Graduate School of Management da Northwestern University, da qual é o grande cartão de visitas. Em 2005 foi selecionado como o maior especialista na prática do marketing e em 2008 foi listado como a sexta pessoa mais influente do mundo dos negócios.
  4. 4. Kotler já prestou consultoria a grandes empresas, inclusive IBM, Michelin, Bank of America, Merck, General Electric, Honeywell e Motorola - nas áreas de estratégia de marketing, planejamento e organização e marketing internacional. Atualmente apresenta seminários em vários grandes centros ao redor do mundo sobre os últimos desenvolvimentos do marketing. É difícil falar em marketing e não citar Kotler, assim como é difícil falar em Kotler sem citar marketing, esses nomes se confundem e é por isso que ele é considerado por muitos o rei do marketing e, suas obras, verdadeiras bíblias que servem como referência tanto para estudantes quanto para líderes de corporações. 2.1.1 Principais Obras Autor de numerosos livros e artigos, a ele se deve o reconhecimento do marketing como função central da gestão. Antes de Kotler, a bibliografia sobre marketing limitava-se a descrever as suas funções. Com Kotler, o marketing passa a ser uma verdadeira disciplina do conhecimento ele é referência na literatura acadêmica de Administração, Economia, Marketing e Publicidade. Além de conceitos e teorias, em suas obras apresenta o marketing como uma orientação fundamental para qualquer idéia e investimento. Sempre é necessário que a empresa, ao constituir suas bases organizacionais, estabeleça de modo claro a sua missão e objetivos. Segue uma lista com suas obras traduzidas para o português. • Administração de Marketing: A Bíblia do Marketing. • Marketing no Setor Público. • Princípios de Marketing. • Dez Pecados Mortais do Marketing. • Gestão de Marcas em Mercados. • Introdução ao Marketing. • Marketing de A a Z: 80 Conceitos que Todo Profissional Deve Saber. • Marketing de Lugares. • Marketing Esportivo.
  5. 5. • Marketing Essencial: Conceitos Estratégias e Casos. • Marketing Lateral. • O Marketing sem Segredos. • Construção de Biomarcas Globais: Levando a Biotecnologia ao Mercado. Bookman. • Marketing de Alta Visibilidade. • Marketing em Ação. • Marketing de Serviços Profissionais. • Marketing Estratégico para Instituições Educacionais. • Marketing para o século XXI. 2.2 Marcos Cobra O Professor e Doutor Marcos Cobra é um dos maiores gurus brasileiros nas áreas de marketing, serviços e vendas. Pós Dourado nos Estados Unidos, mestre e doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas, é professor titular e da Escola de Administração de Empresas de São Paulo e também é chefe do departamento de Marketing da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas. Atua como consultor de empresas para as áreas de Marketing, Serviços e Planejamento, no Brasil e no Exterior. Foi colaborador de diversos jornais e revistas. Escreveu artigos para dentre outros os seguintes veículos: Estado de São Paulo, Revista Marketing, Diário do Comércio – Porto Alegre, Folha de São Paulo, Revista Exame, Revista Mercado Global, Revista Grandes Idéias em Marketing, Diário de Pernambuco, Gazeta Mercantil, Jornal do Comércio, etc. 2.2.1 Principais Obras • Serviços – Como construir valor para o cliente; • Sexo & Marketing;
  6. 6. • Administração de Marketing no Brasil; • Estratégia Marketing de Turismo; • Estratégia de Marketing de Serviços; • Consultoria de Marketing; • Marketing Serviços Financeiro; • Marketing Magia e Sedução; • Vendas – Use a magia do marketing e a sedução da venda. 2.3 Luzzi Las Casas Doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – São Paulo, Mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Graduado em Science em administração de Empresas Marketing - University Maryland College Park. Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, pesquisador da Universidade de Mogi das Cruzes e professor do Centro Universitário FIEO. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Marketing, atuando principalmente nos seguintes temas: administração, marketing de serviços, marketing estratégico, qualidade e planejamento estratégico. 2.3.1 Principais Obras • Marketing Móvel Tendências e oportunidades no marketing eletrônico. • Marketing Educacional - Da educação infantil ao ensino superior no contexto brasileiro. • Qualidade Total em Serviços: Conceitos Exercícios e Casos Práticos. • Diferenciação e inovação em marketing. • Estratégias de marketing para varejo. • Marketing de serviços. • Informação em marketing.
  7. 7. • Informação em Marketing: Utilização da Tecnologia da Informação como Diferencial em Estratégias de Marketing. • Estratégia de Marketing para Varejo. • Marketing Bancário. • Diferenciação e Inovação em Marketing. • Plano de Marketing para micro e pequena empresa. 3. Para que serve um plano de marketing? O marketing ajuda a construir relacionamentos. Permite entender as forças e o comportamento do mercado, vislumbrar oportunidades de negócios, estudar produtos e serviços que atendam às novas demandas e necessidades dos clientes. Ajuda a estreitar relacionamentos com clientes, parceiros, fornecedores e com a sociedade em geral. O marketing é a bússola da empresa. A empresa deve ser orientada para o mercado, tendo como tema central o cliente. Os fundamentos do marketing permitem à empresa racionalizar seus custos e investir adequadamente seus recursos. Através desses fundamentos a empresa se torna mais competitiva, ágil, versátil, enfim alcança o sucesso. Os conceitos, estratégias e ferramentas de marketing amplamente utilizado pelas gigantes do mercado podem e devem ser colocados em prática também pelas micro, pequenas e médias empresas. Nesse caso, seus gestores devem cumprir o papel dos especialistas de marketing utilizados pelas grandes corporações. O Plano de Comunicação Social é um documento escrito que tem o objetivo e a função de estruturar concretamente as principais idéias e programações para todas as atividades futuras da Assessoria de Imprensa. Esse plano se constitui numa resposta às necessidades do assessorado com as atitudes que corriqueiramente deverão ser implantadas e decorre do Planejamento estratégico de comunicação. O Plano tem três funções relevantes:
  8. 8. • Avaliar as atividades de Comunicação na teia midiática nos seus aspectos técnico, mercadológico, organizacional, financeiro e jurídico; • Avaliar a evolução das atividades ao longo de sua implantação, possibilitando alternativas de correção. • Programar as ações comunicacionais a serem desenvolvidas pela organização. A elaboração do Plano de Comunicação Social é responsabilidade da Assessoria de Comunicação. O Planejamento de Comunicação Social é a elaboração, por etapas, com bases técnicas, de planos e programas comunicacionais com objetivos definidos envolvendo os seguintes aspectos: • Sazonalidade • Efeitos da economia • Controles legais e governamentais • Presença ou ausência de monopólios • Fatores de retração ou estagnação no contexto social e econômico (histórico) A elaboração do Planejamento de Comunicação Social é responsabilidade da Assessoria de Comunicação. O Planejamento é dividido em quatro etapas: • Análise (conhecimento pelo assessor das particularidades do assessorado e do contexto) • Adaptação (ajusta as previsões do plano à realidade) • Ativação • Avaliação Análise é o momento de verificar possíveis falhas e problemas da informação e seu tratamento no contexto comunicativo. A Adaptação é o momento em que se utiliza o que foi obtido na análise para ajustar à realidade detectada as projeções de ação do Plano de Comunicação Social, verificando
  9. 9. particularidades do Plano. Ativação coloca em prática as diversas etapas das propostas e determinações do Planejamento, em seqüência ou ao mesmo tempo, criando e/ou modificando produtos comunicacionais — é botar a banda na rua. Avaliação é um estudo de resultados e tentativa de previsão de conseqüências a médio e longo prazo dos produtos utilizados na ativação, buscando constatar se foram ou não adequados aos objetivos propostos. 4. O que é assessoria de comunicação? Assessoria de Comunicação é uma atividade de Comunicação Social que estabelece uma ligação entre uma entidade (indivíduo ou instituição) e o público (a sociedade exposta à mídia). Em outras palavras, Assessoria de Comunicação é administração de informação. As atividades de Assessoria de Comunicação Social são geralmente subdivididas em três: • Assessoria de Imprensa • Publicidade & Propaganda • Relações Públicas A assessoria de imprensa trabalha com informação jornalística, lidando com jornalistas, preparando press-releases (comunicados de imprensa) e procurando controlar (aumentar ou restringir) o fluxo de informação que é veiculado na mídia sobre o assessorado. Publicidade e Propaganda – campanha publicitária, comercial, anúncios, outdoors, comercialização de serviços públicos. A função do Relações Públicas é cuidar da imagem pessoal ou institucional do assessorado, e elaborar produtos de Comunicação para circulação interna, como intranet, house organ, newsletter, informativos, murais, etc.. A função do Assessor de Comunicação é administrar as informações, ele tem como atividades a assessoria de imprensa, a publicidade e propaganda
  10. 10. e as relações públicas. A diferença entre assessoria de Imprensa e Assessoria de Comunicação é que assessoria de comunicação estabelece uma ligação entre uma entidade (indivíduo ou instituição) e o público (a sociedade exposta à mídia). Assessoria de Imprensa trabalha com informação jornalística, lidando com jornalistas, preparando press-releases (comunicados de imprensa) e procurando controlar (aumentar ou restringir) o fluxo de informação que é veiculado na mídia sobre o assessorado. A função dos compostos de Assessoria: Mailing- geralmente é composta por endereços de jornalistas especializados no tema da atividade do assessorado (Esporte, Cultura, Internacional, Tecnologia, Moda etc.), editores de veículos relevantes, agências de notícias e, em alguns casos, outras assessorias e até concorrentes do assessorado. Clipping- serve para identificar as referências a determinado cliente ou tema de interesse. Sugestão de Pauta- serve para despertar o interesse dos veículos para a cobertura de determinado assunto. Aviso de Pauta – é um título, ou uma chamada que serve para anunciar a pauta feita. O lead a é a primeira parte de uma notícia, geralmente posta em destaque relativo, que fornece ao leitor a informação básica sobre o tema e pretende prender-lhe o interesse. As seis perguntas básicas do lead devem ser respondidas na elaboração de uma matéria; São elas: "O quê?", "Quem?", "Quando?", "Onde?", "Como?", e "Por quê?". O lead, portanto, deve informar qual é o fato jornalístico noticiado e as principais circunstâncias em que ele ocorre.
  11. 11. Bibliografia BIRLEY, Sue; MUZYKA, Daniel F. Dominando os desafios do empreendedor: o seu guia para se tornar um empreendedor. São Paulo: Prentice Hall, 2001. 334 p. COBRA, Marcos Henrique Nogueira. Administração de marketing. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1992. 806 p. FERRARETTO, Luiz Artur; KOPPLIN, Elisa. . Assessoria de imprensa: teoria e prática. 4. ed. Porto Alegre: Sagra Luzzato, 2001. 149 p. KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998. 725 p. LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Currículo de Alexandre Luzzi Las Casas. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.jsp?id=K4735248J3 <acesso: 30 de novembro de 2009> LUCAS, Luciane. Com credibilidade não se brinca!: a identidade corporativa como diferencial nos negócios. 5. ed. São Paulo: Summus, 2004. 226 p. OGDEN, James R. Comunicação integrada de marketing: modelo prático para um plano criativo e inovador. São Paulo: Prentice Hall, 2002. 144 p. Online 2009 - Wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Philip_Kotler <acesso: 30 de novembro de 2009> PINHO, J. B. Propaganda institucional: usos e funções da propaganda em relações públicas. 5 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1990. 166 p.

×