O Ensino de Bibliotecas Digitais

1,201 views
1,108 views

Published on

Apresentação do trabalho de Miguel Angel Márdero Arellano, Raymundo Machado e Rodrigo França Meirelles
no V ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. UFMG
Belo Horizonte, 13 de novembro de 2003

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,201
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Ensino de Bibliotecas Digitais

  1. 1. O ensino de bibliotecas digitais: um estudo de caso Miguel Angel Márdero Arellano, Raymundo Machado, Rodrigo França Meirelles V ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação UFMG Belo Horizonte, 13 de novembro de 2003
  2. 2. Processo de ensino: conceitos e tecnologias <ul><li>Desenvolvimento de metodologias de ensino </li></ul><ul><li>A visão e interesse dos alunos pelas tecnologias de informação </li></ul><ul><li>Conhecimento de áreas interdisciplinares </li></ul>
  3. 3. Objetivos da pesquisa <ul><li>Interpretar a prática social no contexto de um curso de extensão </li></ul><ul><li>Mostrar os fatores que interferem no processo de ensino </li></ul><ul><li>Descrever experiências </li></ul>
  4. 4. Revisão de Literatura <ul><li>Programas de estudo sobre bibliotecas digitais </li></ul><ul><li>Importância do ensino de bibliotecas digitais </li></ul><ul><li>Conteúdo dos cursos oferecidos </li></ul><ul><li>Experiências de aprendizado com novas mídias </li></ul>
  5. 5. Programas de estudo sobre bibliotecas digitais <ul><li>Poucas instituições de ensino superior ofereciam disciplinas sobre BDs. </li></ul><ul><li>Disciplinas para alunos dos programas de pós-graduação. </li></ul><ul><li>Os alunos apresentavam noções confusas sobre bibliotecas digitais e do conteúdo estrutural desses cursos. </li></ul>
  6. 6. Importância do ensino de bibliotecas digitais <ul><li>A área carecia de recursos financeiros e de experiências práticas. </li></ul><ul><li>Formulação de três questões básica: por que, o quê e como ensinar sobre bibliotecas digitais. </li></ul><ul><li>As novas tecnologias de informação afetarão e até revolucionarão a forma de gerenciar o registro do conhecimento humano. </li></ul>
  7. 7. Conteúdo dos cursos oferecidos <ul><li>Ensino sobre os trabalhos de duas comunidades, a dos pesquisadores e a dos desenvolvedores, já que seriam eles, quem concentram seus esforços na tecnologia, recursos, organização, acesso, instituições e o uso de acervos digitais. </li></ul>
  8. 8. Experiências de aprendizado com novas mídias <ul><li>Um assunto que requer de atualização freqüente e sobre tópicos que são difíceis de planejar. </li></ul><ul><li>O ensino centralizado na resolução de problemas e na realização de projetos. </li></ul><ul><li>Profissionais da informação preocupados em participar de experiências de aprendizado à distância. </li></ul>
  9. 9. Metodologia <ul><li>Observação direta da exposição do conteúdo programático do curso e do interesse e dificuldades dos alunos </li></ul><ul><li>Aplicação de questionários e de entrevistas </li></ul><ul><li>Uso de indicadores: perfil dos alunos, freqüência, questões levantadas em sala de aula e grau de dificuldade na realização dos exercícios </li></ul>
  10. 10. Caracterização do curso <ul><li>Coordenado pelo Departamento de Biblioteconomia do ICI-UFBa, com o apoio da Federação das Indústrias do Estado da Bahia - Sistema FIEB, da Fundação Casa de Jorge Amado e da Fundação Clemente Mariani. </li></ul><ul><li>O local de realização foi no SENAI-CIMATEC na cidade de Salvador. </li></ul><ul><li>Ministrado por um mestre em CI. </li></ul>
  11. 11. Conteúdo programático <ul><ul><li>Tópico I </li></ul></ul><ul><ul><li>Definições: Introdução, As Bibliotecas na Era da Informação Digital, Identificação da Informação Digital e seus Padrões. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tópico II </li></ul></ul><ul><ul><li>Coleções Digitais: conteúdos e padrões. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tópico III </li></ul></ul><ul><ul><li>Infra-estrutura: programas e serviços. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tópico IV </li></ul></ul><ul><ul><li>Acesso e Comunidades. </li></ul></ul>
  12. 12. Identificação dos participantes <ul><ul><li>24 participantes, sendo três do gênero masculino e 21 do feminino: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>16 bibliotecários </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>4 analistas de sistemas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>2 estudantes (de biblioteconomia e 1 de história) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>1 professor do curso de biblioteconomia (Pedagoga) e, </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>1 advogado. </li></ul></ul></ul>
  13. 13. Avaliação do desempenho dos alunos <ul><li>A avaliação individual foi distribuída da seguinte forma com os seguintes pesos: </li></ul><ul><ul><ul><li>participação no curso em termos de assiduidade - 30% da nota final; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>prova teórica dissertativa - 20% da nota final; e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>oito exercícios práticos e a apresentação de projeto final correspondendo, respectivamente, a 20% e 30% da nota final. </li></ul></ul></ul>
  14. 14. Descrição dos resultados <ul><li>Tabela 1 - resultado quantitativo da avaliação individual </li></ul>
  15. 15. As aulas teóricas <ul><li>Foi dado destaque aos exemplos fornecidos pelos alunos que já participavam de algum projeto de biblioteca digital </li></ul><ul><li>A reflexão sobre os tópicos expostos iniciava-se pela exposição das principais dúvidas dos alunos. </li></ul><ul><li>O conhecimento colocado em pauta foi usado para promover o diálogo entre professor e alunos. </li></ul>
  16. 16. As aulas práticas <ul><li>Grau de Dificuldades nas Atividades Práticas </li></ul>
  17. 17. Elaboração dos projetos finais <ul><li>10 projetos de bibliotecas digitais. Na exposição do projeto foram avaliadas também: </li></ul><ul><li>1. Participação na apresentação </li></ul><ul><li>2. Clareza no uso das definições </li></ul><ul><li>3. Exemplos expostos na sala de aula </li></ul><ul><li>4. Pertinência das explicações </li></ul>
  18. 18. Conclusões <ul><li>A estratégia de ensino adotada favoreceu o alcance dos objetivos educacionais. </li></ul><ul><li>O ensino de bibliotecas digitais não tem acompanhado o desenvolvimento dos inúmeros projetos que existem sobre o assunto internacionalmente. </li></ul><ul><li>É preciso que as estruturas educacionais proporcionem condições para a atualização de seu corpo acadêmico. </li></ul>
  19. 25. OBRIGADO [email_address]

×