Bibliotecas Digitais e Serviços de Preservação

2,019
-1

Published on

Apresentação usada na aula de bibliotecas digitais do professor Robson Almeida na UnB no dia 19 de janeiro de 2010.

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,019
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
74
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Are all the original files archived? Will the documentation be kept with the data? Arquivos
  • Bibliotecas Digitais e Serviços de Preservação

    1. 1. BIBLIOTECAS DIGITAIS E SERVIÇOS DE PRESERVAÇÃO Miguel Ángel Márdero Arellano
    2. 2. Ciclo da vida humana
    3. 3. Evolução da prática científica <ul><li>O compartilhamento dos dados das pesquisas mudou para práticas abertas. </li></ul><ul><li>O gerenciamento individual dos dados das pesquisas foi substituído pelos repositórios de dados científicos. </li></ul><ul><li>A transparência no tratamento dos dados científicos prevalece em todas as comunidades científicas. </li></ul>
    4. 4. Para o final de 2010... <ul><li>1.2 bilhões de pessoas possuirão aparelhos comerciais que lhes permitirão a convergência da mobilidade e dos recursos Web. </li></ul><ul><li>Atualmente existem milhares de aplicativos para IPhones e teremos novas versões desenhadas a operar flexivelmente tanto nos PCs como nos laptops e netbooks. </li></ul><ul><li>Com a arquitetura de processamento e as interfases dos sistemas idênticos, ocorrerá um grande impacto na disponibilidade dos aplicativos móveis. </li></ul>
    5. 5. O Paradoxo da Internet <ul><li>Ao mesmo tempo em que a Internet encarna a imagem da grande biblioteca universal onde toda e qualquer informação pode ser encontrada, ela acaba por ser apenas a continuidade de um modelo econômico e de comunicação elitista , em que apenas uma pequena parcela da população desfruta realmente desses benefícios e, mesmo assim, com inúmeros problemas, dificuldades e ônus para esta mesma parcela da população. </li></ul>
    6. 6. A Nuvem <ul><li>É um estilo de computação que caracteriza o modelo no qual os provedores entregam uma variedade de produtos e serviços de tecnologia da informação para os consumidores. </li></ul><ul><li>Os serviços baseados na Nuvem podem ser aproveitados de muitas maneiras para desenvolver uma aplicação ou uma solução tecnológica. </li></ul><ul><li>Seu uso não elimina o custo com as soluções de TI mas, reduz alguns e re-organiza outros. </li></ul><ul><li>Por outro lado as empresas participarão mais como provedores da Nuvem, oferecendo soluções, informação e serviços para clientes e parceiros de negócios. </li></ul>
    7. 7. Onde fica a Biblioteca atual? <ul><li>Difusora da informação </li></ul><ul><li>Referência </li></ul><ul><li>Formadora </li></ul><ul><li>Custódia </li></ul><ul><li>Recreativa </li></ul><ul><li>Social </li></ul><ul><li>Pesquisadora </li></ul>
    8. 8. Onde fica a Biblioteca atual? <ul><li>Evoluindo para a construção de portais bibliotecários completos, integrados ao portal da instituição além dos serviços bibliotecários. </li></ul><ul><li>Uso generalizado de softwares sociais na oferta de serviços 2.0 </li></ul>Prestação de serviços digitais e maior participação no processo de comunicação científica .
    9. 9. Vídeo http://www.youtube.com/watch?v=jMus6tZifGY
    10. 10. A Biblioteca Digital <ul><li>É uma entidade complexa e instável. Sua sustentabilidade ainda está em risco. </li></ul><ul><li>Oferece uma informação atualizada por contar com fontes de informação mais complexas e variadas. </li></ul><ul><li>Os sistemas de informação com que conta animam os estudantes no processo de pesquisa e de assistência na navegação. </li></ul>
    11. 11. Vantagens da Biblioteca Digital <ul><li>Armazenamento de grande quantidade de informação. </li></ul><ul><li>Facilita a busca e recuperação da informação com novas ferramentas. </li></ul><ul><li>Oferece maior qualidade e variedade de informação em formatos multimídia. </li></ul><ul><li>A melhoria dos serviços de informação é contínua pela integração de novas ferramentas. </li></ul>
    12. 12. Vantagens da Biblioteca Digital <ul><li>Favorece a interação e autonomia do usuário capacitado para decidir o que quer, quando e em qual suporte. </li></ul><ul><li>Com a digitalização resgata muitos documentos em estado físico de risco. </li></ul><ul><li>Diminui os custos das coleções com o intercâmbio de recursos e cooperação entre redes de informação. </li></ul>
    13. 13. Biblioteca Digital <ul><li>Um ambiente onde se juntam coleções, serviços e pessoal que dão apoio ao ciclo completo da criação, disseminação, uso e preservação dos dados, da informação e do conhecimento. </li></ul><ul><li>Uma biblioteca digital consiste em conteúdos textuais ou não, interconexões e software. </li></ul>
    14. 14. Vídeo http://www.youtube.com/watch?v=xhBYGI6Tfzo
    15. 15. Para que serve uma biblioteca digital? <ul><li>Oferecimento de novos serviços de informação </li></ul><ul><li>Acesso a uma grande variedade de conteúdos </li></ul><ul><li>Integração de mídias </li></ul><ul><li>Formação de coleções digitais </li></ul><ul><li>Apoio a sistemas colaborativos </li></ul>
    16. 16. Vertentes <ul><li>Biblioteca Digital </li></ul><ul><li>Repositório institucional </li></ul><ul><li>Repositório temático </li></ul><ul><li>Arquivo digital </li></ul><ul><li>Museu Digital </li></ul>
    17. 17. Variáveis envolvidas <ul><li>Usuários </li></ul><ul><li>Serviços </li></ul><ul><li>Tecnologias </li></ul><ul><li>Padrões </li></ul><ul><li>Conteúdos </li></ul><ul><li>Conceitos </li></ul><ul><li>Formatos </li></ul>
    18. 18. Diretrizes comuns <ul><li>Serviços </li></ul><ul><li>Ferramentas </li></ul><ul><li>Interoperabilidade (padrões e protocolos) </li></ul><ul><li>Modularidade (interação tecnológica) </li></ul><ul><li>Suporte aos usuários </li></ul><ul><li>Federação (agregação) </li></ul><ul><li>Gestão de conteúdos e serviços </li></ul><ul><li>Preservação </li></ul>
    19. 19. Quando se fala de preservação digital quais são as perguntas que surgem na sua cabeça?
    20. 20. Como preservar objetos digitais? <ul><li>Inimigos dos objetos digitais: </li></ul><ul><ul><ul><li>Obsolescência tecnológica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Degradação física das mídias </li></ul></ul></ul>
    21. 21. Como preservar objetos digitais? <ul><li>Inimigos dos objetos digitais: </li></ul><ul><ul><ul><li>Falhas na Mídia; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Falhas de Hardware; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Falhas de Software; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Erros de Comunicação; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Falhas em Serviços de Rede: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>DNS; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>URL Persistentes; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Obsolescência de Mídia e Hardware; </li></ul></ul></ul>
    22. 22. Como preservar objetos digitais? <ul><li>Inimigos dos objetos digitais: </li></ul><ul><ul><ul><li>Obsolescência de Software; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Erros do Operador; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desastres Naturais; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ataques Externos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ataques Internos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Falhas Econômicas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Falhas Organizacionais. </li></ul></ul></ul>
    23. 23. Como preservar objetos digitais? <ul><li>Acesso persistente aos itens e às coleções da biblioteca digital </li></ul><ul><li>Arquivamento digital confiável </li></ul><ul><li>Preservação digital </li></ul>
    24. 24. Como as instituições garantem o acesso permanente às publicações digitais? <ul><li>Obteve algum sistema de identificadores permanente ou de links dinâmicos para seus objetos digitais. </li></ul><ul><li>Participa de um sistema cooperativo de bibliotecas ou arquivos. </li></ul><ul><li>Usa XML no processo de editoração eletrônica. </li></ul><ul><li>Recomenda formatos abertos no depósito de documentos nos seus repositórios digitais. </li></ul>
    25. 25. Descrição <ul><li>Acesso persistente aos itens e às coleções da biblioteca digital </li></ul><ul><ul><ul><li>Metadados descritivos, técnicos, administrativos e estruturais; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Padrões de acesso e cópia (OpenURL, URN, ISSN, ISBN, Portais) </li></ul></ul></ul>
    26. 26. Descrição <ul><li>Nomes persistentes </li></ul><ul><ul><ul><li>DOI </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>HANDLE SYSTEM </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>PERSISTENT URL </li></ul></ul></ul>
    27. 27. Descrição <ul><li>Arquivamento digital confiável </li></ul><ul><ul><li>É o ramo responsável pela integridade dos dados armazenados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Para atender a demanda na acessibilidade e segurança de documentos digitais no longo prazo (período superior a um século). </li></ul></ul><ul><ul><li>Preservação dos metadados existentes. </li></ul></ul>
    28. 28. Descrição <ul><li>Arquivamento digital confiável </li></ul><ul><ul><li>Conservar o conteúdo intacto através do tempo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Auditoria Constante (Arquivos corrompidos). </li></ul></ul><ul><ul><li>ISO 14721:2003, pela Open Archival Information System. </li></ul></ul><ul><ul><li>Disponibilidade, durabilidade e confiabilidade dos dados. </li></ul></ul><ul><ul><li>Conteúdo digital acessível (em disco). </li></ul></ul><ul><ul><li>Controle de permissão Acesso (senha). </li></ul></ul><ul><ul><li>Formato compatível (evolução de versões e distribuições). </li></ul></ul>
    29. 29. <ul><li>Quando os dados científicos são comprováveis. </li></ul><ul><li>Quando os dados são úteis para a comunidade científica. </li></ul><ul><li>Quando a coleção digital é estável. </li></ul><ul><li>Quando o repositório possui mecanismos de certificação. </li></ul>O que torna um repositório confiável?
    30. 30. O que torna um repositório confiável? <ul><li>Quando os dados podem ser facilmente usados por cientistas de qualquer área. </li></ul><ul><li>Quando os dados podem ser facilmente integrados a dados provenientes de outras áreas. </li></ul><ul><li>Quando os dados são preparados para seu uso por especialistas. </li></ul>
    31. 31. Quais são os benefícios dos repositórios confiáveis? <ul><li>Os pesquisadores passarão a querer submeter seus dados no repositório. </li></ul><ul><li>Os usuários visitarão mais o repositório para encontrar dados. </li></ul><ul><li>As comunidades de cientistas, administradores e docentes usarão os dados e os serviços do repositório. </li></ul><ul><li>Os autores passarão a citar os dados obtidos nos repositórios. </li></ul>
    32. 32. Quais são os benefícios dos repositórios confiáveis? <ul><li>As informações sobre a origem fica encapsulada com os dados. </li></ul><ul><li>Existe uma distinção e relação clara entre as versões dos documentos. </li></ul><ul><li>Inclusão de todos os arquivos dos dados e a documentação. </li></ul><ul><li>Os dados são descritos para seu uso. </li></ul>
    33. 33. Quais são os benefícios dos repositórios confiáveis? <ul><li>As referências descrevem as publicações que utilizaram os dados. </li></ul><ul><li>Exposição dos direitos para uso dos dados. </li></ul><ul><li>Os requisitos de software e hardware são especificados publicamente. </li></ul><ul><li>Provê um nível de serviço de preservação. </li></ul><ul><li>Os autores recebem citações em qualquer publicação que use os dados no repositório. </li></ul>
    34. 34. Preservação digital <ul><li>São todas as ações requeridas para manter o acesso a materiais digitais além dos limites de falha da mídia ou da mudança tecnológica. </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>(Beagrie & Jones, 2002) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
    35. 35. Vídeo http://www.youtube.com/watch?v=Yun9hkPPF9M http://www.youtube.com/watch?v=pbBa6Oam7-w http://www.youtube.com/watch?v=EKnsZZzuUr4
    36. 36. O que define as práticas de preservação digital? <ul><li>Todas as ações requeridas para manter o acesso a materiais digitais além dos limites de falha da mídia ou da mudança tecnológica. </li></ul><ul><li>A avaliação dos riscos na preservação dos formatos de arquivo </li></ul><ul><li>Considerar o uso de padrões abertos e XML na implementação de formatos par conversão. </li></ul>
    37. 37. O que define as práticas de preservação digital? <ul><li>Manter atualizado o acesso aos documentos digitais. </li></ul><ul><li>Participar de parcerias na aplicação de estratégias para evitar redundâncias. </li></ul><ul><li>Conscientizar os principais atores envolvidos com os objetos digitais. </li></ul>
    38. 38. Que ações as instituições realizam relacionadas com a preservação digital? <ul><li>Desenvolve projetos colaborativos. </li></ul><ul><li>Construiu um repositório digital confiável. </li></ul><ul><li>Segue critérios institucionais, técnicos e gerenciais de preservação digital. </li></ul><ul><li>Adota mecanismos que facilitam a automatização dos processos de validação e conversão de formatos digitais. </li></ul>
    39. 39. Que tipo de estratégia de preservação digital já foi aplicada? <ul><li>Cópias da seqüência de bits </li></ul><ul><li>Rejuvenescimento </li></ul><ul><li>Replicação </li></ul><ul><li>Preservação da tecnologia </li></ul><ul><li>Migração </li></ul><ul><li>Canonização </li></ul><ul><li>Emulação </li></ul><ul><li>Restrição de formatos e padronização </li></ul><ul><li>Relevância dos padrões </li></ul><ul><li>Metadados de preservação </li></ul><ul><li>Encapsulamento </li></ul><ul><li>Re-engenharia de software </li></ul><ul><li>Computador virtual universal </li></ul><ul><li>Cópias analógicas </li></ul><ul><li>Arqueologia digital </li></ul>
    40. 40. Descrição <ul><li>LOCKSS – rede cooperativa </li></ul><ul><ul><li>Muitas cópias (desde que não existam preocupações com a segurança, autoria, modificação de conteúdo não autorizado etc.). </li></ul></ul><ul><ul><li>Sistema de armazenamento distribuído projetado para a sobrevivência de falhas correlacionadas em larga escala. </li></ul></ul>
    41. 41. Como uma instituição define o tipo de estratégia de preservação digital? <ul><li>Acompanhou o contexto internacional. </li></ul><ul><li>Preparou uma política de preservação digital para o gerenciamento dos registros digitais institucionais. </li></ul><ul><li>Implantou uma solução tecnológica e metodológica de preservação digital. </li></ul><ul><li>Testou a interoperabilidade da tecnologia implantada com outros sistemas de preservação digital existentes. </li></ul>
    42. 42. Como é preservada a informação contida nas bibliotecas digitais? <ul><li>Por Arquivistas, Bibliotecários e Analistas de sistemas. </li></ul><ul><li>Usando a mesma terminologia das áreas da ciência da informação. </li></ul><ul><li>Depende do tipo de repositório e dos documentos arquivados. </li></ul><ul><li>Segundo o tipo de acordo de depósito dos registros. </li></ul>
    43. 43. Vídeo http://www.youtube.com/watch?v=B4vvskVnkPk
    44. 44. Conclusões individuais
    45. 45. http://eprints.rclis.org/
    46. 46. BIBLIOTECAS DIGITAIS E SERVIÇOS DE PRESERVAÇÃO [email_address]
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×