SLIDE DE SENSIBILIZAÇÃO !!!!!!
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

SLIDE DE SENSIBILIZAÇÃO !!!!!!

on

  • 4,440 views

INCLUSÃO

INCLUSÃO

Statistics

Views

Total Views
4,440
Views on SlideShare
4,440
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
32
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

SLIDE DE SENSIBILIZAÇÃO !!!!!! SLIDE DE SENSIBILIZAÇÃO !!!!!! Presentation Transcript

  • ESCOLA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL FERNANDA DE OLIVEIRA BASTOS APAE DE ILHA SOLTEIRA A P A E Ilha Solteira
  • OBJETIVO: SENSIBILIZAR OS PROFISSIONAIS DA ÁREA DE EDUCAÇÃO E OUTRAS, A FIM DE PROPORCIONAR UM OLHAR DIFERENCIADO EM RELAÇÃO A PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL. A P A E Ilha Solteira
  • DEFICIÊNCIA INTELECTUAL Funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos 18 anos e limitações associadas a duas ou mais áreas de habilidades adaptativas. O modelo atual da Associação Americana de Deficiências Intelectual e do Desenvolvimento (AADID), nos traz uma concepção funcional e multidimensional que facilita a compreensão e o planejamento dos apoios necessários à inclusão da pessoa com deficiência intelectual na sociedade . A P A E Ilha Solteira
  • RETARDO MENTAL A CARACTERISTICA ESSENCIAL DO RETARDO MENTAL É UM FUNCIONAMENTO SIGNIFICATIVAMENTE INFERIOR A MÉDIA, ACOMPANHADO DE LIMITAÇÕES SIGNFICATIVAS NO FUNCIONAMENTO ADAPTATIVO EM PELO MENOS DUAS ÁREAS DE HABILIDADES: COMUNICAÇÃO, AUTOCUIDADOS, VIDA DOMÉSTICA, HABILIDADES SOCIAIS/INTERPESSOAIS, USO DE RECURSOS COMUNITÁRIOS, AUTO-SUFICIÊNCIA, HABILIDADES ACADÊMICAS, TRABALHO, LAZER, SAÚDE E SEGURANÇA. O INÍCIO DEVE OCORRER ANTES DOS 18 ANOS . DSM IV A P A E Ilha Solteira
  • Maria Teresa Eglér Mantoan
    • A inclusão é um conceito revolucionário, que busca remover as barreiras que sustentam a exclusão em seu sentido mais lato e pleno. Aplica-se a todos os que se encontram permanente ou temporariamente incapacitados pelos mais diversos motivos, a agir e a interagir com autonomia e dignidade no meio em que vivem.
  • INCLUSÃO E A ESCOLA INCLUSIVA
    • Na educação escolar, a inclusão veio revolucionar o sistema organizacional e as propostas curriculares vigentes.
    • A meta da inclusão escolar é transformar as escolas, de modo que se tornem espaços de formação e de ensino de qualidade para todos os alunos. A proposta inclusiva nas escolas é ampla e abrangente, atendo-se às peculiaridades de cada aluno.
    • A inclusão implica mudança de paradigma, de conceitos e posições, que fogem às regras tradicionais do jogo educacional, ainda fortemente calcadas na linearidade do pensamento, no primado do racional e da instrução, na transmissão dos conteúdos curriculares, na seriação dos níveis de ensino.
    A P A E Ilha Solteira
    • Para que as escolas sejam verdadeiramente inclusivas, ou seja, abertas à diversidade, há que se reverter o modo de pensar, e de fazer educação nas salas de aula, de planejar e de avaliar o ensino e de formar e aperfeiçoar o professor, especialmente os que atuam no Ensino Fundamental. Entre outras inovações, a inclusão implica também uma outra fusão, a do ensino regular com o especial e em opções alternativas/aumentativas da qualidade de ensino para os aprendizes em geral.
  • O QUE DIZ AS LEGISLAÇÕES :
    • A legislação brasileira garante indistintamente a todos o direito à escola, em qualquer nível de ensino, e prevê, além disso, o atendimento especializado a crianças com necessidades educacionais especiais.             Esse atendimento deve ser oferecido preferencialmente no ensino regular, caso seja necessário a aluno tem o direito de ser atendido no contraturno em instituições especializadas, cujo papel é buscar recursos, terapias e materiais para ajudar o estudante a desenvolver suas potencialidades normalmente.
  • Leis e documentos internacionais que vigoram em nosso país:
    • 1988 - Constituição da República Prevê o pleno desenvolvimento dos cidadãos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação; garante o direito à escola para todos; e coloca como princípio para a Educação o "acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um". 1989 - Lei nº 7.853/89 Define como crime recusar, suspender, adiar, cancelar ou extinguir a matrícula de um estudante por causa de sua deficiência, em qualquer curso ou nível de ensino, seja ele público ou privado. A pena para o infrator pode variar de um a quatro anos de prisão, mais multa.
    • 1990 - Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Garante o direito à igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola, sendo o Ensino Fundamental obrigatório e gratuito (também aos que não tiveram acesso na idade própria); o respeito dos educadores; e atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular.
    • 1994 - Declaração de Salamanca O texto, que não tem efeito de lei, diz que também devem receber atendimento especializado crianças excluídas da escola por motivos como trabalho infantil e abuso sexual. As que têm deficiências graves devem ser atendidas no mesmo ambiente de ensino que todas as demais. O Brasil ao assinar a Declaração de Salamanca assume o compromisso político-social de transformar os sistemas de educação em sistemas educacionais inclusivos, os quais deverão respeitar as diferenças de qualquer ordem e reorganizar o espaço escolar de forma que se garanta a convivência na diversidade e a democratização do conhecimento.
    • 1995 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) A redação do parágrafo 2º do artigo 59 provocou confusão, dando a entender que, dependendo da deficiência, a criança só podia ser atendida em escola especial. Na verdade, o texto diz que o atendimento especializado pode ocorrer em classes ou em escolas especiais, quando não for possível oferecê-lo na escola comum.
    • 2000 – Leis nº 10.048 e nº 10.098 A primeira garante atendimento prioritário de pessoas com deficiência nos locais públicos. A segunda estabelece normas sobre acessibilidade física e define como barreira obstáculos nas vias e no interior dos edifícios, nos meios de transporte e tudo o que dificulte a expressão ou o recebimento de mensagens por intermédio dos meios de comunicação, sejam ou não de massa.
    • 2001 - Decreto nº 3.956 (Convenção da Guatemala) Põe fim às interpretações confusas da LDB, deixando clara a impossibilidade de tratamento desigual com base na deficiência. O acesso ao Ensino Fundamental é, portanto, um direito humano e privar pessoas em idade escolar dele, mantendo-as unicamente em escolas ou classes especiais, ferem a convenção e a Constituição.
  • SITES PARA BUSCAR LEIS:
    • VOCÊ PODE ENCONTRAR ESSES DOCUMENTOS NA ÍNTEGRA NOS SITES LISTADOS ABAIXO:
    • http://www.planalto.gov.br
    • http://www.presidencia.gov.br/legislacao/
    • http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf
    • http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/guatemala.pdf
    • http://portal.mec.gov.br/seesp
    • http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf
    • http://wwwp.fc.unesp.br/~lizanata/tcc/legislacao.html
    •  
  • QUAL A SENSAÇÃO DE TER QUE RECONHECER OS OBJETOS COM OS OLHOS FECHADOS?
  • O QUE É SER DIFERENTE? - QUE NÃO É IGUAL, QUE NÃO COINCIDE; QUE DIFERE, DIVERGE; DIVERGENTE, DIVERSO, DESIGUAL DICIONARIO AURÉLIO A P A E Ilha Solteira
  • VOLTANDO NA HISTÓRIA ... PESSOA COM DEFICIÊNCIA AINDA DESCONHECIDO???? POR QUE???? IGNORAR OU ACEITAR, ACOLHER ??? COMO ??? A P A E Ilha Solteira
    • RAZÕES:
    • EU NÃO ESTUDEI PARA TRABALHAR COM PESSOA COM DEFICIÊNCIA...
    • EU JÁ ESTOU PARA APOSENTAR, NÃO QUERO NEM SABER!
    • NÃO TENHO CONDIÇÕES PARA TRABALHAR COM ESSA CLIENTELA!
    • - EU NÃO QUERO E DESCONHEÇO ESSA REALIDADE...
    • - COMO VOU TRABALHAR COM ESSA CLIENTELA E MAIS 25 CRIANÇAS NA SALA? VOU TRABALHAR SOZINHA?
    • - VOU TER RESPALDO?
    • - DE QUEM?
    • RAZÕES:
    • COMO LIDAR COM O DIFERENTE?
    • COM A PESSOA COM DEFICIÊNCIA?
    • NÃO VOU CONSEGUIR, TENHO DÓ...
    • EU NÃO TENHO DISPOSIÇÃO PARA TRABALHAR COM ESSA CLIENTELA.
    A P A E Ilha Solteira
    • NÃO FUI CAPACITADA PARA TRABALHAR COM ESSA CLIENTELA.
    • - O QUE VOU FAZER NO MEU SETOR COM ESSA CLIENTELA?
  • PARA REFLETIR ... MUDANÇA OCORRE A TODO MOMENTO EM NOSSAS VIDAS: * CASAMENTO *NASCIMENTO DO PRIMEIRO FILHO *ESCOLHA DA PROFISSÃO *PRIMEIRO EMPREGO *MUDANÇA DE CIDADE *MUDANÇA DE EMPREGO *FASES DA VIDA *APOSENTADORIA, ENTRE OUTROS... A P A E Ilha Solteira
    • SERÁ QUE ESTOU FAZENDO O MESMO QUE NA ÉPOCA DA ANTIGUIDADE: NEGANDO A ACESSIBILIDADE DA PESSOA COM DEFICIENCIA INTELECTUAL?
    • ESTOU DISPOSTO (A) A ENFRENTAR ESSA SITUAÇÃO NOVA?
    • QUAL MEU COMPROMETIMENTO FRENTE A ESSA MUDANÇA, A RECEPÇÃO DESSE ALUNO?
    • SOU EDUCADOR POR OPÇÃO? POR QUE EU GOSTO?
    • OU POR FALTA DE OPÇÃO?
    • SOU OU ESTOU PROFESSOR/EDUCADOR?
    • E ... SE EU TIVESSE ALGUEM COM DEFICIÊNCIA NA FAMILIA, IRIA TIRAR O DIREITO DE SUA INCLUSÃO ESCOLAR/SOCIAL?
  • NA EDUCAÇÃO: * MUDANÇA DE METODOLOGIA; * DE CURRICULO; * DE DIRETORIA; * DE ESCOLA, OU UNIDADE ESCOLAR; *DE SALA A CADA ANO LETIVO, ENTRE OUTROS. A P A E Ilha Solteira
  • ESTAMOS EM CONSTANTE MUDANÇA, A TODO MOMENTO!