XII Conferência do Observatório Internacional de Democracia Participativa – OIDPDemocracia na Cidade e Grandes Transformaç...
justificativa     O debate sobre a participação popular em processos de planejamento e gestão do espaço                 u...
 Todos os meios técnicos usados para tratar a informação e auxiliar na comunicação.   Têm sido parte do planejamento des...
 Plataforma essencial mínima para um processo de planejamento efetivo.       Melhor ferramenta para se lidar com qualque...
 Interação entre usuários e sistemas. Pessoas não só consomem conteúdo, mas também contribuem e produzem novos conteúdos...
 Pessoas com interesses comuns partilham conhecimentos e dividem tarefas.    Wikipédia: construída, continuamente, com a...
 A maioria dos serviços Web oferece Interface de Programação de Aplicações (API) aberta.    Essas APIs permitem combinar...
 Ações em grupo são extremamente facilitadas.  Surgem movimentos de ação coletiva, criando novos paradigmas de expressão...
 Internet é apontada como sendo mais fortemente associada ao engajamento cívico do que o                          consumo...
 Conhecimento e fluxo de informações - componentes valiosos na geração de valores                                socioeco...
 Informações geográficas e ferramentas que eram apenas utilizadas por expertos estão ao                                  ...
WE                        PP                               B                                           Web                ...
 Os usuários identificam facilmente locais de interesse com o auxílio de diversas mídias,                                ...
poatransporte disponibiliza informações sobre transporte público de Porto Alegre.    e-lixo maps disponibiliza informaçõ...
 OpenStreetMaps é um mapa livre e evitável, inspirado na Wiki, que usa dados      voluntariamente coletados com GPS, foto...
 Canela PPGIS: permite ao usuário interagir com dados espaciais da cidade organizados por     temas de planejamento urban...
 Urbanias e Fix My Street: coletam reclamações de usuários, relacionadas a serviços e infra-                             ...
 Captar e organizar sugestões, opiniões, e comentários “subjetivos”.                                              Desigu...
 Alternativas necessárias às formas tradicionais de participação popular no planejamento e                               ...
XII Conferência do Observatório Internacional de Democracia Participativa – OIDPDemocracia na Cidade e Grandes Transformaç...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação Conferência OIDP

1,099 views
1,054 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,099
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Conferência OIDP

  1. 1. XII Conferência do Observatório Internacional de Democracia Participativa – OIDPDemocracia na Cidade e Grandes Transformações Urbanas – 2012 – Porto Alegre Ferramentas SIG para o Planejamento Participativo Geisa Bugs geisabugs@gmail.com Alice Rauber Gonçalves alicerauber@hotmail.com Fausto Bugatti Isolan fausto.isolan@gmail.com
  2. 2. justificativa  O debate sobre a participação popular em processos de planejamento e gestão do espaço urbano é de extrema relevância e vem ganhando destaque nos últimos anos.  Ainda que gradualmente tenha havido uma ampliação dos canais de participação, a adesão por parte dos cidadãos tem sido abaixo do esperado e nem sempre a qualidade é garantida.  Explorar possibilidades de ampliar a participação pública em processos de planejamento e gestão do espaço urbano através do uso de ferramentas SIG na Internet. Mostrar exemplos recentes do uso das TIC e dos SIG que subsidiam políticas de planejamento e gestão participativos. Evidenciar as principais vantagens em relação aos métodos tradicionais de participação, bem como mostrar algumas limitações e dificuldades. objetivos
  3. 3.  Todos os meios técnicos usados para tratar a informação e auxiliar na comunicação.  Têm sido parte do planejamento desde a introdução do computador de grande porte. Sua utilização para a participação do público é um fenômeno relativamente novo, que se concentra na visualização e análise utilizando ferramentas de SIG na Internet. tecnologias da informação e da comunicação
  4. 4.  Plataforma essencial mínima para um processo de planejamento efetivo.  Melhor ferramenta para se lidar com qualquer tipo de problema relacionado ao espaço. Capacidade de visualização de dados e de modelar cenários são centrais para o planejamento. sistemas de informação geográfica
  5. 5.  Interação entre usuários e sistemas. Pessoas não só consomem conteúdo, mas também contribuem e produzem novos conteúdos. web 2.0
  6. 6.  Pessoas com interesses comuns partilham conhecimentos e dividem tarefas.  Wikipédia: construída, continuamente, com a “sabedoria das multidões. cooperação entre indivíduos
  7. 7.  A maioria dos serviços Web oferece Interface de Programação de Aplicações (API) aberta.  Essas APIs permitem combinar facilmente os serviços e recursos de origens remotas nos chamdos mashups. Os serviços de mapas online são utilizados por uma variedade de web sites para criar novos serviços através dos mashups. plataforma programável
  8. 8.  Ações em grupo são extremamente facilitadas.  Surgem movimentos de ação coletiva, criando novos paradigmas de expressão. Movimentos “sem cabeça”, redes distribuídas: a liderança está sendo repensada. conexão de pessoas
  9. 9.  Internet é apontada como sendo mais fortemente associada ao engajamento cívico do que o consumo de mídias impressas e televisuais e a discussão face a face.  As pessoas se mobilizam com as ferramentas existentes. Diariamente surgem iniciativas para reivindicar ações governamentais, projetos que alteraram as relações entre o público e as instituições. engajamento cívico
  10. 10.  Conhecimento e fluxo de informações - componentes valiosos na geração de valores socioeconômicos - estão ao alcance de um vasto público. O acesso à banda larga tem aumentado, fazendo parte, inclusive, de políticas públicas de inclusão digital. fluxo de informações
  11. 11.  Informações geográficas e ferramentas que eram apenas utilizadas por expertos estão ao alcance de qualquer pessoa. Mesmo que involuntariamente está ocorrendo um aumento da consciência da informação geográfica.  Possibilita que ferramentas SIG possam ser apreendidas rapidamente e eficazmente. ubiqüidade de informações geográficas
  12. 12. WE PP B Web Web PP-SIG SIG PP- SIG SIG  PP-SIG (Participação Pública em SIG) on-line: informações geográficas e ferramentas SIG disponíveis na Internet para o público participar.  Capacidades do SIG + conhecimento local.  Uso de ferramentas SIG pelo público para produção de mapas e histórias que ajudam a caracterizar o espaço em questão. Apresenta e organiza informações relevantes que não se tornariam visíveis através de outros métodos. SIG na Internet para participação
  13. 13.  Os usuários identificam facilmente locais de interesse com o auxílio de diversas mídias, conectando o dado oficial com o “mapa mental”. As ferramentas disponíveis são simples, como zoom, pan, sobreposição de camadas, seleção e busca de informações.  As funcionalidades podem crescer com o uso, pois os usuários definem o que querem com a experiência. SIG na Internet para participação
  14. 14. poatransporte disponibiliza informações sobre transporte público de Porto Alegre.  e-lixo maps disponibiliza informações sobre os postos de coleta de lixo eletrônico em São Paulo. Publicam informações on-line, prestam serviços à população, utilizam a API do Google Maps, mas não há troca de conteúdos entre usuário e sistema. exemplos de aplicações
  15. 15.  OpenStreetMaps é um mapa livre e evitável, inspirado na Wiki, que usa dados voluntariamente coletados com GPS, fotografias aéreas e outras fontes de dados livres. Mapeando Kibera utiliza a base livre do OSM para mapear a maior favela africana, localizada na periferia de Nairóbi (Quênia).  Se propõem a “mapear o mundo” colaborativamente. Os usuários podem inserir e editar informações usando ferramentas disponíveis, e não apenas visualizá-las. exemplos de aplicações
  16. 16.  Canela PPGIS: permite ao usuário interagir com dados espaciais da cidade organizados por temas de planejamento urbano e enviar e classificar seus comentários em forma de texto.  PLHIS Pelotas: disponibiliza diversos canais de interação: blog, rede social, twitter, e o mapaque possibilita a coleta de informações georeferenciadas segundo a percepção dos moradores.  Projetos que tiram partido da Web 2.0, da cartografia digital, e dos API. exemplos de aplicações
  17. 17.  Urbanias e Fix My Street: coletam reclamações de usuários, relacionadas a serviços e infra- estrutura urbanas, e as enviam ao responsável local.  Iniciativas “bottom-up”. exemplos de aplicações
  18. 18.  Captar e organizar sugestões, opiniões, e comentários “subjetivos”.  Desigualdade de acesso à Internet e cognitivas.  Falta de dados espaciais de qualidade para disponibilizar à comunidade.  Falta de comparação e avaliação de projetos PP-SIG.  Poucas experiências implantadas no planejamento urbano.  PP-SIG ainda utiliza ferramentas SIG de forma bastante limitada.  Encontrar o equilíbrio entre ferramentas mais complexas, que podem levar a tomada de decisão, e a usabilidade. Em geral, instituições ainda não conseguiram incorporar as TIC e os SIG de forma satisfatória. dificuldades e limitações
  19. 19.  Alternativas necessárias às formas tradicionais de participação popular no planejamento e gestão urbana.  Permitem a criação de técnicas interativas de participação, que, possivelmente, poderãofortalecer as comunidades para tomar as suas decisões de forma estruturada e autônoma. considerações finais
  20. 20. XII Conferência do Observatório Internacional de Democracia Participativa – OIDPDemocracia na Cidade e Grandes Transformações Urbanas – 2012 – Porto Alegre Ferramentas SIG para o Planejamento Participativo Geisa Bugs geisabugs@gmail.com Alice Rauber Gonçalves alicerauber@hotmail.com Fausto Bugatti Isolan fausto.isolan@gmail.com

×