belem, segunda-feira, 10 de maio de 2010                                                 oliberal                         ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Matéria do liberal

174 views
136 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
174
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Matéria do liberal

  1. 1. belem, segunda-feira, 10 de maio de 2010 oliberal aTualidades n 9 alunos do Bolsa-Família tiveram menor abandono dos estudos. Página 10. cidadesCristino martins amapá Encontro divulga documento MACAPÁ (AP) gal, prostituição, tráfico de drogas, PAULO OLIVEIRA Correspondente armas, animais da fauna amazônica, pesca ilegal, corte e transporte ilegal O governador do A mapá, Pe- de madeiras, exploração de palmito e dro Paulo Dias de Carvalho, fibras naturais como cipó titica. Ou- recebeu a Carta do Platô das tro ponto bastante discutido durante Guianas, resultado do II Encontro o encontro diz respeito aos atrasos das Polícias Ambientais e Guardas tecnológicos que têm sido barreira Parques do Platô das Guianas, even- para os avanços nas fiscalizações, to realizado nos dias 5, 6, e 7 deste dado a situação geográfica da região, mês, coordenado pelo Batalhão Am- bem como o efetivo bastante reduzi- biental do Estado do Amapá. A sole- do nas polícias ambientais de alguns nidade de encerramento aconteceu estados e países que compõem a re- nesta sexta-feira, 7, no auditório do gião amazônica. Centro Cultural Franco Amapaense, O ponto principal do acordo conti- em Macapá. do na carta é a formação de parceria Telma Dias vive drama com a falta do Humira: “Eu preciso da medicação para me manter” Entre os principais pontos da car- entre as Polícias Ambientais do Platô ta, estão: desmatamentos nos países das Guianas e da região amazônica, envolvidos no acordo, conservação para a realização de forças tarefas e ambiental nas áreas protegidas, ações conjuntas voltadas à proteção Pacientes reumáticos combate à atividade de garimpo ile- e à salvaguarda do meio ambiente. divulgação estão sem medicamento DRAMA Telma Margarida Ferreira Dias, de Oitenta doentes Eles não recebem há 10 39 anos.”Eu preciso da medicação cadastrados para me manter. Se não tiver, eu dias o Humira, remédio tenho que tomar medicamentos na Santa Casa doado pela Secretaria antiinflamatórios e analgésicos interromperam Estadual de Saúde para poder aliviar a dor. Eu fico tratamento com dores nas costas, a coluna fi- ca rígida, o pescoço não consegue não sei se vai ter”, afirma. O s pacientes reumáticos de Belém mover nem pra um lado nem pra Dados da Sociedade Paraense O governador Pedro Paulo Carvalho recebeu a Carta das Guianas estão sem receber as doses do um outro. É um sofrimento.” de Reumatologia apontam que medicamento Humira, neces- Telma descobriu em 2007 so- aproximadamente 1% da popula- sário para o tratamento da artrite frer de uma doença chamada Es- ção de Belém sofre de artrite reu- Fronteiras terão patrulhamento reumatóide e artrite psoriática, da podilite Aquilosante, um tipo de matóide, o que significaria pelo Secretaria de Estado da Saúde Pú- inflamação das articulações da co- menos 15 mil pessoas vítimas da blica (Sespa) desde o início deste luna e grandes articulações como doença só na capital. Mas essa é mês. Cada caixa, com duas am- quadris e ombros. Há seis meses, apenas uma das dezenas de do- A partir do mês de julho a fron- de Segurança Pública com Cidadania polas contendo doses suficientes ela precisou se afastar do trabalho enças reumáticas existentes. A teira do Amapá terá duas bases mi- (Pronasci). para um mês de tratamento, custa por causa das dores intensas que osteoartrite ou osteoartrose, co- litares com policiais civis, militares, O objetivo é combater na fron- R$ 6,2 mil. O remédio é adquirido sentia. “Nós estamos sem o medi- nhecida popularmente como “bico bombeiros e da Policia Técnico Cien- teira do Amapá crimes típicos da pela Sespa em um laboratório fora camento há mais de uma sema- de papagaio”, é a mais comum das tifica (Politec), treinados para atuar região como o tráfico de drogas, do Estado e distribuído a cerca de na. Eu tive que fazer empréstimo doenças reumáticas. Ela destrói a no combate ao crime na região. O efe- contrabando de armas e munições, 80 pacientes cadastrados para re- da medicação de um amigo, mas cartilagem das juntas, gerando tivo vai contar com equipamentos de tráfico de pessoas, exploração sexu- ceber o remédio na Santa Casa de vou ter que repor. Se eu não fizer dor e limitação dos movimentos e, última geração como binóculos com al e crimes ambientais. A Polícia Ci- Misericórdia. Sem ele, os pacien- assim, eu volto ao estágio que eu segundo a Organização Mundial câmera, aviões anfíbios e lanchas vil foi a primeira instituição á abrir tes precisam interromper os tra- estava antes, sentindo dores. Era de Saúde (OMS), atinge cerca de que conseguem navegar em lâminas edital para seleção de policiais que tamentos, se sujeitando a dores e para eu ter tomado dia quatro, mas 15% da população mundial, prin- de 20 centímetros de água. O Estado integraram o Pefron. Após a seleção problemas de mobilidade graves. não tinha. Daqui a quinze dias te- cipalmente pessoas com mais de receberá verba federal de até R$ 7 esses policiais serão treinados em É o caso da funcionária pública nho que fazer a outra medicação e 50 anos. milhões para instalar uma base em Corumbá/PA durante três semanas. Oiapoque e outra em Laranjal do Jari, No total, 60 policiais irão integrar o do projeto chamado Policiamento Es- projeto, sendo 30 PMs, 2 delegados, Doentes participam de associação pecializado de Fronteira (Pefron), que está previsto no Programa Nacional 4 oficiais de Policia Civil, 6 bombei- ros e 8 servidores da Politec. Projeto premiado pela ONU Os pacientes reumáticos de Be- falta do medicamento Humira. Ela ticos faltam. Ela cita o Remicade, lém que recebem o medicamento afirma ter sido informada na Coor- também distribuído pelo Estado, comprado pelo Estado são asso- denação de Assistência Farmacêu- que deixou de ser distribuído por ciados ao Grupo de Apoio ao Pa- tica da Sespa que o medicamento dois meses. O projeto “Promovendo a Vida e o ciona há 15 anos, e oferece às gestantes ciente Reumático do Pará (GARP). ainda está em fase de compra, mas Ironicamente, o mês de maio é Desenvolvimento Saudável”, executa- um conjunto de serviços laboratoriais Presidente do Garp, a enfermeira somente dois terços da quantida- o que os pacientes reumáticos de- do pela Associação Nossa Família, em e de especialidades médicas como con- Merian Cruz afirma que o custo de para atender os pacientes foram veriam receber mais atenção, afir- Santana, recebeu juntamente com o sultas de pré-natal, acompanhamento alto dos remédios impede que comprados. ma Merian. Hoje, comemora-se o governador Pedro Paulo Dias de Carva- de puericultura, diagnósticos e moni- os pacientes possam fazer o tra- “Não existe previsão. O que nos Dia Internacional dos Portadores lho o prêmio, da Organização das Na- toramento dos casos de hipertensão e tamento por conta própria. Cada disseram é para as pessoas liga- de Lúpus, uma doença reumática ções Unidas (ONU), pela iniciativa em diabetes. ampola custa em média R$ 3,1 mil, rem até o dia 15 para se receber da lista de mais de 100 identifi- desenvolver trabalhos sociais de aten- A entrega do prêmio ocorreu na últi- e o tratamento mensal, para um uma confirmação de quando o cadas pela Organização Mundial dimento à população carente. O traba- ma quinta-feira, durante a abertura do paciente, chega a R$ 6,2 mil, valor medicamento estará disponível”, de Saúde. No próximo dia 26, co- lho voluntário, que visa garantir assis- seminário Estadual de Divulgação do 4º distante da realidade da maioria afirma Merian. memora-se o Dia Municipal do Pa- tência integral à saúde das gestantes e Relatório Nacional de Acompanhamen- deles. A presidente do Garp afirma, ciente Reumático, instituído por das crianças de zero a cinco anos em to dos Objetivos de Desenvolvimento Merian afirma que o Garp bus- ainda, que esta não é a primeira Lei Municipal. “Nós, infelizmente, situação de vulnerabilidade social, fun- do Milênio, no auditório do Sesi. cou informações na Secretaria vez que medicamentos de alto não temos nada o que comemorar, Executiva de Saúde Pública sobre a custo para o tratamento de reumá- só o que cobrar”, diz Merian. EXPRESSAS Remédio anti-HIV em falta no Brasil n Será na próxima sexta-feira, no Magnus Plaza Hotel, o I Encontro (zona norte), em Macapá e no Sine Santana, no município de Santana. da Advocacia Pública do Amapá. O n O projeto tem por objetivo de be- RIO E SÃO PAULO dos estados onde a distribuição en- Há falta de outros medicamen- evento contará com a participação neficiar pelo menos três mil jovens agência o globo frenta problemas, usa o Abacavir tos também em Minas Gerais, To- de advogados e procuradores pú- em situação de vulnerabilidade so- desde 2007. Em janeiro, depois de cantins, Goiás, Rio Grande do Sul, blicos federais, estaduais e munici- cial, em todo o Estado. Serão ofere- Referência no tratamento da ficar quatro dias sem o remédio, Ceará, Bahia, Alagoas e Rio. pais. Na ocasião, algumas autorida- cidas capacitações profissional e de Aids no mundo, o Brasil enfrenta fez a troca por outro medicamen- “Tivemos que mandar remédio des do Estado serão homenageadas desenvolvimento humano. uma dramática crise na importa- to. para um paciente em Minas que com medalhas, entre as quais, o nA segunda etapa do Programa ção e distribuição dos principais “Fiquei muito revoltado quando não podia trocar o Abacavir. Pega- ministro Honildo Amaral de Mello Luz para Todos no Estado deve medicamentos anti-HIV. Desde de- soube que o governo parou de en- mos de pessoas que haviam morri- Castro, do STJ e o governador Pe- ser iniciada na segunda quinzena zembro, os soropositivos sofrem, tregar, me isolei e isso para quem do e também restos de medicamen- dro Paulo Dias de Carvalho. de maio. Aproximadamente 117 em todo o país, com a falta do Aba- tem a doença é muito ruim. Co- tos de pacientes”, diz o presidente n Começam amanhã e seguem até comunidades serão beneficiadas cavir, prescrito para os casos mais mecei a pensar: por que o governo do Pela Vidda de São Paulo, Mário o dia 19 as inscrições para o Pro- com a chegada do Programa na graves da doença. Há relatos de quer me matar? Troquei porque Scheffer. jovem Trabalhador-Juventude região sul do Amapá. carência de outros remédios pelos não tive opção, mas fiquei dias Cristina Moreira, coordenado- Cidadã, executado via Ministério n O Luz para Todos foi dividido em estados, como a Lamivudina, para sentindo como se minhas pernas ra de projetos da Sociedade Viva do Trabalho e Emprego (MTE) pelo quatro blocos e a região do Vale do a primeira fase de manifestação pesassem 15 quilos cada, acabei Cazuza!, diz que as crianças co- Governo do Amapá. Os cadastros Jari esta no primeiro bloco, tendo do vírus. A angústia atinge crian- acamado”, conta Silvio. meçam a sentir os efeitos da crise: poderão ser realizados nos postos as obras licitadas com investimen- ças, mulheres grávidas, pacientes O paraibano Miro Araújo, de 38 “Aqui nós ainda temos porque são do Sine Central e Sine Buritizal, e to de R$26 milhões, totalizando em graves e doentes que estão na fase anos, ficou sem o Lamivudina por 20 crianças e adolescentes e conse- na Escola Estadual Ruth Bezerra todos os blocos R$155 milhões. inicial do tratamento. duas semanas. Os coquetéis preci- guimos ter margem de manobra, Em busca de alternativas provi- sam ser tomados diariamente. “Te- mas quem tem criança em casa já sórias para o problema, redes de so- nho muito medo de que isso venha enfrenta dificuldades. Vemos isso lidariedade vêm sendo montadas: a aumentar minha resistência aos com pavor”. pacientes usam até medicamentos remédios. Essa é uma medicação Moradora do Rio, Jaciara Gomes, de outros que já morreram, por mais importante até do que a co- de 47, descobriu ser soropositiva há exemplo. Portarias do Ministério mida. As pessoas por aqui estão 8 anos. Desde que o Abacavir su- da Saúde recomendaram a troca de desesperadas, sem saber o que fa- miu das prateleiras, ela pegou re- medicamentos, o que traz incômo- zer, porque faltar pode significar médios com amigos que trabalham dos e riscos. uma sentença de morte”, diz Miro, em ONGs e conseguiu oito com o Aos 58 anos, o aposentado Silvio lembrando que na Paraíba falta o médico com quem se trata. A par- Cruz, morador de São Paulo, um Abacavir há dois meses. tir de amanhã não terá o compri-

×