Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

Tempos de vida

on

  • 1,785 views


Statistics

Views

Total Views
1,785
Views on SlideShare
1,441
Embed Views
344

Actions

Likes
0
Downloads
17
Comments
0

12 Embeds 344

http://galegaencarnada1.blogspot.pt 152
http://galegaencarnada1.blogspot.com 100
http://www.quandoavidadizadeus.com 33
http://quandoavidadizadeus.blogspot.com.br 20
http://galegaencarnada1.blogspot.com.br 18
http://quandoavidadizadeus.blogspot.pt 15
http://www.google.com 1
http://www.quandoavidadizadeus.blogspot.com.br 1
http://copyscape.com 1
http://quandoavidadizadeus.blogspot.co.uk 1
http://quandoavidadizadeus.wordpress.com 1
http://galegaencarnada1.blogspot.com.es 1
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Tempos de vida Presentation Transcript

  • 1.  
  • 2.  
  • 3. Há um começo e um fim para tudo o que é vivo. Ninho com ovos No meio há o viver.
  • 4. À nossa volta, por toda a parte, começos e fins acontecem constantemente. Cascas de caramujos, quebradas
  • 5. Com o viver no meio. Peixe-leão dos recifes de coral
  • 6. Isso vale para todas as coisas vivas. As plantas. As pessoas. As aves. Os peixes. As árvores. Os bichos. Mesmo para o menor dos insectos.
  • 7. Caranguejo de praia, morto Nada que esteja vivo vive para sempre. Quanto vai viver depende do que é e do que lhe acontece enquanto está vivo.
  • 8. Restos de uma borboleta Às vezes, as coisas vivas ficam doentes ou são magoadas. Claro que quase sempre saram mas, quando estão muito magoadas ou muito doentes, morrem porque não podem continuar vivas por mais tempo. Isso pode acontecer quando são ainda jovens, ou já velhas, ou em qualquer idade.
  • 9. Mesmo o menor dos insectos. Pode ser triste, mas é assim com todas as coisas, com tudo o que está vivo. As pessoas. As aves. Os peixes. As árvores. Os bichos. As plantas.
  • 10. Há muitas, muitas coisas vivas no nosso mundo. Cada uma tem o seu próprio tempo de vida. Maçã a amadurecer
  • 11. Videira antiga, rebentando As árvores que são altas e fortes crescem devagar, ao sol e à chuva. Algumas vivem de facto muito tempo, cem anos ou mais. Esse é o seu tempo de vida.
  • 12. Coelho e rato, a viverem a sua vida Coelhos e ratos crescem em poucas semanas. É assim que acontece com coelhos e ratos. E vivem por um ou dois anos, comendo cenouras e roendo queijo até que, quando ficam velhos, muito cansados, chega a sua hora de morrerem. É o seu modo de viver, o seu tempo de vida.
  • 13. Flores e verduras Flores e verduras, ainda em semente, são plantadas no início da Primavera, quando a terra começa a aquecer. Crescem depressa ao calor do Verão. Nos dias de Outono, começa a arrefecer e elas vão envelhecendo. No Inverno, quando está muito frio, elas morrem. É esse o seu modo de viver, o seu tempo de vida.
  • 14. Borboleta a descansar As borboletas vivem como borboletas apenas umas semanas. Quando nascem e as suas asas secam elas voam por entre as flores e as folhas. Voam alegres, rápidas, mas com o passar do tempo, vão ficando mais lentas, até não poderem voar. Então ficam a descansar… e morrem. É assim que as borboletas vivem, esse é o seu tempo de vida.
  • 15. Pica-peixe e emu, pássaros australianos As aves crescem também muito depressa. Poucos meses depois de saírem do ovo, já estão bastante fortes para voar e se alimentarem sozinhas. Parece que o seu tempo de vida depende do seu tamanho: quanto maiores, mais tempo viverão. É assim que as aves vivem: algumas até aos 50 anos, outras apenas 2 ou 3. Mas, vivam o quanto viverem, cada uma tem o seu próprio tempo de vida.
  • 16. Cardume de anchovas, assustadas Os peixes que nadam nos lagos, rios e no mar, podem ser tão pequenos que mal se pode vê-los, ou grandes, enormes! Com os peixes, pelo que se sabe, parece que quanto menores forem, menores serão também os seus tempos de vida. É assim que acontece com eles. As suas vidas podem durar 1 ou 2 dias, ou oitenta, noventa anos. Esse é o seu modo de viver e esses os seus tempos de vida.
  • 17. E as pessoas? Bem, como tudo o que está vivo as pessoas também têm os seus tempos de vida.
  • 18. Quatro gerações Vivem 60 ou 70 anos, às vezes até mais, fazendo tudo o que as pessoas fazem, como crescer… … e ficar adultos.
  • 19. É só uma farpa! Mas pode acontecer, como acontece com as outras coisas vivas, que as pessoas fiquem doentes ou se magoem. Quase sempre saram, é claro, mas há ocasiões em que ficam tão magoadas ou tão doentes que morrem, porque não há como continuarem vivas. Pode ser triste, mas é o que acontece com as pessoas. Esse é o seu modo de viver e o seu tempo de vida.
  • 20. Relíquias de tempos de vida Assim, por mais longos ou curtos que sejam, os tempos de vida são na verdade iguais. Têm começos e fins, e no meio há o viver.
  • 21. É assim que as coisas são. As pessoas. As aves. Os peixes. Os bichos. Para as plantas. Mesmo para o menor dos insectos. EM TODA A PARTE!
  • 22.  
  • 23.