Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação de reunião pública com analistas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação de reunião pública com analistas

1,437
views

Published on

Published in: Travel

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,437
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
60
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Apresentação Institucional Dez 07
  • 2. Wilson Amaral CEO
  • 3. HISTÓRICO 1954 1997 2004 2005 2006 2007 Fundação Entrada da GP assume Entrada da IPO Follow-on da Gafisa GP o controle da Equity Criação da Listagem na Companhia International Gafisa NYSE (Sam Zell) Vendas Criação da Fit Aquisição de Residencial e AlphaVille Bairro Novo Entrada no Ibovespa e IBRX 50
  • 4. NOSSA ESTRATÉGIA Estratégia da Gafisa Ser a incorporadora residencial líder no Brasil em vendas, rentabilidade e qualidade dos produtos Forte Foco em Manter Land Diversificação Diversificação Disciplina Crescimento da Oportunidades Bank de 2-3 Geográfica de Produto Financeira e de Receita de Alto Retorno Anos de Investimentos Vendas Futuras
  • 5. MERCADO MOSTRARÁ FORTE CRESCIMENTO NAS PRINCIPAIS REGIÕES METROPOLITANAS Evolução do “revenue pool” dos negócios 78 VGV (R$ bilhões) CAGR (%) 56 44 Gafisa 10,56% Gafisa AlphaVille 32,33% 35 Alphaville FIT 16,49% 23 Bairro Novo 27,02% Fit Total 16,10% Bairro novo 2004 2006 2008 2010 2012 Fonte: IBGE, IPC Target, Gafisa Queda na taxa de juros Aumento na renda Maior disponibilidade de crédito
  • 6. IMPULSIONADO PELO CRÉDITO IMOBILIÁRIO QUE PODE CRESCER ATÉ 5 VEZES NOS PRÓXIMOS ANOS EM FUNÇÃO DA QUEDA NOS JUROS CENÁRIO MÉXICO E ESPANHA CAGR (%) – 4 anos Taxa de Juros (%) 150 Espanha/México ~20% 30 Carteira de Financiamento (R$B) Brasil (SELIC) México 100 20 Brazil (SFH)** 50 50 42 10 35 29 Espanha 24 14 7 9 0 0 Ano -3 Ano -2 Ano -1 Ano 0* Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 % do PIB 1% 1,2% 1,4% 1,6% 1,9% * Início do boom imobiliário: Espanha (1999); Chile (2001); México (2001); Brasil (2006) ** Estimativa média SFH Poupança e FGTS Fonte: BACEN, Evolução do Credito Imobiliário-Bovespa
  • 7. IMPULSIONADO PELO CRÉDITO IMOBILIÁRIO QUE PODE CRESCER ATÉ 5 VEZES NOS PRÓXIMOS ANOS EM FUNÇÃO DA QUEDA NOS JUROS CENÁRIO CHILE CAGR (%) – 4 anos Juros (%) 150 Chile 55% 30 139 Carteira de Financiamento (R$B) Brasil (SELIC) 100 90 20 58 Brazil (SFH)** 50 10 Chile 37 24 14 7 9 0 0 Ano -3 Ano -2 Ano -1 Ano 0* Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 % do PIB 1% 1,5% 2,3% 3,4% 5% * Início do boom imobiliário: Espanha (1999); Chile (2001); México (2001); Brasil (2006) ** Estimativa média SFH Poupança e FGTS Fonte: BACEN, Evolução do Credito Imobiliário-Bovespa
  • 8. A GAFISA JÁ ESTÁ PRESENTE NAS REGIÕES DE MAIOR POTENCIAL Para a avaliação do potencial foram definidos 46 conglomerados urbanos* Fit, Bairro Novo e Alphaville atuam em todo Gafisa – Novos o Brasil mercados Gafisa SP Gafisa RJ ABC Rio de Janeiro Baixada Santista Grande Rio Bauru Niterói Campinas Vitória Jundiaí Belo Horizonte Piracicaba Uberlândia Ribeirão Preto Juiz de Fora São José do Rio Preto São Paulo Capital Grande São Paulo Sorocaba Vale do Paraíba *Critério: capitais + município com mais de 400k em 2006, consolidando os municípios de influência Fonte: IBGE, Análise Gafisa
  • 9. O AUMENTO DE DOMICÍLIOS SERÁ DISTRIBUÍDO ENTRE OS NEGÓCIOS EM FUNÇÃO DA FAIXA DE RENDA (R$) ALPHAVILLE Consumo Total = R$387 Bilhões GAFISA 800 670 FIT B. NOVO 430 FIT 400 BAIRRO NOVO 13 – 20 sm + 21 sm VGV ~ 33 B VGV ~ 13 B 110 76 8 – 12 sm VGV ~ 14 B 4 – 7 sm VGV ~ 18 B 0 20 76 130 239 Número de unidades (K) 523 Prestação* (R$) 1.900 1.568 903 Fonte: Gafisa
  • 10. NOSSA LINHA DE PRODUTOS: ADMINISTRAÇÃO FOCADA EM CADA MERCADO Médio, Médio - Alto 60% Gafisa 100% Gafisa 50/50 JV com Odebrecht Vertical Médio, Médio - Alto Segmento Econômico Segmento Popular Nas áreas Horizontal (lotes) Horizontal/Vertical Horizontal / Vertical metropolitanas Nas regiões Regiões metropolitanas Regiões metropolitanas e Financiamento: Bancos metropolitanas e arredores arredores Projetos Únicos Financiamento Próprio Financiamento: CEF e Financiamento: CEF e Bancos Bancos Comerciais Preço da Unidade: > Projetos Únicos R$130K Projetos padronizados Projetos padronizados Preço da Unidade: R$70K – R$500K Preço da Unidade: Preço da Unidade: R$50K – R$150K < R$80K
  • 11. GAFISA POSSUI UM BANCO DE TERRENOS DIVERSIFICADO E DE ALTA QUALIDADE 118 locais diferentes agora com Bairro Novo e Cipesa Unidades Potenciais Unidades Potenciais Vendas Futuras % Adquirido Companhia (100%) (% Gafisa) (R$bn) em Permuta São Paulo 2.535 2.475 1.178 41% Rio de Janeiro 1.179 943 605 86% Novos Mercados 15.315 11.620 3.402 70% Total 19.029 15.039 5.185 70% São Paulo 16.076 9.472 1.087 99% Rio de Janeiro 1.120 630 131 100% Novos Mercados 20.494 10.797 1.430 95% Total 37.690 20.899 2.648 97% São Paulo 2.382 1.521 116 0% Rio de Janeiro - - - 0% Novos Mercados 5.323 4.717 444 18% Total 7.705 6.238 560 13% São Paulo 2.368 1.184 75 0% Rio de Janeiro 7.492 3.746 230 81% Novos Mercados 5.400 2.700 163 82% Total 15.260 7.630 468 66% TOTAL 79.684 49.805 8.861 84,2%
  • 12. A GAFISA ESTÁ PREPARADA PARA LIDERAR ESTE MERCADO ATRAVÉS DE UM TIME EXPERIENTE E MOTIVADO Antonio Carlos Ferreira Rosa Nuno Lopes Alves Odair Garcia Senra Newman Brito Mário Rocha Neto Roberto Senna Julio Cesar Gomes Pedro Duilio Calciolari
  • 13. Antonio Carlos Ferreira Rosa Diretor de Incorporação
  • 14. DIVERSIFICAÇÃO REGIONAL Ano Número de Cidades Histórico 2001 2 Desde 1954 atuando no eixo RJ-SP 2002 2 2003 3 2004: Decisão estratégica de 2004 5 conquistar novas praças 2005 9 2004: 1º lançamento em Manaus 2006 18 2007 25 Enseada Paraíso – Cabo de Santo Agostinho (PE)
  • 15. DIFERENCIAIS GAFISA NOS NOVOS MERCADOS Força da Marca Histórico de empreendimentos realizados no RJ e em SP Conceito de projetos inovadores Arquitetura diferenciada Prazo de entrega Condições de pagamento Marketing no lançamento Riviera de Ponta Negra – Manaus (AM)
  • 16. EXPANSÃO GEOGRÁFICA - ESTRATÉGIA Horizonte – Belém (PA) Procurar novos mercados que proporcionem oportunidades de crescimento sustentado (Manaus, Belém, Salvador, Goiânia, etc) Procurar oportunidades específicas para empreendimentos e “segunda moradia” (NE) Operar principalmente no segmento residencial Desenvolver parcerias locais Estrutura de “donos de negócio” com times focados e suporte corporativo da Gafisa em SP Estrutura de fácil replicabilidade, tornando possível entrar em qualquer nova cidade, a qualquer tempo
  • 17. PROCESSO DE ENTRADA EM NOVAS PRAÇAS Cidades com mais de 400 mil habitantes e forte potencial econômico Pesquisa sobre o mercado local (Gafisa, in loco) Demandas Práticas Oferta Preço/condições de venda Players Contratação de pesquisa específica Geodados Segmentação Escolha de parceiro local Análise de oportunidades JTR – Maceió (AL)
  • 18. IMPORTÂNCIA DOS PARCEIROS LOCAIS Conhecimento Conhecimento Facilidade de Acesso a Mitigar Apoio do mercado da cultura acesso aos oportunidades barreiras de Operacional local local órgãos locais de negócios entrada local reduzindo tempo de aprovações
  • 19. Odair Garcia Senra Diretor de Relações Institucionais
  • 20. PROSPECÇÃO DE TERRENOS GAFISA Prospectar novas áreas para desenvolvimento imobiliário – apoio área de Inteligencia de Mercado /Gafisa Análises jurídica, técnica e legal Análises de viabilidades de estudos econômicos Verificação de ofertas anteriores Análise de Visita ao local /PRE- ÁREAS / TERRENOS zoneamento e definição do produto Atende ao negócio Gafisa? documentação Solicitação DO bdt (Boletim de Briefing do produto – Dados Técnicos) , estimativa de Estudo de viabilidade econômica Proposta de compra Estudo de massa custo de construção e legalização Análise jurídica NÚCLEO PRODUTO Assinatura do compromisso COMITÊ De compra e venda e Outorga da posse DONOS DE NEGÓCIO
  • 21. DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO Inteligência de Merecado Desenvolvimento da fachada Definição do produto Briefing para o arquiteto Desenvolvimento dos Sub Solos Apresentação / preparação Do produto Definição decoradores – materiais N para o folder de venda + apto tipo Análise do produto S Preparação das imagens ilustrativas Validação do produto junto ao comitê Preparação das maquetes com o material do EP Lançamento Estrutural Àrea de Engenharia Preparação das plantas de vendas Desenv. do térreo e duplex e garagens (vagas)
  • 22. LEGALIZAÇÃO DOS EMPREENDIMENTOS Elaboração dos Projetos para a Legalização Outorga onerosa (compra de Fluxograma dos orgãos aos quais o potencial construtivo) projeto será submetido Cronograma detalhado das aprovações Publicação do deferimento Instruir bem os processos do projeto Preparação da documentação dos Emissão do alvará de terrenos e dos proprietários aprovação e execução Protocolar junto aos órgãos competentes e fazer o pagamento dos emolumentos Análise da documentação pelo órgão público N Atendedimento as S exigências dos órgãos
  • 23. ÓRGÃOS PÚBLICOS Municipais Estaduais Federais SEHAB DPRN IBAMA SVMA > DEPAVE / DECONT CETESB IPHAN SMT / CET CONDEPHAAT COMAR GRAPROHAB COMPRESP EMURB
  • 24. CASE STUDY: VILLAGIO PANAMBY Set de 1995: aquisição do terreno Ago de 1997: aprovação na PMSP (Prefeitura do Município de São Paulo) Ago de 1998: aprovação no GRAPROHAB Set de 1998: lançamento do empreendimento : terreno Área do m2 230.000 m² 26.000 eserva da de 1 Área pr udas de de 7.000 m Plantio s nativa s Villagio P espécie 0 dentr o anamby lante de 1.60 Transp da área Antes
  • 25. A GAFISA TEM TRADIÇÃO EM DESENVOLVIMENTO DE GRANDES PROJETOS ►Nova Ipanema – 350 mil m2 – RJ – 1975 ►Novo Leblon – 550 mil m2 – RJ – 1977 ►Morumbi Sul – 400 mil m2 – SP – 1981 ►Residence Park – 100 mil m2 – SP – 1982 ►Colina de São Francisco – 230 mil m2 – SP – 1995 ►Boulevard Lorian – 400 mil m2 – Osasco – 2004
  • 26. Mário Rocha Neto Diretor de Construção e Engenharia
  • 27. VOLUME DE OBRAS NOS Últimos Anos - 2001 a 2008 2500 2250 2000 Total de obras mês 1750 1500 1250 1000 750 500 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 Área Total x1000
  • 28. ESTRUTURA DESCENTRALIZADA RESPONSABILIDADES DO ENGENHEIRO RESIDENTE: Planejamento e controle físico da obra Planejamento e controle financeiro da obra Cronograma de suprimentos Gestão de fornecedores Formação de gente Atendimento e execução das customizações dos aptos Obtenção do “habite-se” Vistoria e entrega das unidades e área comum INVESTIMENTO EM: Capacitação Padronização Comunicação
  • 29. CONTROLE ORÇAMENTÁRIO Parametrização (estudo de compra de terreno) Orçamento de lançamento (lançamento) Orçamento inicial (inicio da obra) Atualização mensal Comparação com meta, atualização anterior Verificação de desvios de custos por serviços Classificação de quantidade ou preço Montagem de plano de ação Apresentação por obra para companhia Análise das variações por categoria Todo controle orçamentário fica disponível na internet 30% do bônus da engenharia está ligado ao cumprimento da meta de orçamentária
  • 30. ... E OUTROS INDICADORES TAIS COMO...
  • 31. ... CUSTOS DE EMPREENDIMENTOS (ORÇAMENTO X TREDÊNCIA) ... Monitoramento Pré Orçamento Monitoramento do Orçamento
  • 32. Amount in R$ mn - 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 4.500,00 5.000,00 ) Indirect Expenses (11 ao 19 )Infra-structure (21 ao 27 )Structure (31 ao 37 Meta )Alvenarias / Imperm . (41 ao 47 Groups )Acab.Interno (52, 54 ao 60 )Façade (51, 53, 68, 69 )Esquadrias /Vidros (61 ao 67 VERDES PRAÇAS Meta X Tendência )Inst. Elet/ Hidr/Air/ Ware(71,73,75,81 Despesas / Tedência Despesas )Decoration /Painting (77, 83 e 90 )Lifts (78 ... TENDÊNCIA DOS CUSTOS POR CATEGORIA DE SERVIÇO... - 2.000,00 4.000,00 6.000,00 8.000,00 10.000,00 12.000,00 14.000,00 16.000,00 18.000,00 20.000,00 Total
  • 33. ...PLANO DE AÇÃO PARA DESVIOS ... SISTEMA DE GESTÃO - 721 - VERDES PRAÇAS CUSTO TOTAL (R$ x 1000) VARIAÇÃO GRUPOS DESCRIÇÃO ANÁLISE PLANO DE AÇÃO ATUALIZADO META Real % Redução da equipe antes do prazo estipulado Colocado dissídio e ajuste de equipe tecnica 1 DESP.INDIRETAS (11 ao 19) 3.008,57 2.711,74 296,83 10,95% e minimizar prazo das arquitetas (engenheiro e arquitetas) (adiantamento decoração) Quantidade de retirada de terra é maior que o 2 FUNDAÇÃO (21 ao 27) 1.152,20 1.131,84 20,36 1,80% Valores já gastos. pré e há bota fora (entulho) Rever o projeto de cobertura metálica do Fechamento do concreto e da mão de obra 3 Estrutura (31,32,33,34,37) 3.781,19 4.187,67 (406,47) -9,71% estacionamento visando a redução de R$ abaixo do pré-orçamento 40.000,00 na contratação. Redução em esquadria de alumínio (R$ 4 Alvenaria/imperm. (41 ao 47 ) 1.532,22 1.593,41 (61,20) -3,84% Dissídio da categoria MB (R$ 55000,00) 30000,00) Estudar a execução dos peitoris em argamassa junto com a fachada, visando a Acabamento interno (52,54,55 a Valores unitários de granitos acima do pré- 5 2.289,57 2.367,70 (78,13) -3,30% redução de R$ 25.000,00. Reduzir o valor da 60) orçamento. contratação de mármores e granitos em R$ 20.000,00. Fechamento acima do orçamento inicial (R$ Buscar preço parceria com empresa de tinta e 6 FACHADA (51, 53, 68, 69) 1.159,19 963,05 196,14 20,37% 35000,00) redução na contratação de pintura ESQ.METALICAS-MAD./VIDROS Foi reduzido R$ 100000,00 na contratação de 7 1.750,46 1.973,77 (223,31) -11,31% Não ter extra contratuais em esquadrias (61,63 a 67) esquadria de alumínio Reduzido o valor de contratação de INST. ELET/ HIDR/AR/LOUÇAS Índices do pré-orçamento abaixo dos valores 8 2.594,31 2.546,19 48,12 1,89% instalações elétricas e hidráulicas (R$ (71,73,75,81) informados por Suprimentos. 327.084,37). DECORAÇÃO/ PINTURA (77, Valores unitários de materiais abaixo do pré- Reduzir o valor de contratação de pintura em 9 1.201,65 1.456,74 (255,09) -17,51% 83 ) orçamento. R$ 15.000,00. 10 ELEVADORES (78) 768,41 877,66 (109,26) -12,45% Valores fechados abaixo do pré-orçamento. Valores já gastos / comprometidos. Acompanhar as alterações propostas e TOTAL 19.237,76 19.809,77 (572,00) -2,89% Orçamento inicial acima do pré-orçamento fechamento dos serviços e materiais junto ao Departamento de Suprimentos. % ANDAMENTO FÍSICO VARIAÇÃO DESCRIÇÃO ANÁLISE PLANO DE AÇÃO ATUALIZADO META % Manter a equipe de azulejo redobrada até o ANDAMENTO FÍSICO 65,40% 64,94% 0,46% Obra encontra-se no prazo fisico. término dos serviços.
  • 34. ... PERFORMANCE DO CONSUMO POR INSUMO... Performance Consumo Obra : VERDES PRAÇAS Área Equivalente: 29.156,36 Eng.: Daniel Meira / João Castucci A C Mês Base: Maio/2006 Descrição un. Meta Tendência Variação Obs. ( pré) (Tendência x Meta) ( C/A) Materiais Aço Kg 474.940,42 489.573,00 3,08% Diferença no quantitativo levantado no pré e na ( super estrutura) cravação do OI. Concreto estrutural m3 4.922,51 5.083,28 3,27% Diferença no quantitativo levantado no pré e na ( super estrutura) cravação do OI. Material Cerâmico m2 29.584,04 29.801,48 0,73% (Azulejo e cerâmica) Blocos de vedação un. 440.476,04 323.113,50 -26,64% Diferença no quantitativo levantado no pré e na cravação do OI. Fachada / Alvenaria argamassa ensacada - fachada ton. 1.608,05 1920,43 19,43% Diferença no quantitativo levantado no pré e na cravação do OI (Índices). argamassa ensacada - alvenaria ton. 863,68 828,50 -4,07% Empreitada Global (Serviços) Drywall m2 1.984,35 1.471,50 -25,84% Diferença no quantitativo levantado após aprovação dos projetos de gesso acartonado Revestimento Fachada m2 ( mão de obra) 26.073,75 29.916,80 14,74% Erro no levto das faixas do quantitativo Escavação Mecânica m3 6.351,67 8.624,37 35,78% Volume de corte acima do pré-orçamento Quantitativo levantado em projeto acima do pré- Revestimento de Gesso Liso m2 57.380,28 59.562,81 3,80% orçamento ( mat/mão de obra) Forro de Gesso em placas m2 4.980,14 5.038,88 1,18% ( mat/mão de obra) Meta Tendência
  • 35. ... PERFORMANCE DOS PREÇOS POR INSUMO... Performance Preços Obra : VERDES PRAÇAS Área Equivalente: 29.156,36 Eng.: Daniel Meira / João Castucci A C Mês Base: Maio/2006 Descrição un. Meta Tendência Variação-% Obs. ( pré) (Tendência x Meta) Materiais Aço R$ 1.049.252,85 1.143.250,87 9% Alta no valor do aço no mercado em 2005 (super estrutura) atualizado Concreto estrutural R$ 886.320,70 591.693,79 -33% Fechamento abaixo do pré, em função de ( super estrutura) atualizado negociação com a obra do Eldorado Material Cerâmico R$ 299.982,17 356.425,70 19% Preço unitário do pré-orçamento acima do (Azulejo e cerâmica) atualizado preço unitário atual Louças e Metais R$ 256.429,78 359.994,86 40% Preço unitário do pré-orçamento acima do atualizado preço unitário atual Empreitada Global (Serviços) Fundação R$ 900.076,74 891.203,31 -1% (material e mão de obra) atualizado Estrutura de Concreto - mão de obra R$ 1.243.041,48 1.088.543,55 -12% Valor negociado GESUP (super estrutura) atualizado Esquadrias de Madeira R$ 574.007,18 579.235,90 1% (material e mão de obra) atualizado Esquadrias de Alumínio R$ 904.330,99 867.579,55 -4% Base das propostas recebidas para (material e mão de obra) atualizado elaboração do orçamento inicial Elevadores R$ 817.279,52 773.058,42 -5% Valor negociado GESUP (material e mão de obra) atualizado Instalações Elétricas/Hidráulicas R$ 2.025.936,75 2.036.581,83 1% Índices do pré orçamento abaixo dos (material e mão de obra) atualizado índices dos últimos fechamentos Meta Tendência
  • 36. CONTROLE DE QUALIDADE E ANDAMENTO FÍSICO Auditoria mensal feita pelo GOT Analisa andamento físico Aderência aos procedimentos Terminabilidade Qualidade final dos serviços executados (FVP) 5S Atribui nota mensal em função dos indicadores Os indicadores são apontados na Palm e criam relatórios que ficam disponíveis na internet
  • 37. PERFORMANCE DAS OBRAS
  • 38. SUPRIMENTOS Sensibilização da cadeia de fornecedores da sustentabilidade do crescimento Estabelecidas alianças estratégicas Antecipação do cronograma de contratações da companhia Desenvolvimento de novos fornecedores (novos mercados) Processo de verticalização de algumas atividades estratégicas
  • 39. GENTE E GESTÃO Programas de contratação Programa estagiário Programa trainee de construção Contratação e capacitação de engenheiros fora do eixo Rio x SP Programas de retenção Bônus por meritocracia Plano de Excelência de Obras (PEO) Programa de stock option Programa de capacitação Treinamento Visitas técnicas
  • 40. OPORTUNIDADES Gafisa domina tecnologias o que possibilita simular diversos processos Obtenção de indicadores alimentando processo benchmarkting Investimentos nos processos de melhoria continua Capacidade de crescimento sem afetar o over-head Melhoria de produtividade da mão de obra Sustentabilidade Eldorado Gênesis Projeto para redução do ciclo
  • 41. OBRAS EM SÃO PAULO Eldorado Business Tower - SP
  • 42. OBRAS EM SÃO PAULO Spazio Del Acqua - SP
  • 43. OBRAS EM SÃO PAULO Piazza de Toscana - SP
  • 44. OBRAS NOVOS MERCADOS Montenegro Boulevard –Belém - PA
  • 45. OBRAS NOVOS MERCADOS Beach Park Acqua – Fortaleza - CE
  • 46. OBRAS NO RIO DE JANEIRO Americas Park e Mundo Novo - RJ
  • 47. OBRAS NO RIO DE JANEIRO Ocean Front - RJ
  • 48. CADA ALTERAÇÃO DE PROCEDIMENTO DE SERVIÇO SEGUE O SEGUINTE CICLO DE APROVAÇÃO: Pesquisa ção oniza Viabi a e Econ Técn ica Padr lidad ôm ic e Ap ro o va t ip çã o tó o Pr
  • 49. TECNOLOGIA - PROCESSOS, SISTEMAS E MATERIAIS:
  • 50. TECNOLOGIA - PROCESSOS, SISTEMAS E MATERIAIS:
  • 51. Julio Cesar Gomes Pedro Diretor de Vendas e Marketing
  • 52. GAFISA VENDAS Gafisa e Mercado imobiliário em crescimento acelerado nos últimos 4 anos Diversificação Regional de Gafisa amplia Novos Mercados em mais de 100% a.a. Força de vendas fragmentada pela excessiva oferta de produtos Excesso de oferta direciona as vendedoras somente para o “boom” de lançamento Conflitos de interesse constantes entre as vendedoras e incorporadoras (Margem) Força de Vendas fora do eixo RJ e SP com capacidade de execução discutível Necessidade de uma empresa que atenda o grupo com força, gestão e prestação de serviço de excelência com abrangência nacional Gafisa Vendas SP e RJ já representa mais de 40% do negócio em suas respectivas regiões
  • 53. DESAFIO GAFISA VENDAS Estratégia Máquina de Vendas Gestão Canais & CRM Gestão de Terceiros & EV´s Locais Planejamento de Vendas Tracking do cliente Ampliação do “braço” Execução Atendimento On-line Know How local Controle e Gestão Gestão de Autônomos Desenvolvimento de parceiros Velocidade Fidelização de corretores Gerenciamento integrado com Produtividade Novos Canais GV Vendas com propriedade Pós Vendas Gafisa BI
  • 54. SHARE DE VENDAS OUTUBRO 2007 SP RJ São Paulo Outubro (%) 9M07 (%) Outubro (%) 9M07 (%) Rio de Janeiro Gafisa Vendas 43% 34% Empresa 1 13% 30% Empresa 1 18% 32% Gafisa Vendas RJ 45% 20% Empresa 2 32% 12% Empresa 2 3% 18% Empresa 3 0% 7% Empresa 3 35% 9% Empresa 4 3% 5% Empresa 4 0% 8% Empresa 5 1% 4% Empresa 5 4% 10% Empresa 6 0% 3% Empresa 6 0% 5% Empresa 7 2% 2% Empresa 7 0% 1% Total 100% 100% Total 100% 100%
  • 55. ÁREA DE INTELIGÊNCIA DE MERCADO Principais Demandas Identificadas Análise de Novos PROSPECÇÃO Análise de Terrenos Definição de Produto Mercados Estudos de Terreno PLANEJAMENTO Projeção de Preço Oferta X Demanda Padrão Brasil VENDAS Preço Velocidade de Vendas COMUNICAÇÃO Avaliação de Marca Avaliação de Mídias Posicionamento/Target Metodologia Pesquisa SAG Satisfação Clientes
  • 56. ÁREA DE INTELIGÊNCIA DE MERCADO ESTATÍSTICA GEOMARKETING CONSUMIDOR Demanda Potencial Acompanhamento Mercado Segmentação Consumidor Modelo de Demanda Estudo de Terreno (Roll-out Teste de Produto Conceito Modelo de Apreciação RJ/NM) / Planta Elasticidade Preço Análise de Prospects / Clientes Pesquisa Satisfação Clientes Teste de Mídia ANÁLISE INTEGRADA
  • 57. Nuno Lopes Alves Diretor Presidente AlphaVille
  • 58. HISTÓRICO ALPHAVILLE 1974 1995 2007 Renato Albuquerque Primeiro AlphaVille e Nuno Lopes Alves Entrada da Gafisa lançado iniciam a nova etapa de Alphaville
  • 59. ALPHAVILLE: DIFERENCIAIS ESTRATÉGICOS E SINERGIAS Maior empresa incorporadora de projetos de desenvolvimento urbano no Brasil Única empresa de desenvolvimento urbano com abrangência nacional A empresa é focada na identificação de áreas, incorporação e comercialização de lotes residenciais de alto padrão, voltados para famílias de classe alta e média alta, nos arredores de regiões metropolitanas em todo o Brasil Pontos fortes: Profunda experiência de mercado e solidez financeira Forte reconhecimento de sua marca em todo o Brasil (top of mind em todas as pesquisas) Banco de terrenos estratégico e de dificílima replicação Elevado potencial de crescimento, com risco baixo Enormes sinergias operacionais e oportunidades de cross- selling com as empresas do Grupo
  • 60. ALPHAVILLE: OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO 1ª RESIDÊNCIA Condomínios menores (até 30 ha) pela lei nº 4.591 Loteamentos para a classe média baixa (nova marca) 2ª RESIDÊNCIA Loteamentos de campo Loteamentos de praia Área turístico-hoteleira Outras oportunidades Negociação e adaptação de projetos em curso com os respectivos incorporadores Aquisição de áreas Novas parcerias estratégicas com incorporadores locais Incorporação de casas e housings aos empreendimentos 2,6 bi (landbank atual) x 25% ( desenvolvimento de casas) = 650mm x 3vezes (potencial de valor adicionado com casas) = 2 bi potencial de criação de valor
  • 61. UMA EMPRESA TOTALMENTE FOCADA ► Atuação em empreendimentos horizontais e verticais nos grandes centros urbanos com unidades entre R$ 60.000 a R$ 150.000, atingindo um público entre 5 e 15 salários mínimos. ► Empreendimentos com acabamento, lazer, localização, preço e condições de pagamento até então jamais vistos neste segmento. ► Desde sua criação em Março/07, a Fit já vem lançando e prospectando projetos em 14 estados aproveitando sinergia com as parcerias efetuadas pela Gafisa. ► Em oito meses de atividade efetuamos cinco lançamentos e nosso landbank com atuação nacional cresce rapidamente propiciando negócios já para 2008 e 2009. ► Modelo que se beneficia bastante das linhas de financiamento oferecidas pela CEF e, ainda pelos bancos privados, cada vez mais interessados neste público.
  • 62. PROCESSOS INTERNOS VOLTADOS PARA A PRODUÇÃO EM ESCALA: AGILIDADE + COMPETITIVIDADE OBRA Projetos padronizados + suprimentos PROSPECÇÃO TERRENO focado + grandes negociações Gafisa Equipe treinada + Inteligência de Mercado VENDAS Equipe focada em financiamento PRÉ-ANÁLISE TÉCNICA/LEGAL/JURÍDICA MARKETING Stand e campanhas padronizadas IMPLANTAÇÃO 5 tipologias verticais e 2 horizontais LEGALIZAÇÃO Expertise Gafisa + parceiros locais ORÇAMENTO Variável básica: topografia+sondagem AQUISIÇÃO
  • 63. TIPOLOGIAS VERTICIAS Popular Econômico Econômico R$ 80 - 90K Popular 2 quartos R$ 70 - 80K 50 m2 2 dormitórios T + 18 45 m2 6 por andar T+ 18 8 por andar Híbrido R$ 90 - 110K 2 e 3 dormitórios 60 m2 T + 18 6 por andar T+4 R$ 60 - 70K Compacto 2 dormitórios R$ 110 - 150K 45 m2 3 dormitórios T+ 4 70 m2 Sem elevador T + 18 6 por andar
  • 64. LANÇAMENTOS REALIZADOS Localização: Jaçanã Número de Unidades 184 Data de Lançamento: Março, 2007 VGV: R$ 16,7 MM São Paulo, São Paulo Renda (R$, Sal. Mín) R$3.027 ; 7,9 sal Localização: Imbuí Número de Unidades 206 Data de Lançamento: Setembro, 2007 VGV: R$ 17,1 MM Salvador, Bahia Renda (R$, Sal. Mín) R$3.181 ; 8,4 sal Localização: Ananindeua Número de Unidades 645 Data de Lançamento: Setembro, 2007 VGV: R$ 30 MM Renda (R$, Sal. Mín) R$3.181; 8,4 sal Ananindeua, Pará
  • 65. LANÇAMENTOS REALIZADOS Localização: Jaraguá Número de Unidades 260 Data de Lançamento: October, 2007 VGV: R$ 14,8 MM São Paulo, São Paulo Renda (R$, Sal. Mín) R$ 2746 ; 7,2 sal Localização: Taboão da Serra Número de Unidades 300 Data de Lançamento: Outubro, 2007 VGV: R$ 18,85 MM Taboão da Serra, São Paulo Renda (R$, Sal. Mín) R$2.084 ; 5,5 sal Localização: Guarulhos Número de Unidades 264 Data de Lançamento: Setembro, 2007 VGV: R$ 34,8 MM Guarulhos, São Paulo R$6.964; 18,3 Renda (R$, Sal. Mín) sal
  • 66. Roberto Senna Diretor Presidente Bairro Novo
  • 67. DUAS GIGANTES SE UNIRAM PARA CRIAR UMA NOVA EMPRESA ► Experiência setorial para o ► Maior Construtora da América Latina desenvolvimento de grandes projetos ► Vasta experiência em implementação de imobiliários simultaneamente + infra-estrutura em grandes áreas ► Baixo custo de construção residencial ► Know-how em desenvolvimento de ► Know-how em aprovação de projetos projetos de larga escala em real estate verticais (Gafisa) e em grandes áreas rurais ► Relacionamento e tecnologia para lidar (AlphaVille) com Governo em diversas áreas ► Relacionamento com as instituições ► Capilaridade geográfica financeiras responsáveis pelo crédito imobiliário: bancos comerciais e CEF ► Acesso facilitado aos projetos no México
  • 68. BAIRRO NOVO CHEGA COM UM CONCEITO INOVADOR Bairros planejados de 1.000 a 10.000 unidades. A manutenção dos nossos empreendimentos será planejada pela Bairro Novo, para garantir projetos socialmente e ecologicamente auto- sustentáveis Conceito de criação de novas comunidades, com equipamentos urbanísticos diferenciados (escola, centro comercial, áreas de lazer), capazes de transmitir a idéia de melhora de qualidade de vida, segurança, limpeza, organização e promovendo a inserção social Atuação nos principais focos de déficit habitacional e centros urbanos do país. O target é o público com renda mensal entre 3 e 10 salários mínimos
  • 69. BAIRRO NOVO O mais completo modelo de desenvolvimento urbano do país Áreas de lazer, favorecendo a vida em comunidade Casas de 2 e 3 dorm e aptos de 2 dormitórios (de 46 a 68 m²) Ruas asfaltadas, luz, urbanização e segurança O projeto de arquitetura tem atributos antes só usados em empreendimentos de média/alta renda Escola, supermercados e comércio em geral
  • 70. Duilio Calciolari CFO Gafisa
  • 71. ENTREGANDO RESULTADOS: FORTE CRESCIMENTO EM LANÇAMENTOS E VENDAS Lançamentos (R$ MM) 1.900 Novos Mercados Rio de Janeiro 89% 10% Sao Paulo 5% 12% HIG 1.200 1.005 MHI 1.900 73% 54% 268 606 MID 652 126 239 24% AEL 186 221 49% LOT 498 372 340 2005 2006 2007e 9M07 Vendas Contratadas (R$ MM) Novos Mercados 995 964 Rio de Janeiro -3% 13% 3% São Paulo 201 11% HIG 2% 219 483 MHI 71% 450 MID 121% 80 112 25% AEL 140 575 369 LOT 230 6% COM 2005 2006 9M07
  • 72. 9M07: HIGHLIGHTS OPERACIONAIS Receita Líquida (R$ MM) Lucro Bruto (R$ MM) 88% 84% 241 20% 799 27% 426 131 355 103 9M05 9M06 9M07 9M05 9M06 9M07 Receita Líquida Gross Profit EBITDA (R$ MM) Lucro Líquido (R$ MM) 122 77% 35% 34% 81 140% 60 69 51 25 9M05 9M06 9M07 9M05 9M06 9M07 EBITDA Adjusted Net Income
  • 73. NOSSO MODELO DE NEGÓCIO: MAXIMIZAR O RETORNO SOBRE O CAPITAL ATRAVÉS DE Política de aquisição de terrenos suficiente para sustentar 2 a 3 anos de lançamentos Alto giro dos ativos: Cerca de 70% das vendas realizadas antes do início da construção Venda de recebíveis pós-chaves, a bancos e securitizadoras Financiamento na Planta Uso de alavancagem limitada a uma relação Dívida Líquida / PL ≤ 60%
  • 74. ALGUNS INDICADORES DE PERFORMANCE QUE ACOMPANHAMOS Vendas vs Lançamento Landbank vs Lançamentos 8.900 1.200 3,0 964 3,0 97,80% 2,6 5.700 84,90% 80,40% 630 617 3000 290 2.600 246 1.900 1005 9M05 9M06 9M07 2006 2007 2008 Lançamentos (R$ MM) Vendas (R$ MM) Vendas/Lançamentos Lançamentos (R$ MM) Landbank (R$ MM) Landbank/Lançamentos Receita Bruta vs Lançamentos SG&A vs Vendas 1.200 1005 16,1% 78,00% 73,00% 836 14,6% 12,6% 652 733 6,8% 69,00% 6,2% 513 7,6% 9,3% 8,4% 5,0% 2005 2006 9M07 2005 2006 9M07 Lançamentos (R$ MM) Receita Bruta Receita Bruta/Lançamentos Despesas Gerais e Administrativas / Vendas Despesas com Vendas / Vendas
  • 75. MARGENS Bruta EBITDA 30,4% 29,8% 30,1% 15,3% 14,6% 12,9% 2005 2006 9M07 2005 2006 9M07 Líquida Retorno sobre Patrimônio 1.493 13% 11,3% 10,1% 9% 814 6% PL 6,7% ROE 300 2005 2006 9M07 2005 2006 9M07 *IPO em Fev06 com aumento de capital de R$ 350 MM ** Follow-on em Mar07 com aumento de capital de R$ 490 MM *** ROE = receita líquida ajusta / patrimônio líquido
  • 76. RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS 3T07 2T07 1T07 4T06 4T05 Receita a apropriar 1.208,6 1.100,2 985,7 795,3 436,1 Custo das unidades vendidas a ser Reconhecido (743,5) (681,4) (613,8) (456,3) (266,9) Resultados a reconhecer 465,2 418,8 371,9 297,4 169,2 Margem a reconhecer 38,5% 38,1% 37,7% 37,5 38,8% 1 Visando maior transparência e visibilidade de nossas demonstrações financeiras. durante o quarto trimestre de 2006 a Companhia alterou as prática contábil com relação a custos e resultados a serem reconhecidos.
  • 77. DESENVOLVENDO ALAVANCAS IMPORTANTES PARA O CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL Vendas Financiadas pela Gafisa vs financiadas por Bancos Menos capital preso em contas a 38% receber 65% Retornos mais altos 90% 85% Giro dos ativos mais rápido 62% Melhores condições para clientes 35% 10% 15% Desenvolvimento de novos produtos financeiros 2004 2005 2006 9M07 Financiamento Bancário Financiamento direto Gafisa Blueprint Mortgage Cliente consegue o Perspectiva da Gafisa financiamento antes da construção 90% pagos 10% pagos pelo Banco Desembolso Total Impacto relevante no pelo Cliente fluxo de caixa Retenção do custo Gafisa pode encurtar de construção em ciclo do produto conta conta 7 meses Início da “escrow” Condições especiais Construção para Clientes Gafisa
  • 78. SÓLIDA POSIÇÃO FINANCEIRA E ESTRUTURA DE CAPITAL SENDO OTIMIZADA 3T07 2006 2005 Dívida de Curto Prazo 34 30 54 Dívida de Longo Prazo 343 265 263 Dívida Total 377 295 317 Caixa e Disponibilidades 372 266 134 Dívida Líquida (Caixa Líquido) 4 29 183 Patrimônio Líquido 1.493 825 300 Capitalização Total 1.870 1.120 617 Dívida Líquida/ Patrimônio Líquido 0,3% 4% 61%
  • 79. MAIOR FLEXIBILIDADE EM ACESSAR OS MERCADOS DE CAPITAIS Volume (R$ MM - LHS) Preço (R$ - RHS) Nossas ações são as mais 500 40 400 líquidas do setor 30 300 20 Listagem na NYSE: Gafisa é a única 200 Incorporadora Brasileira com programa de ADR 100 10 - - fev-06 fev-07 set-06 nov-06 set-07 out-07 abr-06 ago-06 mar-07 ago-07 mai-06 jun-06 dez-06 mai-07 jun-07 Vo lume diário médio (R$ M M - LHS) M arket Cap (R$ M M - RHS) 70 12.000 60 10.000 50 8.000 40 6.000 30 20 4.000 10 2.000 - - CCDI Gafisa PDG Inpar Invest Tur JHSF Agra MRV Rossi Tecnisa Tenda Klabin Brascan São CR2 Trisul EZ Tec Rodobens Lopes Cyrela Abyara Even Company
  • 80. NOSSOS ACIONISTAS A Gafisa possui uma base acionária diversificada composta por investidores institucionais Estrutura Societária Atual 1 Free Float Liderança em investimentos no setor Portfólio inclui a Homex Fundada por Sam Zell 14% 86% Conselho Independente Única incorporadora brasileira listada na Listagem no Novo Mercado NYSE US GAAP Requerida a cumprir com as regras da Sarbanes-Oxley Tag along de 100% Comitês de Auditoria, Remuneração, Sem poison pill Finanças e Governança Corporativa 28% Institucional Internacional 5% 55% Local Institucional 12% Pessoa Física ADR Nota: Exclui ações em tesouraria
  • 81. PERSPECTIVAS PARA 2007 E 2008 Guidance de Lançamentos para 2007 revisado para R$1,9 bilhão (de R$1,65 bilhão) R$ 1,5 bilhão do core business Gafisa (de R$1,25 bilhão) R$ 200 milhões da Fit Residencial R$ 200 milhões da AlphaVille Guidance de Lançamentos para 2008 de R$3,0 bilhões Reiteramos a margem EBITDA consolidada de 15-16% para 2007
  • 82. Wilson Amaral CEO
  • 83. NOSSA ESTRATÉGIA Estratégia da Gafisa Ser a incorporadora residencial líder no Brasil em vendas, rentabilidade e qualidade dos produtos Forte Foco em Manter Land Diversificação Diversificação Disciplina Crescimento da Oportunidades Bank de 2-3 Geográfica de Produto Financeira e de Receita de Alto Retorno Anos de Investimentos Vendas Futuras
  • 84. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: DRE 30/9/2007 2006 2005 2004 Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 836.248 744.199 512.655 462.276 Receita de Incorporação de Imóveis 815.893 722.719 479.538 424.967 Receita de Construção e Prest. Serviço 20.355 21.480 33.117 37.309 Deduções da Receita Bruta (36.829) (80.352) (55.631) (45.400) Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços 799.419 663.847 457.024 416.876 Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos (558.645) (465.795) (318.211) (292.391) Resultado Bruto 240.774 198.052 138.813 124.485 Despesas/Receitas Operacionais (174.406) (145.972) (110.517) (94.013) Com Vendas (48.277) (51.670) (41.992) (25.728) Gerais e Administrativas (72.773) (52.121) (36.521) (26.742) Financeiras (15.047) (11.943) (27.972) (34.324) Receitas Financeiras 35.260 52.989 8.365 3.304 Despesas Financeiras (50.307) (64.932) (36.337) (37.628) Outras Receitas Operacionais - 93 47 - Outras Despesas Operacionais (38.046) (34.670) (5.863) (6.416) Despesas Tributárias - (474) (3.279) (1.722) Depreciação e Amortização (12.564) (4.302) (2.584) (4.694) Despesas extraordinárias (30.174) (29.894) - Demais Despesas Operacionais 4.692 Resultado da Equivalência Patrimonial (263) 4.339 1.784 (803) Resultado Operacional 66.368 52.080 28.296 30.472 Resultado Não Operacional - - (1.024) (1.450) Resultado Antes Tributação/Participações 66.368 52.080 27.272 29.022 Provisão para IR e Contribuição Social (5.352) (4.631) (3.838) (151) IR Diferido (2.592) (1.393) 7.243 (5.424) Participações/Contribuições Estatutárias (1.680) - - - Minoritários (6.221) Lucro/Prejuízo do Período 50.523 46.056 30.677 23.447
  • 85. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: ATIVO 30/9/2007 2006 2005 2004 Ativo Circulante 1.723.315 1.359.573 803.499 611.107 Disponibilidades 372.092 266.159 133.891 45.886 Caixa e Bancos 30.454 45.231 26.053 27.361 Títulos e Valores Mobiliários 341.638 220.928 107.838 18.525 Créditos 485.989 518.347 274.390 229.490 Cliente 485.989 518.347 274.390 229.490 Estoques 709.115 440.989 304.329 237.113 Outros 156.119 134.078 90.889 98.618 Ativo Não Circulante 693.958 134.644 141.120 137.401 Ativo Realizável a Longo Prazo 504.988 123.954 134.708 130.002 Créditos Diversos 384.934 41.491 99.002 123.434 Clientes de Incorp.e Venda de Imóveis 384.934 41.491 95.169 121.910 Aplicações Financeiras - - 3.833 1.524 Outros 120.054 82.463 35.706 6.568 Impostos e Contribuições Diferidos 77.316 53.134 35.102 5.799 Demais contas a receber 14.759 1.350 604 769 Depositos judiciais 27.979 27.979 - - Ativo Permanente 188.970 10.690 6.412 7.399 Investimentos 167.574 2.544 - - Imobilizado 21.396 8.146 6.412 7.399 Diferido - - - - Ativo Total 2.417.273 1.494.217 944.619 748.508
  • 86. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: PASSIVO 30/9/2007 2006 2005 2004 Passivo Circulante 427.211 340.744 305.549 405.133 Empréstimos e Financiamentos 31.731 17.305 48.286 103.355 Debêntures 2.043 11.038 6.118 - Fornecedores 78.655 26.683 27.878 21.994 Impostos, Taxas e Contribuições 67.860 41.574 47.248 35.457 Dividendos a Pagar - 11.025 - - Provisões 3.490 4.105 4.422 - Outros 243.432 229.014 171.597 244.327 Passivo Não Circulante 482.547 Passivo Exigível a Longo Prazo 482.547 337.089 351.201 196.906 Empréstimos e Financiamentos 102.773 27.100 86.218 48.181 Debêntures 240.000 240.000 176.310 - Provisões 17.325 - - - Outros 122.449 69.989 88.673 148.725 Part. Acionistas não controladores 14.154 Patrimônio Líquido 1.493.361 814.087 270.187 146.469 Passivo Total 2.417.273 1.494.217 944.619 748.508
  • 87. AVISO IMPORTANTE Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições de nossa Administração e informações a que a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos futuros incluem informações sobre nossas intenções, crenças ou expectativas atuais, assim como aquelas dos membros do Conselho de Administração e Diretores da Companhia. As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre resultados operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "poderá", "irá", "continua", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes. As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos, incertezas e suposições porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da nossa capacidade de controle ou previsão.

×