G5 - Usinas Nucleares

1,810 views
1,710 views

Published on

Published in: Education
3 Comments
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
1,810
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
23
Actions
Shares
0
Downloads
57
Comments
3
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

G5 - Usinas Nucleares

  1. 1. Usinas nucleares
  2. 2. Usina Nuclear, também conhecida como central nuclear, é uma instalação queproduz energia elétrica através de reações nucleares de elementos radioativos.O elemento mais utilizado nas usinas é o urânio. Este material é colocado em barrasdentro dos reatores da usina. O calor gerado pela reação move um alternador queproduz a energia elétrica.A energia nuclear é aquela liberada através do núcleo dos átomos. Como sabemos,todos materiais do nosso planeta são constituídos por minúsculas partes conhecidascomo moléculas. Estas moléculas, por sua vez, são formadas por átomos.Os átomos são formados por núcleo e elétrons, que são orbitais, ou seja, gravitamem torno do núcleo. As partículas que formam o núcleo são unidas por uma força deatração. Quando uma energia externa é aplicada, o núcleo do átomo é desintegrado,liberando calor e radiação. O urânio, em função de suas características químicas, é oelemento utilizado para a geração de energia nuclear nas usinas atômicas.
  3. 3. Usinas brasileiras Angra 1 e 2: São as 2 usinas nucleares maisimportantes do Brasil que deram origem a CentralNuclear Almirante Álvaro Alberto. Construídasentre 1972 e 1976, numa parceria com aConstrutora Norberto Odebrecht e o estado do Riode Janeiro. Angra 3: É a terceira usina que deu origem aCentral Nuclear, porém está em fase de instalação. Duas novas Usinas serão construídas na RegiãoNordeste.
  4. 4. Angra 1Angra 1 é a primeira das usinas nucleares que deu origem à CentralNuclear Almirante Álvaro Alberto. Tem potência de 657 MW Éresponsável por 3.515.486 MWh por ano. Os reatores de potênciasão maiores e se destinam à produção de energia para amovimentação de navios, submarinos, usinas átomo-elétrico, etc.Recebeu licença para operação comercial da Comissão Nacional deEnergia Nuclear - CNEN em dezembro de 1984.
  5. 5. Angra 2• É a segunda usina nuclear da Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto.Entrou em operação em 2000 e produz 50% da produção de energia do Rio de Janeiro, com 10.448.289 MWh por ano.• Foi construída pelo Acordo Nuclear Brasil-Alemanha, firmado em 1975.• Angra 2 foi avaliada pela Wano (World Association of Nuclear Operators) como acima da média em 8 dos 13 parâmetros de desempenho, alcançando em três deles a melhor performance da categoria.
  6. 6. • Angra 3 é a terceira das usinas nucleares que deu origem à Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto, localizada na Praia de Itaorna e que está em fase de instalação. Como de Angra 2, Terá um Reator de água pressurizada, potência de 1.350 MW, e projeto da Siemens/KWU, atual Areva NP. Após ter tido sua construção paralisada nos anos 80, foi anunciada a retomada de seu desenvolvimento a partir de Setembro de 2008, segundo o Ministro de Ministério de Minas e Energia, Edison Lobão.• Aproximadamente 60-70% dos materiais para a construção desta estação de geração nuclear já foram adquiridos juntamente como a compra dos materiais de Angra 2. O equipamento é mantido no local, tendo sido gastos R$600 milhões na fase inicial, e projetados mais R$ 8,4 bilhões, sendo 70% destes comprados nacionalmente.• Paralisada em 1986, as obras de conclusão de Angra 3 foram incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento - PAC. A obra recebeu a Licença de Instalação do IBAMA e a Licença de Construção Preliminar da CNEN.• O início oficial das obras foi em 1 de junho de 2010. Deveria entrar em operação em 2015 de acordo com o Governo Brasileiro. Em 2011, porém, de acordo com o Plano Decenal de Expansão de Energia 2020, a previsão de início das operações foi adiada para 2016.
  7. 7. * Não contribui para o aumento do efeito estufa, pois nãopolui o ar com gases.* Para sua instalação, não requer grandes áreas.* Não depende de condição climática.* Praticamente não provoca impactos na biosfera –quando provoca , é muito pouco.* É a fonte mais concentrada de geração de energia,ofertando grande quantidade de combustível.* Gera pouca quantidade de resíduos radioativos.* Não necessita de armazenamento da energia produzidaem baterias.* Risco menor de transporte em relação a outras fontesde energia, tipo gás, óleos para termoelétricas, etc.
  8. 8. • Atualmente existem mais de quatrocentas usinas nucleares em operação no mundo , a maioria no Reino Unido, EUA, França e Leste europeu. Vazamentos ou explosões nos reatores por falhas em seus sistemas de segurança provocam graves acidentes nucleares. O primeiro deles, na usina russa de Tcheliabínski, em 1957, contamina cerca de 270 mil pessoas. O mais grave, em Chernobyl, na Ucrânia, em 1986, deixa mais de trinta mortos, centenas de feridos e forma uma nuvem radiativa que se espalha por toda a Europa. O número de pessoas contaminadas é incalculável. No Brasil, um vazamento na Usina de Angra I, no Rio de Janeiro, contamina dois técnicos. Mas o pior acidente com substâncias radiativas registrado no país ocorre em Goiânia, em 1987: o Instituto Goiano de Radioterapia abandona uma cápsula com isótopo de césio- 137, usada em equipamento radiológico. Encontrada e aberta por sucateiros, em pouco tempo provoca a morte de quatro pessoas e a contaminação de duzentas. Submarinos nucleares afundados durante a 2ª Guerra Mundial também constituem grave ameaça. O mar Báltico é uma das regiões do planeta que mais concentram esse tipo de sucata.
  9. 9. A ausência de comunicação imediata de No caso de Angra, o incidente serviu deproblemas em usinas nucleares preocupa alerta para o fato de ainda não se termilitantes ecológicos e cientistas no mundo estabelecido um plano eficiente para ainteiro. Isso também acontece no Brasil. população abandonar a cidade em caso deEm março de 1993, o grupo acidente grave.Greenpeace denuncia: a paralisação A poluição radiativa tem-seda Usina Nuclear de Angra I, em tornado motivo de grandeAngra dos Reis (RJ), provoca um preocupaçãoaumento anormal de radiatividade desde a última guerrano interior de seu reator. mundial, uma vez que seusPressionada, a direção da usina efeitos podem causar sériosconfirma a informação, mas danos às populaçõesgarante que o problema não é vegetais e animais naspreocupante. diversas regiões da Terra.
  10. 10. • Quanto da energia no Brasil vem das usinas nucleares?a)Cerca de 10%b)Menos de 3%c)Menos de 1%• Quando foram paralisadas as obras de Angra 3?a)1986b)1991c)2000• Onde ficam armazenados os rejeitos de alta radioatividade de Angra?a)Em uma piscinab)Em uma caixa metálica enterradac)Em um compartimento de concreto
  11. 11. • Qual é o país que mais produz energia elétrica em usinas nucleares?a)Estados Unidosb)Suéciac)França• Qual o país com mais dependência da energia nuclear no mundo?a)Lituâniab)Suéciac)França• Onde aconteceu o maior acidente nuclear da história?a)Rússiab)Ucrâniac)Coréia do Norte
  12. 12. Esse é o novo jeito da BahiaGerar energia de montãoÔ preste atenção tá dando discussãoResponda sobre a questão.Sim, (25x)Sim(8X),Não(25X) Não(8X),Me diz a sua decisão,Me diz a sua decisão mamãe. Saiddy bamba- sim sim sim, não não não
  13. 13. • http://jorgequixabeira.ucoz.com/news/usina_nuclear_ seus_beneficios_e_maleficios/2011-03-14-3005• http://pt.wikipedia.org/wiki/Angra_1• http://pt.wikipedia.org/wiki/Angra_2• http://pt.wikipedia.org/wiki/Angra_3• http://student.dei.uc.pt/~rodrigo/ctp/ameaca.html• http://pt.wikipedia.org/wiki/Radia%C3%A7%C3%A3o• http://www.r2cpress.com.br/v1/2011/03/23/beneficio s-e-riscos-da-energia-nuclear/• http://www.hsw.uol.com.br/quiz.htm?q=1064
  14. 14. Colégio: Antônio VieiraAlunos: Professores:Caio Maurício Luís ParenteFilipe Sena IsabelaJorge CedrazMárcia Gabriela 8ªH 2011

×