Lipídeos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Lipídeos

on

  • 3,876 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,876
Views on SlideShare
3,876
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
97
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Lipídeos Lipídeos Presentation Transcript

    • ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL FLÁVIO GRANJEIRO
    • 1. Introdução
      • Os lipídios formam juntamente com os carboidratos e as proteínas, o grupo de compostos mais importante em alimentos e mais freqüentemente encontrado na natureza, tanto em vegetais como em animais.
      • Distribuídos em todos tecidos ⇒ principal ⇒ membranas e células de gordura.
    • 1. Introdução
      • Lipídeos = Gorduras
      • Estruturalmente, os óleos e as gorduras são os mesmos, pois são formados, na sua maioria, por triglicerídeos;
      • Dependendo dos tipos de ácidos graxos que formam esse triglicerídeos, as suas características físicas, químicas e nutricionais serão variáveis.
      • Propriedades:
      • Insolúveis em água;
      • Solúveis em solventes orgânicos (éter, cetonas, clorofórmio);
    • - Formação
      • São produtos resultantes da ESTERIFICAÇÃO de 01 molécula de glicerol com até 03 moléculas de ácidos graxos.
    • 1. Introdução
      • As principais fontes de energia utilizadas pelo homem  Os lipídeos fornecem 2 a 3 vezes mais calorias que os carboidratos e proteínas.
      • O conteúdo de gordura nos alimentos varia de valores muito baixos e muitos altos , tanto em alimentos de origem animal como vegetal.
    • Conteúdo total de gordura de diferentes alimentos
      • Leite de vaca (desnatado)
      • Peito de peru assado
      • Farinha de trigo integral
      • Leite integral
      • Galinha assada
      • Biscoito amanteigado
      • Chocolate ao leite
      • Gema de ovo
      • Massa folhada
      • Manteiga
      • Banha de porco
      0,1 % 1,4 % 2,2 % 3,9 % 5,4 % 26,1 % 30,3 % 30,5 % 40,6 % 81,7 % 99,0 %
      • Gordura X Óleo X Azeite
      1. Introdução
      • Óleo = Líquidos a T ambiente
      • Gordura = Sólidos a T ambiente
      • Azeite = Líquidos a T ambiente
      • - Óleos oriundos de frutas
      • A ingestão recomendada de lipídeos é de 25% a 30% do valor calórico total de uma dieta.
      • Deste total, o valor proveniente da gordura saturada deve ser igual ou menor a 10%.
      • O consumo excessivo de gordura pode levar uma pessoa à obesidade, a desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes, artroses e altos índices de colesterol e triglicerídeos.
      1. Introdução
    • 2. Função
      • Interesse econômico: manteiga, margarina e embutidos;
      • Alto valor energético (por isso devem ser consumidos com moderação);
      • Fornecem a sensação de saciedade depois de comer;
      • São os componentes majoritários do tecido adiposo (isolante e proteção).
      • Transportam as vitaminas lipossolúveis para o interior das células.
    • 2. Função
      • Melhoram sabor dos alimentos
      • Exercem importante função na composição e permeabilidade das membranas (fazendo parte da membrana) e paredes celulares;
    • 3. Tipos de gorduras
      • Triacilglicerídeos;
      • Ácidos graxos;
          • Ácidos graxos saturados (SFA);
          • Ácidos graxos monoinsaturados (MUFA);
          • Ácidos graxos poliinsaturados (PUFA);
          • Ácidos graxos essenciais.
      • Colesterol.
    • 3.1 Triacilglicerídeos
    • 3.1 Triacilglicerídeos
      • Contém uma molécula de glicerol e três ácidos graxos ligados a essa molécula.
    • 3.1 Triacilglicerídeos
    • 3.1 Triacilglicerídeos
      • Triacilglicerídeos são uma forma de gordura que circula na corrente sangüínea e é armazenada no tecido adiposo do corpo;
      • Devido à sua alta densidade energética e baixa solubilidade, os triacilglicerídeos do tecido adiposo são a maior forma de armazenamento de energia do organismo;
      • O nível alto de triglicerídeos está associado a um aumento no risco de doenças do coração, especialmente quando está associado a colesterol alto e outros fatores de risco.
    • 3.2 Ácidos graxos
      • Quimicamente, ácidos graxos são cadeias retas de hidrocarbono terminado em um grupo carboxila em uma terminação e um grupo metil na outra.
    • Os ácidos graxos se dividem em: - Saturados (de origem animal) – São cadeia de hidrocarbonetos que não apresentam dupla ligação. - Insaturados (de origem vegetal) – São cadeias hidrocarbonadas de comprimento entre 4 e 36 carbonos, com uma ou mais duplas ligações. Se rompem facilmente devido o seu baixo ponto de fusão. - Monoinsaturados - Poliinsaturados 3.2 Ácidos graxos
    • 3.2 Ácidos graxos - Saturados
      • Ácidos graxos saturados (SFA):
      • A gordura saturada deve ser evitada por conta da dificuldade de romper as suas ligações, por causa do alto ponto de fusão.
      • Proporcionam uma consistência maior (sólidos em Tº ambiente)
      • Propiciam o aumento do LDL (colesterol ruim) e dos triglicerídeos.
      • Estão concentrados principalmente em alimentos animais (gordura de origem animal) como a carne bovina, frango, porco, laticínios integrais e alimentos vegetais (óleo de palma - dendê e semente e óleo de coco).
    • 3.2 Ácidos graxos - Insaturados
      • Insaturados  Gordura de Origem Vegetal
      • Ácidos graxos monoinsaturados (MUFA):
        • Conseguem diminuir o LDL (colesterol ruim) e manter a quantidade de HDL (colesterol bom).
        • São os ácidos oléicos.
        • Exemplo: óleo de amendoim, óleo de girassol, amendoins, nozes, amêndoas e abacate.
    • 3.2 Ácidos graxos - Insaturados
      • Ácidos graxos poliinsaturados (PUFA):
        • Diminuem o LDL (colesterol ruim) e aumentam o HDL (colesterol bom).
        • Alimentos ricos: Ricos em ω -3  São encontradas em peixes (salmão, atum, arenque, sardinha, etc) , frutos do mar (ricos em ômega 3, 6 e 9), e em óleo de canola.
        • Ricos em ω -6  São os óleos de girassol e soja e sementes oleaginosas.
        • O organismo humano não consegue efetuar a transformação um ω -3 em ω -6, ou vice versa.
    • 3.2 Ácidos graxos - Insaturados
      • Ácidos graxos poliinsaturados (PUFA):
        • Ômega -3 (  -3):
              • ácido linolênico
        • Ômega-6 (  -6):
            • ácido linoléico
    • 3.2 Ácidos graxos
      • Ácidos graxos essenciais:
        • São conseguidos apenas através da dieta e não são produzidos pelo organismo e por isso são essenciais .
        • São os poliinsaturados, principalmente o ômegas 3 e 6.
        • Estes ácidos graxos participam como precursores de biomoléculas importantes como as PROSTAGLANDINAS.
        • Fontes de ω -3: margarinas, óleos de canola e soja, óleo de peixes e mariscos, peixes;
        • Fontes de ω -6: São os óleos de girassol e soja e sementes oleaginosas.
        • Demonstram efeitos benéficos sobre os níveis de colesterol do fígado e do sangue, além de proteger contra doenças coronárias e doenças inflamatórias
    • 3.3 Colesterol
      • Substância essencial para o nosso corpo, pois ela é encontrada em qualquer tipo da célula de um ser vivo, mais precisamente fazendo parte da membrana celular o qual tem a função de proteger a célula contra qualquer tipo de agressão bem como preservando o metabolismo celular .
      • Participa na formação do ácido biliar, hormônios adrenocorticais (aldosterona, hormônio responsável pelo balanço Na e K no sangue) e hormônios sexuais (estrogênios, testosterona e progesterona).
    • 3.3 Colesterol
      • Presença de determinadas quantidades de colesterol no sangue  ESSENCIAL Á SAÚDE;
      • Excesso  PREJUDICIAL;
            • Se os seus níveis de colesterol forem elevados, tem mais propensão para sofrer de uma doença cardíaca;
            • Há muitas razões que explicam o seu aumento, entre as quais a má alimentação e o fator genético ;
            • A obesidade e a diabetes também poderão ser fatores a considerar.
    • 3.3 Colesterol
      • Qualquer um pode ter os níveis de colesterol demasiado alto;
      • 01 em cada 05 pessoas tem colesterol elevado, o que significa que existem maiores risco de desenvolver uma doença cardíaca;
      • Afeta tanto os mais jovens como os mais velhos;
      • Segundo a Sociedade Portuguesa de Aterosclerose, todas as pessoas com mais de 20 anos devem fazer análises de colesterol, pelo menos, cada 3 a 5 anos;
    • Onde o Colesterol é encontrado?
      • O colesterol pode ser encontrado de 2 formas :
        • No nosso corpo humano, ela é produzida principalmente no nosso fígado (através Acetil CoA  Colesterol);
        • Encontrado nos seguintes alimentos: Carne, frango, peixes, ovos, manteiga, leite integral.
      Somente em produtos de origem animal!
    • IMPORTANTE! Quais são os principais tipos de colesterol?
      • O colesterol é uma gordura que se encontra dissolvida no sangue e transportado para as células por 2 tipos de proteínas transportadoras denominadas de lipoproteínas:
        • LDL ( low desnsity lipoprotein ) ou colesterol ruim , o qual tem a propriedade de lesar artérias do coração e vasos em geral.
        • HDL ( high desnsity lipoprotein ) também chamado de colesterol bom, o qual tem a função de proteger o coração e vasos arteriais em geral.
    • LDL e HDL Colesterol Mau  Por serem capazes de transportar o colesterol, ficando depositado nas artérias e veias. Colesterol Bom  Acredita-se que são capazes de absorver os cristais de colesterol, que começam a ser depositados nas paredes arteriais/veias (retardando o processo arterosclerótico)
    • LDL e HDL Placas de gordura que se prendem a parede interna das artérias e que podem diminuir o fluxo sanguíneo ou bloqueá-lo completamente.
    • 3.3 Colesterol
      • IMPORTANTE:
        • A ingestão excessiva de gordura, principalmente de gordura saturada, contribui para elevação do nível sanguíneo do colesterol e taxas altas deste no sangue fazem aumentar o risco de acidentes cardiovasculares.
        • Indivíduos com baixo colesterol no sangue ficam propensos a diversas infecções, sofrem mais tempo com elas, e têm mais chance de morrer disso.