Torneamento Final
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,055
On Slideshare
1,055
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
56
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  O termo usinagem compreende todoprocesso mecânico onde a peça é oresultado de um processo de remoção dematerial. Existem vários processos de usinagem,entre eles serramento, aplainamento,torneamento, fresamento (ou fresagem),furação, brochamento, eletroerosão entreoutros.
  • 2.  Processo mecânico de usinagemdestinado à obtenção de superfícies derevolução com o auxílio de uma ou maisferramentas monocortantes. Para tanto, apeça gira em torno do eixo principal derotação da máquina e a ferramenta sedesloca simultaneamente segundo umatrajetória coplanar com o referido eixo.
  • 3.  Faceamento; Sangramento; Torneamento longitudinal (oucilindragem); Torneamento de rosca; Perfilamento, entre outros.
  • 4. Neste caso o movimento de avanço daferramenta se dá no sentido normal ao eixo derotação da peça.Tem por finalidade obter umasuperfície plana.
  • 5. Movimento transversal como nofaceamento. Utilizado para separar omaterial de uma peça (corte de barras).
  • 6. Operação de torneamento onde se obtém umageometria cilíndrica, coaxial ao centro de rotação.Pode ser externo ou interno (geração de um tubo).Superfícies cônicas podem ser obtidas de formasimilar, com adequada orientação do carro porta-ferramentas.
  • 7. Como o próprio nome indica, neste caso,velocidade de corte e avanço são tais a promover ofiletamento da peça de trabalho com um passodesejado. Para isto, é preciso engrenar a árvore docabeçote fixo com o fuso de avanço por meio deengrenagens.
  • 8. Operação onde uma ferramenta comperfil semelhante àquele desejadoavança perpendicularmente ao eixo derotação da peça.
  • 9. A usinagem começou em tempos remotos comprocessos totalmente manuais e hoje em dia evoluimuito com o uso de máquinas de alta precisão, porexemplo chamadas CNC (com comando numéricocomputadorizado), que são controladas porcomputador. A precisão de tal máquinas chega a sertão pequena quanto 1 mícron. Torno paralelo Torno semi-automático de torre Torno automático Torno platô Torno vertical Torno CNC
  • 10. Existe muitas ferramentas que sãoutilizadas no torno para fazer asusinagens. Para cada tipo detorneamento desejado pra fazer na peçaa ser obtida existe uma ferramentaconveniente.
  • 11. .
  • 12. Velocidade de corte (vc) [m/min].Velocidade linear relativa entre a ponta daferramenta e a peça em rotação.Avanço (f) [mm/rotação] – distânciapercorrida pela ferramenta por revolução dapeça. Permite remoção contínua de material.Profundidade de corte (ap) [mm] -espessura ou profundidade de penetração daferramenta medida perpendicularmente aoplano de trabalho.Taxa de remoção de material – volume dematerial removido por unidade de tempo
  • 13. .
  • 14.  Vantagens:• Rapidez de entrega de um produto;• Econômico;•
  • 15.  Limitações:• Da uma superfície com rugosidade;• Pouca precisão;• A questão da segurança do torneador• A questão ambiental• Dependência da habilidade do torneador
  • 16. Específico para Torneamento duro e é umaoperação de usinagem de acabamento por rotação depeças com mais de 48 HRc de dureza. Operações comotorneamentos longitudinais, faceamentos erosqueamentos podem ser realizadas em tornos CNC.Os tornos CNC devem ser rígidos e as ferramentasde corte mais utilizadas são as pastilhas de cerâmica eCBN. Dependendo do material a ser trabalhado, ausinagem pode ser feita a seco ou utilizando-se óleossolúveis.
  • 17. • Elimina operações de retífica• Produz cavacos em um ambiente limpo• Maior produtividade em relação a operaçõesde retífica• Possibilidade de realizar múltiplas operaçõesem um único ciclo de trabalho• Baixo custo do ferramental• Investimentos muito acessíveis em tornosCNC• Reduz dependência do operador
  • 18.  BYE BYE... GALERA DO EAPIC... EME 2007 UNIFEI AGRADECE...