Trabalho De Fisica Sistema Solar

  • 3,925 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,925
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
19
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistema Solar
  • 2. Planetas
    • -> Nada mais é um corpo celeste orbitando uma estrela ou restos
    • estrelares que em massa suficiente para haver rotação em torno de si
    • através da gravidade
    • -> São divididos em categorias:
    • Planetas telúricos (ou planetas sólidos): Planetas que são
    • similares a Terra — com corpos largos compostos de rocha: Mercúrio,
    • Vênus, Terra e Marte.
    • Planetas gasosos (ou planetas jovianos): Planetas com uma
    • composição largamente composta por materiais gasosos: Júpiter,
    • Saturno, Urano, Netuno.
    • Planetas urânicos (ou gigante de gelo): são uma subclasse dos
    • planetas gasosos, distinguidos dos verdadeiros jovianos por sua
    • deflexão no hidrogênio e hélio e uma composição significante de
    • rochas e gelo.
  • 3. Planetas do Sistema Solar
  • 4.  
  • 5. Distâncias
    • -> Em relação ao sol. (km).
    • ☻ Mercúrio / 57.910.000
    • ☻ Vênus / 108.208.930
    • ☻ Terra / 194.597.870
    • ☻ Marte / 227.936.640
    • ☻ Júpiter / 778.412.010
    • ☻ Saturno / 1.426.725.400
    • ☻ Urânio / 2.870.972.200
    • ☻ Netuno / 4.498.252.900.
  • 6. Velocidade de rotação e translação
    • PLANETAS v. KM/s TRANSLAÇÃO ROTAÇÃO
    • Mercúrio 47.89 88 dias 58.65 dias
    • Vênus 35.03 226 dias 243.02 dias
    • Terra 29.79 365.25 dias 24h
    • Marte 24.13 686 dias 24.6 h
    • Júpiter 13.06 11.86 anos 9.9 h
    • Saturno 9.64 29.46 anos 10.7 h
    • Urano 6.81 84.01 anos 17.2 h
    • Netuno 5.43 164.79 anos 16.1 h
  • 7. Constelações
    • Constelação é um grupo de estrelas que
    • aparecem próximas umas das outras no céu que
    • quando são ligadas formam uma imagem de um
    • animal, objeto ou seres fictícios. Em Gramática, é
    • o coletivo de estrelas (qualquer conjunto de
    • estrelas pode ser chamado de constelação). Mas
    • para a Astronomia, constelação é uma região do
    • céu, conforme proposto por Eugène Joseph
    • Delporte em 1930 e adotado pela União
    • Astronômica Internacional.E nesse conceito não só as
    • Estrelas,mas todo tipo de objetivo visto da Terra.
  • 8. São definidas 88 tipos de constelações que se classificam em: Boreais: Leo Minor, Lacerta, Ursa Maior, Perseus, Lynx, Lyra, Hércules, Triangulum, Corona Borealis, Cassiopéia, Andromeda, Auriga, Cane Venatici e Cygnus. Austrais: Circinus, Centaurus, Phoenix, Pavo, Norma, Columba, Microscopium, Corona Australis, Lupus, Crux, Dorado, Musca, Indus, Horologium, Fornax, Pictor, Carina, Piscis Austrinus, Antlia, Volans, Vela, Ara, Tucana, Triangulum Australe, Caelum, Grus, Puppis, Pyxis, Reticulum, Sculptor e Telescopium. Zodiacais: Pisces, Aries, Virgo, Aquarius, Taurus, Scorpius, Ophiuchus, Sagittarius, Capricornus, Leo, Cancer, Gemini e Libra Circumpolares Norte: Draco, Cepheus, Camelopardalis e Ursa Minor Circumpolares sul: Octans, Chamaeleon, Mensa, Apus e Hydrus Equatoriais: Vulpecula, Boötes, Canis Minor, Canis Major, Sextans, Serpens, Scutum, Aquila, Sagitta, Monoceros, Eridanus, Delphinus, Crater, Equuleus, Corvus, Coma Berenices, Hydra, Orion, Pegasus, Cetus e Lepus.
  • 9.  
  • 10. Fuso horários do planeta
  • 11. Leis de Kepler
    • 1ª Lei ( Lei das órbitas Elípticas )
    • “O planeta em orbita em torno do Sol
    • descreve uma elipse em que o sol ocupa
    • um dos focos”.
    • Essa lei definiu que as órbitas não eram
    • Circunferências, como se supunha até
    • então, mas sim elipses.
  • 12. 2ª Lei de Kepler:Leis das áreas
    • -> “ A linha que liga o planeta ao sol varre áreas
    • iguais em tempos iguais”.
    • Esta lei determina que os planetas se movem com
    • velocidades diferentes, dependendo da distancia
    • que estão do sol.
    • Periélio é o ponto mais próximo do Sol,
    • onde o planeta orbita mais rapidamente.
    • Afélio é o ponto mais afastado do Sol, onde
    • o planeta move-se mais lentamente.
  • 13. 3ª Lei de Kepler: (Lei dos Tempos)
    • "Os quadrados dos períodos de revolução dos planetas
    • são proporcionais aos cubos dos eixos maiores de suas
    • órbitas".
    • Ou seja, sendo T o período de revolução (ano do
    • planeta) e D o eixo maior da órbita de um planeta, tem-se: ,
    • com k constante.
    • Esta lei indica que existe uma relação entre a distância
    • do planeta e o tempo que ele demora para completar uma
    • revolução em torno do Sol. Portanto, quanto mais distante
    • estiver do Sol mais tempo levará para completar sua volta
    • em torno desta estrela. T² / D³ = k .
  • 14. Satélite natural
    • Um satélite natural ou lua ou ainda planeta secundário é um corpo celeste que orbita um planeta ou outro corpo menor. Dessa forma, o termo satélite natural poderia se referir a planetas anões orbitando a uma estrela, ou até uma galáxia anã orbitando uma galáxia maior. Porém, ele é normalmente um sinônimo de lua , usado para identificar satélites não artificiais de planetas, planetas anões ou pequenos planetas. Por exemplo, a Lua é o satélite natural da Terra.
  • 15. Formação dos satélites naturais
    • Existem, basicamente, três formas de criação dos sistemas
    • Planeta/Satélite: formação simultânea; captura; e processos
    • catastróficos.No caso da formação simultânea, o satélite tem a sua
    • gênese simultaneamente à do planeta principal. Durante a fase da sua
    • formação chamada de acreção o proto-satélite já está em órbita do
    • planeta principal. Este tipo de processo de formação de satélites
    • parece ser o mais importante no caso dos satélites de maiores
    • dimensões.No caso dos satélites menores e com órbitas menos
    • regulares, o processo de formação parece estar relacionado com a
    • captura. Neste caso, os satélites são desviados das suas órbitas iniciais
    • pela ação dos campos gravitacionais dos planetas e são colocados em
    • órbitas mais ou menos estáveis em torno desses mesmos planetas.
    • Nos processos catastróficos, como por exemplo (possivelmente) no caso
    • da Lua, a formação é efetuada através da força de um impacto entre
    • corpos planetários.
  • 16.  
  • 17. Satélite Artificial
    • Um satélite artificial é qualquer corpo feito pelo homem e
    • colocado em órbita ao redor da Terra ou de qualquer outro
    • planeta. Hoje em dia, artificiais, o termo satélite vem sendo
    • usado praticamente como um sinônimo para "satélite
    • artificial". O termo "satélite artificial" tem sido usado quando
    • se quer distingui-los dos satélites naturais, como a
    • Lua.Atualmente estão em órbita, para além dos satélites do
    • Sistema de Posicionamento Global, satélites de comunicações,
    • satélites científicos, satélites militares e uma grande
    • quantidade de lixo espacial, ou seja, não se deve se
    • referir à satélites apenas como um meio de transporte de
    • dados ou apenas um meio de mapear ou espionar o sistema
    • terrestre.
  • 18.  
  • 19. Componentes
    • -> Fernanda Ahnert;
    • -> Geyze Kelly Cezário;
    • -> Larissa Rodrigues;
    • -> Rafaela Aquino;
    • -> Eliara Souza;
    • -> Ilmo Simonetti.
    • 2º M 01. E.E.E.F.M “Santo Antônio”.
    • Maio de 2010.
  • 20. Bibliografia
    • http://pt.wikipedia.org/wiki/Sistema_Solar
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Constela%C3%A7%C3%A3o http://nautilus.fis.uc.pt/astro/hu/viag/sistema_solar.html http://www.cienciamao.if.usp.br/dados/lcn/_acorridadosplanetas.1. jpg http://www.edukbr.com.br/mochila/vitrine/gifs/mapaMeridiano.jpg http://pt.wikipedia.org/wiki/Sat%C3%A9lite_natural http://pt.wikipedia.org/wiki/Sat%C3%A9lite_artificial http://www.golforio.com.br/fuso_horario_arquivos/mapamundi.gif