Interação entre usuário e catálogo: perspectivas junto à Web 2.0

on

  • 1,836 views

Apresentação realizada no XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação – Florianópolis, SC, Brasil, 07 a 10 de julho de 2013

Apresentação realizada no XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação – Florianópolis, SC, Brasil, 07 a 10 de julho de 2013

Statistics

Views

Total Views
1,836
Views on SlideShare
207
Embed Views
1,629

Actions

Likes
0
Downloads
2
Comments
0

5 Embeds 1,629

http://fabricioassumpcao.com 1580
http://fabricio.jaideraf.webfactional.com 38
http://feeds.feedburner.com 5
http://cloud.feedly.com 4
http://docs.fabricioassumpcao.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Interação entre usuário e catálogo: perspectivas junto à Web 2.0 Interação entre usuário e catálogo: perspectivas junto à Web 2.0 Presentation Transcript

  • Interação entre usuário e catálogo Perspectivas junto à Web 2.0 Fabrício S. Assumpção Mestrando em Ciência da Informação – UNESP Bolsista CAPES Plácida L. V. A. C. Santos Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação UNESP Maria J. V. Jorente Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação UNESP XXV Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação
  • Introdução  Usuário – Catálogo – Recursos informacionais  Catálogos foram (estão sendo!) potencializados pelas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC)  Web, inicialmente estática, apresentou nos últimos anos ambientes dinâmicos, caracterizados, entre outros, pela participação mais ativa do usuário na criação de conteúdo (Web 2.0 ou Web social).
  • Objetivo  Apontar algumas das questões relacionadas à interação entre os usuários e os catálogos e destacar como essa interação pode ser melhor conduzida se observadas as características presentes nos serviços e produtos oferecidos na Web 2.0.
  • Os catálogos e seus objetivos  1. Permitir que uma pessoa encontre um livro do qual (a) o autor (b) o título é conhecido. (c) o assunto  2. Mostrar o que a biblioteca possui (d) de um dado autor (e) sobre um dado assunto (f) em um tipo de literatura.  3. Auxiliar na escolha de um livro (g) por sua edição (bibliograficamente). (h) por seu caráter (literário ou temático). (CUTTER, 1904, p. 12)
  • Os catálogos e seus objetivos Declaração dos Princípios Internacionais de Catalogação  Os catálogos devem permitir ao usuário:  encontrar um recurso informacional ou um conjunto de recursos;  identificar (distinguir) um recurso ou agente;  selecionar um recurso;  adquirir ou obter o acesso ao recurso;  navegar no catálogo e além dele. (STATEMENT..., 2009, p. 3-4)
  • A Web como espaço social  Web 1.0: caracteriza-se por ambientes com pouca ou nenhuma interação entre os usuários e entre os usuários e os conteúdos, predominavam os sites estáticos em que os usuários eram apenas leitores.  Web 2.0:  “[...] é possível criar uma conexão por meio das comunidades de usuários com interesses em comum, resultado do uso da plataforma mais aberta e dinâmica.” (BLATTMANN; SILVA, 2007, p. 199)
  • Web 2.0 e Biblioteca 2.0  Biblioteca 2.0  Destacar o emprego das características e dos princípios da Web 2.0 nas bibliotecas.  Características da Biblioteca 2.0:  É centrada no usuário  Provê uma experiência multimídia  É socialmente rica  É comunitariamente inovadora (MANESS, 2006).
  • Biblioteca 2.0  “[...] um OPAC personalizado que inclui acesso a mensagem instantânea, feeds RSS, blogs, wikis, tags, e perfis públicos e privados dentro da rede da biblioteca.” (MANESS, 2006, tradução nossa).  “Algumas dessas ideias não são novas para as bibliotecas, mas a tecnologia é nova e está permitindo a reinvenção dos serviços na esfera das bibliotecas” (WILSON, 2007, p. 1, tradução nossa).  Os usuários deslocaram sua atenção para outras fontes de informação. A questão atual não é como trazer usuários para as bibliotecas, mas sim como levar a biblioteca aos usuários. A resposta a essa questão envolverá, necessariamente, a transformação dos catálogos (COYLE, 2007, p. 289).
  • Catálogos mais sociais  Os catálogos são ferramentas 1.0 desenvolvidas como índices organizados para o acervo de itens físicos de bibliotecas no século XIX (COYLE, 2007, p. 290).  Mesmo após a inserção na Web, permaneceram principalmente como inventários dos itens das bibliotecas, assim como permaneceu a troca passiva de informação:  Usuários digitavam os termos de busca que esperavam que descrevessem o que buscavam e os catálogos retornavam listas de registros bibliográficos correspondentes às requisições dos usuários (WILSON, 2007, p. 1-2).
  • 5.1 Participação do usuário  Os usuários esperam encontrar uma comunidade e interagir com os recursos informacionais, não apenas consumi-los passivamente (COYLE, 2007).  Postura das bibliotecas vs. Expectativa do usuário  Folksonomia (tagging): linguagem e relacionamentos definidos pelo usuário  Além das tags?
  • 5.2 O catálogo como rede social  Exemplos: comunidades de leitores  LibraryThing, Goodreads, Skoob  A disponibilização de espaços para que os usuários criem suas listas de leitura, de favoritos, etc., comentem e adicionem tags é uma iniciativa já presente em alguns catálogos de bibliotecas.  Falta ainda a incorporação de ferramentas que permitam a interação entre os usuários, por exemplo, pelo compartilhamento de listas, de indicações de leitura, de fóruns, etc.
  • 5.3 Links para outros ambientes  Maiores possibilidades de escolhas.  Inclusão de ferramentas para o compartilhamento de informações dos catálogos em outros ambientes.  Um simples botão “Compartilhar no Facebook” ou “Compartilhar no Twitter” ajuda na divulgação da biblioteca, de seu catálogo, de seus recursos informacionais e de seus serviços, assim como pode levar o usuário a sentir-se como um participante do catálogo.
  • 5.4 Atuação do bibliotecário  Conhecimentos da sala de aula – Realidade  Atualização profissional  Mais importante: conhecer a comunidade e, então, ponderar se as tecnologias da Web 2.0 podem ser utilizadas no ambiente e, se sim, como deve ocorrer tal utilização.
  • Considerações finais  Necessidade de uma mudança no pensar e no agir do profissional bibliotecário em relação à participação do usuário no catálogo.  Deve ser levado em consideração que muitos dos possíveis usuários serão nativos digitais, ao passo que outra parcela deles será composta por indivíduos com diferentes graus de “digitabilidade”.
  • Considerações finais  Por fim, os catálogos on-line não podem ser implantados e considerados finalizados.  Ações de conscientização e de avaliação devem ser feitas com a comunidade e os bibliotecários, para possibilitar o aprimoramento do catálogo e deixá-lo em harmonia com as necessidades e as expectativas de seus usuários.
  • Referências  BLATTMANN, Ú.; SILVA, F. C. C. da. Colaboração e interação na web 2.0 e biblioteca 2.0. Revista ACB: Biblioteconomia em Santa Catarina, Florianópolis, v. 12, n. 2, p. 191-215, jul./dez., 2007.  COYLE, K. Managing technology: the library catalog in a 2.0 world. Journal of Academic Librarianship, v. 33, n. 2, p. 289-291, Mar. 2007.  CUTTER, C. A. Rules for a dictionary catalog. 4th ed. rew. Washington, DC: Government Printing Office, 1904.  MANESS, J. M. Library 2.0 theory: web 2.0 and its implications for libraries. Webology, v. 3, n. 2, Jun. 2006.  STATEMENT of International Cataloguing Principles. [S.l.]: IFLA, 2009. Disponível em: <http://www.ifla.org/files/cataloguing/icp/icp_2009-en.pdf>. Acesso em: 1 dez. 2012.  WILSON, K. OPAC 2.0: Next generation online library catalogues ride the Web 2.0 wave! Post-print of: Online Currents, v. 21, n. 10, p. 406-413, 2007.
  • Obrigado! Fabrício S. Assumpção Mestrando em Ciência da Informação – UNESP Bolsista CAPES assumpcao.f@gmail.com Plácida L. V. A. C. Santos Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação UNESP plácida@marilia.unesp.br Maria J. V. Jorente Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação UNESP mjjorente@yahoo.com.br