Your SlideShare is downloading. ×
0
Eng. Agr. Fabiano Paganella        Agricultura de Precisão para suporte suporte da                            Nutrição    ...
•Agricultura de PrecisãoRegião de Atuação
AGRICULTURA DE PRECISÃO• AMOSTRAGEM DE SOLO GEORREFERENCIADA  –   2007: 15.909 ha amostrados  –   2008: 19.088 ha amostrad...
Os solos são homogêneos?
Agricultura de Precisão          AGRICULTURA                       AGRICULTURA DE                                  vs     ...
Agricultura de Precisão                         Fases da Agricultura de Precisão       Sensoreamento remotoPosicionamento ...
AGRICULTURA DE PRECISÃO    NA REGIÃO EM FRUTICULTURA– FRUTICULTURA  • MAPAS DE FERTILIDADE  • PESQUISA     – MAPAS DE REND...
AMOSTRAGEM DE SOLO GEORREFERENCIADALei do Mínimo                             Mn      N Cu Fe CO2            Luz           ...
Disponibilidade    D    I          Ferro, Cobre, Manganês, Zinco    S    P                                               M...
Agricultura de precisão      Conceito    Um sistema de produção onde ocorre uma administração    cuidadosa e detalhada da ...
Agricultura de precisão      Objetivo          Produtividade                              Maior Lucro          Custos     ...
Agricultura de precisão     Finalidade   • Levantamento completo da fertilidade das áreas   cultivadas   • Gerar um plano ...
Amostragem de solo georreferenciada  Procedimento                                      Operador (Técnico em               ...
Amostragem de solo georreferenciada  Procedimento                                 1. Contorno do talhão                   ...
AP EM CITROS     Felipe de Araújo LopesMestrando em Máquinas Agrícolas    Orientado por J.P. Molin           ESALQ/USP
AP EM CITROS     Felipe de Araújo LopesMestrando em Máquinas Agrícolas    Orientado por J.P. Molin           ESALQ/USP
PROFUNDIDADE DE AMOSTRAGEM –Grid de 0,25 a 1 ha   •0 a 20 cm   •0 a 20 cm, 0 a 30 cm, 0 a 40 cm e    amostragem estratific...
AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2009 ESCOLHA DO LABORATÓRIO É IMPORTANTE HISTÓRICO DA FAZENDA E GLEBAS EXPERIMENTO     6,5 h...
AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2010 SEMENTES COM VIGOR – RAUL BASSO, Muitos Capões EXPERIMENTO     5 pontos, 75 subamostras/...
AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2011NBN SEMENTES – RODRIGO BARISON, Muitos CapõesEXPERIMENTO    5 pontos, 75 subamostras/pont...
Amostragem de solo georreferenciada     Books • Entrega técnica dos mapas de fertilidade     •Impressos     •PDF     •Site...
MAPAS DE RECOMENDAÇÃO• Calcário:  – Ph 6,0 e/ou V% 80• Fósforo:  – Teor muito alto     • Classe 1 – 12 ppm     • Classe 2 ...
Filosofia do sistema derecomendação de adubação                         Fruticultura          Elevar o pH e os teores de  ...
Com a adubação de correção do solo sempre se atinge o       teor planejado?• Na prática, isso nem sempre ocorre  quando se...
Adubação de reposição   O que é?É a reposição dos nutrientes retirados pelas frutas do sistema
Filosofia de adubação                                           REPOSIÇÃO                                                 ...
Amostragem de solo geo-referenciada     Vantagens   • Experiência   • Equipe especializada (técnicos agrícolas treinados e...
QUALIDADE DOS CORRETIVOS         Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e                   Pode...
QUALIDADE DOS CORRETIVOS                                                                             ç                (   ...
QUALIDADE DOS CORRETIVOS           Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e                     ...
TEMOS QUE MUDAR
RESULTADOS DA CORREÇÃO• CALCÁRIO CALCÍTICO• META Ph 5,5 ou V% 65• RAUL BASSO – MUITOS CAPÕES – LAV 07 M• ACIDIFICAÇÃO NATU...
RESULTADOS DA CORREÇÃO•   CALCÁRIO CALCÍTICO•   META V% 80•   ADENIR –ESMERALDA•   COLETA NOS PIORES PONTOS•   ONDE FOI AP...
IMPLANTAÇÃO DE POMAR    CAMPO NATIVO
CORREÇÃO COM TAXA        VARIÁVELImplantação de pomar em camponativo 8,7 haEsta é uma área homogênea?Variação da taxa de c...
IMPLANTAÇÃO DE POMARGrid 1 ha: 0-20 cm   Grid 3 ha: 20-40 cm
CONVENCIMENTONa camada de 0-20 cm necessita deapenas 759 kg de calcário/ha de médiapara uma meta de V80% (aprox. pH 6)e PR...
IMPLANTAÇÃO DE POMAR CORREÇÃO DE FÓSFORO
IMPLANTAÇÃO DE POMAR CORREÇÃO DE POTÁSSIO
IMPLANTAÇÃO DE POMAR                            FALHAS NA CORREÇÃO DO SOLO     FósforoQuando vamos corrigir ofósforo em pr...
EnxofreParreiral de uva comum, amostragemde 0-20 cm.Qual o impacto de teores de enxofretão baixos?Variações no solo do teo...
BoroQuanto custa corrigir 1 ha de parreiralcom uva de mesa com deficiência deBoro?Qual o impacto do Boro na videira?Quanta...
POSSIBILIDADESUTILIZAR A MATÉRIA ORGÂNICA PARAVARIAR A QUANTIDADE DENITROGÊNIO APLICADO NOSPOMARES DE MODO A EVITAREXCESSO...
Do Giovani Peixoto eu preciso da Matrícula - 6361, e uma matrícula de +ou-Aplicação de fertilizantes à taxa variável      ...
Aplicação de fertilizantes à taxa variável          PROCEDIMENTOS                   Rendimento médio 30 a 200 ha por dia
RELATÓRIO DA           APLICAÇÃO DE MAPA DE     CALCÁRIOCORREÇÃO  COMCALCÁRIO
RendimientoBiomasa                     Calidad          Estatus Hídrico
INCORPORACIÓN A LA AP EN FRUTALES Segmentación Zonas homogéneas Selección de calidad homogéneas Sensores de monitoreo Del ...
Segmentación Zonas homogéneas         LA TELEDETECCIÓN SE DEFINE COMO LA MEDICIÓN O ADQUISICIÓN DEINFORMACIÓN DE UN OBJETO...
Segmentación Zonas homogéneas Mapa de conductividad de eléctrica de suelo                                    Superficial  ...
Segmentación Zonas homogéneas         LA TELEDETECCIÓN SE DEFINE COMO LA MEDICIÓN O ADQUISICIÓN DEINFORMACIÓN DE UN OBJETO...
CosechaManzanas                    Mapas                    Retorno           Stanley Best S.                INIA
DESAFIOS   • Amostragem de solo georreferenciada e     aplicação em taxa variável em pomares       – Imprescindível na imp...
SITE• www.plantecvacaria.com.br
Fabiano Paganellacel. (54) 9973 1253fpaganella@uol.com.br
Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4
Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4
Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4
Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4

533

Published on

Eng. Agr. Fabiano Paganella
Agricultura de Precisão para suporte suporte da Nutrição
A experiência prática em Vacaria

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
533
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Fabiano paganella ap 2012 fruticultura 4"

  1. 1. Eng. Agr. Fabiano Paganella Agricultura de Precisão para suporte suporte da Nutrição A experiência prática em Vacaria
  2. 2. •Agricultura de PrecisãoRegião de Atuação
  3. 3. AGRICULTURA DE PRECISÃO• AMOSTRAGEM DE SOLO GEORREFERENCIADA – 2007: 15.909 ha amostrados – 2008: 19.088 ha amostrados – 2009: 15.000 ha amostrados – 2010: 21.100 ha amostrados – 2011: 19.000 ha amostrados – 2012: aprox. 18.000 ha• MAPAS DE RENDIMENTO – 6 PRODUTORES• CREDITO RURAL E ASSISTENCIA TÉCNICA – INVERNO: 5.000 ha – VERÃO: 8.000 ha
  4. 4. Os solos são homogêneos?
  5. 5. Agricultura de Precisão AGRICULTURA AGRICULTURA DE vs CONVENCIONAL PRECISÃO•Não consideração da •Consideração da variabilidadevariabilidade espacial; espacial;•Área total considerada •Área total consideradahomogênea; heterogênea;•Recomendação é feita a partir •Recomendação é específicade dados médios; •para cada “célula”;•Aplicação de insumos realizada •Aplicação de insumos é realizadaem área total, com mesma localizadamente e a taxas variáveis;dosagem para toda a área;
  6. 6. Agricultura de Precisão Fases da Agricultura de Precisão Sensoreamento remotoPosicionamento (GPS) Hardware 1 2Mapa de Produtividade Software Coleta de ProcessamentoMonitoramento Dados dos Dados da Cultura GIS MAQUINAS SISTEMASAnálise de solo MAQUINAS PESSOAS Veículos Robotizados Agrônomos Aplicação Interpretação Cultivo 4 3 Produtores Pulverização Especialistas Adubação Sistema Plantio
  7. 7. AGRICULTURA DE PRECISÃO NA REGIÃO EM FRUTICULTURA– FRUTICULTURA • MAPAS DE FERTILIDADE • PESQUISA – MAPAS DE RENDIMENTO, CONDUTIVIDADE ELÉTRICA, … • POUCAS EXPERIÊNCIAS, POUCAS MÁQUINAS– GRÃOS • EXPERIÊNCIA, PESQUISA E ADOÇÃO PELOS AGRICULTORES • PULVERIZAÇÃO COM SISTEMA GUIA POR GPS E CONTROLADOR DE SEÇÃO • MAPAS DE FERTILIDADE • APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E FERTILIZANTES EM TAXA VARIÁVEL • MAPAS DE RENDIMENTO • RTK
  8. 8. AMOSTRAGEM DE SOLO GEORREFERENCIADALei do Mínimo Mn N Cu Fe CO2 Luz K Zn Ca Mg Produção Máxima S P H2O Produção Limitada B “O rendimento de uma colheita é limitado pela ausência de qualquer um dos nutrientesessenciais, mesmo que todos os demais estejam disponíveis em quantidades adequadas”.
  9. 9. Disponibilidade D I Ferro, Cobre, Manganês, Zinco S P Molibdênio, Cloro O N I Fósforo B I Alumínio Nitrogênio, Enxôfre, Boro L I D A D E Potássio, Cálcio, Magnésio 0 5,0 6,0 6,5 7,0 8,0 9,0
  10. 10. Agricultura de precisão Conceito Um sistema de produção onde ocorre uma administração cuidadosa e detalhada da propriedade agrícola, utilizando tecnologias atuais e informações para o manejo do solo, insumos e culturas de modo a adequar as diferentes condições dos fatores que afetam a produtividade agrícola. Resumo Tecnologia da Informação – maior quantidade de dados para uma melhor tomada de decisão
  11. 11. Agricultura de precisão Objetivo Produtividade Maior Lucro Custos Impacto Ambiental
  12. 12. Agricultura de precisão Finalidade • Levantamento completo da fertilidade das áreas cultivadas • Gerar um plano de manejo da adubação • Aplicar o plano de adubação conforme a necessidade em cada gleba Serviços oferecidos • Amostragem de solo geo-referenciada • Mapas de Aplicação à Taxa Variável (calcário e fertilizantes) • Aplicação de fertilizantes à Taxa Variável
  13. 13. Amostragem de solo georreferenciada Procedimento Operador (Técnico em agropecuária) Treinado pela Bunge GPS ligado ao palmtop Amostras coletadas, numeradas e protegidas da ação do ambiente Amostrador com broca coletora de solo com acionamento automático
  14. 14. Amostragem de solo georreferenciada Procedimento 1. Contorno do talhão 2. Definição dos grids 3. Pontos Amostrais 1 amostra composta = 10 a 12 amostras simples
  15. 15. AP EM CITROS Felipe de Araújo LopesMestrando em Máquinas Agrícolas Orientado por J.P. Molin ESALQ/USP
  16. 16. AP EM CITROS Felipe de Araújo LopesMestrando em Máquinas Agrícolas Orientado por J.P. Molin ESALQ/USP
  17. 17. PROFUNDIDADE DE AMOSTRAGEM –Grid de 0,25 a 1 ha •0 a 20 cm •0 a 20 cm, 0 a 30 cm, 0 a 40 cm e amostragem estratificada manual
  18. 18. AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2009 ESCOLHA DO LABORATÓRIO É IMPORTANTE HISTÓRICO DA FAZENDA E GLEBAS EXPERIMENTO  6,5 há, coleta com grid de 0,5 há, 13 amostras e 60 subamostras. Enviado para 4 laboratórios do ROLAS, pelo menos 3 com conceito A MANTER O LABORATÓRIO QUE O CLIENTE JÁ TEM HISTÓRICO
  19. 19. AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2010 SEMENTES COM VIGOR – RAUL BASSO, Muitos Capões EXPERIMENTO  5 pontos, 75 subamostras/ponto, enviado para 5 laboratórios do ROLAS
  20. 20. AVALIAÇÃO DE LABORATÓRIOS 2011NBN SEMENTES – RODRIGO BARISON, Muitos CapõesEXPERIMENTO  5 pontos, 75 subamostras/ponto, enviado para 5 laboratórios do ROLAS
  21. 21. Amostragem de solo georreferenciada Books • Entrega técnica dos mapas de fertilidade •Impressos •PDF •Site • Discussão das medidas de adubação (agrônomo, consultor ou proprietário)
  22. 22. MAPAS DE RECOMENDAÇÃO• Calcário: – Ph 6,0 e/ou V% 80• Fósforo: – Teor muito alto • Classe 1 – 12 ppm • Classe 2 – 18 ppm • Classe 3 – 24 ppm• Potássio: – 3 a 5 % de K na CTC• Enxofre e Boro
  23. 23. Filosofia do sistema derecomendação de adubação Fruticultura Elevar o pH e os teores de nutrientes P e K (S, B,...) no solo ao nível de suficiência Após, a adubação é feita em função da cultura e da expectativa de rendimento
  24. 24. Com a adubação de correção do solo sempre se atinge o teor planejado?• Na prática, isso nem sempre ocorre quando se trabalha com média• Com grides pequenos, qualidade na amostragem e aplicação em taxa variável podemos ser mais eficientes.
  25. 25. Adubação de reposição O que é?É a reposição dos nutrientes retirados pelas frutas do sistema
  26. 26. Filosofia de adubação REPOSIÇÃO MANUTENÇÃO PLANTA CORREÇÃO PLANTA e soloRendimento relaltivo - % 100 SOLO e planta 90 80 Faixa de suficiência 60 Exportação Exportação Exportação 40 Perdas Perdas Correção do solo Teor crítico 20 0- 20 cm 0 Muito Baixo Médio Alto Muito baixo alto Nutriente no solo
  27. 27. Amostragem de solo geo-referenciada Vantagens • Experiência • Equipe especializada (técnicos agrícolas treinados e experientes) • Equipamento automatizado (alto rendimento operacional) • Alta qualidade de amostragem (navegação, profundidade, volume e quantidade) • Identificação das amostras com as coordenadas geográficas • Possibilidade de identificação de pontos críticos • Maior quantidade de dados para tomada de decisão
  28. 28. QUALIDADE DOS CORRETIVOS Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e Poder Relativo de Neutralização Total (PRNT)(1)CALCÁRIO BOTUVERAAmostra PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na Umidade(2) pH(3) .................................................................. % .................................................................. Direita 74,07 40,01 1,05 41,06 59,58 ------- -------- ------- Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e Poder Relativo de Neutralização Total (PRNT)(1)CALCÁRIO BOTUVERAAmostra PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na Umidade(2) pH(3) .................................................................. % .................................................................. 01 78,97 42,42 1,27 43,69 66,33 ------- -------- -------
  29. 29. QUALIDADE DOS CORRETIVOS ç ( )Rocha calcária CuritibaAmostra PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na Umidade(2) pH .................................................................. % .................................................................. 01 76,10 40,82 1,28 42,10 68,18 0,04 1,88 ----------Calcário VotorantinAmostra PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na .................................................................. % ................................................................. 01 88,63 45,83 2,71 48,54 79,91 0,04
  30. 30. QUALIDADE DOS CORRETIVOS Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e Poder Relativo de Neutralização Total (PRNT)(1)Guaíba-cinza calcítica Aracruz CeluloseAmostra PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na Umidade(2) pH .................................................................. % .................................................................. 01 88,20 47,92 1,05 48,97 84,14 1,81 21,73 ---------- Poder de neutralização (PN), soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e Poder de neutralização (PN), Neutralização Total (PRNT)(1) Poder Relativo de soma de cálcio e magnésio (CaO+MgO) e Poder Relativo de Neutralização Total (PRNT)(1)Calcário Celulose IraniAmostra cal – celulose IraniLama de PN CaO MgO CaO+MgO PRNT Na Umidade(2) pH(3) Amostra PN CaO+MgO PRNT .................................................................. % .................................................................. ....................................................... % ........................................................ 01 01 100,75 56,42 77,35 0,00 56,4243,32 100,75 1,40 77,35 --------- 30,79 (1) Resultados expressos em material seco a 105ºC.(1) Resultados expressos em material seco a 105ºC.(2) Umidade a 105ºC.(3) pH: relação 1:2
  31. 31. TEMOS QUE MUDAR
  32. 32. RESULTADOS DA CORREÇÃO• CALCÁRIO CALCÍTICO• META Ph 5,5 ou V% 65• RAUL BASSO – MUITOS CAPÕES – LAV 07 M• ACIDIFICAÇÃO NATURAL DO SOLO• ONDE FOI APLICADO CORRIGIU
  33. 33. RESULTADOS DA CORREÇÃO• CALCÁRIO CALCÍTICO• META V% 80• ADENIR –ESMERALDA• COLETA NOS PIORES PONTOS• ONDE FOI APLICADO CORRIGIU E CHEGOU NA META• FÓSFORO BAIXOU – GRADAGEM• POTÁSSIO ALTO – APLICAÇÃO DE KCL
  34. 34. IMPLANTAÇÃO DE POMAR CAMPO NATIVO
  35. 35. CORREÇÃO COM TAXA VARIÁVELImplantação de pomar em camponativo 8,7 haEsta é uma área homogênea?Variação da taxa de calcário a PRNT100% de aproximadamente 4 ton/ha.Quanto custa a tonelada do calcárioaplicado PRNT 65%? 6 TON PRNT 65% X R$ 90,00/TON = R$ 540,00A diferença na taxa de aplicação docalcário na área paga o valor doserviço e SOBRA BASTANTE DINHEIRO.
  36. 36. IMPLANTAÇÃO DE POMARGrid 1 ha: 0-20 cm Grid 3 ha: 20-40 cm
  37. 37. CONVENCIMENTONa camada de 0-20 cm necessita deapenas 759 kg de calcário/ha de médiapara uma meta de V80% (aprox. pH 6)e PRNT 100%. Já era área de pomarO fruticultor e o engenheiro-agrônomousam a informação ?
  38. 38. IMPLANTAÇÃO DE POMAR CORREÇÃO DE FÓSFORO
  39. 39. IMPLANTAÇÃO DE POMAR CORREÇÃO DE POTÁSSIO
  40. 40. IMPLANTAÇÃO DE POMAR FALHAS NA CORREÇÃO DO SOLO FósforoQuando vamos corrigir ofósforo em profundidadenovamente?Que oportunidade perdemosde fazer melhor?
  41. 41. EnxofreParreiral de uva comum, amostragemde 0-20 cm.Qual o impacto de teores de enxofretão baixos?Variações no solo do teor de enxofrena ordem de quase 10 vezes.Quais fontes para corrigir emprofundidade? Gesso
  42. 42. BoroQuanto custa corrigir 1 ha de parreiralcom uva de mesa com deficiência deBoro?Qual o impacto do Boro na videira?Quanta renda um agricultor familiardeixa de ganhar por um erro naimplantação do parreiral?
  43. 43. POSSIBILIDADESUTILIZAR A MATÉRIA ORGÂNICA PARAVARIAR A QUANTIDADE DENITROGÊNIO APLICADO NOSPOMARES DE MODO A EVITAREXCESSO OU FALTA DE VIGOR
  44. 44. Do Giovani Peixoto eu preciso da Matrícula - 6361, e uma matrícula de +ou-Aplicação de fertilizantes à taxa variável Procedimento Rendimento médio 100 ha por dia
  45. 45. Aplicação de fertilizantes à taxa variável PROCEDIMENTOS Rendimento médio 30 a 200 ha por dia
  46. 46. RELATÓRIO DA APLICAÇÃO DE MAPA DE CALCÁRIOCORREÇÃO COMCALCÁRIO
  47. 47. RendimientoBiomasa Calidad Estatus Hídrico
  48. 48. INCORPORACIÓN A LA AP EN FRUTALES Segmentación Zonas homogéneas Selección de calidad homogéneas Sensores de monitoreo Del cultivo (herramientas Predicción) ` N0101 Region1 Region2 N0201 N0102 4 4 AT 72.5 °F 2 N0103 RH 35.7 % N0202 WS 10.5 MPH SM1 35.3 cbars 4 WD NE SM2 56.3 cbars 8 AT 72.5 °F N0103 8 RH 35.7 % SM-0.5 35.3 cbars N0203 AT 72.5 °F RH 35.7 % SM-1.0 56.3 cbars 2 SM-0.5 35.3 cbars SM-1.0 56.3 cbars ST-0.5 62.1 °F ST-0.5 62.1 °F ST-1.0 55.3 °F WS 10.5 MPH ST-1.0 55.3 °F WD NE WS 10.5 MPH WD NE Region3 N0303 4 N0301 8 N0302 8Trazabilidad de laproducciónAutomatización y Robótica
  49. 49. Segmentación Zonas homogéneas LA TELEDETECCIÓN SE DEFINE COMO LA MEDICIÓN O ADQUISICIÓN DEINFORMACIÓN DE UN OBJETO O FENÓMENO POR MEDIO DE UN EQUIPO QUE NO ESTÁ ENCONTACTO CON DICHO OBJETO, SIENDO LAS IMÁGENES MULTIESPECTRALES LAS MÁSUTILIZADAS (BEST Y LEÓN, 2006) NVDI = (IFc-R / IFc + R) VALORES DEL NVDI -1 A 1. DIAGNOSTICAR Y MANEJAR LA CF BAJO MANEJO SITIO ESPECIFICO Stanley Best S. INIA
  50. 50. Segmentación Zonas homogéneas Mapa de conductividad de eléctrica de suelo Superficial Profundo Stanley Best S. INIA
  51. 51. Segmentación Zonas homogéneas LA TELEDETECCIÓN SE DEFINE COMO LA MEDICIÓN O ADQUISICIÓN DEINFORMACIÓN DE UN OBJETO O FENÓMENO POR MEDIO DE UN EQUIPO QUE NO ESTÁ ENCONTACTO CON DICHO OBJETO, SIENDO LAS IMÁGENES MULTIESPECTRALES LAS MÁSUTILIZADAS (BEST Y LEÓN, 2006) NVDI = (IFc-R / IFc + R) VALORES DEL NVDI -1 A 1. DIAGNOSTICAR Y MANEJAR LA CF BAJO MANEJO SITIO ESPECIFICO Stanley Best S. INIA
  52. 52. CosechaManzanas Mapas Retorno Stanley Best S. INIA
  53. 53. DESAFIOS • Amostragem de solo georreferenciada e aplicação em taxa variável em pomares – Imprescindível na implantação de pomares – Diagnóstico e ajustes de pomares em produção • Crescimento da tecnologia – Iniciar o uso, dar o primeiro passo – Máquinas para T.V. em fruticulturaViver é enfrentar desafios.Quem Uma vida sem desafios não valenunca enfrentou desafios, apenas a pena ser vivida.passou pela vida, não viveu. SócratesAugusto Branco
  54. 54. SITE• www.plantecvacaria.com.br
  55. 55. Fabiano Paganellacel. (54) 9973 1253fpaganella@uol.com.br
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×