Tecnologias e Sistemas deInformação    Francisco J. Restivo    http://www.fe.up.pt/~fjr/           UCP, 14-10-1999      1
Sociedade da Informação„ Uma visão inovadora e, portanto de  ruptura com a tradição do modelo da  oferta para a procura, u...
UCP, 14-10-1999   3
UCP, 14-10-1999   4
UCP, 14-10-1999   5
Informação„ A constante redução do ciclo de vida dos  produtos, modificou de forma decisiva os  paradigmas de competitivid...
UCP, 14-10-1999   7
UCP, 14-10-1999   8
Economia digital„ A nova economia digital, cuja matéria  prima base é a informação e a principal  ferramenta é o conhecime...
UCP, 14-10-1999   10
Paradigmas„ A economia digital desenvolve-se com  paradigmas diferentes dos paradigmas  tradicionais, permitindo aos mais ...
UCP, 14-10-1999   12
Ensino e formação„ A facilidade em reconfigurar a informação,  abre uma enorme oportunidade no campo  do ensino e da forma...
UCP, 14-10-1999   14
Crimes informáticos„ Alterar dados„ Destruir ou manipular programas„ Copiar software„ Usar tempo de computador para outros...
Estatísticas de segurança„ Só 1% dos crimes informáticos são  detectados„ Só 7% dos crimes detectados são  comunicados às ...
Medidas de segurança„ Utilizar passwords nas redes„ Realizar auditorias de segurança„ Limitar o acesso físico aos equipame...
Algumas questões éticas„ Privacidade da informação„ Protecção da propriedade intelectual  ƒ software  ƒ bases de dados  ƒ ...
Obrigado                      FIM           UCP, 14-10-1999   19
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Tecnologias e Sistemas de Informação

504 views
451 views

Published on

Apresentação na UCP, Porto, em 14 de Outubro de 1999

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
504
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tecnologias e Sistemas de Informação

  1. 1. Tecnologias e Sistemas deInformação Francisco J. Restivo http://www.fe.up.pt/~fjr/ UCP, 14-10-1999 1
  2. 2. Sociedade da Informação„ Uma visão inovadora e, portanto de ruptura com a tradição do modelo da oferta para a procura, uma forma de ver de acordo com uma visão de um mundo novo, um modelo da procura para a oferta em que o mercado e portanto o cliente aparecem como primeiro imperativo de satisfação por parte dos fornecedores e dos produtores de produtos e serviços. UCP, 14-10-1999 2
  3. 3. UCP, 14-10-1999 3
  4. 4. UCP, 14-10-1999 4
  5. 5. UCP, 14-10-1999 5
  6. 6. Informação„ A constante redução do ciclo de vida dos produtos, modificou de forma decisiva os paradigmas de competitividade das empresas. A informação tornou-se num bem económico à medida que as redes de computadores e de comunicações foram tendo um papel fundamental na convergência das tecnologias avançadas de produção e de informação. UCP, 14-10-1999 6
  7. 7. UCP, 14-10-1999 7
  8. 8. UCP, 14-10-1999 8
  9. 9. Economia digital„ A nova economia digital, cuja matéria prima base é a informação e a principal ferramenta é o conhecimento, tem como factores determinantes a competência, a criatividade e a inovação, entendida como a capacidade de aplicação de novos conhecimentos com o objectivo de produzir novos produtos e/ou serviços. UCP, 14-10-1999 9
  10. 10. UCP, 14-10-1999 10
  11. 11. Paradigmas„ A economia digital desenvolve-se com paradigmas diferentes dos paradigmas tradicionais, permitindo aos mais inovadores ousar na descoberta, desenvolvimento, adaptação, gestão e apresentação de novas actividades económicas, que transformaram o conceito de informação num instrumento muitíssimo poderoso. UCP, 14-10-1999 11
  12. 12. UCP, 14-10-1999 12
  13. 13. Ensino e formação„ A facilidade em reconfigurar a informação, abre uma enorme oportunidade no campo do ensino e da formação contínua, visto numa perspectiva de concepção, produção, gestão, implementação e utilização de conteúdos, tornando, nesta perspectiva, este domínio como uma área de enorme potencial na nova economia digital. UCP, 14-10-1999 13
  14. 14. UCP, 14-10-1999 14
  15. 15. Crimes informáticos„ Alterar dados„ Destruir ou manipular programas„ Copiar software„ Usar tempo de computador para outros fins„ Aceder a dados sem autorização„ Desviar fundos (através da alteração de dados) UCP, 14-10-1999 15
  16. 16. Estatísticas de segurança„ Só 1% dos crimes informáticos são detectados„ Só 7% dos crimes detectados são comunicados às autoridades„ Só 3% das falhas de segurança são perpretadas por terceiros„ 65% dos ataques são resultados de erros praticados por pessoal da empresa (FBI) UCP, 14-10-1999 16
  17. 17. Medidas de segurança„ Utilizar passwords nas redes„ Realizar auditorias de segurança„ Limitar o acesso físico aos equipamentos de telecomunicações„ Realizar formação em segurança nas telecomunicações„ Utilizar protecção por dial-back„ Utilizar criptografia„ Utilizar chaves de criptografias seguras„ Utilizar criptografia no envio de faxes„ Utilizar criptografia nas linhas dedicadas UCP, 14-10-1999 17
  18. 18. Algumas questões éticas„ Privacidade da informação„ Protecção da propriedade intelectual ƒ software ƒ bases de dados ƒ multimedia„ Conduta profissional„ Jogos e entretenimento UCP, 14-10-1999 18
  19. 19. Obrigado FIM UCP, 14-10-1999 19

×