Citações e factores de impacto

939 views
833 views

Published on

Uma viagem pelo mundo das citações, dos factores de impacto e dos interesses que se colocam.
Suporte de uma apresentação a realizar na UCP Braga em 18 de Junho de 2013.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
939
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
327
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Citações e factores de impacto

  1. 1. Citações e factores de impactoPublicar não chega…Francisco Restivofrestivo@braga.ucp.pt2013-06-18 1
  2. 2. Sumário• Contagem das citações• Índices e factores de impacto• Gestão de referências bibliográficas• Prática hands-on2013-06-18 2
  3. 3. Publicação• Publicar, validar pelos pares, são aspectosessenciais da investigação científica hoje• A originalidade de uma investigaçãodemonstra-se através da partilha dosresultados junto da comunidade científica• A divulgação dos resultados é também umaexigência das entidades que financiam ainvestigação através de dinheiros públicos2013-06-18 3
  4. 4. Citações• A importância dos artigos e das publicaçõescientíficas tem-se baseado no número decitações, com mais ou menos restrições• As métricas baseadas em contagens estãosujeitas a muitos factores que as tornampouco fiáveis, pois podem ser inflacionadas demuitas maneiras - citação com citação se paga2013-06-18 4
  5. 5. Importância das citações• Este assunto é crítico na medida em queassuntos como a progressão nas carreirascientíficas ou o financiamento de projectos deinvestigação dependem destes índices• Até há pouco tempo, a contagem das citaçõesestava nas mãos de duas organizações– Web of Knowledge, da Thomson Reuters (ex-ISI)– Scopus, da Elsevier B.V.2013-06-18 5
  6. 6. Quem paga este serviço?• As universidades e instituições de I&D• As agencias financiadoras• Em Portugal, o acesso a estas bases de dadostem sido assegurado pela FCT• As citações estão também ligadas aos rankingsdas universidades, à universidade comonegócio2013-06-18 6b-on.pt
  7. 7. 2013-06-18 7www.timeshighereducation.co.uk/world-university-rankings
  8. 8. 2013-06-18 8www.shanghairanking.comWorldclassuniversities
  9. 9. O grande círculo• Uma universidade quer ficar bem colocadanum ranking• Então só financia a publicação em jornais e aida a conferências que contribuam para esseranking• O acesso a estes jornais e a participaçãonestas conferências fica mais difícil2013-06-18 9
  10. 10. Web of Knowledge• Web of Knowledge• ResearcherID• EndNote2013-06-18 10wokinfo.com
  11. 11. 2013-06-18 11
  12. 12. 2013-06-18 12
  13. 13. 2013-06-18 13
  14. 14. 2013-06-18 14www.researcherid.com/rid/A-6530-2008
  15. 15. 2013-06-18 15
  16. 16. 2013-06-18 16
  17. 17. 2013-06-18 17Podíamos ficar aqui horas só a ver aspossibilidades todas…
  18. 18. 2013-06-18 18www.sciencedirect.com
  19. 19. 2013-06-18 19
  20. 20. 2013-06-18 20
  21. 21. 2013-06-18 21
  22. 22. 2013-06-18 22
  23. 23. Como funciona• A indexação é realizada por métodosautomáticos• Os jornais e as conferências indexadas têm desatisfazer requisitos rigorosos• Jornais e conferências indexadasnormalmente cobram mais• Os investigadores e as instituições têm poronde escapar?2013-06-18 23
  24. 24. Alternativas• Estão a aparecer inúmeros jornais de acessoaberto e elevada qualidade• Há algum tempo que os investigadores têmacesso a soluções sem custo– Harzing’s Publish or Perish– Google Citations– Microsoft Academic Search2013-06-18 24
  25. 25. 2013-06-18 25doaj.orgOpen AccessJournal: We defineopen access journalsas journals that use afunding model thatdoes not chargereaders or theirinstitutions foraccess.
  26. 26. 2013-06-18 26www.plos.org
  27. 27. 2013-06-18 27
  28. 28. 2013-06-18 28pkp.sfu.ca/?q=ojs
  29. 29. 2013-06-18 29
  30. 30. 2013-06-18 30
  31. 31. 2013-06-18 31
  32. 32. Comparando citações2013-06-18 32WoSScopusPP/GooglePP/Microsoft020406080100120140160
  33. 33. Que se pode fazer?• Ser curador das suas páginas!– Google Citations– Microsoft Academic Search– Research Gate• Escolher bem os jornais e as conferências2013-06-18 33
  34. 34. 2013-06-18 34scholar.google.com/citations
  35. 35. 2013-06-18 35academic.research.microsoft.com
  36. 36. 2013-06-18 36www.researchgate.net/profile/Francisco_Restivo
  37. 37. 2013-06-18 37
  38. 38. Factores de impacto• No que respeita às publicações em si, asferramentas mais usadas têm sido os JournalCitation Reports• Calculam nomeadamente os factores deimpacto de milhares de publicaçõescientíficas, agrupadas por área científica2013-06-18 38
  39. 39. 2013-06-18 39
  40. 40. 2013-06-18 40
  41. 41. 2013-06-18 41
  42. 42. 2013-06-18 42
  43. 43. SCImago• Uma alternativa gratuita aos JCR é o SCImagoJournal & Country Rank• Usa o algoritmo PageRank e a base de dadosScopus para obter resultados2013-06-18 43
  44. 44. 2013-06-18 44www.scimagojr.com/
  45. 45. 2013-06-18 45
  46. 46. 2013-06-18 46E muito mais, que iremos explorar…
  47. 47. 2013-06-18 47
  48. 48. Métricas alternativas• As citações são ligações direccionadas entreartigos, pelo que definem uma rede. Asalternativas à simples contagem de citações têmsido sugeridas pela análise de redes sociais• Para além da centralidade de grau (contagem decitações), tem-se explorado a centralidade deeigenvalue e o PageRank, nomeadamente• Basicamente, não se contam apenas ascitações, mas atende-se à qualidade de cada uma2013-06-18 48
  49. 49. eigenFACTOR• Entre outros, os investigadores Weste Bergstrom, na Universidade deWashington, têm estudado esteassunto intensamente• A universidade fundou recentemente umaempresa, eigenFACTOR, para trabalhar com aThomsonReuter neste domínio2013-06-18 49
  50. 50. 2013-06-18 50
  51. 51. Gestão de referências bibliográficas• Hoje os investigadores usam ferramentascolaborativas como Zotero e Mendeley• Existem versões desktop e web• Pequena curva de aprendizagem e enormesganhos futuros2013-06-18 51
  52. 52. 2013-06-18 52www.mendeley.com
  53. 53. Outras métricas• Pode perguntar-se se não será muito maisválido tomar em consideração os artigos queos investigadores que usam estas ferramentasestão efectivamente a utilizar• The Altmetric Bookmarklet• A discussão está aí2013-06-18 53
  54. 54. 2013-06-18 54
  55. 55. FIME assim chegamos ao ponto de partidaPara outras discussõesPara outras conversasEst modus in rebus2013-06-18 55

×