Business Model Canvas - Os Blocos da Estrutura do Canvas

9,723 views
9,474 views

Published on

Business Model Canvas - Os Blocos da Estrutura do Canvas

Published in: Business

Business Model Canvas - Os Blocos da Estrutura do Canvas

  1. 1. Os 9 Blocos da Estrutura do Canvas Frederico Lobato Business Model Canvas
  2. 2. Os Blocos da Estrutura do Canvas Programa (Parte 1) 1. Segmentos de Clientes 2. Proposta de Valor 3. Canais 4. Relacionamento com o Cliente 5. Fluxo de Receitas
  3. 3. Segmentos de Clientes 1 Proposta de Valor 2 Fluxo de Receitas 5 Relacionamento com o Cliente 4 Canais 3 Atividades Chave Estrutura de Custos Parcerias Principais Recursos Principais 7 6 8 9
  4. 4. Pensamento Analítico X Intuitivo LÓGICA EFICIÊNCIA Gestão EMOÇÃO VALOR ComunicaçãoTecnologia Marketing
  5. 5. LÓGICA EFICIÊNCIA Gestão Tecnologia Pensamento Analítico X Intuitivo Clientes | Valor | Canais Relacionamento | Receitas EMOÇÃO VALOR Comunicação Marketing
  6. 6. Business Model Canvas Parceiros Chaves Atividades Chaves Recursos Chaves Estrutura de Custos Fluxo de Receitas Proposta de Valor Relacionamen- to com Clientes Segmentos de Clientes Canais 1 2 4 3 5
  7. 7. Segmentos de Clientes 1
  8. 8. Segmentos de Clientes 1 Esse bloco visa agrupar os clientes em segmentos com necessidades, costumes e atributos comuns, de forma a poder melhor entender, alcançar e servir esses clientes. Cada segmento tem uma proposta de valor, canal e relacionamento diferente. Principais questões a serem respondidas: • Para quem estamos criando valor? (Público Alvo) • Quais as características deste(s) segmento(s)? • Quem são os nossos potenciais clientes? • Quem são nossos mais importantes clientes? • Esses clientes possuem necessidades em comum? • Esses clientes são atingidos da mesma maneira? 1 Tipos de Mercados: • Massa • Nicho (Específicos) • Segmentados • Diversificados • Plataforma Multi-sided
  9. 9. Segmentos de Clientes 1 Para melhor satisfazer os clientes, uma empresa deve agrupá-los em segmentos distintos, definir um ou vários segmentos de clientes e fazer uma decisão consciente sobre quais segmentos deve servir e quais deve ignorar. Diferenças entre segmentos de clientes: • Suas necessidades precisam e justificam uma oferta distinta • São alcançados por diferentes canais de distribuição • Precisam de diferentes tipos de relacionamento • Possuem uma grande diferença de lucro • Estão dispostos a pagar por diferentes aspectos da oferta
  10. 10. Uma vez que esta decisão é tomada, um modelo de negócio pode ser cuidadosamente projetados em torno de um forte entendimento de especificações de cliente e suas necessidades. Grupos de clientes representam segmentos distintos: • Se as suas necessidades requerem e justificam diferentes ofertas • Se eles são alcançados através de Canais de Distribuição diferentes • Se eles exigem diferentes tipos de relacionamentos • Se eles estão dispostos a pagar por aspectos diferentes da oferta Segmentos de Clientes 1
  11. 11. Segmentos de Clientes Diferenças entre segmentos de clientes Esse bloco visa agrupar os clientes em segmentos com necessidades, costumes ou outros atributos em comum. Cada segmento tem uma proposta de valor, canal e relacionamento diferente. • Suas necessidades precisam e justificam uma oferta distinta • São alcançados por diferentes canais de distribuição • Precisam de diferentes tipos de relacionamento • Possuem uma grande diferença de lucro • Estão dispostos a pagar por diferentes aspectos da oferta As empresas agrupam os clientes em segmentos com necessidades, costumes ou outro atributo em comum, de forma que possam melhor entender, alcançar e servir esses clientes. Perguntas Chaves: •Para quem está se criando valor? • Quem são nossos mais importantes clientes? • Esses clientes possuem necessidades em comum? • Esses clientes são atingidos da mesma maneira? Resumo Tipos de Mercados: • Massa • Nicho (Específicos) • Segmentados • Diversificado • Plataforma Multi-sided 1
  12. 12. Proposta de Valor 2
  13. 13. Proposta de Valor2 Este bloco descreve quais os valores que os produtos e serviços da empresa oferecem para cada segmento de cliente específico. Principais questões a serem respondidas: • Qual valor nós oferecemos aos nossos clientes? • Qual dos problema de nossos clientes nós estamos ajudando a solucionar? • Qual mix de produtos e serviços oferecido para cada segmento de cliente? • Que necessidades dos nossos clientes estamos satisfazendo? 2
  14. 14. Uma proposta de valor visa satisfazer uma necessidade do cliente. Quando agregamos à nossa oferta algo diferente, estamos influenciando o cliente na sua decisão de compra ou opção por nosso produto ou serviço. • Qual é a essência da oferta e sua atratividade para o segmento de clientes? • Porque eles prefeririam minha proposta? • Quais são os meus diferenciais? • Qual pacote de produtos e serviços estamos oferecendo para cada segmento? Proposta de Valor2
  15. 15. É possível criar diferenciais em uma Proposta de Valor para um determinado Segmento de Clientes, através de uma combinação de distintos elementos, que podem ser quantitativos ou qualitativos, conforme lista a seguir: Proposta de Valor2 Alguns elementos que podem agregar valor a uma oferta: | Novidade | Performance | Customização | Fazer o serviço | | Design | Preço | Marca/Status | Redução de Custo | | Redução de Risco | Acessibilidade | Conveniência/Usabilidade |
  16. 16. • Novidade • Performance • Customização • Fazer o Serviço • Design • Preço • Marca / Status • Redução de Custo • Redução de Risco • Acessibilidade • Conveniência • Usabilidade Proposta de Valor Elementos que agregam valor A proposta de valor consiste de uma cesta de produtos e/ou serviços que a empresa oferece de forma a criar valor para um segmento de clientes específico. Perguntas Chaves: • Que valor é entregue ao cliente? • Que problemas dos clientes estamos ajudando a solucionar? • Que necessidades dos clientes estamos satisfazendo? • Que cesta de produtos e serviços estamos oferecendo para cada segmento de cliente? Resumo 2 Esse bloco visa descrever quais são os valores que os produtos e serviços da empresa oferecem para cada segmento de cliente específico.
  17. 17. Canais 3
  18. 18. Principais questões a serem ser respondidas • Através de quais canais os segmentos de clientes querem ser atendidos? • Como são atingidos e atendidos agora? • Como nossos canais se integram? • Quais possuem melhor custo-benefício? Qual deles funciona melhor? • Como são integrados à rotina do clientes? • Qual é a cadeia logística a ser desenvolvida e controlada? Canais3 Esse bloco visa descrever os canais utilizados pela empresa para se comunicar e atingir seus segmentos de clientes para entregar sua proposta de valor. 3
  19. 19. Os canais podem ser de comunicação, venda e distribuição. Eles são a interface com os clientes e possuem diversas funções e tipos. Funções dos Canais • Propagar conhecimento sobre os produtos e serviços da empresa • Apresentar aos clientes campanhas de vendas e promocionais • Ajudar os clientes a analisar a proposta de valor • Agregar valor compondo e ofertando produtos e serviços específicos • Comunicar e entregar a proposta de valor aos clientes e consumidores • Oferecer suporte pós-vendas ao cliente Canais3
  20. 20. Os canais não existem apenas para enviar produtos (distribuição), além disso estão aqui inclusos também os canais de venda e comunicação. Os canais de contato com o cliente são pontos de interação que desempenham um papel importante na “experiência” de compra do cliente. A combinação certa de canais permite uma correta abordagem de mercado para a proposta de valor. O truque é encontrar o equilíbrio entre os diferentes tipos de canais, integrá-los de forma a criar uma grande experiência ao cliente. Fases de Canais: 1. Divulgação 2. Avaliação 3. Compra 4. Entrega 5. Pós-Venda Canais3
  21. 21. Fases de Canais: Divulgação Como podemos aumentar o conhecimento (saber que existimos) sobre a nossa empresa, produtos e serviços? Avaliação Como podemos ajudar os clientes a avaliar a nossa Proposta de Valor? Compra Como podemos permitir que os clientes comprem produtos e serviços específicos? Entrega Como é que vamos entregar o a Proposição de Valor aos clientes? Pós-Vendas Como é que oferecemos um apoio pós- venda a nossos clientes? Canais3
  22. 22. Uma empresa chega aos seus clientes por canais próprios, por canais de parceiros, ou por uma combinação de ambos os tipos. Canais próprios podem ser diretos, como uma equipe de vendas ou um site, ou indiretos como lojas de revenda próprias ou não. Canais parceiros indiretos abrangem várias opções, como distribuição de atacado, revenda ou sites de parceiros. O uso de canais parceiros gera margens menores, mas usam a força do parceiro para crescer e reduzir o custo operacional. Canais próprios têm margens de lucro mais altas, mas exigem investimentos elevados de instalação e operação do lugar. Tipos de Canais Próprio Direto Força de Vendas Vendas na Internet Indireto Lojas Próprias Parceiro Lojas de Parceiros Atacado Canais3
  23. 23. • Dar visibilidade aos produtos e serviços da empresa • Ajudar os clientes a analisar a proposta de valor da empresa • Permitir aos clientes comprar produtos e serviços específicos • Entregar a proposta de valor aos consumidores Esse bloco visa descrever como a empresa comunica e entrega a seus segmentos de clientes a proposta de valor. Funções dos Canais 3. Canais Os canais podem ser de comunicação, distribuição e venda. Eles são a interface com os clientes e possuem diversas funções e tipos. • Por quais canais seus segmentos de clientes querem ser atingidos? • Como são atingidos agora? • Como nossos canais se integram? • Quais possuem melhor relação custo-benefício? • Como são integrados a rotina do clientes? Perguntas Chaves: Resumo 3
  24. 24. Relacionamento com o Cliente 4
  25. 25. Relacionamento com Clientes 4 Esse bloco visa descrever o tipo de relacionamento que a empresa estabelece com cada segmento de clientes para entregar sua proposta de valor. Principais questões a serem ser respondidas • Qual tipo de relacionamento nosso cliente espera e deseja? • Quais tipos de relacionamento já foram estabelecidos? • Como eles estão integrados com o nosso modelo de negócios? • Quais os custos desses relacionamentos? 4
  26. 26. Categorias de Relacionamento | Assistência Pessoal | Assistência Pessoal Dedicada | Auto-Serviço | | Serviços Automatizados | Comunidades | Co-criação / Co-Participação | O relacionamento com o cliente é como a empresa interage com um segmento de cliente. Existem diversas categorias de relacionamento com o cliente, que vão desde o pessoal até o automatizado e podem coexistir na relação da empresa com seus segmentos de clientes. Relacionamento com Clientes 4
  27. 27. Motivações • Captura de clientes • Retenção de clientes • Incremento de vendas (UpSelling) • Fortalecimento da marca A empresa deve definir quais tipos de relacionamento ela deseja estabelecer com cada segmento de clientes. Os relacionamentos podem ser direcionados por várias motivações. Relacionamento com Clientes 4 Em um modelo de negócio, o relacionamento com o cliente afeta profundamente a sua “experiência” com o produto ou serviço.
  28. 28. Categorias de Relacionamento Esse bloco visa descrever o tipo de relacionamento que a empresa estabelece com cada segmento de clientes para entregar sua proposta de valor. • Captura e Retenção de clientes • Incremento de vendas • Fortalecimento da marca Motivações • Assistência pessoal / dedicada • Auto-serviço / Automatizado • Comunidades • Co-Criação / Co-Participação 4. Relacionamento com o Cliente O relacionamento com o cliente é como a empresa interage com um segmento de cliente. É preciso definir o tipo de relacionamento a ser estabelecido. • Que tipo de relacionamento cada segmento de clientes espera ser estabelecido e mantido com eles? • Quais tipos de relacionamento tem sido estabelecidos? • Quais os custos desses relacionamentos? • Como eles estão integrados com o modelo de negócios? Perguntas: Resumo 4
  29. 29. Fluxo de Receitas 5
  30. 30. Esse bloco visa representar as formas que a empresa gera receita e o dinheiro gerado por cada segmento de clientes, permitindo um bom entendimento de cada segmento de cliente e do valor que ele representa para a empresa. Principais questões a serem ser respondidas • Qual valor os clientes estão realmente dispostos a pagar? • Qual valor eles pagam atualmente ? • Como eles pagam atualmente? • Como eles preferem pagar? • Quanto cada fluxo de receitas contribui para a receita total? Fluxo de Receitas5 5
  31. 31. Tipos de Receitas Um modelo de negócios pode envolver dois tipos de fluxos da receitas: • Receita Única - Resultado de um pagamento único do cliente por um determinado produto ou serviço. • Receita Recorrente – Resultado de pagamentos contínuos ou suporte pós-vendas / manutenção. Fluxo de Receitas5 Depois de responder qual os valor que cada segmento de clientes está disposto a pagar, é possível prever a possibilidade de geração de receita de cada segmento de clientes.
  32. 32. Existem algumas formas típicas de receitas que uma empresa gera a partir de cada segmento de cliente. Se os clientes são o coração de um modelo de negócio, o fluxo de receitas são as artérias que o irrigam e o mantem funcionando. Para finalizar o modelo de negócios, os custos devem ser subtraídos das receitas para obtenção dos resultado (Lucros ou Perdas). Fluxo de Receitas5 Formas de Receitas: Venda de Ativos Taxa de Utilização Taxa de Assinatura Empréstimos/Juros Aluguel/Arrendamento Licenciamento Taxa de Corretagem Publicidade/Clicks
  33. 33. Fluxo de Receitas5 Cada fluxo de receitas pode ter diferentes mecanismos de preços. O tipo de mecanismos de preços escolhido pode fazer uma grande diferença em termos de receitas geradas. Existem dois principais tipos de mecanismos de preços: Preço Fixo e Preço Dinâmico. Preço Fixo • Lista de Preços • Depende de Característica do produto • Depende do Segmento de Clientes • Depende do Volume Preço Dinâmico • Negociação (Barganha) • Yeld Management • Mercado em Tempo Real • Leilões
  34. 34. Fluxo de Receitas5 Mecanismos de Preços Preços Fixos São preços pré-definidos baseados em variáveis estáticas Lista de Preços - Preço fixo para produtos individuais, serviços ou outras propostas da valor Características do Produto – O preço depende do número ou da qualidade das características do produto Segmento de Clientes – o preços depende do tipo e as características do segmento de clientes Volume – O preço depende em função da qualidade comprada
  35. 35. Fluxo de Receitas5 Mecanismos de Preços Preços Dinâmicos São preços que variam com base nas condições de mercado Negociação – O preço é negociado entre dois ou mais parceiros dependendo do poder de negociação e/ou suas habilidades. Yield Management – O preço depende da disponibilidade na hora da compra (usado na hotelaria e companhias aéreas). Mercado em Tempo Real – o preço é estabelecido dinamicamente com base na oferta e demanda. Leilões – O preço determinado pelo resultado de lances em um sistemas de leilão.
  36. 36. •Única / Recorrente Esse bloco mostra as formas que a empresa gera receita e o dinheiro gerado por cada segmento de clientes, permitindo entender melhor cada segmento de cliente e o valor que ele representa para a empresa. s 5. Fluxo de Receitas • Venda de Ativo • Taxa de Utilização • Taxa de Assinatura • Aluguel | Licença • Taxa de Corretagem • Publicidade O fluxo de receitas representa as formas pelas quais a empresa gera receita de cada segmento de clientes e seus valores. • Qual valor os clientes estão realmente dispostos a pagar? • Pelo que atualmente pagam? • Como eles estão pagando atualmente? • Quanto cada fluxo de receitas contribuem para a receita total? Perguntas Chaves: Resumo 5 Tipos de Receitas Formas de Receitas
  37. 37. Os Blocos da Estrutura do Canvas II Frederico Lobato Business Model Canvas
  38. 38. Os Blocos da Estrutura do Canvas II Programa 6. Recursos Chave 7. Atividades Chaves 8. Parcerias Chaves 9. Estrutura de Custos
  39. 39. Segmentos de Clientes 1 Proposta de Valor 2 Fluxo de Receitas 5 Relacionamento com o Cliente 4 Canais 3 Atividades Chave Estrutura de Custos Parcerias Chaves Recursos Chaves 7 6 8 9
  40. 40. Pensamento Analítico X Intuitivo LÓGICA EFICIÊNCIA Gestão EMOÇÃO VALOR ComunicaçãoTecnologia Marketing
  41. 41. LÓGICA EFICIÊNCIA Gestão Pensamento Analítico X Intuitivo Clientes | Valor | Canais Relacionamento | Receitas Recursos | Atividades Parcerias | Custos EMOÇÃO VALOR ComunicaçãoTecnologia Marketing
  42. 42. Parceiros Chaves Atividades Chaves Recursos Chaves Estrutura de Custos Fluxo de Receitas Proposta de Valor Relacionamen- to com Clientes Segmentos de Clientes Canais Business Model Canvas 1 2 4 3 7 6 8 9 5
  43. 43. Recursos Chaves 6
  44. 44. Esse bloco descreve os ativos mais importantes para fazer funcionar o modelo de negócios. Os recursos-chave podem ser próprios, arrendados pela empresa ou adquiridos de parceiros-chave. 6 Recursos Chaves 6 Principais questões a serem respondidas: • Quais recursos chave a proposta de valor precisa? • E para o canal de distribuição? • E para o relacionamento com o cliente? • E para o fluxo de receitas?
  45. 45. Os recursos-chave permitem que uma empresa crie e ofereça a proposta de valor que alcance mercados, mantenha relacionamento com segmentos de clientes e obtenha receita. É preciso definir também qual é a infra- estrutura física e virtual necessária para os produtos e serviços oferecidos através dos canais de distribuição e comunicação e quais os recursos humanos chaves (staff). 6 Recursos Chaves Tipos de Recursos: • Físicos • Humanos • Financeiros • Intelectuais* *Marcas, Patentes, Copyrights, Dados etc)
  46. 46. • Físicos • Humanos • Financeiros • Intelectuais s 6. Recursos Chave • Quais recursos chave a proposta de valor precisa? • E para o canal de distribuição? • E para o relacionamento com o cliente? • E para o fluxo de receitas? Perguntas Chaves:Tipos de Recursos: Resumo 6 Os recursos -chave permitem criar e oferecer a a proposta de valor, manter relacionamento com segmentos de clientes e obter receitas. São os recursos importantes para o funcionamento do modelo de negócios Esse bloco visa descrever os ativos mais importantes para fazer o modelo de negócios funcionar. Caso a empresa não tenha tais recursos, ela precisará de parceiros chave.
  47. 47. Atividades Chaves 7
  48. 48. Atividades Chaves 7 7 Aqui são descritas as atividades e processos mais importantes para fazer funcionar o modelo de negócio da empresa. As atividades-chave podem ser feitas interna- mente ou ser terceirizadas por parceiros. Principais questões a serem respondidas: • Quais as atividades chave exigidas pela nossa proposta de valor? • E pelos canais de distribuição? • E pelo relacionamento com o cliente? • E pelo fluxo de receitas?
  49. 49. Atividades Chaves 7 Cada modelo de negócio exige uma série de atividades-chave. Estas são as ações mais importantes que uma empresa deve tomar para uma empresa operar com sucesso Uma das principais atividades da Microsoft é o desenvolvimento de software. A Dell faz a gestão da cadeia de suprimentos. A atividade chave de uma empresa de consultoria é a solução de problemas dos seus clientes. Categorias de Atividades: • Produção • Solução de Problemas • Plataforma / Rede
  50. 50. Categorias Esse bloco visa descrever as atividades principais a serem feitas para que o modelo de negócio da empresa funcione. É importante que a empresa consiga fazer essas atividades internamente ou por parceiros, podendo terceirizar as demais s 7. Atividades Chave • Produção • Solução de Problemas • Plataforma / Rede As atividades chave são as atividades essenciais para o que o modelo de negócios da empresa funcione corretamente. • Quais as atividades chave que a proposta de valor precisa? • E os canais de distribuição? • E o relacionamento com o cliente? • E o fluxo de receitas? Perguntas: Resumo 7
  51. 51. Parceiros Chaves 8
  52. 52. Parceiros Chaves8 Principais questões a serem respondidas: • Quem são os parceiros chave? • Quem são nossos fornecedores chave? • Quais recursos chave são adquiridos dos parceiros? • Quais atividades chave os parceiros desenvolvem? Esse bloco descreve a rede de fornecedores e parceiros que fazem o modelo de negócios funcionar. Não é aconselhável deixar todos recursos e atividades chave com os parceiros para não criar dependência ou redundâncias. 8
  53. 53. Tipos de Parcerias • Alianças Estratégicas • Coopetição • Joint Venture • Comprador-Fornecedor Parceiros Chaves8 Motivações para Parcerias • Otimização e economia • Redução do risco e incerteza • Aquisição de recursos e atividades exclusivas As empresas fazem parcerias por muitas razões, e parceiros estão se tornando o vértice de muitos modelos de negócios. As empresas criam alianças para otimizar seus modelos de negócio, reduzir riscos ou para adquirir recursos.
  54. 54. Tipos de parcerias Esse bloco visa descrever a rede de fornecedores e parceiros que fazem o modelo de negócios funcionar. Não é aconselhável deixar todos recursos e atividades chave com os parceiros para não criar dependência ou redundâncias. 8. Parceiros Chave • Alianças Estratégicas • Coopetição • Joint Venture • Comprador-Fornecedor Os parceiros chave são extremamente importante para as empresas, pois podem otimizar o seu modelo de negócios, reduzir riscos ou adquirir recursos. Perguntas Chaves: • Quem são os parceiros chave? • Quem são nossos fornecedores chave? • Quais recursos chave são adquiridos dos parceiros? • Quais atividades chave os parceiros fazem? Resumo 8
  55. 55. Estrutura de Custos 9
  56. 56. Principais questões a serem respondidas: • Quais são os principais custos inerentes ao modelo de negócios? • Quais recursos chave de maios custo? • Quais atividades chave de maior custo? • Quais são os seus custos fixos e variáveis? • É possível diminuir os custos fazendo parcerias? Esse bloco visa descrever todos os custos envolvidos na operação do modelo de negócios. Use números para verificar se o seu modelo de negócios é viável ou pode melhorar. Estrutura de Custos9 9
  57. 57. A estrutura de custos envolve os principais custos decorrentes da operação do modelo de negócios. Criar e entregar valor, manter relacionamento com clientes, gerar receitas, tudo acarreta custos. Características • Custos fixos (salários, aluguéis, serviços básicos) • Custos variáveis • Economia de escala • Economia de escopo Estrutura de Custos9 Os custos podem ser calculados de forma relativamente fácil depois que forem definidos os recursos-chave, as atividades-chave e as parcerias importantes.
  58. 58. Estrutura de Custos9 Analise se o modelo de negócio é mais orientado a: • Custos (estrutura de custos enxuta, proposição de valor de baixo preço, máximo de automatização, extensiva terceirização) • Valor (focado na criação de valor, proposição de valor premium) Os custos devem ser reduzidos em todas as áreas de sua estrutura empresarial, porém o posicionamento base de muitos negócios pode se dividir entre dois extremos de orientação de seu modelo de negócios: Orientação a Custos e/ou Orientação a Valor.
  59. 59. • Custos fixos • Custos variáveis • Economia de escala • Economia de escopo Esse bloco visa descrever todos os custos envolvidos na operação do modelo de negócios. Se possível, colocar valores para verificar a viabilidade ou melhora do modelo de negócios. • Baseado em Custo • Baseado em Valor s 9. Estrutura de Custos A estrutura de custos envolve os principais custos operacionais do modelo de negócios. Criar e entregar valor, manter relacionamento com clientes e gerar receitas, acarreta custos. • Quais são os principais custos inerentes ao modelo de negócios? • Quais recursos chave são mais caros? • Quais atividades chave são mais caras? Perguntas Chaves: Resumo 9 Características: Modelos de Negócios:
  60. 60. fredlar@businessdesigner.com.br Para obter esse novo conteúdo, envie-nos um e-mail, informando seu nome, cidade, atividade e razão do seu interesse, para: Do Modelo ao Plano de Negócios em 8 Passos From Business Model to Business Plan in 8 steps Novo Slide Deck:
  61. 61. Frederico Lobato Especialista em Gestão Empresarial Gestor Comercial (Marketing e Vendas) Especialista em estratégias de negócios, planejamento e gestão comercial, vendas, marketing, projetos digitais, e-commerce e tecnologia da informação. MBAs em Gestão Empresarial e Engenharia Financeira. Pós graduações em Marketing Avançado e Análise e Projeto de Sistemas. Graduações em Marketing e em Gestão Comercial. Professor em cursos de graduação e pós. Mais de 20 anos de experiência em mais de uma centena de projetos em empresas de diversos portes e segmentos de mercado, executando serviços nas áreas de: planejamento estratégico, gestão empresarial, marketing, vendas e tecnologia aplicada. Perfil E-mail: fredlar@businessdesigner.com.br Tel:: (41) 9115-6545

×