Redes NGN - Next Generation Networks

2,920 views
2,762 views

Published on

Apresentação 2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação na UNINASSAU

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,920
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
123
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Redes NGN - Next Generation Networks

  1. 1. Redes NGN Next Generation Networks Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  2. 2. Definições“É uma rede de pacotes capaz de prover serviços de Telecomunicaçõese permite que sejam usadas diferentes tipos de banda larga etecnologias de transporte habilitadas a QOS. Os serviços oferecidos sãoindependente da tecnologia de transporte utilizada e sempre baseadosno protocolo IP.” Fonte: ITU-T “É um termo amplo para descrever algumas importantes evoluções arquiteturais em redes de telecomunicações. A ideia geral de NGN é que uma mesma rede transporte todas as informações e serviços (voz, dados e todos os tipos de mídias como o vídeo), encapsulando-os em pacotes tal como é feito o tráfego de dados na Internet. NGNs são geralmente construídas com base no protocolo IP. .” Fonte: Wikipedia2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  3. 3. Evolução das redes tradicionais2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  4. 4. Características➔Convergência de voz, dados e vídeo para a mesma infraestrutura derede➔Ambiente Aberto, multi-fornecedor, favorecendo a redução de custos ➔ Fim da arquitetura proprietária ➔ Separação de SW e HW ➔ Fim da arquitetura monolítica ➔ Interfaces Abertas ➔ Ex: Evolução dos Computadores pessoaisAmpliação dos serviços ofertados➔Redução dos custos dos serviços ofertados➔2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  5. 5. Características➔ Protocolo chave: IP➔ Utilização de meio de TX de alta largura de banda ➔ Fibras óticas ➔ WDM (Wavelengh Division Multiplexing)➔ Criação de rede multi serviço (rede única)➔ QoS➔ Arquitetura baseada em camadas funcionais ➔ Camada de Acesso (Edge Layer) ➔ Camada de Núcle (Core Layer) ➔ Camada de Controle (Network Control Layer) ➔ Camada de Serviços e Aplicações2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  6. 6. Arquitetura em Camadas2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  7. 7. Camadas➔ Arquitetura baseada em camadas funcionais➔➔ Camada de Acesso (Edge Layer) ➔ Interface para disponitivos instalados nos assinantes➔ Camada de Núcleo (Core Layer) ➔ Transporte da informação do usuário até o destino➔ Camada de Controle (Network Control Layer) ➔ Estabelecimento das rotas nos equipamentos de acesso e de núcleo para encaminhamento do tráfego➔ Camada de Serviços e Aplicações ➔ Aplicações dos usuários (autenticação/autorização/tarifação/gerenciamento)➔2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  8. 8. Padronização➔ Necessária para criação de um ambiente multi fornecedores➔ Separação das camadas através de interfaces de programação de interfaces (API) abertas➔ Desenvolvimento e promoção de implementações de acordos sobre protocolos e interfaces que viabilizam a separação dos planos de controle e comutação➔ Decomposição das funções dos elementos de rede em componentes com interfaces bem definidas➔ Interoperabilidade2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  9. 9. Padronização - Organizações➔ MSF (Multiservice Switching Forum)➔ IMS (IP Multimedia Subsystem)➔ IEEE 1520➔ ISC (International Softswitch Consortium)➔ Parlay➔ JAIN (Java Advanced Intelligent Network)➔ ETSI (European Telecommunications Standards Institute)➔ IETF (Internet Engineering Task Force)2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  10. 10. Exemplos de Interoperabilidade multivendor Nortel Huawei Nokia Nokia Nokia Ericsson2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  11. 11. Exemplos de Interoperabilidade multivendor2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  12. 12. Tecnologias Mais Inovadoras2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  13. 13. Tecnologias Mais Inovadoras➔ Camada de Core ➔ MPLS (Multiprotocol Label Switching) ➔ É a tecnologia mais avançada ➔ IP é transportado sobre MPLS/Ethernet➔➔ Rede de Transporte ➔ DWDM➔ Rede de Acesso ➔ xDSL ➔ FTTX➔2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  14. 14. MPLS - Características➔ Rede única para comutação de todos os tipos de serviços: Voz, dados e vídeo➔ Tecnologia de pacotes, as informações são encaminhadas em blocos chamados pacotes (ao invés de circuitos)➔ Flexibilidade para facilitar ampliação devido ao crescimento do tráfego➔ Qualidade de serviço (QoS) – equivalente a PSTN➔ Baixo custo operacional➔ Multi-protocolo➔ Introduz em uma infra-estrutura de comunicação características de redes sem conexão e de redes orientadas a circuito (Baseado em circuito virtual)2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  15. 15. MPLS - Características➔ Criado para atender aos requisitos de aplicações multimídia: ➔ QoS ➔ Confiabilidade ➔ Segurança➔ Multiplexação Estatística: Quando a banda não for utilizada, pode ser preenchida por outros fluxos de dados, ao contrário da multiplexação TDM onde são alocados circuitos dedicados para a transmissão dos fluxos de dados.➔ Encaminhamento baseado em rótulos ➔ Menor processamento ➔ Consequentemente mais rápido➔ Não nem de camada 2 e nem de camada 3➔ É considerado da camada 2,52ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  16. 16. O rótulo MPLS2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  17. 17. Rede de Transporte● Rede de transporte são compostas de sistemas de transmissão (TX) que interconectam equipamentos de comutação ou de rede de pacotes● Sistemas de TX utilizam: ● Meios físicos (wired) como por exemplo cabo coaxial / Fibras ● Meios sem fio (wireless) como por exemplo sistemas de rádio● Multiplexação = Agregar vários canais de voz no mesmo meio de TX2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  18. 18. Rede de Transporte - Evolução Fonte: http://www.slideshare.net/Sarah17/ipoptical-core-networking-optimizing-the-ngn-core-with-tseries2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  19. 19. Rede de Transporte - Evolução Fonte: http://www.slideshare.net/Sarah17/ipoptical-core-networking-optimizing-the-ngn-core-with-tseries2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  20. 20. Rede de Transporte - Evolução Fonte: http://www.slideshare.net/Sarah17/ipoptical-core-networking-optimizing-the-ngn-core-with-tseries2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  21. 21. DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing)➔ Motivado pela crescente demanda de dados➔ Trouxe um aumento considerável da banda dos sinais passantes na fibra ótica➔ Transmite sinais múltiplos de dados usando diferentes comprimentos de onda da luz através de uma única fibra ótica➔ DWDM alcança capacidades que são quatro ou oito vezes os tradicionais sistemas TDM➔ Sistema econômico para aumento da capacidade de banda sem a necessidade de troca da fibra2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  22. 22. DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing) Fonte: http://www.cisco.com/univercd/cc/td/doc/product/mels/dwdm/dwdm_fns.htm2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  23. 23. DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing)● WDM – Até 4 sinais de comprimento de onda diferentes● DWDM - 8, 16, 32 e 64 sinais de comprimento de onda diferentes2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  24. 24. DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing)● Evolução ● Uma única fibra pode carregar 160 comprimentos de onda. ● Se cada um for de 10Gbps ● A capacidade final será de 1.6Tbps2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  25. 25. DWDM (Dense Wavelenght Division Multiplexing) Exemplo: Rede da Global Crossing Fonte: http://www.slideshare.net/Sarah17/global-network-infrastructure2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  26. 26. Rede de Acesso● Conjunto de tecnologias para levar conectividade e serviços aos assinantes● Oferta de serviços triple-play (dados, voz e vídeo)● Alta demanda de conteúdo multimídia● Na tecnologia atual, quanto mais distante da central, pior a largura de banda● Tecnologias emergentes: FDDX ● FTTC – Fiber to the cabinet, onde a fibra vai até um armário na rua e a distribuição para os assinantes na quela vizinhança é através de xDSL ou Ethernet tendo como meio o cabo coaxial ou o par de cobre. ● FTTB – Fiber to the building, onde a fibra vai até o prédio e a distribuição para os assinantes são feitas através de uma rede Ethernet tendo como meio o cabo coaxial ou o par de cobre. ● FTTH – Fiber to the home, onde a fibra vai até dentro da casa do assinante2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  27. 27. FTTX Fonte:http://www.teleco.com.br/ftth.asp2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  28. 28. GVT na era da NGN Fonte: https://www.gvt.com.br/portal/institucional/tecnologia.html2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  29. 29. Dúvidas2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012
  30. 30. Referências● TRONCO, Tania. Redes de Nova Geração. Editora Erica, 1a Edição. 2006● FERNANDES, Luiz. Tutoriais Redes Opticas, DWDM, disponível em http://www.teleco.com.br/tutoriais/tutorialdwdm/default.asp● FTTX (Fibra), o que é ? http://www.teleco.com.br/ftth.asp● Verbete wikipedia, Wavelength-division multiplexing, disponível em: http://en.wikipedia.org/wiki/Wavelength-division_multiplexing 2ª SETIC - Semana de Tecnologia da Informação e Comunicação, 2012

×