A docência online

1,614 views
1,470 views

Published on

A docência online: A pesquisa e a cibercultura como fundamentos para a docência online.

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,614
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
28
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A docência online

  1. 1. <ul><li>FACULDADE DE EDUCAÇÃO </li></ul><ul><li>CURSO PEDAGOGIA </li></ul><ul><li>POLO NOVA FRIBURGO </li></ul><ul><li>Alunas: Adriana Viana – 20081208676 </li></ul><ul><li>Franciane Stutz – 20081208475 </li></ul><ul><li>Terezinha Vogas - 20081208290 </li></ul>UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES
  2. 2. A docência online: A pesquisa e a cibercultura como fundamentos para a docência online Marco Silva
  3. 3. Situação da EAD no Brasil <ul><li>Atualmente, mais de 50% dos professores são formados “a distância”. </li></ul><ul><li>Essa formação geralmente é feita sem mediação, baseada no autoestudo. Os ditos “tutores” não têm formação específica e atuam apenas como suporte para tirar dúvidas dos aprendizes. </li></ul><ul><li>O ensino na modalidade à distância está em constante crescimento, mas tem sido oferecido visando o lucro. </li></ul><ul><li>Baseia-se em uma pedagogia tradicional e subutiliza as tecnologias disponíveis. </li></ul>
  4. 4. Desafio comunicacional que a cibercultura impõe aos novos padrões de ensino <ul><li>Sujeitos da comunicação que partam da interatividade e não mais da fragmentação entre emissão e recepção de informações – característica típica da mídia de massa (unidirecional). </li></ul><ul><li>Professores que trabalhem com o hipertexto, com a participação colaborativa, o diálogo, a conectividade e que deixem de ser transmissores de conhecimento para serem mediadores, formuladores de questões e sistematizadores de experiências por meio das interfaces online. </li></ul>
  5. 5. Cenário sociotécnico da cibercultura <ul><li>SOCIAL </li></ul><ul><li>O indivíduo deixa de ser mero espectador para se tornar um interventor ativo, ou seja, abandona a tela da TV, unidirecional e passa para a tela do computador conectado à internet; </li></ul><ul><li>A cibercultura evita argumentos lineares e permite a fácil interação e a interferência em ambientes midiáticos. </li></ul><ul><li>TECNOLÓGICO </li></ul><ul><li>O computador é conectado à internet e permite ao indivíduo autoria e controle dos processos de informação e comunicação; </li></ul><ul><li>Diferente da TV, baseada na transmissão de informações por uma central, o computador online é aberto à colaboração dos usuários e configura um ambiente de troca, compartilhamento e autoria, possibilitando a construção do conhecimento. </li></ul>
  6. 6. O professor e a docência online <ul><li>Precisa compreender esse contexto, refletir sobre sua práxis e reestruturar seu trabalho, fundamentando-o na mediação da aprendizagem. </li></ul><ul><li>Precisa dominar as ferramentas disponíveis, saber como usá-las e ressignificá-las, promover com elas relações dialógicas e de construção, de forma a não subutilizá-las. </li></ul><ul><li>Deve ter clara a diferença entre EAD (educação à distância) e EOL (educação online), favorecer a inter-relação entre elas e articulá-las com a modalidade presencial de ensino. </li></ul>
  7. 7. EAD (educação à distância) <ul><li>TIPO DE DOCÊNCIA </li></ul><ul><li>- unidirecional, com mediação um-todos; </li></ul><ul><li>CONTEÚDOS E ATIVIDADES </li></ul><ul><li>- predefinido, fechado, linear; controlado por uma fonte emissora; </li></ul><ul><li>TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) </li></ul><ul><li>- unidirecionais e reativas (TV, DVD, rádio, impressos e mesmo o computador, se subutilizado) – modelo um-todos; </li></ul><ul><li>PEDAGOGIA </li></ul><ul><li>- instrucionista, transmissiva, com base na autoinstrução; </li></ul><ul><li>MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- relações assimétricas, verticais, fragmentadas em emissor e receptor do conhecimento; </li></ul><ul><li>AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- unidirecional, pontual e somativa; o professor avalia os alunos; trabalhos e testes individuais; </li></ul>
  8. 8. EOL (educação online) <ul><li>TIPO DE DOCÊNCIA </li></ul><ul><li>- interativa, com mediação todos-todos; </li></ul><ul><li>CONTEÚDOS E ATIVIDADES </li></ul><ul><li>- definido e redefinido de forma coletiva e interativa; hipermídia interativa; </li></ul><ul><li>TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (TIC) </li></ul><ul><li>- interativas online (computador, celular, internet) para expressão uni, bi e multidirecional em rede - modelo todos-todos; </li></ul><ul><li>PEDAGOGIA </li></ul><ul><li>- construcionista, dialógica, com base na colaboração; </li></ul><ul><li>MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- relações horizontais, o encontro entre docentes e cursistas promove a construção do conhecimento em parceria; </li></ul><ul><li>AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- autoavaliação, coavaliação e heteroavaliação; somativa e formativa; definição coletiva de critérios; múltiplas interfaces para avaliação da participação. </li></ul>
  9. 9. MEDIAÇÃO DOCENTE INTERATIVA <ul><li>Propicia oportunidades de múltiplas experimentações e expressões; </li></ul><ul><li>Disponibiliza uma montagem de conexões em rede que permitem múltiplas ocorrências; </li></ul><ul><li>Provoca situações de inquietação criadora; </li></ul><ul><li>Arquiteta colaborativamente percursos hipertextuais; </li></ul><ul><li>Mobiliza a experiência do conhecimento. </li></ul>
  10. 10. DOCÊNCIA INTERATIVA: ATITUDES COMUNICACIONAIS NECESSÁRIAS AO PROFESSOR <ul><li>Motivar a participação e a intervenção do aluno; </li></ul><ul><li>Garantir o diálogo entre docente e alunos para que se concretize a comunicação; </li></ul><ul><li>Oferecer múltiplas redes de conexões para a interação e liberdade para atribuição de sentidos; </li></ul><ul><li>Mediar à cooperação para que possa haver a cocriação; </li></ul><ul><li>Estimular a expressão e o confronto de ideias a fim de provocar o surgimento da pluralidade de pensamentos e opiniões, garantindo o necessário respeito a essa diversidade; </li></ul><ul><li>Garantir, no ambiente online, a presença de funcionalidades a ele específicas, como intertextualidade, intratextualidade, multivocalidade, usabilidade, integração de várias linguagens e hipermídia; </li></ul><ul><li>Estimular a autoria cooperativa da avaliação, exercendo-a de maneira formativa e contínua; </li></ul>
  11. 11. A pesquisa na formação do docente para atuação online <ul><li>A formação docente será enriquecida se a formação em ação for favorecida. </li></ul><ul><li>Pesquisa e formação deverão andar juntas (pesquisa-formação). </li></ul><ul><li>Permite a transformação das práticas e dos sujeitos em ação. </li></ul><ul><li>Conteúdos e estratégias da e na ação docente devem surgir das necessidades coletivas, dos problemas enfrentados pelo grupo de professores-pesquisadores. Os saberes emergem dessa troca. </li></ul><ul><li>Registros (diário de bordo ou itinerância, memoriais de pesquisa, entrevistas abertas etc.) devem ocorrer de forma rigorosa e metódica, cotidianamente. </li></ul><ul><li>Professores preparados para lidar com as tecnologias da informação e da comunicação garantindo a flexibilidade e a interação nos conteúdos de ensino em qualquer tempo, síncrono ou assíncrono. </li></ul><ul><li>O digital será o potencializador da construção da comunicação e do conhecimento. </li></ul>
  12. 12. Referências Bibliográficas: <ul><li>SILVA, Marco. A docência online – A pesquisa e a cibercultura como fundamentos para a docência online. Salto para o futuro. TV Escola, Ano XXi, Boletim 03, Abril 2011. </li></ul>

×