• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Maria dalce 15 00
 

Maria dalce 15 00

on

  • 306 views

 

Statistics

Views

Total Views
306
Views on SlideShare
306
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Maria dalce 15 00 Maria dalce 15 00 Presentation Transcript

    • CÓDIGO FLORESTAL E ACAMPANHA “VETA DILMA”
    • • A Amda é entidade civil, sem fins lucrativos, fundada em 1978, apartidária e tem como objetivo lutar pela proteção do meio ambiente natural, através da conciliação entre atividades econômicas necessárias ao bem estar humano e exploração dos recursos naturais.
    • • A mensagem diz “Licença, dona Dirma! A gente num intendi muito das coisas da lei mais intendi das nossa necessidade! I nóis percisa das mata, dos rio, dos peixe... I tá todo mundo achando qui isso vai sê mexido pra pior! A sinhora podi ajudá pra isso num acontecê? Nossa gente vai agardecê por toda vida! Eu juro!”.
    • • ALGUMAS MENTIRAS QUE ALGUNS RURALISTAS QUEREM QUE SE TORNEM VERDADES”:• 1. O PROJETO FOI AMPLAMENTE DISCUTIDO COM A SOCIEDADE E DE FORMA DEMOCRÁTICA.
    • • EM MINAS GERAIS POR EXEMPLO, HOUVE DUAS PSEUDO AUDIÊNCIAS PÚBLICAS: UMA EM UBERABA “PÁTRIA RURALISTA” E OUTRA EM BH.• MAS NÃO PARA OUVIR A SOCIEDADE. FORAM “EVENTOS” POLÍTICOS/RURALISTAS, COM ÔLHOS NAS ELEIÇÕES.
    • • 2. A MUDANÇA DO CÓDIGO É “QUEDA DE BRAÇO” ENTRE AMBIENTALISTAS E RURALISTAS.• SOCIEDADE BRASILEIRA PARA O PROGRESSO DA CIÊNCIA (SBPC), OAB, CNBB, INPA, FORAM ALUMGAS DAS INSTITUIÇÕES MAIS CONHECIDAS DO PAÍS QUE SE MANIFESTARAM CONTRÁRIA ÀS PROPOSTAS DE MUDANÇA.
    • • 3. TODO ESSE MOVIMENTO CONTRA AS MUDANÇAS DO CÓDIGO É CHEFIADO POR ONGS INTERNACIONAIS QUE NÃO QUEREM O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL E IMISCUEM-SE EM ASSUNTOS QUE NÃO LHE DIZEM RESPEITO.• NÃO SÃO SOMENTE ELAS QUE SE OPÕEM. AS NACIONAIS TAMBÉM E DEZENAS DE OUTRAS INSTITUIÇÕES.• POR “COINCIDÊNCIA”, VIVEMOS TODOS NO MESMO PLANETA E MEIO AMBIENTE NÃO TEM FRONTEIRAS.
    • • E ALÉM DISTO, ASSIM COMO TEMOS DIREITO E DEVER DE NOS PREOCUPARMOS COM O DESMATAMENTO EM OUTROS PAÍSES QUE ESTÁ DIZIMANDO ESPÉCIES ANIMAIS COMO TIGRES, ELEFANTES, ORANGOTONGOS, RINOCERONTES, ETC., ELAS TAMBÉM TÊM DE ATUAR NO BRASIL.
    • • 4. O MEIO AMBIENTE ATRAPALHA O CRESCIMENTO DO PAÍS.• A ATIVIDADE ECONÔMICA QUE MAIS PRECISA DE ÁGUA POR EXEMPLO (E É A QUE MAIS CONSOME) É A AGROPECUÁRIA. E NÃO EXISTE ÁGUA SEM FLORESTAS.• ALÉM DISTO, O DESCUMPRIMENTO DO CÓDIGO ATUAL MOSTRA QUE ELE NÃO FOI OBSTÁCULO Á EXPANSÃO DAS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS.
    • • 5. OS PEQUENOS PROPRIETÁRIOS SERÃO TRANSFORMADOS EM CRIMINOSOS, PERDERÃO SUAS TERRAS PORQUE NÃO MAIS PODERÃO PRODUZIR E ENGROSSARÃO AS PERIFERIAS URBANAS.
    • • A MIGRAÇÃO DO CAMPO PARA ÁREAS URBANAS ESTÁ DIRETAMENTE LIGADA À EXAUSTÃO DOS RECURSOS NATURAIS SUPER EXPLORADOS, ATRAÇÃO PELO “URBANO” E POR ATIVIDADES MENOS PESADAS E MELHORES REMUNERADAS POR PARTE DOS JOVENS.• A LEI ATUAL JÁ CONTEMPLAVA E AS INSTITUIÇÕES QUE SE MOBILIZARAM CONTRA AS PROPOSTAS RURALISTAS NUNCA QUESTIONARAM A NECESSIDADE DE TRATAMENTO DIFERENCIADO PARA ELES.
    • • 5. OS AMBIENTALISTAS QUEREM ACABAR COM AS CULTURAS PLANTADAS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (CAFÉ E EUCALIPTO EM MINAS, VINHEDOS NO RS, MACIEIRAS EM SC).
    • • A MAIOR PREOCUPAÇÃO COM ESSAS CULTURAS É O BOM USO DO SOLO E OS DANOS QUE A EROSÃO CAUSA AOS CURSOS D´ÁGUA.• O PERCENTUAL DE ÁREAS QUE TERIA DE SER “DESOCUPADO” É MUITO PEQUENO, DIANTE DE SUA IMPORTÂNCIA PARA PROTEÇÃO DO MEIO AMBIENTE, COMO É O CASO DE MARGENS DE CURSOS D´ÁGUA E NASCENTES.
    • • NATURALMENTE ISTO NÃO PODE SER FEITO SEM COMPENSAÇÕES AOS PROPRIETÁRIOS RURAIS QUE REALMENTE NECESSITEM DISTO.• AS INSTITUIÇÕES QUE LUTAM EM DEFESA DE UM CÓDIGO TAMBÉM AMBIENTAL E NÃO SOMENTE ECONÔMICO, NÃO DESCONHECEM (PORQUE NÃO HÁ COMO FAZER ISTO INCLUSIVE) AS REALIDADES SOCIAIS/ECONÔMICAS.
    • • 7. O PL APROVADO NÃO INCENTIVA NOVOS DESMATAMENTOS• POUSIO – O PROJETO APROVADO PELO SENADO (QUE É “MENOR PIOR”) FIXOU PRAZO DE CINCO ANOS. A PRIMEIRA PROPOSTA DA CÂMARA FIXAVA EM 10. A APROVADA RETIROU PRAZO.• VEREDAS – RETIRA DA CATEGORIA DE APP, A FAIXA DE PROTEÇÃO DAS VEREDAS.
    • • Com a mudança na forma de cálculo das áreas de preservação ao longo dos rios (art.4o), o projeto deixa desprotegidos, segundo cálculos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), 400 mil km2 de várzeas e igapós. Isso permitirá que esses ecossistemas riquíssimos possam ser ocupados por atividades agropecuárias intensivas, afetando não só a biodiversidade como a sobrevivência de centenas de milhares de famílias que delas fazem uso sustentável.
    • • 8. NÓS, RURALISTAS, SOMOS TAMBÉM DEFENSORES DO MEIO AMBIENTE.• SEGUNDO O IBAMA, 85% DAS MULTAS APLICADAS POR INFRAÇÕES AO CÓDIGO OCORRERAM NO MS, PARÁ E RONDÔNIA – AGRONEGÓCIO E DESMATAMENTO.
    • • “E é importante entender que, se para todos a questão ambiental é fundamental, para os produtores rurais do Brasil e de todo o planeta há um componente a mais: os produtores não conseguem produzir satisfatoriamente sem água, os produtores não conseguem produzir satisfatoriamente sem o equilíbrio da biodiversidade, porque, senão, as pragas e as doenças tomarão conta da nossa produção. Nós não podemos produzir em áreas degradadas, porque isso diminui a nossa produtividade e dá prejuízo ao nosso bolso’• Trecho discurso Senador Kátia Abreu/CNA.
    • • A MONOCULTURA INENSIVA DESTRÓI TODA A BIODIVERSIDADE. OS PLANTIOS DE SOJA OCUPAM MILHARES DE HECTARES SEM QUE SE VEJA UMA ÁRVORE OU PÁSSARO.
    • • “A definição da data de 22 de julho de 2008 como marco zero para consolidação e anistia de todas irregularidades cometidas contra o código florestal em vigor desde 1965 é injustificável. Mesmo que fosse levada em conta a última alteração em regras de proteção do código florestal esta data não poderia ser posterior a 2001, isso sendo muito generoso, pois a última alteração em regras de APP foi realizada em 1989” – trecho documento elaborado por André Lima e Raul Vale e Tasso Azevedo.
    • • OS RURALISTAS PARECEM TER ESQUECIDO DO PRINCÍPIO DE QUE EM CONFLITOS, RARAMENTE OU NUNCA, UMA PARTE TEM INTEIRA RAZÃO, COMO QUEREM TER.• NÃO É POSSÍVEL IGNORAR QUE A CAMPANHA “VETA DILMA” TOMOU CONTA DO PAÍS E JÁ É CONSIDERADA UMA DAS MAIORES MOBILIZAÇÕES POPULARES DE NOSSA HISTÓRIA.
    • • A mensagem diz “Licença, dona Dirma! A gente num intendi muito das coisas da lei mais intendi das nossa necessidade! I nóis percisa das mata, dos rio, dos peixe... I tá todo mundo achando qui isso vai sê mexido pra pior! A sinhora podi ajudá pra isso num acontecê? Nossa gente vai agardecê por toda vida! Eu juro!”.