• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Alexandre 14 30
 

Alexandre 14 30

on

  • 333 views

 

Statistics

Views

Total Views
333
Views on SlideShare
333
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Alexandre 14 30 Alexandre 14 30 Presentation Transcript

    • Nova Agenda da Indústria: Os benefícios da transição para uma Economia Verde Sustentar 2011 Alexandre Comin Diretor do Decoi/SDP/MDIC
    • Principais desafios ao desenvolvimento sustentável
        • Escassez de recursos naturais (terras,minérios, água, etc.)
        • Impactos ambientais dos produtos e processos (poluição e resíduos)
        • Mudanças climáticas
    • Oportunidades da economia verde para o Brasil
        • Redução dos impactos ambientais
        • Aumento da competitividade pela racionalização do uso dos recursos naturais não renováveis
        • Atração de investimentos e criação de novas indústrias e empregos verdes
        • Potencial de liderança brasileira
    • Principais temas
      • Energia
        • Fontes renováveis
        • Eficiência energética
      • Indústria verde
        • Simbiose industrial
      • Resíduos
    • Energias Renováveis
      • Crescentes oportunidades econômicas para os países em desenvolvimento
        • Em 2010, os investimentos em energias renováveis atingiram recorde de US$ 211 bilhões
        • Há 3 anos eles são maiores do que os investimentos em fontes fósseis
        • Em 2010 os investimentos em energias renováveis foram maiores nos países em desenvolvimento (OCDE  Ásia)
    • Fontes renováveis na matriz energética global Fonte: REN21, 2011
    • Tendências globais em energias renováveis Fonte: REN21, 2011 Indicadores selecionados Unidades 2008 2009 2010 Investimentos globais em energias renováveis US$ bilhões 130 160 211 Capacidade instalada de renováveis (ex. Hidro) GW 200 250 312 Capacidade instalada de renováveis (com Hidro) GW 1.150 1.230 1.320 Geração Hidrelétrica GW 950 980 1.010 Geração Eólica GW 121 159 198 Capacidade instalada de Solar Fotovoltáica GW 16 23 40 Produção anual de células fotovoltáicas GW 6,9 11 24 Capacidade instalada de aquecimento solar GW 130 160 185 Produção anual de etanol GW 67 76 86 Produção anual de biodisel GW 12 17 19 Países com políticas de metas nº 79 89 96 Estados/províncias/países com políticas de tarifas "feed-in" nº 71 82 87 Estados/províncias/países com políticas de cotas de renováveis nº 60 61 63 Estados/ províncias/países com obrigações de biocombustíveis nº 55 57 60
    • Investimentos globais
    • Crescimento das fontes renováveis Fonte: REN21, 2011
    •  
    • Distribuição geográfica das fontes renováveis Fonte: REN21, 2011
    • Estimativas de emprego Fonte: REN21, 2011 Setor Empregos estimados no mundo > estimativa nacional Brasil Biocombustíveis > 1.500.000 Brasil 730.000 (etanol) Energia Eólica ~ 630.000 China 150.000 14.000 (est.) Aquecimento solar ~ 300.000 China 250.000 - Solar Fotovoltáica ~ 350.000 China 120.000 - Biomassa - Alemanha 120.000 - Hidroelétrica - Europa 20.000 - Geotérmica - Alemanha 13.000 - Biogás - Alemanha 20.000 - Solar Térmica ~ 15.000 Espanha 1.000 - Total estimado > 3.500.000
    • Ranking dos 5 maiores produtores de energias renováveis Fonte: REN21, 2011 Renováveis (ex. hidro) Renováveis (incl. Hidro) Energia eólica Biomassa Geotérmica Solar fotovoltaica Aquecimento solar Estados Unidos China China Estados Unidos Estados Unidos Alemanha China China Estados Unidos Estados Unidos Brasil Filipinas Espanha Turquia Alemanha Canadá Alemanha Alemanha Indonésia Japão Alemanha Espanha Brasil Espanha China México Itália Japão Índia Alemanha / Índia índia Suécia Itália Estados Unidos Grécia
    • Impactos da indústria
      • A indústria manufatureira tem grande impacto no meio ambiente:
        • 35% do consumo global de eletricidade
        • 20% das emissões de CO 2
        • 25% da extração de recursos primários
      • O crescimento verde demanda novas abordagens:
        • Abordagem do ciclo de vida
        • Melhoria da produtividade e da eficiência no uso de recursos naturais
    • Indústria verde
      • Modelos de investimento verde na indústria (IEA) sugerem que é considerável o potencial para eficiência energética
      • O fomento a economia verde demanda inovação tecnológica associada a políticas regulatórias e uso de instrumentos econômicos
    • Contribuição das principais medidas de redução de emissões de CO 2 da indústria Fonte: IEA
    • Resíduos
      • O crescimento do mercado de resíduos, a escassez de materiais e novas tecnologias induzem ao reaproveitamento.
        • O mercado global de resíduos é estimado em US$ 480 bilhões por ano
      • Reciclagem cria mais empregos do que substitui
        • 12 milhões de empregos no Brasil, China e EUA
      • Análise de ciclo de vida, ecodesign e simbiose industrial são estratégias para aumentar a eficiência no uso de recursos
    • Simbiose industrial
      • Exemplo da indústria siderúrgica:
        • Cada ton. de aço resulta em 600 kg de coprodutos (60% escória de alto-forno e de aciaria)
        • A escória de alto-forno é empregada desde 1991 na substituição do clínquer na indústria de cimento
        • A escória de aciaria é usada na pavimentação de vias, na construção civil e na agricultura (correção de solos)
    • Fomento à Economia Verde no Brasil
      • Os principais instrumentos do Governo Federal para o fomento da Economia Verde na indústria brasileira são o Plano Brasil Maior e as novas políticas ambientais
      • O MDIC desempenha papel importante na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos ( PNRS ) e Política Nacional de Mudança do Clima ( PNMC )
    • Plano Brasil Maior
      • Criação do Conselho de Competitividade para setores de energias renováveis
      • Renovação da frota de caminhões pesados
      • Promoção da eficiência do uso de energia e materiais
      • Implantação de medidas de simbiose industrial
    • PNRS
      • META
        • 100% dos resíduos industriais com destinação ambientalmente adequada, obedecida à hierarquia prevista no Art. 9º da PNRS
          • não geração
          • redução
          • reutilização
          • reciclagem
          • tratamento
    • Plano Setorial de Redução de Emissões da Indústria
    • Emissões de CO 2 de processos industriais, em Gg e %, 2005 % %acumulada Produção de ferro-gusa e aço 38.283 58,5 58,5 Produção de cimento 14.349 21,9 80,4 Produção de cal 5.356 8,2 88,6 Produção de alumínio 2.472 3,8 92,3 Produção de amônia 1.922 2,9 95,3 Outras indústrias 3.093 4,7 100,0 Total 65.474 100,0 Fonte: II Comunicação Nacional
    • Emissões de CO 2 de combustíveis fósseis na indústria, em Gg e %, 2005 Gg % % acumulada Química 15.446 20,4 20,4 Ferro-gusa e aço 15.322 20,3 40,7 Cimento 8.641 11,4 52,1 Não ferrosos 8.224 10,9 74,0 Mineração e pelotização 7.255 9,6 83,6 Total 75.620 100,0 Fonte: II Comunicação Nacional
    • Emissões de veículos automotores
      • Segundo o 1º Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas de Veículos Automotores Rodoviários (INEAVAR):
        • Perspectiva de aumento em 60% das emissões de CO2 do setor de transporte rodoviário até 2020, alcançando cerca de 270 milhões de toneladas
        • Os caminhões, que compõem 3% da frota, respondem por cerca de 35% das emissões
    • Fonte: INEAVAR Emissões de veículos automotores, em milhões de toneladas e %, 1980/2020
    • Estratégias de ação
      • Processos industriais
        • Desenvolvimento e adoção de tecnologias de redução de GEE na produção
        • Filtros e demais mecanismos de “captura” de GEE
      • Consumo de combustíveis fósseis na produção
        • Eficiência energética em fontes térmicas
        • Cogeração
        • Troca de combustível fóssil por gás natural, carvão vegetal plantado etc.
    • Estratégias de ação
      • Consumo de energia elétrica
        • Eficiência energética
        • Política industrial para fontes renováveis alternativas
      • Uso de bens de consumo durável
        • Redução de emissões de veículos automotores
        • Biocombustíveis
        • Ampliação dos selos de eficiência energética em aparelhos eletroeletrônicos
        • Ecodesign
      • Obrigado!
      • [email_address]
      • [email_address]
      Fontes: Renewables global status report http://www.ren21.net/Portals/97/documents/GSR/REN21_GSR2011.pdf International Energy Agency http://www.iea.org 1º Inventário Nacional de Emissões Atmosféricas de Veículos Automotores Rodoviários http://www.cntdespoluir.org.br/Downloads/Inventario_22_03.pdf