Your SlideShare is downloading. ×
0
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Marketing Digital
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Marketing Digital

574

Published on

Trabalho da disciplina de Mercadologia ministrada pelo Profª. Nara Guimarães.

Trabalho da disciplina de Mercadologia ministrada pelo Profª. Nara Guimarães.

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
574
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Publicidade e Propaganda / 5º Período 2009 Prof.ª: Nara Guimarães Marketing DigitalAlunos:  Bruno Loyola Pádua Silva  Mateus Francisco Rodrigues  Flávio Joele FACOMP – Faculdade de Comunicação de Passos FESP – Fundação de Ensino Superior de Passos 1
  • 2. O conceito Antes de falarmos sobre qualquer coisa gostaríamos de lembrar o conceitosucinto dado pelo mago do Marketing, Kotler acerca do que é Marketing: Marketing ésatisfazer a necessidade de clientes. Como não é tão simples assim, Kotler deu asentença e o resumo definitivo dos 4 P`s em uma única frase. Diz ele: “Se umprofissional de marketing fizer um bom trabalho de identificação destas necessidades,desenvolver produtos de valor superior, definir bem seus preços, fizer uma boadistribuição e promoção, esses produtos serão vendidos com muita facilidade". Isso éfazer marketing! Portanto, o Marketing Digital nada mais é do que um braço que complementatudo que foi dito logo acima ao se conceituar o Marketing, é uma nova forma de secomunicar com o consumidor, porém utilizando as mídias eletrônicas, digitais, omundo tecnológico, buscando alcançar sempre maiores resultados com as campanhase ações desenvolvidas para determinado cliente. Uma ação potencializa a outra. É verdade que o Marketing Digital tomou proporções gigantescas e com cifrasbilionárias, criando assim dentro das próprias agências um “desmembramento”, ondeestas criaram seus núcleos para mídia digital (web) ou mesmo o surgimento deagências voltadas 100% para a comunicação via mundo “www” dando assim a devidaatenção a este meio. A internet hoje é o terceiro veículo de maior alcance no Brasil,atrás apenas de rádio e TV. No Brasil, apenas 3,36% do total das verbas publicitáriassão destinadas à web. Por outro lado, este ano na Inglaterra a internet ultrapassará atelevisão como o maior meio de propaganda, com 19% do total gasto em publicidade. Onde realmente aperta o nó de todo deste cenário é quando falamos dapresença da empresa na internet. Aí é que muitas agências digitais têm crescido e sediferenciado no mercado pelos resultados que dão ao cliente. Diferente de fazer umsimples hotsite para o cliente ou mesmo uma ação de comunicação pela internet,quando uma agência digital é chamada para discutir A presença da empresa na webdiscute-se um planejamento que pode sim ser a parte, com a montagem de umaverdadeira filial virtual que terá seu próprio faturamento, serviços on line que eliminamburocracia, tempo e deslocamento para clientes além de formas de se comunicar emmenos tempo e de forma mais eficiente. Abaixo segue quadro que ilustra o crescimento anual dos investimentos feitospor empresas de acordo com as mídias utilizadas: 2
  • 3. Com o aumento da velocidade da banda larga e com sua popularização ainternet cada vez mais se torna presente na vida do consumidor, seja empresa oupessoa física. Esta popularização torna obsoletos termos criados para justamentelevar a internet para dentro das empresas. Hoje já não se discute se a empresa deveou não estar na internet, mas sim de que forma e com que abrangência será suapresença.Os números da Internet no Brasil 62,3 milhões de internautas segundo o Ibope Nielsen Online em Junho de2009. Em junho de 2008, o anteriormente Ibope/NetRatings contabilizava 41,5milhões, mas não contava o acesso no trabalho, que agora passou a incluir. Devido àessa diferença de metodologia, nesta época o DataFolha já contabilizava 64,5 milhõesde usuários, mas, ainda assim, ambos os institutos consideram apenas os internautasmaiores de 16 anos. Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet. 97% dasempresas brasileiras estão conectadas à internet.Internautas residenciais ativos 24,5 milhões acessam regularmente a Internet de casa (dez/2008), umaumento de 14,7% sobre dezembro de 2007. Segundo o PNAD do IBGE, 20% dasresidências têm acesso à Internet. 38% das pessoas acessam à web diariamente;10% de quatro a seis vezes por semana; 21% de duas a três vezes por semana; 18%uma vez por semana. Somando, 87% dos internautas brasileiros entram na internetsemanalmente. Segundo Alexandre Sanches Magalhães, gerente de análise doIbope//NetRatings, o ritmo de crescimento da internet brasileira é intenso. A entrada daclasse C para o clube dos internautas deve continuar a manter esse mesmo compassoforte de aumento no número de usuários residenciais.Tempo médio de navegação Desde que esta métrica foi criada, o Brasil sempre obteve excelentes marcas,estando constantemente na liderança mundial. Em maio de 2009, o tempo foi de 40horas e 41 minutos. Compare com outros países: França: 34h05m; Espanha: 32h23m;Alemanha: 30h20m; Itália: 27h19m; Austrália: 24h00m. 3
  • 4. Se considerados apenas o acesso residencial, a marca brasileira é de 25h43m.Os últimos tempos residenciais são de 24h49m (jan/09), 22h50m (dez/08), 23h47m(nov/08) e 24h41m (out/08).Comércio eletrônico No primeiro semestre de 2008, as compras on-line somaram R$ 3,8 bilhões(45% mais do que igual período de 2007). O ano fechou em R$ 8,2 bilhões(crescimento de 30% na comparação com 2007), gastos por 13 milhões de e-consumidores. A previsão para o primeiro semestre de 2009 é de R$ 4,5 bilhões. 87%dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços.Venda de Computadores São 60 milhões de computadores em uso, segundo a FGV, devendo chegar a100 milhões em 2012. 95% das empresas brasileiras possuem computador.Banda Larga Atingimos 10,04 milhões de conexões em junho de 2008: um ano e meio antesdo previsto, já que essa era a projeção para 2010. Em fevereiro deste ano, a Ciscosubiu a previsão para 15 milhões, mas, devido a esse último resultado, já pensa emrever esta meta. Quanto ao volume de dados, o incremento foi de 56 vezes de 2002até 2007. E a projeção é de um aumento de 8 vezes até 2012; o número de conexõesmóveis cresceu de 233 mil para 1,31 milhão em um ano. Como exemplo, temos ainclusão de áreas publicas com sistemas gratuitos de banda larga sem fio (Wi-Fi) quefuncionam nas orlas de Copacabana, Ipanema e Leblon, nos Morros Santa Marta eCidade de Deus. Estão nos planos: Rocinha e Baixada Fluminense, todos na cidadedo Rio de Janeiro, isto sem falar em Shopping`s e locais privados de grande circulaçãoque disponibilizam este acesso a qualquer usuário ou cliente.No Mundo O número de usuários de computador vai dobrar até 2012, chegando a 2bilhões. A cada dia, 500 mil pessoas entram pela primeira vez na Internet, a cadaminuto são disponibilizadas 20 horas de vídeo no YouTube e cada segundo um novoblog é criado. Em 1982 havia 315 sites na Internet. Hoje existem 174 milhões.Os meiosVamos subdividir os meios de divulgação pela internet da seguinte maneira:  Sites de Busca  Email Marketing  Blogs  Redes Sociais  Programas de Afiliação (Links Patrocinados)  Web Sites  Hot Sites  Banner`sSites de Busca Sites de busca são sites como o Google ou Yahoo!, que oferecem aos seusvisitantes a oportunidade de busca de conteúdo, serviço ou produto pela Internet. 4
  • 5. Além de ser uma forma gratuita de divulgação de um site, sites de busca sãoamplamente usados pelas pessoas para encontrar soluções para suas necessidades.Vale destacar que o Google domina em termos de relevância e quantidade de uso, ouseja, a grande maioria das pessoas utiliza o Google para realizar buscas na Internet.Portanto, estar no Google e, principalmente, ter um bom ranking (posicionamento) naspáginas do Google é uma forma de aumentar o alcance de um site na internet. O web marketing para buscas orgânicas é totalmente baseado nos conceitosde SEO - Search Engine Optimization - técnicas para fazer com que um site consigaum bom posicionamento no Google e demais ferramentas de busca. O Google ainda possui um grande diferencial ao vender palavras chaves,utilizando do sistema AdSense, assim, quando um internauta procura determinadapalavra, empresas e sites que compraram esta palavra chave terão seus links exibidoslogo no início da pesquisa com certo destaque, fazendo com que o acesso ao site sejainstantâneo e cobrando por clique efetivo no link, ou seja, só cobra quando algumusuário clica no anuncio e acessa a página do cliente, criando assim um diferencialquanto a tarifação.Email Marketing O email é uma forma de comunicação de direta com uma pessoa. O EmailMarketing se aproveita disso para entrar em contato diretamente com um cliente empotencial. É importante no marketing por email identificar corretamente quem pode setornar um cliente e não causar spam - propaganda não solicitada. Esse é talvez oprincipal cuidado a se tomar: Apenas enviar emails para pessoas que se propuseram areceber tais emails e deixar sempre aberta a opção para que a pessoa não recebamais estes emails. Embora o spam seja muito comum e de custo zero, portanto se o retorno for de1 em 1 milhão, ainda assim não se gastou 1 centavo e foi obtido retorno, a reputaçãoem torno de uma empresa que se utiliza de spams é derrubada e sua idoneidade ficaquestionável. Uma forma de unir o email marketing com web marketing em sites de busca éenviar a um cliente que efetivou uma compra uma sugestão de fazer uma review sobreo site, caso ele tenha um site ou blog que permita isso, e, como consequência, fazerum link para tal site.Blog Marketing Após estabelecido o site de uma empresa, é muito interessante estruturartambém um blog para o site da empresa. Blogs são veículos de comunicação dinâmicos e que podem ser utilizados parapublicação das novidades do site: novos produtos, novos serviços, novos clientes, etc.Permitem também uma comunicação muito boa com os próprios clientes do site ealcançar novos clientes.Redes Sociais / Publicidade Viral Redes sociais são sites ou portais com participação ativa de seus membrossobre o seu conteúdo. Sites como Orkut, Youtube, Twitter, Rec6, Myspace, Dihitt sãobons exemplos. Em redes como o Orkut, você pode cadastrar o perfil da empresa econseguir que pessoas venham a conhecê-la por ali. Em sites como Dihitt e Rec6, épossível o envio de notícias, publicadas em blogs, por exemplo, para que os 5
  • 6. participantes dessas redes votem, leiam, se informem, aumentando o alcance de umsite na Internet. A publicidade viral refere-se a técnicas de marketing que tentam explorar asredes sociais pré-existentes para produzir aumentos exponenciais em conhecimentode marca, com processos similares a extensão de uma epidemia. A definição deMarketing Viral foi cunhada originalmente para descrever a prática de vários serviçoslivres de email de adicionar sua publicidade ao e-mail que sai de seus usuários. O quese assume é que se tal anúncio alcança um usuário susceptível, esse usuário seráinfectado, ou seja, se ativará uma conta, e pode então seguir infectando a outrosusuários que também estejam susceptíveis. Vimos como exemplo inúmerascampanhas que estão sendo veiculadas utilizando o site Youtube como meio depropagação, e ainda as redes como Orkut, Twitter e Myspace para divulgação junto amilhares de internautas, conseguindo também uma segmentar sua atuação. Embora o serviço não possua um espaço oficial para a publicidade, o Twitter émuito utilizado pelas empresas. A iniciativa corporativa se dá por meio dos perfiscriados e do relacionamento com o público consumidor através de promoções. Oestudo confirmou o efeito dessas iniciativas, já que 33% dos usuários brasileiros jáparticiparam das ações e aproximadamente 50% participariam.Programas de Afiliação ou Links Patrocinados Programas de Afiliação são uma forma muito difundida de web marketing. Umprograma de afiliação consiste de um sistema onde você paga para anunciar o seusite. O mais conhecido é o AdWords do Google, mas existem diversos: Yahoo! LinksPatrocinados, Uol Links Patrocinados, HotWords, Boo Box entre vários outros. Quando um site é cadastrado em um programa de afiliação ele é exibido emtoda rede de anúncios do fornecedor do programa, sendo muito interessante parapenetração no mercado e difusão da marca. O pagamento é feito em cima de milharesde exibições do anúncio do site ou, o mais moderno sistema de tarifas que se baseiaem cima da quantidade de vezes que o anúncio do site foi clicado.Hot Sites Hot site, Micro-site ou Mini-site é um pequeno site planejado para apresentar edestacar uma ação de comunicação e marketing pontual. Tecnicamente não há nenhuma diferença entre um "website" e um chamado"hotsite"; sua diferenciação está apenas na estratégia de comunicação utilizada paraconcebê-lo. Usualmente os hotsites possuem tempo de vida útil determinado e sãoligados a uma ação de marketing ou comunicação específica, com duração ligada aesta ação mercadológica, como lançamento de produtos, eventos, novas edições deprodutos ou serviços, ações de CRM (Customer Relationship Management), entreoutras. Geralmente os hotsites possuem um apelo visual maior e são mais focados emum público específico, traduzindo a expectativa deste alvo. O processo para criação e produção de um hotsite segue exatamente osmesmos direcionais de um website corporativo ou portal, considerando um conceito-criativo, arquitetura de informação, layouts, redação e programação. Com as tecnologias de hoje são possíveis ser criados Hot Sites institucionaisou até dinâmicos divulgando qualquer marca através de anúncios com banners naprópria internet, podendo se utilizar som, imagem, vídeo etc. 6
  • 7. Banner`s O banner é a forma publicitária mais comum na internet, muito usado empropagandas para divulgação de sites na Internet que pagam por sua inclusão. Écriado para atrair um usuário a um site através de um link. Embora todos os tipos desites sejam sucetíveis a ter banners, são os sites com maior tráfego e conteúdo deinteresse que atraem os maiores investimentos de anunciantes. Os banners são geralmente imagens desenvolvidas em formato .jpg ou .gif, ouanimações em Java, Shockwave ou Flash. Um banner pode ter várias dimensões,sendo a mais conhecida a de 468x60 pixels. Essas imagens freqüentemente tem umaforma alongada, na horizontal ou na vertical. O banner é mostrado toda vez que uma página que o contém é aberta pelonavegador. Isso é definido tecnicamente como "impressão". Geralmente, ao clicarsobre o banner, o usuário é redirecionado à página do anunciante. O click do usuáriono banner recebe o nome técnico "click through". Em muitos casos, esseredirecionamento é gerenciado por um servidor (central ad server). Quando se coloca o click through em relação ao número de impressões obtém-se um valor denominado taxa de click through, que mede o número de vezes quealguém clicou no banner em relação ao número vezes que foi exibido (impressões).Essa taxa pode variar muito dependendo da campanha, mas os valores normaissituam-se em torno de 0,1% e 1%. Muitos usuários consideram esse tipo de publicidade um incômodo porquetiram a atenção da página e consomem parte da banda de conexão. As últimasversões dos navegadores, incluem opções para desativar popups ou bloquearimagens de sites selecionados. Um outro método para eliminar a presença de bannersé utilizar um servidor proxy com o bloqueio ativado. Referências: www.wikipedia.org www.portaldapropaganda.com.br www.mundodomarketing.com.br www.meiomensagem.com.br www.publiweb.com.br www.livrogooglemarketing.com.br www.imasters.uol.com.br 7

×