TC de alta resolução do Pulmão

28,426 views

Published on

Aula sobre os princípios básicos para interpretação da tomografia computadorizada de alta resolucao do pulmao.

Published in: Health & Medicine, Travel, Sports
0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
28,426
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
415
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TC de alta resolução do Pulmão

  1. 1. TOMOGRAFIA DE TÓRAX DE ALTA RESOLUÇÃO
  2. 2. TOMOGRAFIA DE TÓRAX DE ALTA RESOLUÇÃO <ul><li>Exame que permite obter detalhes anatômicos no estudo do pulmão </li></ul><ul><li>Indicada principalmente na avaliação de doenças intersticiais </li></ul><ul><li>Utilização de cortes tomográficos finos, com a espessura de corte em exames de TCAR variando de 1 a 2 mm </li></ul><ul><li>O exame é habitualmente realizado com o paciente em decúbito dorsal, em inspiração máxima </li></ul><ul><li>Em casos especiais, devem ser realizadas imagens em decúbito ventral e em expiração máxima </li></ul>
  3. 3. TCAR
  4. 4. TCAR <ul><li>Anatomia </li></ul><ul><li>O suporte do pulmão é dado pelo interstício, que consiste numa rede de fibras de tecido conjuntivo. O interstício normal não é visualizado na TCAR. </li></ul><ul><li>Podemos dividir o interstício em 3 componentes: </li></ul><ul><li>Peribroncovascular ou axial (ao longo das artérias e veias pulmonares) </li></ul><ul><li>Subpleural ou periférico (perto das fissuras e ao longo da pleura visceral) </li></ul><ul><li>Intralobular (no lóbulo pulmonar secundário). </li></ul>
  5. 5. TCAR - Lóbulo pulmonar secundário <ul><li>Menor unidade estrutural pulmonar margeada por septos conectivos. </li></ul><ul><li>No centro, um ramo bronquiolar e um ramo arterial. </li></ul><ul><li>Envolvendo estas estruturas está o interstício intralobular. </li></ul><ul><li>Os limites do lóbulo pulmonar secundário são dados pelos septos interlobulares, onde estão as veias e os linfáticos pulmonares. </li></ul>
  6. 6. TCAR – Lóbulo Pulmonar Secundário
  7. 7. TCAR <ul><li>Os brônquios se distribuem do centro para a periferia, têm paredes finas, bifurcando-se e afilando-se progressivamente </li></ul><ul><li>Usualmente não são visualizados nas proximidades da pleura visceral. </li></ul>
  8. 8. TCAR <ul><li>As artérias pulmonares bifurcam-se progressivamente. Seu tamanho vai reduzindo à medida que se aproximam da periferia </li></ul><ul><li>Usualmente acompanham os brônquios </li></ul><ul><li>A relação artéria / brônquio é usualmente igual a um, visto que ambos têm calibres semelhantes </li></ul>
  9. 9. TCAR <ul><li>As veias pulmonares, ao contrário das artérias, não acompanham os brônquios e recebem tributárias em ângulo agudo </li></ul>
  10. 10. TCAR
  11. 11. TCAR <ul><li>TCAR em expiração máxima demonstrando padrão em mosaico do parênquima pulmonar. As áreas escuras correspondem a focos de aprisionamento aéreo. </li></ul>
  12. 12. TCAR <ul><li>Espessamento do feixe peribroncovascular </li></ul>
  13. 13. TCAR <ul><li>Espessamento de septos interlobulares </li></ul>
  14. 14. TCAR <ul><li>Espessamento de septos interlobulares </li></ul>
  15. 15. TCAR <ul><li>Bandas parenquimatosas </li></ul>
  16. 16. TCAR <ul><li>Espessamento intralobular </li></ul>
  17. 17. TCAR <ul><li>Linha subpleural </li></ul>
  18. 18. PADRÃO NODULAR NA TCAR <ul><li>Nódulos perilinfáticos </li></ul>
  19. 19. PADRÃO NODULAR NA TCAR <ul><li>Nódulos centrolobulares </li></ul>
  20. 20. PADRÃO NODULAR NA TCAR <ul><li>Nódulos randômicos </li></ul>
  21. 21. PADRÃO NODULAR NA TCAR
  22. 22. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Consolidação </li></ul>
  23. 23. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Vidro fosco </li></ul>
  24. 24. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR
  25. 25. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Pavimentação em mosaico </li></ul>
  26. 26. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Sinal do halo – opacidade em vidro fosco em volta de nódulo ou massa </li></ul>
  27. 27. TCAR – AUMENTO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Sinal do halo invertido </li></ul>
  28. 28. TCAR – REDUÇÃO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Perfusão em mosaico e aprisionamento aéreo </li></ul>
  29. 29. TCAR – REDUÇÃO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Perfusão em mosaico e aprisionamento aéreo </li></ul>
  30. 30. TCAR – REDUÇÃO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Enfisema pulmonar </li></ul>
  31. 31. TCAR <ul><li>Faveolamento </li></ul>
  32. 32. TCAR – REDUÇÃO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Cistos pulmonares </li></ul>
  33. 33. TCAR – REDUÇÃO DA DENSIDADE DO PARÊNQUIMA PULMONAR <ul><li>Cistos pulmonares </li></ul>
  34. 34. TCAR <ul><li>Bronquiectasias </li></ul>
  35. 35. TCAR <ul><li>Bronquiectasias / Bronquiolectasias </li></ul>
  36. 36. TCAR <ul><li>Bronquiectasias / Bronquiolectasias </li></ul>

×