• Like
Tabagismo - Dependência de Nicotina
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tabagismo - Dependência de Nicotina

  • 3,035 views
Uploaded on

Aula elaborada e apresentada por Tatiane Souza - Residente de Fisioterapia do HUJBB/UFPA.

Aula elaborada e apresentada por Tatiane Souza - Residente de Fisioterapia do HUJBB/UFPA.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,035
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
51
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. TABAGISMO:Dependência Tatiane Souza Belém-PA 2012
  • 2. TABAGISMO• Ato de consumir cigarros ou derivados do tabaco;• É considerado um dos principais problemas de saúde pública;• Principal causa de morte evitável;• 5 milhões de pessoas morrem anualmente devido às doenças originadas pelo tabaco. ZANCAN ET AL, 2011
  • 3. TABAGISMO• A nicotina, é o componente ativo mais importante do tabaco;• Cada cigarro contém 7-9 mg de nicotina;• Cerca de 1 mg é absorvido pelo fumante (doses de 4mg - sintomatologia grave);• Rapidamente absorvida pelos álveolos;• Atinge o cérebro em aproximadamente 10 segundos; BALBANI; MONTOVANI, 2005
  • 4. NICOTINA• Metabolismo: hepático. Absorção: via inalatória;• Principal enzima do metabolismo: CYP2A6 (nicotina  cotinina).• Portadores dos alelos: CYP2A6*2 e CYP2A6*3 tem menor probabilidade de serem fumantes;• CYP2A6*1: maiores chances de serem fumantes e utilizarem mais tabaco. BALBANI; MONTOVANI, 2005
  • 5. NICOTINA• Considerada droga pela OMS;• Causa dependência física e psicológica produz efeitos sobre o funcionamento do organismo;• Seu efeito depende do nº de cigarros, frequência que se fuma e do desenvolvimento da tolerância a nicotina. ZANCAN ET AL, 2011
  • 6. NICOTINA• Atua no SNC;• Ação semelhante à cocaína (estimulantes da atividade do SNC);• Chega de 7 a 19 seg ao cérebro (+ rápida que a cocaína);• Droga psicoativa;• Aumenta a liberação de catecolaminas (ex: adrenalina e dopaminas). ZANCAN ET AL, 2011
  • 7. AÇÕES DA NICOTINA• Efeitos aparelho respiratório:• Irritação da mucosa (↓motilidade ciliar e broncoconstrição);• Contribui para um desequilíbrio enzimático (enfisema pulmonar). BALBANI; MONTOVANI, 2005
  • 8. AÇÕES DA NICOTINA• Sistema cardiovascular: – vasoconstrição periférica; aumento da pressão arterial; freqüência cardíaca;• Sistema endócrino: – Liberação de hormônio antidiurético e retenção de água. ZANCAN ET AL, 2011
  • 9. AÇÕES DA NICOTINA• Sistema gastrointestinal: – Ação parassimpática (aumento do tônus e da atividade motora do intestino). BALBANI; MONTOVANI, 2005
  • 10. AÇÕES DA NICOTINA• Terminações nervosas:• Estimula receptores específicos – receptores de acetilcolina nicotínica: – Sistema límbico: responsável por sensações de prazer.• Aumenta as concentrações de dopamina: – Media a sensação subjetiva de prazer e regula o impulso MARQUES ET AL, 2001
  • 11. AÇÕES DA NICOTINA• EFEITOS INDIRETOS DOS RECEPTORES NICOTÍNICOS:• Aumenta do estado de alerta;• Melhora da atenção e concentração;• Aumenta o desempenho cognitivo;• Alívio do estresse;• Melhora no estado de humor. MARQUES ET AL, 2001
  • 12. DEPENDÊNCIA À NICOTINA• TRÊS COMPONONTES BÁSICOS:• Dependência física;• Dependência psicológica;• Condicionamento.
  • 13. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• A nicotina induz tolerância e dependência;• Sintomas de abstinência quando se deixa de fumar;• Libera dopamina no nucleus accumbens, localizado no Mesencéfalo  sensação de prazer e “recompensa”;• Passado o desconforto inicial (mal-estar, tontura, náuseas) sensação prazerosa pelo uso da nicotina. MARQUES ET AL, 2001
  • 14. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• Redução de 50% no consumo da nicotina pode desencadear os sintomas de abstinência;• A síndrome de abstinência da nicotina é mediada pela noradrenalina;• Começa cerca de 8 horas após fumar o último cigarro• Auge no terceiro dia. MARQUES ET AL, 2001
  • 15. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• Os principais sintomas são: – ansiedade, irritabilidade, distúrbios do sono, aumento do apetite, alterações cognitivas (diminuição da concentração e atenção) e fissura pelo cigarro.
  • 16. DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA• Classificada nos grupos de transtornos mentais e de comportamento relacionados ao uso de substâncias psicoativas;• Sensação de ter no cigarro um apoio;• Mecanismo de adaptação → sentimentos de solidão, frustração, pressões sociais;• Pacientes psiquiátricos → mais vulneráveis. CALHEIROS, 2007
  • 17. DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA• A abordagem cognitivo-comportamental: identificar as situações de risco e desenvolver estratégias de enfrentamento;• Exercícios de respiração e relaxamento muscular progressivo: cruciais para o tratamento  intuito de cessar a ansiedade. CALHEIROS, 2007
  • 18. CONDICIONAMENTO• Associações habituais com o fumar: – Fumar e tomar café; – Fumar e trabalhar; – Fumar e dirigir. BALBANI; MONTOVANI, 2005
  • 19. CONDICIONAMENTO
  • 20. ATIVIDADE FÍSICA• Prática de exercícios  Melhor saúde mental emelhora da qualidade de vida;•Atividades aeróbicas  resultados mais consistentesna redução dos sintomas de depressão. (DIMEO et al.,2001).