Cisco Broadband Barometer 2.0 Brazil, 1H2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Cisco Broadband Barometer 2.0 Brazil, 1H2013

  • 396 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
396
On Slideshare
396
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
9
Comments
0
Likes
3

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil – Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved.
  • 2. Agenda Introdução   Descrição  do  projeto   Resultados  do  período   Visão  futura   Principais  conclusões   Debate   © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 2
  • 3. Que fatores impulsionam o mundo conectado? Crescimento significativo do uso 1995-2011 (América Latina) LARES Desejo por tecnologia em casa •  Crescimento 5x maior que investimentos de TI •  Crescimento 15.1x base instalada de PC •  Investimento em TI: + de US$ 630 bilhões ORGANIZAÇÕES Necessidade de incrementar a produtividade e a relação custo-benefício de suas operações Mudança no modelo de consumo Modelo Cliente – Servidor •  Fixo •  Não conectado •  Sentido único: “Download” Terceira Plataforma •  Móvel •  Cloud •  Redes Socias •  Big Data MAIOR CONSUMO DE COMUNICAÇÕES É necessário mudar a forma pela qual se mede o mercado A penetração de banda larga por si só não é suficiente © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   É necessário redefinir “Banda Larga” 128 Kbps… são suficientes? 11-13 3
  • 4. Proposta de pontos de discussão Como se pode melhorar a competitividade do Brasil e América Latina através do uso de tecnologia e da rede A velocidade da Banda Larga deve ser considerada como um facilitador de maturidade digital na economia do Brasil A maturidade da Banda Larga é um dos fatores chave que deve ser abordado pelo mercado brasileiro para assegurar um futuro melhor. © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 4
  • 5. Agenda Introdução   Descrição  do  projeto   Resultados  do  período   Visão  futura   Principais  conclusões     Debate   © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 5
  • 6. Descrição do projeto Definição de Banda Larga atualizada Conexão fixa à Internet de Banda Larga 1.0 •  Conexão “always-on” •  Velocidade de download superior a 128 Kbps. Conexão fixa à Internet de Banda Larga 2.0 •  Conexão “always-on” •  Velocidade de download superior a 2 Mbps. Tecnologias fixas •  xDSL •  TV a Cabo •  Fibra •  Wireless Fixo: WiMAX, LMDS, MMDS, WLL •  Satélite, Linhas dedicadas, Outros Acessos móveis Tecnologias móveis © IDC •  Conexões para PC (Big Screen) •  Pré-pago e Pós-pago •  Acesso através de um modem ou de um telefone •  Não inclui navegação de smartphones •  3G •  4G Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 6
  • 7. O que é medido pelo Barômetro de Banda Larga 2.0?   Mede as conexões de Banda Larga Fixas e Móveis  A partir da nova definição, se denomina Banda Larga 2.0 as conexões de 2 Mbps ou mais (fixas)   A partir de agora, o restante das conexões (fixas) de 128Kbps ou mais, são chamadas Banda Larga 1.0   As assinaturas móveis não incluem navegação feita por telefone celular ou smartphone © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 7
  • 8. Quais as características da Banda Larga 2.0? Banda Larga 1.0 Banda Larga 2.0 128 Kbps 2 Mbps Buffer ~ 1 Hora Buffer ~ 5 minutos   Email Sim Sim  Chamadas de voz por Internet Sim Sim   Velocidade mínima   Filmes on-line qualidade DVD   Chamadas de video por Internet Baixa qualidade Qualidade ‘standard’   Jogos on-line © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   Não Sim 11-13 8
  • 9. Países nos quais se realiza o Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Colômbia Brasil Chile © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   Argentina 11-13 9
  • 10. Abordagem Múltipla Metodologia IDC Regulamentação   Pesquisa secundária (Políticas públicas, relatórios governamentais)   Pesquisa primária com reguladores locais / organizações da Indústria Banda Larga Cenários atuais e futuros Provedores de Serviço   Pesquisa secundária (Relatórios financeiros, relatórios da imprensa, etc.)   Investigação local com provedores de serviço © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   Organizações   Base de conhecimento interna da IDC   PC, smartphones, tablets trackers   IT Services Tracker 11-13 10
  • 11. ISP analizados durante o processo de pesquisa Entre outros... © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 11
  • 12. Agenda Introdução   Descrição  do  projeto   Resultados  do  período   Visião  futura   Principais  conclusões   Debate   © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 12
  • 13. Brasil: Total conexões Junho de 2013 Conexões Fixas e Móveis (Milhares) Brasil Fixa   Móvel    30,000      25,000      20,000     21,764 5,557 25,820 23,590 6,757 6,112 27,194 7,268 Penetração por cada 100 hab. Junho de 2013 _______________________________  15,000     16,207 17,478 19,063 19,926 Dezembro  de  2011    10,000     Junho  de  2012   Dezembro  de  2012   Móvel: 3,7% Fixa: 10,1% Junho  de  2013   (Incluindo Banda Larga 1.0 e 2.0)  5,000      -­‐         Nota: As conexões fixas incluem todas as velocidades superiores a 128 Kbps (Banda Larga 1.0 e 2.0)   As conexões fixas cresceram 4,5% nos últimos 6 meses, enquanto que as móveis cresceram em um ritmo de 8,7% no mesmo período.   No Brasil existem 36,5 conexões móveis por cada 100 fixas Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 13
  • 14. Brasil: Conexões fixas por tecnologia Junho de 2013 Conexões Fixas à Internet de Banda Larga (1.0 e 2.0 - Milhares) Brasil – Por Tecnologia de Acesso  12,586      12,140      11,557      12,000      10,767      14,000      10,000      8,000      6  5,929     ,201      5,256      4,878      6,000      4,000      758      852      51      89     113     45      652      680      1  2,000      -­‐         xDSL   Cable  Modem   Dezembro  de  2011   FTTx   Junho  de  2012   Wireless  Fixo   Dezembro  de  2012    13      13      14      14      84      88     109      127     Acessos  Dedicados   Satélite   Junho  de  2013   Nota: As conexões fixas incluem todas as velocidades superiores a 128 Kbps (Banda Larga 1.0 e 2.0)   As conexões xDSL continuam dominando o mercado. As conexões com esta tecnologia cresceram 3,7% no último semestre   As conexões de Cable Modem já superam 31% das conexões fixas no Brasil.   Juntas, as conexões xDSL e de Cabo representaram 94,3% dessas conexões. Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 14
  • 15. Brasil: Conexões móveis por tecnologia Junho de 2013 Conexões Móveis de Internet Brasil – Por Tecnologia 174  8,000      7,000      6,000      5,000      4,000      3,000     5,557 6,112 6,757 7,094  2,000      1,000      -­‐         Dezembro  de  2011   Junho  de  2012   Dezembro  de  2012   Junho  de  2013   3G   4G     A operação da tecnologia 4G iniciou comercialmente em Abril/13 e superou em apenas 3 meses a marca de 174 mil assinantes, valor próximo a média de crescimento trimestral de base do 3G.   As assinaturas 3G cresceram 6,1% no semestre, superando os 7 milhões em Junho de 2013 Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 15
  • 16. Brasil: Conexões Fixas por velocidade Junho de 2013 Conexões Fixas à Internet de Banda Larga (1.0 e 2.0 - Milhares) – Brasil Conexões Fixas à Internet de Banda Larga (1.0 e 2.0 - Milhares) – Brasil - Detalhe por velocidade  25,000      20,000     16,207  15,000     8,275  10,000     17,478 19,063 19,926 26.7%   10  Mbps  e  acima   16.0%   >=5Mbps<10  Mbps   9,223 10,990 11,757 17.8%   >=2Mbps<5  Mbps   30.6%   >=512  <2  Mbps    5,000      -­‐         7,931 8,255 8,073 8,169 <512  Kbps   Dezembro  de   Junho  de  2012   Dezembro  de   Junho  de  2013   2011   2012   Banda  Larga  1.0     Banda  Larga  2.0  (>=  2Mbps.  )   Total   8.9%   0.0%   5.0%   10.0%   15.0%   20.0%   25.0%   30.0%   35.0%   Nota: As conexões fixas incluem todas as velocidades superiores a 128 Kbps.   As conexões fixas de Banda Larga 2.0 no Brasil cresceram 7% nos últimos 6 meses, crescimento quase 6 vezes maior que as conexões 1.0   59 % das conexões de Banda Larga fixa no Brasil são 2.0   Das conexões de Banda Larga 2.0, 43,2% se encontram na faixa de 10 Mbps ou mais. Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 16
  • 17. Brasil: Evolução da velocidade média Junho de 2013 Velocidade média (Mbps) Brasil  6.00      5.00      4.00      3.00     4.09 4.34 4.68 4.88 Dezembro  de   2012   A velocidade média é calculada em função do peso de cada velocidade no total de conexões, ou seja, trata-se de uma média ponderada. Junho  de  2013    2.00      1.00      -­‐         Dezembro  de   2011   Junho  de  2012     A velocidade média cresceu em 209 Kbps nos últimos 6 meses e 556 Kbps no último ano   O motivo principal para este aumento foi a introdução de velocidades altas a preços mais competitivos tendo boa aceitação no mercado. Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 17
  • 18. Agenda Introdução   Descrição  do  projeto   Resultados  do  período   Visão  futura   Principais  conclusões     Debate   © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 18
  • 19. Brasil: Prognóstico de conexões de Internet Próximos 5 anos Prognóstico de Maturidade de Banda Larga (Milhares de Conexões) Brasil  50,000      43,764      45,000      39,993      36,063      40,000      32,194      35,000      30,000      23,959      25,751      27,193      28,376      25,000      20,000      15,000      9,685      10,990      11,757      12,492      14,696      16,783      18,610      5,000      -­‐         2011   1H2012   2H2012   Fixa  -­‐  Banda  Larga  1.0  (<  2  Mbps.)   1H2013    15,758      13,338      11,138      9,325      7,734      7,268      6,688      6,276      8,173      8,169      8,151      8,141      8,046      8,073      7,998      10,000      20,152     2H2013   2014   2015   Fixa  -­‐  Banda  Larga  2.0  (>=  2  Mbps.)   2016   Móvel    7,855     2017   Total     Em 2017, Brasil superará as 43,7 milhões de conexões (fixas e móveis)   Deste total, as móveis representarão 36%   As conexões de Banda Larga 2.0 alcançarão 72% das fixas Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 19
  • 20. Banda Larga – Premissas gerais Direção  do   Impacto   Preços/ Velocidades As operadoras estão concentrando as ofertas nas velocidades intermediárias (2Mbps) e superiores (5Mbps+), sendo R$ 64 o preço médio por acesso praticado no 1H13. Aumento significativo da velocidade média, melhorando a experiência de uso. Mídias digitais, conteúdo e B2C devem ser cada vez mais explorados. Tecnologias As tecnologias xDSL e Cabo seguirão dominando o mercado de banda larga nos próximos anos, embora haja bom crescimento de outras tecnologias mais avançadas como FTTH. Período   Nivel  de   Certeza   á 2012 / 2017  Como a maioria das operadoras utiliza xDSL sendo uma parte consideravel ainda em ADSL, espera-se maiores investimentos em estrutura para que seja oferecido um serviço de melhor custo-benefício. á Impacto   2011 / 2017  4G Em Junho a cobertura LTE alcançou 20 municípios, com aproximadamente 18% de cobertura sobre a população. A demanda por um serviço de banda larga móvel com maior largura de banda impulsionou as vendas de 4G para quase 200 mil conexões em apenas 3 meses de oferta do serviço. Crescimento da base de Banda Larga Móvel e Pacotes de Dados devido à maior qualidade na oferta do serviço. á 2013 / 2017  Regulamentação Lei Geral de Antenas, estabelece normas gerais para a instalação de infraestrutura de telecomunicações. A lei agiliza a instalação de antenas e equipamentos de infraestrutura que anteriormente sofriam retardo devido a processos burocráticos. . Aumento da cobertura de Banda Larga Móvel e Pacotes de Dados. á 2013 / 2017  Tendência   Direção do Impacto:  positivo;  negativo: =neutro Nivel de certeza:  muito baixo,  baixo,  moderado,  alto,  muito alto © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 20
  • 21. Dispositivos “BL 2.0 Ready” Definições O que é um dispositivo “BL 2.0 Ready”? •  Reúne todas as características necessárias para a utilização adequada da Banda Larga 2.0 •  Deve ser medido regularmente pela IDC, dentro de suas medições padrões Por que é importante considerá-los? •  Porque a experiência de uso da Banda Larga 2.0 se completa quando se usa o dispositivo adequado Quais dispositivos estão incluídos? •  PC: Desktops, Notebooks •  Tablets Quais dispositivos estão excluídos? •  Smartphones •  Outros dispositivos conectados (dispositivos domésticos, Telemetria, etc.) © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 21
  • 22. Brasil: Forecast de Dispositivos & Conexões Próximos 5 anos Base Instalada de Dispositivos “BL 2.0 Ready” & Banda Larga (Milhares de Dispositivos & Conexiones) Brasil  120,000      108,960      100,000      80,000      82,947      60,000      40,000      43,764      28,376      20,000      -­‐         2011   2012   Disposifvos  "BL  2.0  Ready"    12,492     2013   2014   2015   Total  Conexões  Banda  Larga  (Fixa  &  Móvel)    20,152     2016   2017   Conexoes  Banda  Larga  2.0     No Brasil, entre 2013 e 2017, a base instalada de dispositivos crescerá em 26 milhões, um crescimento de mais de 30% quando comparado com o final de 2013   O crescimento destes dispositivos impulsionará a adoção da Banda Larga (todas as velocidades), que crescerá em cerca de 15 milhões   O crescimento do número de dispositivos por conexão impulsionará a oferta de maiores velocidades Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2013. Elaborado por IDC, setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 22
  • 23. Agenda Introdução   Descrição  do  projeto   Resultados  do  período   Visão  futura   Principais  conclusões     Debate   © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 23
  • 24. Principais Conclusões   Em Junho de 2013, o Brasil alcançou um total de 27,1 milhões de conexões de banda larga (Fixa e Móvel)   As conexões de Banda Larga Fixa alcançaram uma penetração de 10,1% da população ou 33,7% dos lares   Banda Larga 2.0 (>= 2Mbps.) superou os 11,75 milhões de conexões, isto significa uma penetração de 6 por cada 100 habitantes.   As assinaturas móveis superam 7,2 milhões ou 3,7% da população   Até 2017, se espera que as conexões fixas e móveis superem 43,7 milhões   Do total, 36% será móvel   Das fixas, 7 a cada 10 conexões serão Banda Larga 2.0 Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 24
  • 25. Brasil: Guia Essencial Junho de 2013 Fatores  que  alavancam  a  maturidade  da   Banda  Larga  no  Brasil     Com as recentes fusões das concessionárias com operadoras de telefonia móvel, criaram-se grandes grupos capazes de ofertar um abrangente leque de serviços. A compra de pacotes “bundle” oferece um custo-benefício mais interessante ao consumidor e aumenta o arpu médio por usuário, beneficiando ambos os lados. A banda larga segue como componente chave nos pacotes, com TV alcançando muito bom desempenho no período.   As recentes regulamentações impostas ao setor fomentaram tanto o segmento consumidor quanto o corporativo, que serão ainda impulsionados pelos grande eventos de 2014 e 2016.   A mudança no perfil de uso da Internet, impulsionada pelo desejo de uma melhor navegação, pela expansão do B2C na web, e também pela popularização de Conteúdo e Mídias Digitais, modificou positivamente o cenário de banda larga no país. Fatores  a  serem  abordados  para  fomentar  a   maturidade  da  Banda  Larga  no    Brasil     A relativa baixa qualidade do serviço segue como um dos principais inibidores da Banda Larga no mercado nacional.   Apesar do preço praticado estar em queda, principalmente nos bundles, ainda é caro comparativamente a outros países da América Latina e do mundo.   Ainda hoje existe demanda reprimida, seja por uma cobertura com falta de opções de escolha de tecnologia ou por mercado concentrados em dois ou menos provedores.   Parte da população ainda desconhece ou desconsidera a importância da banda larga na vida cotidiana. Fonte: Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 – Junho de 2012. Elaborado por IDC, Setembro de 2013 © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   11-13 25
  • 26. Contatos © IDC Visit  us  at  IDC.com  and  follow  us  on  Twi5er:  @IDC   Samuel  Rodrigues   Telecom  Analyst   Brazil   srodrigues@idc.com         Diego  Anesini     Manager,  Telecom   Lafn  America   danesini@idc.com           Romina  Adduci     Director,  Telecom     Lafn  America       radduci@idc.com            Ricardo  Villate    Vice  President,  Research  and  Consulfng    Lafn  America    rvillate@idc.com                       11-13 26