Grupo 6

794 views
664 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
794
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Grupo 6

  1. 1. Escola EB 2,3/S D. Sancho II <br />Retórica“Persuasão e manipulação”<br />Disciplina: Filosofia<br />Professora: SandrinaLage<br />2010/2011<br />
  2. 2. Introdução<br />Um dos requisitos dos regimes democráticos é o respeito pela dignidade de todas as pessoas.<br /> As sociedades regulam-se cada vez mais pelos valores da igualdade, da liberdade e da justiça. Na democracia todos os homens são iguais em direitos, pelo que a todos compete tomar parte activa na resolução dos problemas que decorrem da vivência em sociedade. A melhor forma de os resolver passa pela palavra.<br /> A argumentação é o processo mais favorável de descoberta de soluções e de resolução das questões prioritárias.<br />A<br />
  3. 3. Bom uso da retórica<br /> Fala-se do bom uso da retórica ou da retórica branca quando se permite que os elementos do auditório ajuízem e se expressem de modo consciente e crítico. A este respeito fala-se do uso ético da retórica ou persuasão, isto é, de uma forma de persuasão salutar sem quaisquer intenções malévolas ou interesses escondidos.<br />
  4. 4.
  5. 5. Princípios éticos<br /> Segundo pensadores como Paul Grice, VanEemeren, Walton e outros, os participantes na argumentação devem seguir determinados princípios para não se cair no abismo da manipulação.<br />
  6. 6. Os princípios éticos são:<br />Princípio da cooperação<br />Princípio da qualidade <br />Princípio da quantidade<br />Princípio da precisão<br />Principio da coerência<br />Princípio do modo<br />Princípio da livre expressão<br />Princípio da prova<br />
  7. 7. Mau uso da retórica<br /> Fala-se de mau uso da retórica ou da retórica negra quando a argumentação degenera numa forma de ludibriar o auditório, em função dos interesses do orador. A este respeito fala-se de abuso ou de manipulação.<br />
  8. 8.
  9. 9. O ditador Adolfo Hitler foi o primeiro a utilizar a retórica em publicidade produzindo uma fortíssima hipnose sobre os auditórios. Segundo Hitler: quanto maior é a mentira maior é a chance de ela ser credível.<br />
  10. 10. O discurso publicitário<br /> O marketing e a publicidade são partes da construção do discurso que nos produzem e fascinam exercendo uma pressão de qual é quase impossível resistir.<br /> No discurso publicitário é apresentado uma mensagem - slogan - endereçado ao Logos e ao Phatos, apelando à inteligência e à emoção, mas com enormes benefícios para esta, daí dizer-se que a publicidade transporta as pessoas para um mundo desprevenido de razão onde apenas interessam a afectividade e o desejo.<br />
  11. 11.
  12. 12. Discurso Político<br />A necessidade de apresentar no público a arte de manipular e seduzir para bem mobilizar, leva os políticos e usar estrategicamente a retórica.<br />No âmbito da política, o mau uso da retórica acontece quando:<br /> os oradores ou políticos não olham a meios para fazer acreditar na sua mensagem;<br /> ridicularizam e discordam infundadamente das opiniões que julgam ser tanto ou mais credíveis que as suas;<br />insistem na optimização, dos seus pontos de vista, silenciando a todo o custo propostas válidas dos seus adversários ou interlocutores.<br />
  13. 13. A sedução/ o encantamento e a necessidade de prazer<br /> A sedução está intrinsecamente ligada ao discurso publicitário e político.<br /> O ser humano, apesar de racional, permite ser levado pelos floreados perfeitos, deixando-se seduzir por discursos extraordinários que dificilmente lhes passam ao lado.<br />
  14. 14.
  15. 15. Trabalho realizado por:<br /> Bruna Mendes nº 4<br />Catarina Teixeira nº5<br />Fátima Soares nº12<br />Rita Neto nº15<br />11ºA<br />

×