História do 2º ano de Lage
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,827
On Slideshare
1,786
From Embeds
41
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 41

http://ebismartinhocampo.blogspot.pt 19
http://ebismartinhocampo.blogspot.com 16
http://ebismartinhocampo.blogspot.com.br 4
http://www.slideshare.net 2

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. E. B. 1 de LAGE - VILARINHO 2.º ano / professora Rosinha AGRUPAMENTO de ESCOLAS de S.MARTINHO
  • 2.
    • Numa linda manhã de Primavera, o coelho branquinho foi à horta buscar uma couve para o seu caldinho.
    • De regresso a casa verificou que a porta estava bem trancada. Bateu à porta com força e ouviu uma grande gargalhada:
    • - Ah! Ah! Ah! Eu sou a cabra cabrês que te salta em cima e te faço em três!
  • 3.
    • Muito aflito, o coelho branquinho lembrou-se de pedir ajuda ao amigo cão.
    • Este não ajudou dizendo que estava muito cansado pois tinha ido à caça .
  • 4. Lembrou-se do amigo boi que pastava no campo. O boi não ajudou o coelhinho e respondeu-lhe que fosse pedir ajuda a outro lado, pois estava muito cansado por ter andado a puxar o arado.
  • 5.
    • De seguida lembrou-se do amigo galo que cacarejava no cimo da porta da capoeira. Ao pedido de ajuda do coelho branquinho, o galo disse-lhe que tinha acordado muito cedo para fazer nascer o sol.
  • 6.
    • Muito triste, o coelho sentou-se numa pedra a chorar. Num instante sentiu um formigueiro pelas pernas acima e ouviu uma voz fininha:
    • - Por mais que trabalhe nunca estou cansada. Eu irei contigo à maldita cabra.
  • 7.
    • Quando chegaram a casa do coelho a formiga bateu à porta:
    • Quem está aí? Perguntou a formiga.
    • Ah! Ah! Ah! Eu sou a cabra cabrês que te salta em cima e te faço em três!
    • E eu sou a formiga rabiga que te salta em cima e te fura a barriga.
  • 8.
    • Sem medo, a formiga rabiga entrou pela fechadura da porta e começou a dar ferradelas na barriga da cabra cabrês.
    • Cheia de dores, a cabra cabrês fugiu com muita força, arrancou a porta e desapareceu.
    • Até hoje, ninguém mais viu a cabra cabrês!