Your SlideShare is downloading. ×
0
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Mabe 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mabe 2013

1,203

Published on

relatório da BEMA 2013

relatório da BEMA 2013

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,203
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
11
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA MÃES D’ÁGUA BIBLIOTECA ESCOLAR - 2012/2013 Secção A – resultados obtidos no âmbito da aplicação do MABE no domínio escolhido C - “Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade. Secção B – análise da ação da biblioteca escolar nos restantes domínios: “Apoio ao desenvolvimento curricular”; “Leitura e literacia” e “Gestão da Biblioteca Escolar”. Secção C – síntese global do domínio avaliado e recomendações do Conselho Pedagógico.
  • 2. SECÇÃO A – DOMÍNIO C C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade C1. Apoio a atividades livres, extra curriculares e de enriquecimento curricular Indicadores Evidências recolhidas Pontos fortes Pontos fracos C.1.1 Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e de estudo autónomos. • A BE apoiou atividades livres de leitura, pesquisa, estudo e execução de trabalhos escolares realizados pelos alunos fora dos seus horários letivos e dos contextos formais de aprendizagem; • 37 % dos alunos frequentam a BE pelo menos uma vez por semana; 44% dos alunos inquiridos utilizam a biblioteca para requisições domiciliárias, leitura, estudar ou realizar trabalhos de casa, fazer os trabalhos de casa; 27% dos alunos frequentam a BE • Os alunos utilizaram frequentemente o espaço da BE para a realização de trabalhos e para atividades lúdicas. • Fraca articulação com a Sala de Estudo. •
  • 3. para utilizarem a Internet. • 77% dos alunos consideram o horário da BE adequado aos seus interesses e necessidades; • 83% dos alunos consideram que a BE contribui para desenvolver a boa convivência, o espírito de iniciativa e de entreajuda e a autoconfiança dos alunos; • 92% dos alunos consideram o espaço da BE atrativo e agradável; • 59% dos encarregados de educação atribui muita importância à BE na aprendizagem e formação global do seu educando e 34% atribui importância; • Foi articulado o trabalho da BE com a sala de estudo. Havendo o empréstimo de livros para aquela sala e a deslocação de alunos à BE para fazer pesquisa; • A equipa da BE apoiou os alunos em trabalhos de pesquisa recorrendo a fontes bibliográficas e à Internet. • Os professores planearam e articularam trabalhos com a BE de forma a serem desenvolvidos naquele espaço. C.1.2 Dinamização de atividades livres, de caráter lúdico e cultural. • A equipa da BE dinamizou diversas atividades culturais que tiveram lugar na BE e noutros espaços da escola: - Comemoração do Dia de S. Martinho; - Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar; - Realização da Feira do Livro; - Oficina de leitura e de escrita com Margarida Botelho; - Comemoração do Dia dos Namorados; - Semana da Leitura; - Sessão com o escritor Xico Braga; - Comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor: sessão com o escritor Jorge Barroso. • O PAA da BE foi cumprido e ainda ocorreram algumas atividades que não tinham sido planificadas inicialmente. • Verificou-se uma participação empenhada quer da parte dos alunos quer dos docentes. • Pouco envolvimento dos encarregados de educação.
  • 4. • 68% dos alunos consideram que as atividades dinamizadas pela BE são numerosas , 91% consideram-nas diversificadas e 88% consideram-nas interessantes; • 25% dos encarregados de educação afirmam receber frequentemente informações sobre atividades desenvolvidas na BE e 56% afirmam recebê-las ocasionalmente; • 15% dos encarregados de educação afirmam que participam frequentemente nas atividades dinamizadas pela BE e 34% afirmam fazê-lo apenas ocasionalmente; • 94% dos encarregados de educação considera que as atividades realizadas pela BE contribuem para estimular o interesse do seu educando pela leitura. C.1.3 Apoio à utilização autónoma e voluntária da BE como espaço de lazer e livre fruição dos recursos. • Os alunos beneficiaram de acesso livre à BE, dentro do horário escolar; • A equipa da BE apoia e acompanha todos os alunos no desenvolvimento das suas atividades, incentivando a utilização autónoma dos recursos existentes; • A coleção foi atualizada com documentos impressos e não impressos; • A equipa da biblioteca proporcionou aos alunos condições favoráveis à utilização dos seus recursos; • Foram desenvolvidas diversas atividades para incentivar o gosto pela leitura; • 92% dos alunos afirmam que são apoiados pela equipa da BE nas suas atividades livres e de estudo. • A generalidade dos alunos considera que é apoiada nas atividades de estudo e livres. • A BE não está aberta em horário extra letivo.
  • 5. C.1.4 Disponibilização de espaços, tempos e recursos para a iniciativa e intervenção livre dos alunos. • A equipa da BE incentiva o livre acesso e promove a realização de atividades lúdicas; • 72% dos alunos afirmam que o ambiente é calmo e favorável à utilização ao mesmo tempo por vários alunos e grupos em atividades diferentes; • 79% dos alunos afirmam que os livros são atuais e de acordo com os seus interesses; • 92% dos alunos afirmam que é fácil encontrar os documentos que precisam; • 66% dos alunos afirmam que os CD, DVD e jogos que a BE põe ao seu dispor para ocuparem os tempos livres são do seu agrado. • Os alunos valorizam os recursos existentes na BE. • Os alunos consideram que devia haver mais computadores na BE; • A BE ainda é pouco conhecida pelos encarregados de educação. C. Projetos, parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade C2. Projetos e parcerias Indicadores Evidências recolhidas Pontos fortes Pontos fracos C.2.1 Envolvimento da BE em projetos da respetiva escola ou desenvolvidos em parceria, a nível • A equipa da BE organizou, em parceria com o Departamento de Línguas, a concretização de diversas atividades: Feira do Livro, Comemoração do Dia de S. Martinho, Semana da Leitura, entre outras; • A BE integrou, no seu espaço, exposições, visando os conteúdos programáticos do Departamento de Línguas e de Ciências Experimentais, no âmbito das seguintes comemorações: • Participação da BE em vários projetos e iniciativas da escola. • Pouca participação dos encarregados de educação nas atividades da BE.
  • 6. local ou mais amplo. - Dia Mundial da Alimentação; - Dia de S. Martinho; - Dia dos Namorados; - Semana da Leitura. • A BE também integrou, no seu espaço, as exposições: - Presépios, da responsabilidade do professor de Moral; - “Green Cork” – programa de reciclagem de rolhas de cortiça da Quercus da responsabilidade do Departamento de Ciências Experimentais; - Pré- história da responsabilidade do Departamento de Ciências Sociais e Humanas; • 63% dos encarregados de educação afirmam conhecer a BE que serve o seu educando; • 15% dos encarregados de educação afirmam que participam frequentemente nas atividades dinamizadas pela BE e 34% afirmam fazê-lo apenas ocasionalmente; C.2.2 Desenvolvimento de trabalho e serviços colaborativos com outras escolas, agrupamentos e BE. • A equipa da BE articulou com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, a implementação do projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares); • A equipa da BE articulou com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, no âmbito da Semana da Leitura, sessões com o escritor Xico Braga para todos os alunos. • Abertura da BE para trabalhar articuladamente com outras escolas. • Trabalho colaborativo com as outras escolas ainda muito frágil.
  • 7. C.2.3 Participação com outras escolas e, eventualmente, com outras entidades (RBE,DRE,CFAE) em reuniões da BM/SABE ou outro grupo de trabalho a nível de concelho ou interconcelho. • A PB participou sempre nas reuniões de trabalho agendadas pela coordenadora interconcelhia; • A PB participou no Encontro de Bibliotecas Escolares e Municipais – “Laços de Bibliotecas” – promovido pela RBE; • A PB participou em reuniões com a representante do SABE (Serviço de apoio às bibliotecas escolares do 1º ciclo) do município da Amadora, a coordenadora interconcelhia e a coordenadora da escola do 1º ciclo, Artur Bual, com vista à requalificação da biblioteca da referida escola. • A PB participou em vários encontros e atividades com várias entidades. • Poucas parcerias com entidades do Concelho. C.2.5 Abertura da BE à comunidade local. • A BE ainda não tem parcerias com a Junta de Freguesia nem com a Câmara Municipal. QUADRO SÍNTESE C. PROJETOS, PARCERIAS E ATIVIDADES LIVRES E DE ABERTURA À COMUNIDADE Motivo da escolha do domínio: este era o único domínio que ainda não tinha sido avaliado no âmbito da avaliação da biblioteca escolar. A equipa da BE
  • 8. tem consciência de que ainda há muito trabalho a desenvolver com outros parceiros e entidades, nomeadamente os encarregados de educação, a associação de pais, a biblioteca municipal, a Junta de Freguesia entre outros. A deteção dos pontos fortes e dos pontos fracos permitirá alterar práticas da BE, no sentido de melhorar a articulação de atividades e projetos com outras escolas e parceiros, contribuindo, assim, para uma BE mais próxima dos seus utilizadores. Nível obtido Ações de melhoria Observações C.1 Apoio a atividades livres, extracurriculares e de enriquecimento curricular. 3.00 • Reforçar a articulação com a Sala de Estudo; • Melhorar a difusão dos recursos existentes na BE; • Rentabilizar as iniciativas programadas, partilhando- as com outras escolas e bibliotecas escolares; • Solicitar o envolvimento e a colaboração dos encarregados de educação e da comunidade na organização dos eventos. C.2 Projetos e parcerias. 2.25 • Promover uma maior participação da BE em projetos e parcerias; • Explorar possibilidades de uso da BE pela comunidade local. A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  • 9. Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria A.1 Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e os docentes • A PB divulgou a BE como estrutura educativa a privilegiar nas reuniões do Conselho Pedagógico e do Departamento de Língua; • A PB realizou vários contactos com as coordenadoras dos estabelecimentos do primeiro ciclo para a programação de atividades do PNL e atividades dinamizadas pela BE com o objetivo de promover a leitura; • A BE desenvolveu um trabalho de colaboração com o grupo de Língua Portuguesa/Português, na concretização de diversas atividades: semana da leitura, dia mundial da alimentação, dia dos namorados, sessões com escritores entre outras; • A BE organizou, em parceria com o Departamento das Línguas, a Semana da Leitura, tendo planificado e divulgado atividades, em que estiveram envolvidas várias turmas do 2º e 3º ciclos e do ensino secundário e a escola do 1º ciclo, Artur Bual; • A BE articulou o seu PAA com o PAA do Agrupamento; • Atas do Conselho Pedagógico; • Registos de contactos; • Documentos das actividades; • Estatísticas; • Trabalhos de alunos; • Atas das reuniões da equipa da BE; • Atas das reuniões de Departamentos; • PAA da BE e PAA do Agrupamento; • Continuar a apresentar aos docentes sugestões de trabalho conjunto em torno do tratamento de diferentes unidades de ensino ou temas. • Produzir e partilhar materiais da BE com os outros docentes e com as outras escolas do agrupamento. • Promover a integração de novos docentes no trabalho da BE.
  • 10. • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Regulamento Interno do Agrupamento; • A BE inseriu as suas atividades e projetos nos objetivos do Projeto Educativo do Agrupamento; • A BE fez aquisições para atualização da coleção em função das necessidades manifestadas por alguns docentes e de acordo com a disponibilidade da verba concedida; • Registaram-se 49 utilizações da BE em contexto lectivo. A.2. Promoção das literacias da informação, tecnológica e digital. • A equipa da BE apoiou os alunos na seleção e utilização das TIC e da Internet, selecionando sites e orientando pesquisas; • A BE disponibilizou, os seus recursos informáticos e humanos, para o desenvolvimento de actividades; • A equipa da BE apoiou os alunos na utilização da rede social Diigo; • A BE disponibilizou três guiões de pesquisa/apoio ao desenvolvimento de competências de informação: “Como estruturar um trabalho escrito”;“Como indicar a bibliografia num trabalho escrito” e “Guião para um trabalho de pesquisa na Internet; • A PB frequentou a ação de formação • Estatísticas; • Guiões. • Reforçar a articulação entre a BE e o trabalho de sala de aula; • Continuar a produção de guiões e outros materiais de apoio à pesquisa e utilização da informação pelos alunos; • Sensibilizar os docentes para a utilização de algumas das ferramentas da Web 2.0 como forma de incentivar a partilha de conteúdos e a melhoria das aprendizagens dos alunos; • Incentivar a formação dos
  • 11. “A Biblioteca Escolar 2.0” docentes e da equipa da BE na área das TIC e da literacia da informação. B. Leitura e literacia Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria B.1 Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura. • A PB realizou contactos com a coordenadora do estabelecimento do primeiro ciclo para a programação de atividades do PNL LER+ e LER MELHOR; divulgou e entregou materiais do projeto SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares); • A BE desenvolveu de forma regular atividades no âmbito da promoção da leitura com impacto no crescimento do gosto pela leitura: - Realização da Feira do Livro de 26 a • Registos de contactos; • Documentos das atividades; • Estatísticas; • Trabalhos de alunos; • Atas das reuniões da equipa da BE; • Utilizar a Web e outras fontes de informação na prospeção e identificação de materiais do interesse dos alunos; • Inventariar as necessidades em termos de livros e outros recursos; • Definir um plano integrado de atividades que melhorem os SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  • 12. 30 de novembro; - Comemoração do Dia da Biblioteca Escolar - Comemoração do Dia Mundial da Alimentação; - Comemoração do Dia de S. Martinho; - Comemoração do Dia dos Namorados; - Comemoração da Semana da Leitura; - Oficina de leitura e de escrita com Margarida Botelho; - Comemoração do Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor – sessão com o escritor Jorge Barroso; • Foram realizadas ações de promoção da leitura destinadas especificamente às turmas do 2º e 3º ciclos: - leitura orientada na sala de aula ao longo do ano lectivo; • A BE coordenou a aplicação do PNL no Agrupamento: - divulgou as linhas de orientação no Departamento de Línguas; - realizou aquisições; - acompanhou e propôs actividades nas quais participaram todas as turmas do 5º,6º,7º, 8º e 9 anos da escola sede, e ainda o Jardim de Infância e a escola do 1º ciclo, Artur Bual; • A BE divulgou no blogue as atividades que desenvolveu, bem como outras informações com interesse para a comunidade escolar. • Atas do Conselho Pedagógico; • Relação de vendas da Feira do Livro. índices de leitura, apresentando sugestões que envolvam a colaboração dos docentes; • Continuar a desenvolver uma ação sistemática na promoção de obras literárias ou de divulgação, na realização de exposições, de debates, na criação de grupos de leitura. B.2. Integração da BE nas • A PB realizou vários contactos com as • Blogue; • Sensibilizar a escola para a
  • 13. estratégias e programas de leitura. coordenadoras dos estabelecimentos do primeiro ciclo para a programação de actividades do PNL e actividades dinamizadas pela BE com o objectivo de promover a leitura; • A BE desenvolveu um trabalho de colaboração com o grupo de Língua Portuguesa/Português e com a escola do 1º ciclo, Artur Bual, na concretização de diversas actividades: leitura orientada na sala de aula, semana da Leitura, entre outras; • A BE articulou actividades com os docentes no âmbito do PNL e todas as turmas do 1º ao 9º ano fizeram a leitura orientada na sala de aula de três títulos (um por período letivo); • A BE organizou, em parceria com o Departamento de Línguas, a Semana da Leitura, tendo planificado e implementado atividades, em que estiveram envolvidas várias turmas do 1º, 2º, 3º ciclos e do ensino secundário. • Cartazes; • Estatísticas; • Fotografias; • Trabalhos realizados pelos alunos. importância da leitura como suporte e progressão das aprendizagens; • Trabalhar articuladamente com os departamentos e os docentes; • Produzir materiais de apoio para docentes e alunos. B.3 Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e da literacia • Os alunos revelaram bastante adesão à Feira do Livro, e às atividades desenvolvidas ao longo do ano letivo; • O número de requisições domiciliárias de livros foi de 867; • Os alunos utilizaram frequentemente a BE e os seus recursos em atividades de estudo e lúdicas. • Estatísticas; • Observação direta. • Melhorar a oferta de atividades de promoção da leitura e de apoio ao desenvolvimento de competências no âmbito da leitura, da escrita e das literacias; • Dialogar com os alunos com vista à
  • 14. identificação de interesses e necessidades no campo da leitura e da literacia. D. Gestão da Biblioteca Escolar Subdomínio Relatório de Avaliação Evidências que fundamentam o relatório Ações para melhoria D.1. Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. • A PB promoveu, no Conselho Pedagógico, ao longo do ano, o papel relevante da BE para o sucesso educativo dos alunos; • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Regulamento Interno do Agrupamento; • O Regulamento Interno da BE está em anexo ao Projecto Educativo do Agrupamento; • O Plano de Atividades da BE insere- se na missão e metas preconizadas nos documentos estratégicos do Agrupamento; • O PAA da BE está articulado com • Atas das reuniões; • Registos; • Documento sobre o MABE; • Horário; • PAA da BE; • Regulamento Interno da BE. • Reforçar a articulação de objetivos e de trabalho com os departamentos e docentes; • Reforçar o trabalho colaborativo com as outras escolas do agrupamento; • Criar dinâmicas de promoção cultural e difundir essas práticas formando públicos, promovendo a escola e a BE como pólo cultural; • Integrar os resultados da auto- avaliação da BE na auto- SECÇÃO B – DOMÍNIO C
  • 15. PAA do Agrupamento; • No âmbito da autoavaliação da BE a PB apresentou numa sessão do Conselho Pedagógico o MABE proposto pela RBE, tendo definido o domínio a testar; • A equipa da BE realizou duas reuniões para operacionalizar o MABE; • O horário de funcionamento da BE está adequado ao horário de funcionamento dos alunos; • Os recursos da BE são utilizados pelos docentes no âmbito das atividades e projetos desenvolvidos na escola/agrupamento; • A BE planificou diversas atividades com os docentes (exposições, sessões de leitura, sessões com escritores, semana da leitura). avaliação da escola. D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços • A PB participou, de forma empenhada, no Conselho Pedagógico, promovendo o trabalho da BE, a sua relação colaborativa com os docentes, os seus projetos visando o sucesso educativo e a interação com os coordenadores dos departamentos e o presidente do conselho pedagógico; • A equipa da BE realizou três reuniões para planificar o PAA da BE e operacionalizar o MABE; • Actas das reuniões; • Certificados de formação e participação; • Registos; • Blogue • Reforçar a ação da BE no apoio ao funcionamento da escola e às atividades de ensino/aprendizagem.
  • 16. • A PB realizou formação creditada no âmbito das Bibliotecas Escolares: oficina de formação A Biblioteca Escolar 2.0 (15+15 horas); • A PB fez formação contínua na área das BEs; participou ainda em diversos encontros e sessões de trabalho com outros PBs; • O mobiliário e equipamento da BE são adequados ao espaço físico; • Os recursos humanos afetos à BE são os seguintes: a professora bibliotecária, a equipa da BE e a assistente operacional que está a tempo inteiro na BE; • A equipa da BE divulgou o trabalho realizado e incentivou o diálogo e cooperação com os utilizadores através do blogue da BE. D.3. Gestão da coleção/da informação. • A BE apresenta um sistema de classificação normalizado, usando a Classificação Decimal Universal; • A PB continua a catalogação informatizada do fundo documental impresso, usando a base de dados Porbase; • Listas de aquisição; • Registos; • Questionários. • Continuar a catalogação informatizada do fundo documental; • Detetar os pontos fracos da coleção e reforçar as áreas com carências identificadas;
  • 17. • A coleção foi atualizada com verba proveniente da Direcção do Agrupamento; • A BE criou marcadores sociais para disponibilização de recursos digitais, usando o programa Diigo; • A coleção está adequada à população escolar, embora se verifique um desequilíbrio entre o fundo documental impresso e o não impresso; • A equipa da BE incentiva a requisição domiciliária, visando o desenvolvimento de trabalhos curriculares em casa e a promoção da leitura recreativa. • Explorar e difundir o uso de recursos online e incentivar o recurso de dispositivos da WEB para produzir e difundir informação. Auto-Avaliação – Síntese Global Nível Obtido: Domínios Ano de Nível Ações para melhoria Data de apresentação ao Conselho Pedagógico.
  • 18. de funcionam ento incidência da autoavalia ção deste domínio obtido Recomendações do Conselho Pedagógico 15/07/2013 C.1 Apoio a atividades livres, extracurric ulares e de enriquecim ento curricular. 2012/2013 3.00 • Reforçar a articulação com a Sala de Estudo; • Melhorar a difusão dos recursos existentes na BE; • Rentabilizar as iniciativas programadas, partilhando-as com outras escolas e bibliotecas escolares; • Solicitar o envolvimento e a colaboração dos encarregados de educação e da comunidade na organização dos eventos. • Aprofundar o trabalho desenvolvido, partilhando-o com outras escolas e bibliotecas escolares; • Criar um clube de escrita criativa e/ou um jornal escolar. C.2 Projetos e parcerias. 2012/2013 2.25 • Promover uma maior participação da BE em projetos e parcerias; • Explorar possibilidades de uso da BE pela comunidade local. • Abrir a BE à comunidade local (Associação de Pais, Junta de Freguesia e outras entidades).

×