6ª SessãO  Metodologias De OperacionalizaçãO Parte Ii
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

6ª SessãO Metodologias De OperacionalizaçãO Parte Ii

on

  • 475 views

 

Statistics

Views

Total Views
475
Views on SlideShare
475
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
4
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    6ª SessãO  Metodologias De OperacionalizaçãO Parte Ii 6ª SessãO Metodologias De OperacionalizaçãO Parte Ii Presentation Transcript

    • Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares O Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares: Metodologias de Operacionalização – Parte II Domínio/ Subdomínio D. Gestão da BE D.1 Articulação da BE com a Escola/Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE _____________________________________________________________________________________ Teresa Valente
    • D. Gestão da BE D.1 Articulação da BE com a Escola/ Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE Indicadores Factores críticos de sucesso Instrumentos de recolha de Evidências extraídas dos Evidências sugeridas instrumentos, a integrar no relatório de Auto-Avaliação D.1.1 Integração/ acção da BE . A escola inclui a BE na 1. Projecto Educativo de Escola 1. O PEE refere a importância da na escola/agrupamento formulação e desenvolvimento da (PEE) BE para a consecução dos seus sua missão, princípios e objectivos. objectivos estratégicos e de aprendizagem. 2. Regulamento Interno de Escola 2.O Regulamento Interno contempla aspectos relacionados com os objectivos da BE/ organização e gestão/ serviços prestados pela BE. . O professor bibliotecário tem 3. Registo de reuniões e contactos 3. A Coordenadora da BE da assento no conselho pedagógico. Escola sede realizou reuniões/encontros com as coordenadoras das BEs do agrupamento . São desencadeadas acções com 4. Projecto Curricular de escola 4. A BE constitui um vista à partilha, discussão e (PCE) recurso/parceiro fundamental no aprovação da BE nos órgãos de desenvolvimento curricular, administração e gestão (conselho nomeadamente em actividades de geral, director, conselho promoção da leitura pedagógico) departamentos curriculares e demais estruturas de coordenação educativa e de
    • supervisão pedagógica. 5.Plano Anual de Actividades da 5. Constata-se que o Plano Anual Escola/ Agrupamento de actividades da BE se integra no . O regulamento interno da escola PAA da escola. contempla os seguintes aspectos: - Missão e objectivos da BE; - Organização funcional do espaço; - Organização e gestão dos recursos de informação; -Gestão dos recursos humanos afectos à BE; - Serviços prestados à comunidade escolar no âmbito do projecto educativo; - Regimento do funcionamento 6. Regimento Interno da BE 6. O Regimento Interno da BE das BE define regras de circulação de documentos na Escola/ Agrupamento . A BE adequa os seus objectivos, 7.Plano de acção da BE 7. As áreas de intervenção recursos e actividades ao currículo (exemplo: Leitura e Literacia), nacional, ao projecto curricular de estão em consonância com a escola e aos projectos curriculares acção estratégica definida no das turmas. Projecto Educativo e no Projecto
    • Curricular da Escola / Agrupamento. . O plano de desenvolvimento da 8.Plano de Actividades da BE 8.Verifica-se que a BE BE acompanha, em termos de desenvolveu actividades que se acção estratégica, o projecto enquadram nas metas do Projecto educativo da escola e outros Educativo de Escola, projectos. nomeadamente de articulação curricular. .O plano anual de actividades da 9. Projectos Curriculares de turma 9. A BE constitui um recurso BE relaciona-se, em termos de (PCT) importante na concretização dos objectivos operacionais, com o PCT e contribui para a apoio ao currículo, com o plano aprendizagem dos alunos. anual de actividades da escola e com outros projectos em desenvolvimento.
    • D.1.2 Valorização da BE pelos . Os órgãos de administração e 1.Relatórios de Avaliação da BE 1. Verifica-se que o conselho órgãos de direcção, gestão( conselho geral, director, directivo tem apoiado a equipa da administração e gestão da conselho pedagógico) apoiam as BE no desenvolvimento das escola/agrupamento. BE e envolvem-se na procura de actividades por esta propostas. soluções promotoras do seu funcionamento. 2. Relatório de Auto-Avaliação 2. Constatação do empenhamento/ Anual da Escola/Agrupamento participação do conselho directivo nas linhas orientadoras da BE. 3. Verifica-se que o número de . Os órgãos de administração e 3. Regulamento Interno de escola elementos da equipa é suficiente gestão põem em prática uma ou limitado para desenvolver um política de afectação de recursos trabalho mais eficaz. humanos adequada às necessidades de desenvolvimento da BE 4. A referência à BE é pontual/ . Os órgãos de administração e 4. Registos de Projectos de pouco sustentada; frequente/ gestão e os departamentos articulação nas planificações dos sustentada numa actuação curriculares estabelecem departamentos curriculares/ estratégica. estratégias visando a articulação coordenação dos DTs. entre a BE e as demais estruturas de coordenação educativa e de supervisão pedagógica. 5. A BE participou nas . A escola contempla a BE e os 5. Registos de projectos e actividades propostas no PAA da seus recursos nos projectos e actividades educativas e escola actividades educativas e curriculares da curriculares. escola/agrupamento 6. Constata-se a disponibilização
    • . Os órgãos de administração e 6. Orçamento da Escola/relatório de verba orçamental atribuída à gestão atribuem uma verba anual de Avaliação da BE/Propostas de BE; para a renovação de aquisição. A BE apresentou propostas de equipamentos, para a actualização aquisições. da colecção e para o funcionamento da BE. D. 1.3 Resposta da BE às . A BE funciona num horário 1. Horário da BE 1./2. Verifica-se que a BE necessidades da contínuo e alargado que funciona dentro do horário… escola/agrupamento possibilita o acesso dos 2. Horário dos professores e acompanha/não acompanha as utilizadores no horário lectivo e funcionário afectos à BE necessidades dos utilizadores. acompanha as necessidades de ocupação em horário extra lectivo. 3. A BE fez circular títulos entre . As BE no agrupamento são 3. Grelhas de requisição de títulos as escolas… para actividade da geridas de forma integrada, biblioteca itinerante. rentabilizando recursos, possibilidades de acesso a programas e projectos. . Os recursos e serviços da BE respondem às metas e estratégias definidas no projecto educativo, projecto curricular e outros projectos. 4. Taxas de ocupação/ Inquéritos . A BE cria condições e é usada 4. Estatísticas de ocupação feitos aos alunos. como recurso e como local de lazer e de trabalho. 5. A BE promoveu actividades no
    • . A BE apoia os utilizadores no 5. Registo de actividades âmbito da Leitura e das Literacias; acesso à colecção, aos promovidas pela BE Fez intervenções no espaço; equipamentos, à leitura, à Desenvolveu actividades pesquisa e ao uso da informação. conjuntas no agrupamento. . A BE desenvolve projectos com a escola/agrupamento. 6. A BE produziu materiais de . A BE assume-se como pólo de 6. Materiais produzidos/editados apoio/divulgou informação. fomento e de difusão cultural. 7. Análise dos resultados/níveis de 7. Questionário aos professores classificação. D.1.4. Avaliação da BE na . A BE implementa um sistema de 1. Estatísticas 1.Análise estatística da utilização escola/agrupamento. auto-avaliação contínuo. dos vários recursos da BE. . Os órgãos de direcção, administração e gestão são envolvidos no processo de auto- avaliação da BE. 2.A BE aplicou os questionários/ . Os instrumentos de recolha de 2. Questionários análise dos resultados e avaliação informação são aplicados, de feita pelos utilizadores. forma sistemática, e no decurso do processo de gestão. . A informação recolhida é analisada e os resultados da análise/avaliação originam, quando necessário, a redefinição de estratégias, sendo integradas
    • no processo de planeamento. 3. A BE apresentou os resultados . Os resultados da auto-avaliação 3. Relatório final de auto- da auto-avaliação e propostas para São divulgados junto dos órgãos avaliação a melhoria. de direcção, administração e gestão, estruturas de coordenação e de supervisão pedagógica e da comunidade, com o objectivo de promover as mais-valias e de alertar para os pontos fracos do seu funcionamento. . São realizadas actividades de benchmarking. . A auto-avaliação da escola integra os resultados da auto- avaliação da BE.