Como criar metas por fred graef
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Como criar metas por fred graef

on

  • 469 views

 

Statistics

Views

Total Views
469
Views on SlideShare
469
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
15
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Como criar metas por fred graef Como criar metas por fred graef Document Transcript

  • Como criar metas por Fred GraefLição 1 – Sua meta precisa ser positivaO que quer dizer isso? Quer dizer que a sua meta precisa ser dita e querida pelo que sequer, e não pelo que não se quer.Alguns exemplos CORRETOS de como se devem definir suas metas: Quero crescer Quero prosperidade financeira Quero qualidade de vida Desejo mais harmonia nos meus relacionamentos Quero enriquecer Quero saúde Quero me sentir bem Etc.Muitas pessoas definem suas metas ou desejos de forma errada. Veja abaixo algumasmaneiras de como NÃO definir as suas metas: Não quero mais me estressar Não quero mais ficar devendo no cheque especial Não quero mais chegar ao final do mês sem dinheiro Não desejo mais dever para ninguém Não quero mais sentir desequilibrado Não quero mais se sentir esgotado Não quero mais brigar em casa Etc.Sua meta deve ser definida de forma positiva. E por quê? Porque o cérebro não conhecea palavra NÃO. O cérebro processa informações fundamentalmente através de imagens.Assim, quando você pensa o que não quer mais, advinha o que vem a sua mente?Exatamente, as imagens do que você não deseja. E assim, é como se fosse mágica, vocêpassa a focar no objetivo errado, ou seja, naquilo que você não quer, em vez de focarnaquilo que você quer.Quer experimentar? Então faça o seguinte... Não pense, mas, por favor, não pense numagirafa vermelha usando uma touca azul. O que veio a sua mente? A girafa, certo?Eis o motivo para você definir as suas metas de forma positiva, pensando naquilo quevocê deseja e não naquilo que você não quer.
  • Lição 2 –Sua meta precisa ser específicaPense que você é um timoneiro e que seu cérebro é seu navio. Seu navio vai obedecer assuas ordens. Contudo, suas ordens precisam ser específicas.Muitas vezes, damos comandos inespecíficos para nosso cérebro. Comandos como:quero prosperidade, quero mais negócios, quero mais tranquilidade, quero melhoresrelacionamentos, etc. O problema é que com comandos inespecíficos como os citados,nosso cérebro não sabe ao certo o que precisar atingir.Desta forma, sua meta precisa ser específica, isto é, precisa ter a quantidade, o quando,com quem, em que circunstâncias, etc. A sua meta precisa conter todos os detalhes paraque seu cérebro saiba o que precisar atingir.Pense que seu cérebro é um míssil. Você sabe que um míssil precisa das coordenadascorretas para acertar o alvo, correto?Portanto, lembre-se de que você precisa ter as suas metas muito bem definidas.Outra forma de você pensar nesta lição é imaginar se a sua meta pode ser auditada. Casooutra pessoa saiba da sua meta, ela terá como saber se você atingiu ou não?Chamo isso de teste da auditoria, isto é, se uma pessoa é capaz de identificar se vocêatingiu a sua meta ou não, é sinal de que sua meta está bem especificada.Faço-lhe uma pergunta: suas metas são específicas? Suas metas podem ser auditadas?Lição 3 – Sua meta precisa ser ecológicaEcológica? Não entendi Fred. O que quer dizer com isso?Ecológica é um termo usado em Coaching para checar se o que você deseja pode causaralgum dano a você, outras pessoas ou sistemas. Por sistemas, você pode considerar anatureza, grupos, comunidades, etc.E por que uma meta precisa ser ecológica? Porque quando a sua meta é ecológica, vocênão corre o risco de se auto sabotar. Você deve estar se perguntando, como assim Fred,como me auto sabotar?Explico-me. Se dentro de você existir alguma voz que diga que o que você quer fazer outenciona pode prejudicar a você, outras pessoas ou sistemas saiba que a chance desta suameta se materializar é quase zero.Funciona mais ou menos assim. Imagine uma pessoa que deseja ser milionária. Pois bem,se esta pessoa, ao investigar suas crenças e pensamentos internos, detectar que dentrodela existe uma voz que diga algo: “é, mas se você for milionário, as pessoas vão se afastarde você”, a chance desta pessoa se tornar milionária é quase zero. Por quê? Por que
  • existe um conflito ecológico dentro dela, existe uma crença que a afasta de sua meta.Percebe?Outro exemplo: “quero criar um negócio mais acho que talvez eu venha a ser criticadopelas pessoas”. Da mesma forma que o exemplo anterior, existe uma força dentro dapessoa que a segura na direção da sua meta. Este é o outro caso de conflito ecológico, ouauto sabotagem.Minha experiência me diz que neste ponto da ecologia reside o maior desafio para aspessoas fazerem as suas metas acontecerem.Como você pode identificar se você tem um risco de ecologia em relação as suas metas?Pense na sua meta ou nas suas metas e faça a você mesmo as seguintes perguntas:  Esta meta pode causar algum problema a mim?  Esta meta pode causar algum problema a alguém?  Esta meta pode causar algum problema a algum sistema?Se a resposta for NÂO, siga em frente. Se sua meta está em boas condições e auditada. Achance de você atingir o que você quer é alta. Se a resposta for SIM, pergunte-se oseguinte: “estou disposto a quebrar os ovos para fazer esta omelete?” ou “ok, eu banco oscustos e riscos deste projeto e decido seguinte em frente”. Se o seu sentimento fortranquilo com estas respostas, siga em frente. Você provavelmente não tem um conflitoecológico com as suas metas.Caso o seu sentimento seja de duvida ou hesitação, você tem 2 caminhos: ou você mudasua meta, ou você resolve sua crença em relação ao impacto em você ou outras pessoas.Ou você torna sua meta compatível com você e outras pessoas ou sistemas ou vocêprecisa alterar suas crenças sobre aquilo que você deseja atingir.Por exemplo, no caso do milionário citado anteriormente, você mudaria sua crença paraalgo como: “quando eu for milionário, outras pessoas vão se aproximar de mim, epessoas muito bem intencionadas sempre”. Perceba, sua crença é fundamental para quevocê possa atingir o que tanto deseja.Lição 4 – Sua meta precisa estar escritaSua meta precisa estar escrita, ou no papel, ou no computador.Vou contar a você uma pequena história. Na 2ª metade do século passado, Harvard fezuma pesquisa com os formandos do curso de Graduação em Economia. Nos dias queantecediam à formatura, perguntou o seguinte a cada um: "quais são as suas metas"?Dos pesquisados, 84% responderam que não tinham metas. Disseram que iriam deixarsuas vidas ao sabor das circunstâncias. 13% disseram que tinham metas, mas estas metasestavas nas suas cabeças. Mentalmente eles sabiam oque queriam ou que iriam buscar.
  • Os outros 3% disseram que tinham metas e todas elas estavam escritas.Detalhe: entre os 3 grupos, não existia nenhuma grande diferenciação. Você nãoencontrava pessoas com QI mais alto num determinado grupo, ou pessoas de origemmais rica em outros ou pessoas com melhores relacionamentos em outro. As maioresdiferenças estavam na forma que encaravam o futuro e na metodologia para o futuro.Passados 10 anos, Harvard foi investigar como estava asituação destas pessoas e comotinha sido a sua evolução. Os pesquisadores podiam pegar qualquer critério. Podiamchecar como estava o peso, o colesterol, a qualidade de vida, o número de amigos etc.Resolveram pegar um critério fácil de medir e acompanhar: a renda acumulada ao longodo ano.Pois bem, a pesquisa apontou o seguinte. Imagine todo o grupo dos 84%, aqueles quenão tinham metas, e o grupo dos 13%, aqueles que tinham as metas só na cabeça, nãoescritas, como 2 países. Você sabe que o PIB de um país é o total das riquezas ouprodução do país. Pois bem, os pesquisadores descobriram que o PIB dos 13%, todos osintegrantes somados, era 2 x o PIB dos 84%. Surpreendente não?! Imagine que fossem100 pessoas. Isto significa que 13 pessoas juntas, somando suas rendas, tinham umvolume 2 x maior que o volume somado de 84! Apenas porque tinham metas!Pois bem, agora pegue os 84% e os 13% e some, ou seja, 97% dos pesquisados. Filipe,qual você acha que era a relação da renda ano somada dos 97% e dos 3%? Quanto?Duas vezes, três vezes, quatro vezes? A relação era de 10 x, eu disse 10 x ! Simplesmenteimpressionante! Aqueles 3% que tinham metas e estavam por escrito, tinham uma rendaano equivalente a 10 x dos outros 97%. Impressionante!!!Moral da história: escreva suas metas. Com isso a probalidade de você alcançar o quedeseja se eleva muito. Pelo menos você estará tendo o comportamento de pessoas desucesso. Pessoas de sucesso escrevem suas metas.Pense bem. Grande parte das coisas importantes da sua vida são escritas: certidão denascimento, certidão de casamento, escritura de imóvel, contrato de financiamento juntoa bancos etc. Por que as suas metas, tão ou mais importantes quanto todo o resto, nãoestariam escritas?Portanto, escreva as suas metas, no papel ou no computador.Lição 5 – Você precisa estar consciente da relevância da sua meta e expandir ao máximoesta consciênciaTudo bem Fred, bacana, mas não entendi...
  • Me explico. Sua meta precisa de combustível para se fortalecer na sua cabeça e no seucoração. E qual é estecombustível? Estes combustíveis são os motivos de porquevocêquero que quer. Esta é a relevância da sua meta.Você precisa anotar (e esta é outra dica dentro desta lição) as razões importantes paravocê desejar o que deseja.E aqui estamos falando de sentimento. Quanto mais motivos ligados aos seus sentimentosvocê tiver, mais você estará no caminho de colocar mais combustível para a sua meta.Pense que os motivos funcionam como um fertilizante para o crescimento efortalecimento da sua meta na sua cabeça e no seu coração.Escreva o máximo de motivos. As coisas que você vai sentir ao atingir a sua meta, o quevocê vai poder proporcionar à sua família, o que você vai poder fazer por seus amigosou pelas outras pessoas, o que isso vai significar de fato para você.Entenda que a sua motivação não vem da lógica nem de algo racional. Sua motivaçãovem de sentimentos, dos "porquês" da sua meta.Quando você tem estes motivos, você dá um sentido para o seu sistema (mente ecoração) entrar em ação e buscar o que você deseja.Além disso, esta lista de motivos, a relevância, funciona como uma bateria que você seconecta para regularmente carregar sua energia.Isto é importante porque começar uma viagem na direção do que você deseja é mais fácildo que manter a constância e a disciplina necessárias para chegar ao seu destino.Vão haver dias em que as coisas podem se tornar difíceis na sua caminhada. Vão haverdias em que as coisas não vão sair como você quer. Daí será o momento para voltar à sualista de motivos e ler para se lembrar de e se conscientizar.Sua lista de motivos, a relevância para você, é o carregador da sua bateria.Portanto, faça sua lista e a mantenha num local visível ou de fácil acesso. Será umaexcelente idéia estar voltando a esta lista com frequência e torná-la o maisconsciente possível.Pratique esta dica!
  • Lição 6 - Você precisa acreditar e se sentir responsável pelo inicio e pela manutençãodasações para buscar as metasÉ o seguinte: se você acreditar que o cumprimento da sua meta dependefundamentalmente de outros, você está com problemas.Quando falo isso para alguns clientes, eles me olham com dúvida...Funciona mais ou menos assim... Imagine que você lidere uma equipe. E imaginetambém que você tenha objetivos a cumprir. É claro que a atuação de cada componentedo time vai influenciar no resultado global.Contudo, você precisa se sentir responsável e acreditar que você opera como uma grandeforça motriz deste sistema que busca este objetivo.E pense em qualquer equipe ou time. Você pode pensar na sua família, na sua empresa,em alguma organização não governamental, num trabalho para a faculdade, no seucondomínio, em uma gincana etc.Se você busca uma meta ou resultado com outras pessoas, você precisa acreditar e sesentir como responsável pelo atingimento da meta.Em última instância estamos falando de crença. Você acredita e sente que podeinfluenciar diretamente a si e a outras pessoas para atingir o resultado que deseja?Caso você tenha algum problema em desenvolver este pensamento, você tem duasalternativas: ou altera a sua crença para acreditar no que estou dizendo a você ou alteraa sua meta.Pense nisso e reveja suas crenças com relação a suas metas nesta lição.Lição 7 - Você sabe de que recursos dispõem e que já estão ao teu alcance paraatingimento da tua meta?É o seguinte Filipe, às vezes temos várias coisas que facilitam a nossa vida ao nossodispor, mas não nos damos conta.Imagine uma pessoa que pense em fazer uma viagem de avião. Esta pessoa pode definirsua meta, sair planejando uma séria de coisas e esquecer das milhas disponíveis no cartãode crédito, milhas que poderiam ser convertidas em passagens aéreas.
  • Por mais banal e simples que possa parecer este exemplo, este tipo de "esquecimento"surge com muitos clientes queassessoro na definição de metas ou atingimentoderesultados.Pelos mais variados motivos, as pessoas esquecem de fazer um levantamento de todos osrecursos que possuem à disposição.E o que são estes recursos? São itens como network (relacionamento com pessoas),conhecimento (talvez pessoas próximas já tenham atingido o que você quer atingir epossam dar excelentes dicas), questões materiais (dinheiro, imóveis, móveis etc.), objetose por aí vai.Portanto, ao definir sua meta, faça um levantamento de tudo e todos que você tem ao seudispor e que podem te ajudar com o teu projeto.Esta simples etapa pode poupar a você bastante tempo, energia e dinheiro, além depermitir a você fazer uma "viagem" bem mais tranquila e segura.Assim sendo, fica a dica para você: faça a lista dos seus recursos! Analise e procure fazerda sua "viagem" a mais eficaz e produtiva possível.Lição 8 – Qual é o seu primeiro passo?Exatamente, qual é o seu primeiro passo para fazer "a bola rolar"?Às vezes Filipe, temos idéias ou projetos fantásticos e "não colocamos o carro para andar".É como aquele camarada que passa dia após dia dizendo para si mesmo: "preciso cuidarda minha saúde, preciso cuidar da minha forma física, preciso emagrecer" etc. Enquantoestas coisas estiverem no plano mental, eu garanto a você que a probabilidade de algoacontecer é baixíssima.Enquanto ele não colocar na agenda dele algo como "amanhã, às 10 horas, vou ligar paraacademia e marcar o meu exame médico", o projeto vai continuar na mente dele econsumindo uma energia tremenda. E pior, sem avanços práticos.Pense na sua meta como um veículo. Ele precisa começar a se movimentar para chegarao destino.Como diz um sábio ditado chinês, uma grande caminhada inicia com o primeiro passo.Portanto, depois de você ter pensado em vários pontos para que a sua meta seja bemformulada, chega agora o momento de decidir qual será o primeiro passo.
  • Qual será a 1.a ação prática que você vai tomar? E quando?Quando será? Será amanhã? Agora? Inicie. Comece. Aja.Pense nisso e faça o seu projeto andar.Resumo das Lições 1. A meta precisa ser positiva 2. A meta precisa ser específica 3. A meta precisa ser ecológica (no conceito da boa formulação de objetivos) 4. A meta precisa estar escrita 5. A meta precisa ser relevante, isto é, atender valores seus 6. Você precisa se sentir e acreditar ser o responsável pela meta 7. Você precisa fazer um levantamento dos recursos que já possui para atingir a meta 8. Você precisa definir qual será o seu primeiro passo para realizar a sua meta