• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ef.
 

Ef.

on

  • 1,455 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,455
Views on SlideShare
1,455
Embed Views
0

Actions

Likes
1
Downloads
18
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ef. Ef. Presentation Transcript

    • Drible de Progressão e Protecção E Tripla Ameaça Trabalho feito por: Adriana Coelho, nº2, 10º1C Catarina Costa, nº11, 10º1C Filipe Leal, nº13, 10º1C
    • O basquetebol é um desporto colectivo, que foi inventado em 1891, por um professor de Educação Física nos Estados Unidos. O basquetebol é um desporto em que duas equipas de cinco jogadores, jogam com o objectivo de passar a bola por dentro do cesto colocado na extremidade do campo de basquetebol, marcando o maior pontos que possível, para assim ganharem a partida.
    • Para poderem pontoar, os jogadores podem driblar ao longo do campo ou, caso estejam a ser marcados, passar a bola para um colega desmarcado. Neste trabalho vamos abordar os dribles de progressão e protecção, e a posição tripla ameaça.
    • Como sabemos, o drible é um importante gesto ofensivo que permite ao jogador progredir com a bola em campo; O drible é essencialmente utilizado na progressão para o cesto ou quando não existem condições favoráveis de passe ou de lançamento;
    • O tipo de drible relaciona-se com as variações de ritmo, alternância das mãos e paragens/arranques rápidos necessários. Depende também da distância a que se encontra o adversário; Neste trabalho, vamos distinguir dois tipos diferentes de dribles: protecção e progressão.
    • O drible de progressão tem como objectivos o jogador sair de uma zona congestionada e chegar o mais depressa possível ao cesto adversário, utilizando-se, portanto, para progredir no terreno do jogo. É praticado quando não há ameaças adversárias. É um tipo de drible que garante a posse de bola, fazendo-a chegar o mais rápido que possível ao cesto adversário
      • Este tipo de drible tem como componentes criticas:
      • Bater a bola à altura da cintura e ligeiramente ao lado do corpo;
      • Impulsionar a bola para a frente, através da flexão e extensão do membro superior;
      • Contactar a bola com os dedos estendidos e afastados e não com a palma da mão;
      • Altura do ressalto ligeiramente superior ao nível da cintura;
      • Olhar dirigido para a frente;
      • Realizar um drible cruzado (à frente do corpo), mudando de mão alternadamente;
      • Acompanhar o movimento com flexão dos membros inferiores e inclinação do corpo no sentido da bola, ou seja o jogador está em posição de tripla ameaça;
      • Continuar o drible com a mão receptora, ajustando os apoios no sentido do deslocamento.
      • Os erros mais comuns neste tipo de drible são:
      • Olhar dirigido para a bola e não para a frente;
      • Contacto da bola com a palma da mão;
      • Ressalto demasiado alto ou demasiado baixo;
      • Drible com a mão do lado do adversário.
    • O drible de Protecção é usado sempre que um adversário nos impede de progredir no terreno, servindo, principalmente, para abrir linhas de passe e para garantir a posse da bola. Devido à proximidade com o adversário, o jogador deve dar maior protecção à bola.
      • No drible de protecção , as componentes criticas são:
      • Controlar a bola junto ao corpo, batendo junto da perna até ao nível dos joelhos;
      • Colocar o braço livre e a perna contrária à mão que dribla entre a bola e o defesa;
      • Contactar a bola com os dedos estendidos e afastados e não com a palma da mão;
      • Flectir as pernas e os membros inferiores, para garantir uma menor altura do drible;
      • Olhar dirigido para a frente;
      • Driblar com a mão mais afastada possível do adversário/defesa;
      • A altura do ressalto da bola deve ser abaixo da cintura;
      • A bola deve tocar no chão entre os pés do atacante.
      • Os erros mais comuns são:
      • Olhar para a bola, em vez de olhar para a frente;
      • Contacto da bola com a palma da mão;
      • Driblar com a mão do lado do defensor;
      • Ressalto elevado da bola;
      • Os membros superiores não protegerem a bola.
    • A tripla ameaça serve para qualquer situação de ataque, quer seja para passar a bola, seguir em drible ou simplesmente lançar a bola ao cesto. É por ter estas três funções que é designada de tripla ameaça.
      • As suas componentes críticas são:
      • Pés à largura dos ombros, com um pé ligeiramente avançado em relação ao outro e com as pontas dos pés viradas para a frente;
      • Bola entre a cintura e o peito colocada lateralmente em relação ao tronco;
      • Membros inferiores ligeiramente flectidos;
      • Mudança do lado da bola utilizada por baixo;
      • Utilização do pé eixo;
      • Tronco direito;
      • Cabeça levantada.
      • Os erros mais comuns, ao executar a tripla ameaça são:
      • Dedos pouco afastados;
      • Cotovelos afastados do corpo;
      • Palmas da mão a segurarem a bola.
    •