Jornadas Jornalismo Ufp 2008vsfinal

224
-1

Published on

Published in: News & Politics, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
224
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornadas Jornalismo Ufp 2008vsfinal

  1. 1. A ciência na IlustraçãoPortuguesa e n’O Occidente noúltimo quartel do séc. XIX Filipa M. Ribeiro Universidade de Aveiro III Jornadas Internacionais de Jornalismo Março 2008
  2. 2. Objectivos1. Caracterizar e comparar a forma como a ciência foi noticiada em duas publicações ilustradas da segunda metade do séc.XIX; Ilustração Portugueza e O Occidente;2. Identificar indícios reveladores de uma nova literacia emergente em Portugal: a literacia científica;3. Demonstrar que é possível falar de um ciência finissecular.
  3. 3. 1885-1900: Contexto cultural Na literatura finissecular, abundam as imagens de um mundo em ruínas prestes a desabar; Modernidade/ ruralidade; Desenvolvimento industrial/crescimento demográfico Nacionalismo/ colonialismo; Nostalgia dos Descobrimentos/ declínio do conceito de raça
  4. 4. 1885-1900: Contexto culturalA Filosofia era uma forma de conhecimento relacional;A ciência deveria ser mais racional, possibilitando um conhecimento ilimitado;Ideia de «crise» como factor essencial no pensamento social finissecular
  5. 5. 1885-1900: Contexto CientíficoConjuntura favorável à contestação das ideias que ganharam força com o triunfo do positivismo e do cientismo;Entre 1838 e 1880, a produção científica é “quase nula” (A. Manuel Baptista).Entre 1863-1908 há um reavivar das actividades científicas (D. Carlos)
  6. 6. Ilustração Portugueza• Junho de 1884, periodicidade semanal• Cariz literário (48%) e artístico (37,5%)• Temas de actualidade nacionale temas menos usuais• Circulação nacional
  7. 7. O Occidente• Fundada em 1877 por Caetano Alberto• Artigos illustrados, aspectos e costumes, bellas-artes, calendário, chronica elegante, colónias e ilhas adjacentes, congresso, edifícios e monumentos, estrangeiro, exército e marinha, exposições, feiras, festas, habitações artísticas, folhetins, guerra russa, retratos, sport, theatros, variedades, vistas gerais.
  8. 8. Ilustração vs O Occidente • Generalista;• Especializada; • Circulação nacional e• Circulação nacional; internacional;• Sem rubricas específicas para a ciência; • Rubrica Novidades da sciencia durante a década de 1890-1900;• Tipologia de artigos variada; • Tipologia de conteúdos• Visão da ciência uniforme e pouco enquanto forma de diversa; conhecimento útil à sociedade, mas sobre a • Visão da ciência centrada qual é preciso reflectir unicamente na tecnologia. Confundia-se ciência com técnica.
  9. 9. Ilustração vs O Occidente• Notícias múltiplas e • Notícias sumário e de temáticas; interesse humano;• Estética da • Estética da informação informação cuidada cuidada e constante; e constante; • Títulos curtos e sóbrios;• Títulos curtos e sóbrios; • Fontes de informação baseadas em revistas científicas estrangeiras.• Fontes de informação baseadas essencialmente no autor do texto.
  10. 10. •Alfabetização científica prática e cultural;Uma nova literacia •Alfabetização cívica •Apreciar a beleza do saber intelectual• A Ilustração Portugueza e O Occidente mostram que tal como a arte, a ciência pode ser a ligação humana e visível do trabalho intelectual;• Correntes de pensamento europeias;• Novas áreas científicas; Ciência torna-se profissão;• Proliferam os congressos. Conhecimento científico torna-se internacional;• Contributo de homens notáveis
  11. 11. Uma nova literacia• Maior interesse público pela ciência;• Criação em 1890 da rubrica “Novidades da Sciencia” ;• História da ilustração científica;• Incentivo de D. Carlos I;• Era da modernidade
  12. 12. Uma nova literacia• Reflexão sobre a própria ciência;• Ênfase na divulgação de novas descobertas;• Reflexão sobre as instituições científicas;• Busca pela legitimidade científica das coisas;• Ciência como fonte geradora de conhecimento;• Ciência humanista complementada por uma ciência prática
  13. 13. Linhas de investigação futura O papel da Ilustração Portugueza e d’OOccidente numa (ainda por fazer) história do jornalismo de ciência em Portugal e na Europa
  14. 14. Muito obrigada pela atenção!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×