Lei de Resíduos Sólidos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Lei de Resíduos Sólidos

on

  • 2,998 views

Com a aprovação da Leia da Política Nacional de Resíduos Sólidos, indústria e varejo se tornam responsáveis pela logística reversa, ou seja, terão de receber de volta produtos e embalagens ...

Com a aprovação da Leia da Política Nacional de Resíduos Sólidos, indústria e varejo se tornam responsáveis pela logística reversa, ou seja, terão de receber de volta produtos e embalagens descartados pelos consumidores. Entenda o que muda para o setor de supermercados.

Statistics

Views

Total Views
2,998
Views on SlideShare
2,997
Embed Views
1

Actions

Likes
1
Downloads
51
Comments
0

1 Embed 1

https://twitter.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Lei de Resíduos Sólidos Lei de Resíduos Sólidos Document Transcript

  • 113 Loja Supermercado moderno • julho 2011 resíduos sólidos Descarte depende da sua loja Com a aprovação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, o setor é um dos responsáveis pelo descarte de produtos e embalagens que não interessam mais ao consumidor. Entenda melhor a lei e conheça alternativas para cumpri-la. Por Fernando Salles | salles@lund.com.br QUais ProDUTos esTÃo inCLUÍDos Vale para agrotóxicos e seus resíduos e embalagens; pilhas e baterias; pneus; óleos lubrificantes, seus resíduos e QUe Lei É embalagens; lâmpadas; eletroeletrônicos e componentes; e todas as embalagens plásticas, metálicas ou de vidro essa A Lei da Política Nacional de Resíduos Sólidos institui uma série de medidas para garantir o tratamento ambientalmente enTenda correto do lixo em todo o Brasil. Impõe ao poder público, por a políTica exemplo, a substituição dos lixões por aterros sanitários, locais nacional preparados para evitar a de reSíduoS contaminação do solo e dos lençóis freáticos SólidoS CoMo afeTa os sUPerMerCaDos No artigo 33, obriga a implantação de sistemas de logística reversa, com o retorno dos produtos após o uso pelo consumidor. Essa responsabilidade deve ser compartilhada entre fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes
  • 114 | Loja | Supermercado moderno • julho 2011 reSíduoS SólidoS U ma lei que ficou cerca de centiva apenas o descarte correto, duas décadas parada no mas também a redução da quan- Congresso deve trazer mu- tidade de resíduos gerados. “Mui- danças na operação da sua tos produtos contam com mais loja e na relação com forne- de uma embalagem ou excesso de cedores. Sancionada pelo material. Um dos caminhos pode presidente Lula no final de ser discutir com o fornecedor uma 2010, a Política Nacional de Resíduos Sólidos impõe, redução na quantidade de plástico em um de seus artigos, a implantação de sistemas de ou papelão”, exemplifica. logística reversa a fabricantes, importadores, distri- Algumas iniciativas já reali- buidores e comerciantes, o que inclui o autosserviço. zadas pelo varejo dão razão a ele. Na prática, a legislação responsabiliza os mem- Uma delas vem do Walmart Brasil. bros da cadeia por todo o ciclo de vida dos produtos. Felipe Antunes, gerente de susten- Ou seja, o supermercado deve estar preparado para tabilidade, conta que alguns itens receber de volta produtos e embalagens que o clien- de marca própria são produzidos te descartar. Essa responsabilidade com menos material nas emba- Muitos produtos independe dos serviços públicos lagens. É o caso do achocolatado têm mais de uma de coleta e deve ser compartilha- Bompreço, cuja redução é de 30%. embalagem ou usam daregra valeintegrantes dabaterias, A com os para pilhas e cadeia. Na bandeira Pão de Açúcar, os clientes são incentivados a fazer excesso de material. eletroeletrônicos e componentes, reciclagem antes mesmo de con- Como a lei incentiva lâmpadas, pneus, agrotóxicos, óle- sumir: 67 lojas contam com caixas os lubrificantes, além de embala- verdes nas quais os clientes podem a diminuição dos gens de plástico, metal e vidro. descartar o excesso de embalagem resíduos gerados, O governo formou dois grupos logo após a compra. Com a inicia-convém discutir com os interministeriais para comandar tiva, a empresa já arrecadou 1,3 as tratativas com os envolvidos fabricantes como usar na distribuição, como indústria e achocolatado bompreço, marca própria do Walmart, é vendido em menos matéria-prima. varejo. Dessas discussões devem embalagem confeccionada com 30% surgir direcionamentos para que menos material a logística reversa torne-se realidade. Até agosto de 2012, deve ser apresentado um plano de implemen- tação. Já o prazo para ser colocado em prática é de diuvlgação quatro anos após a sanção da lei – dezembro de 2014. Menos eMbalageM Solução além do descarte Seja qual for a mecânica adotada pela cadeia de dis- tribuição, uma coisa é certa: o autosserviço terá de realizar diversas adequações. Vicente Manzione Fi- lho, sócio da Gestão Origami, consultoria especia- lizada em sustentabilidade, lembra que a lei não in-
  • 116 | Loja | Supermercado moderno • julho 2011 reSíduoS SólidoS milhão de embalagens, encaminhadas tos produtos podem ser matéria-prima para a para cooperativas de reciclagem. Parte fabricação de outros. E uma solução para di- desse material é aproveitado na con- luir custos da implantação da logística reversa fecção de embalagens cartonadas da pode ser vender parte do material coletado. A marca exclusiva Taeq. iniciativa ajuda a evitar repasses nos preços, Antecipar-se às exigências, como um dos riscos para o consumidor. fazem os dois gigantes do autosservi- ço, é a melhor alternativa para o setor, Pão de açúcar acredita Estanislau Freitas Jr., coorde- 42 mil toneladas de recicláveis nador de comunicação do Instituto Akatu, ONG que estimula o consu- O Grupo Pão de Açúcar conta com duas em- mo consciente. “O ideal é o varejo se presas parceiras na implementação da gestão integrada de resíduos, o que inclui separação de recicláveis, lixo orgâni- co e rejeitos. A separação é feita nas próprias lojas, onde plástico e papelão são prensados e encaminhados para a venda na forma de fardos. Já o lixo orgânico é encaminhado para reapro- veitamento como compostagem ou ração animal. Aquilo que não pode ser reaproveitado (rejeito) vai direto para os aterros sanitários. Atualmente, a empresa conta com 228 postos de entrega voluntária de material reciclável. Esses pontos já re- joão de freitaSdisponibilizar ceberam 42 mil toneladas de plástico,postos de entregade resíduos é uma vidro, papel, metal e óleo de cozinhadas sugestões da usado. Em 31 lojas, é feita também alei para viabilizara logística adiantar e implantar processos desde coleta de celulares, baterias e acessórios. Até oreversa. clientes já. Além de boas para a sociedade, es- final deste ano, o trabalho deve ser estendido acostumam aderir. sas ações são muito bem vistas pelo 160 lojas. Mais avançada ainda está a coleta de público e podem ajudar no marketing pilhas e baterias comuns, disponível em todas as da empresa. Com o avanço nas dis- filiais da empresa. A maior parte desse trabalho cussões a respeito do descarte de re- é feita em parceria com fornecedores. síduos, quem não se adaptar logo vai perder o freguês”, avalia. WalMart Outra ação realizada com suces- 40 cooperativas beneficiadas so é a coleta de materiais recicláveis. Segundo Manzione Filho, da Gestão Adequação à lei também já é feita pelo Wal- Origami, as exigências legais tendem mart. Lá, o processo de coleta, tratamento e a aumentar a escala do que se faz destinação de resíduos é considerado um dos hoje. Ele lembra que resíduos de cer- pilares do programa de sustentabilidade. Des-
  • 118 | Loja | Supermercado moderno • julho 2011 reSíduoS SólidoS levar a iniciativa às lojas onde há viabilidade de implantação. Mas o Carrefour oferece também um serviço que deve se tornar mais comum a partir da implantação da lei. Trata-se do programa Descarte Sustentável, pelo qual os clientes podem descartar de modo ambientalmente correto aparelhos eletrôni- cos, como TVs, monitores, notebooks, etc. O projeto é uma parceria com a Descarte Certo. Lúcio Di Domenico, presidente da empresa, expli- ca que, no ato da compra de um eletroeletrônico, é no Pão de açúcar, caixas verdes oferecida ao consumidor a possibilidade de solici- incentivam o tar o descarte do equipamento antigo. Quem con-descarte correto de embalagens antes corda inclui o valor do serviço no pagamento (em do consumo. torno de R$ 130), do mesmo modo que as garantias joão de freitaS Material é estendidas. Feito isso, o consumidor acessa o site reaproveitado em embalagens da da Descarte Certo e define o dia em que o aparelho marca taeq. antigo poderá ser retirado pela equipe de coleta. Outra opção é a venda da coleta para ser realiza- de 2006, a empresa conta com da apenas no momento em que o consumidor deci- estações de reciclagem. Hoje são dir se desfazer do produto que está comprando, com cerca de 300 em todo o Brasil. Os prazo máximo de 14 anos. Esse serviço sai por cerca produtos oriundos do descarte de R$ 20. A empresa já vendeu perto de 10 mil ga- são recebidos por aproximada- rantias de descarte, mas acredita que em breve a prá- mente 40 cooperativas. tica estará mais difundida no varejo e entre os con- sumidores. “Em dois ou três anos, o setor já venderá todos os eletroeletrônicos com o serviço embarcado. custos da implantação da logística Com ele, a logística reversa fica garantida”, acredita. reversa podem ser diluídos com a Caso se confirme a previsão otimista de di Do- menico, o varejo estará livre dos custos logísticos venda do material coletado nas lojas envolvidos no processo. “Cerca de 80% do custo do desmanche de um produto eletrônico é logística”, Algumas lojas da rede estão afirma. Com a consolidação da cultura do descar- aptas a receber lâmpadas fluores- te consciente, uma alternativa é, no momento da centes, que exigem cuidados espe- entrega do produto, a equipe já levar o aparelho ciais por conter mercúrio. velho. A discussão sobre como implementar a lo- gística reversa está só no começo. O melhor é não descarte de eletrônicos perder tempo e buscar, com fornecedores e parcei- Serviço embutido na compra ros, alternativas viáveis para a sua empresa. Sm Mai s i nforM ações: Outro gigante, o Carrefour, man- Carrefour: www.carrefour.com.br tém 104 estações de coleta – em Descarte Certo: www.descartecerto.com.br Gestão origami: www.gestaoorigami.com.br 2009 eram só 15. Neste momento, Grupo Pão de açúcar: www.grupopaodeacucar.com.br instituto akatu: www.akatu.org.br a empresa negocia parceria para Walmart: www.walmart.com.br