Jornal da FETAEP - Edição 91 - Junho de 2011

  • 633 views
Uploaded on

Jornal da FETAEP - Edição 91 - Junho de 2011

Jornal da FETAEP - Edição 91 - Junho de 2011

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
633
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Envelopamento autorizado. Pode ser aberto pela ETC Edição 91 | Junho 2011 Filiada àInformativo da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do ParanáBeto Richa recebeu diretoria da Fetaepno Palácio das Araucárias4Diretores e assessores da Fetaep saíram satisfeitos do encontro com o governador do Paraná, Beto Richa.Em visita de cortesia ao governador Beto Richa, ações que não estejam de acordo com as necessida- promover uma reunião entre a Fetaep e o presidentediretores e assessores da Fetaep destacaram a des reais da categoria”, afirmou Beto Richa. da Cohapar, Mounir Chaowiche, para tratar doimportância dos programas governamentais para tema.o desenvolvimento da agricultura familiar e das De acordo com Mueller, o governo já vem cumprindocondições de trabalho dos assalariados rurais. O os compromissos que assumiu com os trabalhado- “O segredo para fazer avançar o desenvolvimento doencontro aconteceu no dia 16 de junho, no Palácio res rurais. “Estamos contentes com a política do go- Estado é a abertura ao diálogo. Não fazemos imposi-das Araucárias. verno para a agricultura familiar. A revitalização da ções e queremos a ajuda de todas as entidades para Emater, que dá suporte essencial ao pequeno produ- decidir quais as melhores ações para cada segmentoO presidente da Fetaep, Ademir Mueller, apresen- tor, e o programa habitacional para o meio rural são e recuperar o tempo perdido”, disse Beto Richa.tou ao governador a estrutura da Federação – que exemplos do entrosamento forte”, destacou. Com informação da AEN.é composta por 303 sindicatos filiados e represen-ta cerca de 1,2 milhão de trabalhadores rurais – erelatou alguns projetos que estão em andamento, “A continuidade e melhoria dos programas Leite das Crianças e Trator Solidário expressam o com- DEstaquEs fEtaEpcomo: a criação da Cooperativa Habitacional, as promisso do governo com a categoria”, disse Muel-dificuldades com o Programa Nacional de Crédito ler. Também foi destacada a atuação da Secretaria Fetaep funda Cooperativa HabitacionalFundiário, a parceria com Emater, entre outros . Especial para Assuntos Fundiários. Rural do PR que conta com 32 sócios fundadores. + pág. 6O governador agradeceu a visita e pediu que a dire- A Fetaep informou o governador Beto Richa sobre “Código Florestal não ficou bom”, diztoria da Fetaep apresente sugestões da categoria ao a criação de uma cooperativa na área habitacional, deputado Assis do Couto + pág. 8governo. “Queremos desenvolver ações que corres- que pretende trabalhar em parceria com a Cohaparpondam à necessidade de quem trabalha na terra e no programa Morar Bem Paraná Rural, lançado Prestação de contas e relatório deconhece a realidade do setor. O governo está aberto na semana passada. O secretário da Agricultura, atividades foram aprovados emtambém a críticas que ajudem a corrigir o rumo de Norberto Ortigara, assumiu o compromisso de assembliea + pág. 10
  • 2. 4Agenda | Junho fEtaEp 4Editorial fEtaEpDia ações participantes Fundação da Cooperativa Habitacional Rural do Paraná Marcos Brambilla, Mário Plefk e Elieder 01 Seminário Nacional de Debate sobre Desenvolvimento Territorial Borges Encontro dos Movimentos Sociais e Sindicais do Campo e da Cidade em01 e 02 Marucha Vettorazzi defesa do SUS e Mobilização para a 14ª CNS01 e 02 Seminário de Formadores e Multiplicadores Regionais Jairo Correa, Ademir Mueller, Mário Nesta edição do Jornal da Fetaep noticiamos a fundação da Plefk e assessores Cooperativa Habitacional Rural do Paraná (COOHARP) que 02 Reunião na Seab sobre Programa Nacional de Crédito Fundiário Marcos Brambilla e Ana Paula Conter já é um importante instrumento em prol da concretização do Imagens: Assessoria de Imprensa FETAEP 02 Audiência Pública sobre Educação do Campo, na Assembleia Legislativa Mercedes Demore, Márcio Serenini e sonho da moradia digna e decente. do PR Elisa Brambilla Reunião com representantes da Cargil para assinatura de contrato de 06 Mário Plekf parceria para a produção de biodiesel A COOHARP sem dúvida irá ultrapassar alguns entraves que 06 Reunião com Maluceli e Richardson, na Fetaep Diretoria hoje interferem no andamento dos programas de Habitação 06 Reunião em Inácio Martins Mário Plefk e Marucha Vettorazzi Rural, como o excesso de burocracia por parte da Caixa Eco- Audiência com o novo superintendente do Trabalho e Emprego no Para- nômica Federal. A burocracia para construir uma pequena 07 Ademir Mueller e Jairo Correa ná, Neivo Beraldin, na SRTE/PR casa no campo é tanta que se equipara à burocracia para a Marcos Brambilla e Ana Paula Conter 07 Reunião na Seab sobre Programa Nacional de Crédito Fundiário Lara construção de um prédio no ambiente urbano. E é justamen- 08 Atualização do PNCF, na Fetaep Marcos Brambilla, Ademir Mueller e te esse o objetivo central da COOHARP: intermediar o acesso Ana Paula Conter à moradia encurtando os trâmites. 08 Reunião do Conselho Estadual da Mulher, no Palácio das Araucárias Mercedes Demore08 e 09 Seminário sobre a Cadeia Produtiva da Erva-Mate, em Barão do Cotegi- Jairo Correa, Marucha Vettorazzi e Para tal, a Cooperativa também vai concentrar esforços para pe, Santa Catarina assessores a inclusão de mais um banco – provavelmente o Banco do 09 Visita da Comissão de Ética ao STTR de Cidade Gaúcha Mário Plefk Brasil – no programa de Habitação Rural. Dessa forma, pre- 09 Reunião no Incra Marcos Brambilla e Ana Paula Conter tendemos dar mais opções ao trabalhador, além de aumentar 10 Posse do novo delegado da Região 03 Mário Plefk a concorrência entre as instituições financeiras – fator esse 13 Audiência no MPT sobre Trabalho Degradante Jairo Correa que deverá diminuir o prazo para liberação dos recursos. Reunião Conjunta sobre a Marcha das Margaridas e Contribuição13 e 14 Ademir Mueller e Mercedes Demore Sindical, na Contag A própria presidente Dilma Rouseff já demonstrou muito in-13 e 14 Conselho Fiscal do Senar Jairo Correa teresse em acelerar os trâmites em torno da habitação rural13 e 14 Reunião Coletivo de Jovens CEDRAF, na Emater Marcos Brambilla quando, durante o último Grito da Terra Brasil, determinou a Reunião na Secretaria Estadual do Trabalho para discutir a automação criação da Superintendência da Habitação Rural. Represen- 14 Jairo Correa do setor canavieiro tando a presidente na ocasião, o ministro do Ministério do De- 15 Encontro Estadual da Juventude Rural, na Fetaep Marcos Brambilla senvolvimento Agrário, Gilberto Carvalho, assumiu que ficou 15 Reunião do Conselho Estadual da Previdência Social, em Curitiba Marucha Vettorazzi escandalizado com as exigências que o próprio governo impõe 15 Reunião no Cerasa Ademir Mueller e Jairo Correa – por meio da Caixa Econômico Federal – para os brasileiros realizarem o sonho da casa própria.15 e 16 Reunião da Comissão Ampliada da Marcha das Margaridas, na Contag Mercedes Demore15 a 17 Seminário Nacional do Meio Ambiente – CTB Jairo Correa Diante disso, nossa expectativa e confiança no trabalho da 16 Cerimônia de Posse do STTR de Antonina Mário Plefk Cooperativa é muito positiva. 16 Audiência com o governador Beto Richa Diretoria e assessores 17 Posse da Nova diretoria da Fetaesp Jairo Correa Sucesso à COOHARP! 17 Reunião no STTR de Prudentópolis Marucha Vettorazzi Ademir Mueller 19 Mobilização contra a fundação da FAFER, em Itumbiara, Goiás Jairo Correa Presidente da Fetaep 3ª Conferência internacional da Agricultura e Alimentação, em Paris,19 a 26 Ademir Mueller França José Carlos Castilho, Mário Plefk e 20 Reunião com criadores de Frango (Integrados) assessores 20 Reinauguração da sede do STTR de Guarapuava Marucha Vettorazzi 4Expediente 21 Reunião no STTR de Rio Bonito do Iguaçu Marucha Vettorazzi INFORMATIvO DA FEDERAçãO DOS TRABAlhADORES NA AGRICulTuRA DO ESTADO DO PARANá Audiência pública de lançamento do Projeto de Qualificação Profissional, 22 Jairo Correa Av. Silva Jardim, 775 – Rebouças – Curitiba (PR) – Fone: (41) 3322-8711 no Palácio das Araucárias Mário Plefk, Mariléia Tonietto e Paula Presidente: Ademir Mueller; vice-presidente: Mário Pléfk; 2º vice-presidente: José Carlos23 a 29 Enfoc Regional Sul, em Curitiba Shirata Castilho; 3º vice-presidente: Maria Marucha Vettorazzi; Secretário: Aristeu Ribeiro; 27 Reunião do Coletivo de Jovens do CEDRAF Marcos Brambilla e Ana Paula Conter Tesoureiro: Jairo Corrêa de Almeida; Coordenadora de mulheres: Mercedes Panassol; Coordenador de jovens: Marcos Brambilla. 28 Reunião da diretoria geral da Fetaep Diretoria Geral Jornalista responsável: Renata Souza - 5703 SRTE/PR - e-mail: imprensa@fetaep.org.br29 e 30 Assembleia Geral, na Fetaep Diretores Projeto gráfico e diagramação: André Luís Grocheveski - RDO Brasil - (41) 3338-7054 Impressão: Gráfica Capital | Tiragem: 5 mil exemplares | Apoio: Senar-PR 30 Reunião do Conselho Estadual do Trabalho Jairo Correa 2 FETAEP
  • 3. 4Notas fEtaEpProdução de erva-mate mo e 3ª Idade. O tema central foi “Saú- de e Qualidade de Vida”. O evento, que reuniu 253 participantes, foi realizado em parceria com a Fetaep e com o Se- nar. Na foto, com a palavra o presidente do STTR de Tupãssi, João Duarte. Posse LapaA Fetaep participou do seminário esta-dual sobre o Estudo da Cadeia Produ-tiva da Erva-Mate, no dia 09 de junho,em Barão do Cotegipe, Santa Catarina.O evento foi organizado pela RegionalSul da Contag e discutiu a desvaloriza-ção da erva-mate e a extração informal.A Fetaep foi representada pelo tesou-reiro e diretor da área de Assalariados, Os diretores da Fetaep, Ademir Mueller,Jairo Correa, pela diretora de Saúde e Mercedes Demore e Marcos Brambilla,Previdência, Marucha Vettorazzi, e pe- prestigiaram a cerimônia de posse dalos assessores Paulo Macedo e Ângela nova diretoria do STTR da Lapa, no diaFachinetti. Além desses, representante 12 de maio. Parabéns aos empossadosdos STTRs de Cruz Machado e Inácio e sucesso ao novo presidente José Be-Martins, municípios produtores de erva- nedito Pinto.mate no Paraná, também participaram. Fetaep no twitterSTTR de Tupãssi Desde o dia 27 de maio, a Fetaep conta com mais uma novidade que visa faci- litar a comunicação: o twitter. A rede social, que permite aos usuários enviar e receber pequenas mensagens instan- tâneas, tem como foco divulgar ações que estão acontecendo em tempo real, além de se manter informado também em tempo real. Seja você também um “seguidor” da Fetaep no twitter. Nosso endereço é @ Fetaep_oficial. A Contag e Fetags de ou- tros Estados já estão inseridos no twit- ter. Instituições do governo como minis- térios, secretárias, prefeituras, além de uma infinidade de autoridades políticas, incluindo na lista a presidente da Repú- blica, Dilma Rouseff, já fazem parte daO STTR de Tupãssi realizou, no dia 07 rede social. Para participar, basta aces-de maio, o 1º Encontro sobre Sindicalis- sar www.twitter.com e se cadastrar. 3 FETAEP
  • 4. 4Notas fEtaEpRegião do Arenito do CaiuáA Fetaep participou, em Paranavaí, da apre- Padaria Solidária beneficia Segundo a presidente do STTR de Moreira Sales,sentação do Programa de Desenvolvimento da Regina Barbato, por mês, serão distribuídos em tor-Região do Arenito Caiuá do governo Estadual 800 trabalhadores rurais no de 25 mil pães e 3 mil litros de café. “Além disso,e, dentre outras entidades, assinou o protocolo Iniciativa do STTR de Moreira Sales dá por meio do programa de Aquisição de Alimentos,de intenções que prevê a expansão de linhas exemplo ao Paraná uma vez por semana os trabalhadores terão frutasde crédito e outros incentivos para produtores no cardápio, entre elas laranja e banana”, disse.rurais da região do Arenito Caiuá, Noroeste doParaná. De acordo com ela, a efetivação do programa só foi possível graças à doação de todos os equi- pamentos da padaria pelo Provopar estadualA intenção é potencializar cadeias produtivas, e à ajuda da Fetaep na aquisição das garrafasprincipalmente as voltadas à agropecuária. A térmicas de seis litros e potes plásticos para oestimativa do banco é que sejam aplicados R$ acondicionamento dos pães que compõem os500 milhões por safra e que o projeto beneficie kits, que são entregues todos os dias nos ônibuscerca de 14.900 agricultores. Ademir Mueller, que transportam os cortadores de cana.presidente da Fetaep, assinou o protocolo deintenções. O assessor estadual da Fetaep, Mar- Parte da diretoria do STTR de Moreira Sales no dia da A partir de agora, a Fetaep, o STTR e a Prefeituracos Maciel, também participou. inauguração. estão angariando parceiros para a adição do leite no café da manhã dos trabalhadores. A Federa-Saúde O programa municipal “Bom Dia Trabalhador ção, durante audiência com Beto Richa realiza- Rural”, idealizado pelo STTR de Moreira Sales, da no dia 16 de junho, já levou a demanda ao começou a funcionar no dia 26 de maio. O pro- governador que, por sua vez, prometeu analisarA diretora do departamento de Saúde da Feta- grama desenvolvido pela assessora regional da a viabilidade da doação. “Também buscaremosep, Maria Marucha Vettorazzi, participou nos Fetaep, Solange Santos, foi implantado em par- parcerias em nível federal, além de levarmos odias 01 e 02 de junho da 14ª Conferência Na- ceria com a Prefeitura Municipal e deverá aten- projeto a outros municípios”, comenta o presi-cional da Saúde, em Brasília. O lema da con- der, de segunda a sábado, cerca de 800 trabalha- dente da Fetaep, Ademir Mueller. Segundo So-ferência foi “Em defesa do SUS”. Na ocasião, dores rurais envolvidos diretamente com o corte lange Santos, outra expectativa é a de que emtambém foram debatidos os encaminhamentos de cana das Usinas Goioerê e Santa Terezinha. 2012 as frutas sejam oferecidas diariamente.para a realização das Conferências Estaduais eMunicipais de Saúde.Amigo FumicultorFetaep faz sugestões para equilibrar a oferta e a procura do tabacona safra 2011/2012Os números confirmam uma supersafra de te com os STTRs e a Comissão Estadual dotabaco para este ano, o que resultará em au- Fumo, sugerem aos produtores:mento dos estoques das indústrias e na buscade equilíbrio entre a oferta e a procura do pro- 4 Redução da área plantada na safraduto na safra 2011/2012. Pensando nisso, e 2011/2012, priorizando a qualidade;levando em conta as dificuldades enfrentadas 4 Não plantar nada que exceda o pedido feitono processo de comercialização da produção à fumageira; dade (não usar em qualquer hipótese lenhade Tabaco Safra 2010/2011, principalmente 4 Adequar o tamanho da área plantada à nativa);no que se refere à rigidez na classificação, capacidade de mão-de-obra disponível na 4 Aumentar a produtividade por hectare, fo-baixos preços recebidos e recusa por parte de propriedade; cando na melhoria da qualidade; ealgumas indústrias em adquirir toda a pro- 4 Adequar o tamanho da safra do fumo Vir- 4 Evitar dívidas com empresas fumageiras edução dos agricultores, a FETAEP, juntamen- gínia à disponibilidade de lenha na proprie- terceiros. 4 FETAEP
  • 5. GES de Mulheres faz análise histórica sobre dominação da mulher ao longo das fases da humanidade, partindo do vida familiar e participantes do movimento sindical”, período primitivo, passando pelo escravista e pelo destaca Demore. feudal, até chegar ao capitalista. Algumas reflexões das participantes: Para a coordenadora estadual de Mulheres da Fetaep, Mercedes Demore, as análises e reflexões - “Parei para pensar o que estou fazendo e que ain- foram fundamentais para as participantes enten- da não ajudei o mundo. Por que não estou me do- derem um pouco mais da sociedade. Ao todo, 20 ando mais? Por que me calo quando devo falar? A coordenadoras e suplentes regionais participaram partir de agora vou me questionar mais.” dessa 2ª etapa do GES. O terceiro e encontro acon- tecerá nos dias 25 e 26 de julho e deverá abordar -“A gente ainda sente medo e, por mais que hajaEducador Antenor Lima fez uma retrospectiva histórica sobre os “Aspectos culturais e a identidade da mulher militância, a gente recua. Palestras como essa sãoa dominação do homem sobre a mulher. trabalhadora rural”. injeções de ânimo e cada encontro representa umO foco de discussão da 2ª etapa do Grupo de Es- novo aprendizado.”tudos Sindicais de Mulheres, realizado nos dias O principal propósito do Grupo é valorizar o papel30 e 31 de maio na Fetaep, foi relação entre ca- da mulher como protagonista de lutas individuais e - “As discussões de hoje deram uma grande sacudi-pital e trabalho. O palestrante desse módulo foi o coletivas e, ao mesmo tempo, apresentar um contra- da em mim. Não percebemos que nós mesmas, queeducador Antenor Lima, que fez uma retrospectiva ponto à ideia de que o meio rural é atrasado e sem somos responsáveis pela família, pela comunidade,histórica referente à dominação do homem sobre a perspectivas. “Nosso objetivo é que, a partir das re- estamos mantendo uma ideologia errada no que dizmulher, com foco nos papéis atribuídos à mulher flexões, elas se valorizem enquanto protagonistas da respeito à discriminação sexual.”Pauta da Marcha dasMargaridas em discussãoA Comissão Estadual de Mulheres da Fetaep, nodia 31 de maio, debateu o caderno de textos daMarcha das Margaridas 2011, que serviu de basepara a construção da pauta paranaense. Dentreos pontos discutidos, houve o reconhecimento Região 09 – Caderno de textos da Marcha também foi discu-unânime acerca da importância da segurança tido nas regionais.alimentar. Além disso, as participantes tambémdestacaram a necessidade de melhorar os Pro-gramas de Aquisição de Alimentos (PAA) e o deAlimentação Escolar (PNAE). 10 regionais reunidas na Fetaep em torno da pauta da Mar- cha das Margaridas 2011.Já a polêmica ficou por conta da discussão doaborto. Segundo a coordenadora estadual de Eixos temáticos da MarchaMulheres, Mercedes Demore, as trabalhadoras das Margaridasrurais do Paraná se posicionaram contra. O de-putado Assis do Couto prestigiou a reunião das 1 – Biodiversidade e democratização do Região 06 – Após análise do caderno de textos, regionais en-mulheres. recursos ambientais. viaram sugestões à Fetaep. 2 – Terra, Água e Agroecologia.A discussão do caderno de textos também ocor- 3 – Soberania e Segurança Alimentar ereu nas regionais da Fetaep, que enviaram suas Nutricional.contribuições para a composição da pauta. 4 – Autonomia Econômica, Trabalho e Renda. 5 – Educação Não Sexista, SexualidadeA expectativa do Movimento Sindical é reunir cer- e Violência.ca de 100 mil mulheres na capital federal, nos 6 – Saúde e Direitos Reprodutivos.dias 16 e 17 de agosto, sob a temática: “2011 7 – Democracia, Poder e Participação Pública.razões para marchar por desenvolvimento sus- GES de Mulheres faz análise históricatentável com justiça, autonomia, igualdade e li- sobre dominação da mulher Região 03 – Regionais contribuíram com elaboração da pautaberdade”. paranaense para a Marcha das Margaridas. 5 FETAEP
  • 6. Fetaep funda Cooperativa Habitacional Rural do Paraná queconta com 32 sócios fundadores sua diretoria executiva, o deputado Assis do Econômica Federal, que ainda desconhece as Couto e dois representantes da União Nacional particularidades que envolvem a habitação ru- de Cooperativas da Agricultura Familiar (Unica- ral. “A Caixa é uma sumidade quando falamos fes), Maria Matilde Machado (tesoureira) e Luiz em habitação urbana, porém ainda está enga- Borille (assessor jurídico). Após a fundação, tinhando quando a habitação é no meio rural”, que contou com 75 participantes, a assembleia fala. aprovou o estatuto da COOHARP e elegeu o conselho administrativo. Além disso, Mueller garantiu o apoio da Fetaep que, num primeiro momento, cedeu um espaço O presidente eleito foi Aristeu Ribeiro, que é para o funcionamento da Cooperativa e dará todo diretor da Política de Habitação Rural da Feta- o suporte necessário. “Enquanto vocês ainda não ep. Segundo ele, há dois anos a Fetaep já vinha têm recursos para a aquisição de uma sede pró- amadurecendo a ideia de fundar a Cooperativa - pria, podem contar com as nossas instalações e que é um importante instrumento que está nas apoio”, garantiu. mãos dos trabalhadores rurais e que vai faci- litar e acelerar a liberação de recursos para a O deputado Assis do Couto iniciou seu discur-Solenidade de fundação da COOHARP. construção, reforma e ampliação de habitações so dizendo que ainda há muitas casinhas a se-Antes mesmo de ser oficialmente fundada, a rurais de agricultores familiares e assalariados rem construídas no Paraná e que a COOHARPCooperativa Habitacional do Paraná (COO- rurais. terá um papel fundamental para a concreti-HARP) já contava com 32 sócios fundadores que zação daquele que é o sonho de milhares deestiveram presentes na solenidade de fundação. De acordo com o presidente da Fetaep, Ademir trabalhadores rurais: moradia digna. “DecisãoNo dia 31 de maio, além deles a Fetaep tam- Mueller, entre os objetivos da Cooperativa, um acertada e corajosa, além de histórica. Para-bém reuniu mais de 40 lideranças sindicais, dos principais será o de dar suporte à Caixa béns à Fetaep”, disse o deputado.COOHARP já tem uma demanda e Trabalhadoras Rurais de seu município e este, lidade seja a construção de moradia.de 2 mil casas por sua vez, deverá ser filiado à Fetaep. “Os Sin- - Intermediar a compra de materiais de constru- dicatos terão um papel crucial, pois serão a ponte ção a seus associados.A Cooperativa Habitacional do Paraná, que tra- entre o trabalhador e a Cooperativa”, fala Ribeiro.balhará com recursos próprios, com projetos do Dentro de alguns dias a COOHARP estará com Conselho de administração da COOHARPgoverno e com bancos públicos e privados, já tem toda a documentação legalizada e aprovada pe-uma demanda qualificada para a construção de los órgãos regulamentadores. Presidente - Aristeu Elias Ribeiro2 mil casas dos grupos 2 e 3 do programa Minha 1º Vice-Presidente - Miguel TreziakCasa Minha Vida. “Demanda essa que já está com Papel da Cooperativa 2º Vice-Presidente - Maria Marucha Vettorazzitoda a documentação encaminhada e aprovada, Secretário - Jairo Correa de Almeidaalém de devidamente enquadrada no quesito ren- - Planejar, construir e monitorar a execução dos 1° Secretário - Paulo Sérgio Herminio Lucasda e grupo”, informa o presidente da COOHARP e empreendimentos habitacionais, na modalidade 2º Secretário - Terezinha de Campos f. Gobettediretor da Fetaep, Aristeu Ribeiro. coletiva ou individualizadas no meio rural e urba- Diretor Administrativo - Claudinei de Carli no (para assalariados rurais formais ou informais). 1° Diretor Administrativo - Romeu Carlos SchererAlém dessas, continua Ribeiro, há também cerca - Efetuar projetos de urbanização nos espaços co- 2° Diretor Administrativo - Paulo Roberto Sanitá1 mil projetos que integram o grupo 1 – forma- muns, provendo-os dos equipamentos necessários.do por trabalhadores mais necessitados – que já - Organizar serviços cooperativos que satisfaçam Conselho Fiscalestão sendo desenvolvidos por intermédio da Fe- às necessidades dos sócios, assim como contri-taep. “Temos também mais 2 mil unidades, dos buir no processo de dinamização do capital coo- Titularesgrupos 2 e 3 do Minha Casa Minha Vida e tam- perativo e na melhoria do perfil socioeconômico - Márcio José Sereninibém de outros programas, que estão aguardando do grupo. - Manoel dos Santos Pachecoa aprovação dos projetos. Dentro dessas, temos - Adquirir terrenos, quando necessário, para im- - Marli C. V. C. da Rochauma demanda muito grande dos assalariados ru- plementar o projeto habitacional da Cooperativa.rais”, acrescenta Ribeiro. - Adquirir terrenos (por compra ou doação) para Suplentes incorporar ao seu patrimônio. - Ilton Irineu da SilvaPara o trabalhador participar da Cooperativa, ele - Intermediar a aquisição de terrenos (por com- - José Pasqualottodeverá ser filiado ao Sindicato dos Trabalhadores pra ou doação) para seus cooperados, cuja fina- - Maria Edite Schaedler 6 FETAEP
  • 7. MinHa Casa MinHa VidaTrabalhadores devem estar cientes de suas obrigaçõesAntes e depois – residência em Capitão Leônidas Marques. À direita, Aristeu Ribeiro, diretor de Habitação Rural da Fetaep e presidente da COOHARP.Desde que aderiu ao Minha Casa Minha Vida em 2009, a Fetaep Algumas das casas que já passaram pela Habitação Rural da Fetaeptem passado por diversos municípios difundindo o programa.“Esclarecemos uma série de dúvidas dos trabalhadores e mostramosas vantagens e desvantagens do projeto do governo, salientando queeles também terão obrigações”, destaca Aristeu Ribeiro. O Fetaeptem feito uma espécie de triagem.Por isso, continua o diretor de Habitação da Fetaep, os trabalhadoresdevem estar conscientes de que têm que observar uma série dequesitos, como ajudar o mestre de obras com a construção. “O idealé que a família ajude a construir. O mestre de obras tem o papelde auxiliar e orientar, enquanto a família também deve por a mãona massa”, explica. Após a assinatura do contrato, o prazo paraconstrução é de seis meses. Itapejara do Oeste IpirangaDe 2007 a 2009, o Programa de Habitação Rural da Fetaep intermedioua construção de 235 casas, em 38 municípios do Paraná.Entenda os grupos do programa Minha Casa, Minha Vida Faixa de renda Familiar Faixa de renda Familiar Grupo anual bruta (r$) mensal bruta (r$) Gii de 10.000,01 até 22.000,00 de 833,00 até 1.833,00 Giii-a de 22.000,01 até 27.900,00 de 1.833,01 até 2.325,00 Giii-a de 27.900,01 até 33.480,00 de 2.325,01 até 2.790,00 Giii-a de 33.480,01 até 55.800,00 de 2.790,01 até 4.650,00 Santa Helena (antes) Santa Helena (depois) 7 FETAEP
  • 8. “Código Florestal não ficou bom”,diz deputado Assis do Couto De acordo com ele, os ruralistas pressionaram Diante disso, Assis do Couto fez um alerta até que conseguiram inserir essa Emenda aos trabalhadores rurais que participaram que, simplesmente, acabou com anos de da fundação da Cooperativa Habitacional na discussão e debates. “Sempre trabalhamos Fetaep: “cuidado com as informações que com a necessidade de mudar alguns pontos do colocam o governo contra o pequeno produtor. O Código. Sentamos com o deputado Aldo Rebelo governo reconhece a necessidade da agricultura e conseguimos alguns avanços, como a inserção familiar ter um atendimento diferenciado, porém da definição do conceito de agricultura familiar, da forma que ficou não tem como o Código ser entre outros”, disse. aprovado”, ponderou. No entanto, continuou Assis do Couto, uma Agora, segundo ele, o projeto foi para o minoria composta por grandes produtores Senado e, caso seja aprovado, a presidente rurais, principalmente os da Amazônia, Dilma provavelmente irá vetar. “E, se porSegundo deputado, presidente Dilma não aprovará o Código. conseguiu inserir a Emenda, em detrimento ventura retornar à Câmara dos Deputados, dos pequenos. “Estes deputados que votaram vamos reiniciar toda a discussão novamente”,Durante o lançamento da Cooperativa a favor do Código estão acreditando que concluiu.Habitacional Rural, o deputado Assis do Couto derrotaram o governo, porém os principaisfez uma análise dos encaminhamentos que estão derrotados foram os agricultores familiares que Emenda 164 - A emenda 164 permite a ocupaçãosendo tomados para a aprovação do novo Código provavelmente ficarão sem um Código Florestal em áreas de proteção ambiental (APPs); garanteFlorestal. Segundo ele, da forma que ficou, o que os ampare”, afirmou. Sem contar que a ocupação desordenada das áreas rurais - oCódigo não será aprovado pela presidente Dilma com a Emenda 164, continuou o deputado, os que significa consolidar o desmatamento jáRouseff e “nem deve, pois a Emenda 164 acabou criminosos ambientais encontram amparo legal praticado; e flexibiliza a legislação, transferindocom todo o projeto”, lamentou o deputado. para continuar destruindo a Amazônia. a política ambiental para os Estados.Cresol apresenta No primeiro dia da assembleia da Fetaep, 29 de junho, a cooperativa de crédito Cresol – concorre ao sorteio mensal de R$ 5 mil. Com a parceria, o trabalhador pagaria R$ 3 mensais.vantagens de seguro por meio dos técnicos Valcir Martins Moreira e Flávio Marcos da Silva – apresentou as Para a Fetaep a adesão é muito positiva,funeral à Fetaep e vantagens e benefícios da adesão do seguro funeral pelos STTRs e Fetaep. principalmente pela questão social, uma vez que dá o devido suporte às famíliasaos STTRs O seguro, que é destinado aos trabalhadores e trabalhadoras rurais em um momento de dificuldade. “Sem contar que o reconhecimentoCom a adesão, trabalhadores trabalhadoras rurais aposentados com idade social do Sindicato perante a sociedade seriarurais teriam o custo de apenas acima dos 65 anos, terá a cobertura financeira bem maior”, ponderou o presidente da Fetaep,R$ 3,00 ao mês para a cobertura de até R$ 3 mil para gastos com funeral. Além Ademir Mueller. Os STTRs ficaram de analisarde até R$ 3 mil de cobrir as despesas, o assegurado também a proposta. 8 FETAEP
  • 9. Técnicos do crédito Os técnicos operadores do Programa Nacional de luta e insistência do Movimento Sindical. “Gra- Crédito Fundiário (PNCF) passaram por curso de ças ao nosso trabalho, estamos vendo os avan-fundiário passaram por atualização, no dia 8 de junho, nas instalações ços”, comentou. As conquistas mais recentesatualização na Fetaep da Fetaep. O secretário estadual de Agricultura dizem respeito à mudança de fluxo e o aumento e Abastecimento, Norberto Ortigara, participou no teto de financiamento de R$ 40 mil para R$ da solenidade de abertura e, mais uma vez, rea- 80 mil. firmou os compromissos assumidos com a Fetaep entre eles o de ceder dois técnicos da Seab para Atualmente a Fetaep possui 44 técnicos cadastra- trabalhar dentro da Federação atendendo exclusi- dos com representação em 112 municípios que, vamente as demandas do Crédito Fundiário. em 2011, já operaram 40% do total de projetos do Crédito Fundiário. José Leitão, do Ministério de “Espero que com isso, possamos construir de fato Desenvolvimento Agrária (MDA), também esteve uma nova fase de acesso à terra em nosso Estado”, presente e, segundo ele, a Fetaep é a principal par- desejou Ortigara. Ademir Mueller, presidente da ceira do Crédito Fundiário no Paraná. Fetaep, agradeceu a presença de Norberto ao visi- tar pela 5ª vez a Federação e também pela boa von- Em nível nacional, de 2002 para cá, o sistema tade em atuar em prol dos agricultores familiares. Contag operou 80% dos projetos. Segundo Lour- des Terezinha Patza Chibata, da Unidade Técnica O diretor de Política Agrária, Marcos Brambilla, Estadual, vinculada à Seab, a Contag é a entidadeAtualmente a Fetaep possui 44 técnicos cadastrados comrepresentação em 112 municípios. encara os avanços obtidos como fruto de muita com mais atuação.Juventude planeja ações com basenos resultados do 1º Congresso Reestruturar as comissões de jovens pelo Para- José Cadoná, contribuiu com a construção do ná e otimizar as políticas voltadas à juventude planejamento. foram os principais objetivos do encontro reali- zado pelo departamento de Juventude da Feta- Realização de encontros regionais, de cursos de ep, no dia 15 de junho. Do encontro, que contou capacitação, de seminários e de eleições para com a participação dos coordenadores de jovens, escolha de novos coordenadores são algumas delegados e assessores regionais da Fetaep, saiu das metas traçadas. À Fetaep caberá acompa- o planejamento estratégico de ações da juventu- nhar o trabalho das regionais para, no final do de, que teve como base as deliberações oriundas ano, avaliar os resultados dos projetos. do 1º Congresso dos Trabalhadores Rurais. Segundo o coordenador estadual de Jovens, Marcos Brambilla, o Congresso apontou novos encaminhamentos que, por sua vez, necessita- vam de novos projetos. Para tal, o grupo traçou estratégias com vistas à realização de ativida- des pelas regionais com o suporte dos assesso- res cedidos pela Emater. “Graças aos avanços conquistados no Congresso, agora os jovens te- rão mais segurança em trabalhar, uma vez que contarão com o acompanhamento técnico das assessorias e apoio das regionais sindicais”, co-“Graças aos avanços conquistados no Congresso, agora osjovens terão mais segurança e orientação”, diz Brambilla. menta. O assessor da Regional Sul da Contag, Ao todo, 30 participantes estiveram presentes. 9 FETAEP
  • 10. Prestação de contas e relatório de atividadesforam aprovados em assembleiaNa foto, diretoria executiva da Fetaep e o analista da Superintendência do Banco do Brasil, Luciano Soligo.Durante a assembleia geral da Fetaep, dirigentes Previdência: novo modelo de perícia médicasindicais aprovaram a prestação de contas e o do INSS; Cadastro Nacional de Informações So-relatório de atividades, exercício 2010, tudo sob ciais.a supervisão do Conselho Fiscal. A aprovação foipor unanimidade de votos e o presidente da Fe- Habitação Rural: fundação da Cooperativa Ha-taep, Ademir Mueller, agradeceu o apoio e a con- bitacional Rural do Paraná (COOHARP); dificul-fiança dos dirigentes no trabalho e competência dades e burocracias para acesso ao Minha Casada Fetaep. Mueller também fez um agradecimento Minha Vida.especial ao Conselho Fiscal que, de acordo com Departamentos da Fetaep apresentam balançoele, tem trabalhado com afinco e seriedade. “Eles de trabalhos Mulheres: informes técnicos acerca da Marchaanalisam recibo por recibo, fator esse que contri- das Margaridas; encontros do Grupo de Estudosbui ainda mais com a transparência dos nossos Todos os departamentos da Fetaep – Finanças, Ar- Sindicais de Mulheres.trabalhos”, comentou. recadação, Assalariados, Juventude, Agrária, Pre- vidência, Habitação, Mulheres, 3ª idade, Agrícola, 3ª idade: 3ª Conferência Nacional dos Direitos daA abertura dos trabalhos contou com a presença Organização Sindical e Formação – apresentaram Pessoa Idosa; e a divulgação do Estatuto do Idosoda diretoria executiva e do analista da Superin- à base um balanço dos primeiros seis meses de junto às bases.tendência do Banco do Brasil, Luciano Soligo, 2011. Confira abaixo os principais pontos aborda-que esclareceu algumas dúvidas dos partici- dos pela diretoria. Agrícola: lançamento do Plano Safra 2011/2012pantes e reforçou a importância das parcerias nacional e regional; importância da participaçãodo Banco com as entidades sindicais. Segundo Assalariados: mecanização da lavoura e o desem- dos STTRs nas Conferências Municipal e Estadualele, as ações conjuntas aumentam ainda mais a prego no campo; acordos coletivos de trabalho; de Segurança Alimentar.efetividade dos atendimentos realizados nos mu- ações conjuntas da Fetaep com o Ministério Pú-nicípios. “Estamos orientando nossas agências blico do Trabalho e Ministério do Trabalho e Em- Formação: novos cursos de capacitação serãopara que estreitem as relações com os Sindica- prego. propostos aos dirigentes e funcionários dos Sin-tos”, disse. dicatos. Agrária: nova proposta de fluxo do ProgramaSoligo destacou a cartilha PROAGRO Mais, elabo- Nacional de Crédito Fundiário; liberação de dois Organização Sindical: levantar junto aos STTRsrada pelo departamento Agrícola da Fetaep, com técnicos da Secretaria Estadual de Agricultura e a situação documental das entidades e dar oo apoio do Banco do Brasil, em 2010. “Temos o Abastecimento (Seab); mapeamento dos territórios devido suporte àqueles que estão em dificuldades.conhecimento que a cartilha ajudou muitos tra- da cidadania.balhadores que sofrem com a frustração de sa- Meio ambiente: secretário de Política Agrícola dafra”, informou. Por esse e outros fatores é que, em Juventude: conquista de uma cadeira no Cedraf, Contag, Antoninho Rovaris, esclareceu dúvidasnome do Banco, reforço nosso interesse de conti- tendo como conselheiro o coordenador estadual de acerca do Código Florestal e fez um balanço dasnuarmos parceiros. Jovens da Fetaep, Marcos Brambilla. ações da Contag durante 2011. 10 FETAEP
  • 11. 4Aconteceu fEtaEp Encontro Regional de Mulheres em Cantagalo, no dia 28 de maio, contou com a presença da coordenadora estadual de Mulheres da Fetaep, Mercedes Demore. A diretora da área de Saúde e Previdência, Marucha Vettorazzi, esteve 2ª Festa da Abóbora realizada pelo STTR representando a Fetaep. de Jardim Alegre, no dia 07 de maio. Audiência com o governador Beto Richa, em Curitiba, no dia 16 de junho. Encontro de Multiplicadores do Programa Nacional de Festa junina em São João, que contou com o Fortalecimento das Entidades Sindicais, realizado em apoio do STTR do município. Na foto, dirigentes e Curitiba, no dia 02 de junho. Jairo Correa, tesoureiro da Ao fundo, fogueira de 53 assessores da Região 01. Fetaep e diretor de Assalariados, coordenou as atividades. metros. 11 FETAEP
  • 12. 4Aconteceu fEtaEp Audiência pública de Educação no Campo na Assembleia Legislativa do Paraná, no dia 02 de junho. Na foto, Márcio José Serenini (presidente do STTR de São No dia 06 de junho, a diretoria da Fetaep recebeu a visita Tomé), Mercedes Demore (coordenadora de Mulheres da Fetaep), e o deputado do secretário municipal de Abastecimento de Curitiba, estadual Professor Lemos. Humberto Malucelli Neto. Fetaep participou no dia 19 de junho de ação Encontro da 3ª idade em Grandes que impediu a criação da Federação dos Rios, no dia 14 de junho. Empreendedores Rurais, em Itumbiara, Goiás. Banco do Brasil e pré-território dos municípios de Mirador, Nova Aliança do Ivaí, Paraíso do Norte, São Carlos do Ivaí e Tamboara) formalizaram parceria no dia 17 de junho com a assinatura da carta de adesão de Desenvolvimento Regional Sustentável - 18º Encontro de Jovens Rurais de São Jorge Arenito Caiuá. Na foto, o presidente do STTR de Tamboara, Paulo Sanitá. do Oeste, realizado no dia 11 dia de junho. 12 FETAEP