Ferramentas Comunicação - FETAEP

1,137 views
982 views

Published on

Encontro de Comunicação realizada na FETAEP nos dias 05 e 06 de Julho de 2012

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,137
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Ferramentas Comunicação - FETAEP

  1. 1. REFLEXÃO E DEBATES
  2. 2. Objetivos Conscientizar os dirigentes sindicais e assessores quanto à importância das ferramentas de comunicação disponíveis nos dias de hoje; propiciar uma reflexão sobre a comunicação/imprensa sindical; e capacitarquanto às técnicas de aproveitamento da voz e de locução.
  3. 3. O que é assessoria de imprensa É o serviço prestado a instituições públicas e privadas, que se concentra no envio frequente deinformações jornalísticas dessas organizações para os veículos de comunicação em geral. Esses veículos são os jornais diários; revistas semanais, revistas mensais, revistas especializadas, emissoras de rádio, agências de notícias, sites, portais de notícias e emissoras de tevê.
  4. 4. O que é comunicação interna A Comunicação Interna engloba todas as práticas e processos comunicativos de uma determinada organização com o seu público interno (funcionários, colaboradores, acionistas). Asferramentas usadas pela Comunicação Interna nãoseguem padrões. Ela se adapta ao público alvo. As mais utilizadas são: murais, jornais internos, intranet, TV interna e memorandos, entre outros.
  5. 5. O que é bom saber Repórter não é inimigo – Algumas fontes demonstramconstrangimento e medo em atender a imprensa. Se a situação éou não de crise, a melhor maneira de atender à imprensa é serautêntico, transparente e objetivo. Oriente-se com seu Assessorde Imprensa antes de falar ao repórter.Disponibilidade para com a imprensa – Não adianta contrataruma Assessoria se a fonte não tem tempo para atender assolicitações da imprensa e de seu Assessor. O processo decomunicação exige antes de tudo, tempo e dedicação.Erro comum - Jamais peça ao repórter que o entrevistou para lero texto antes de ser publicado. Também não exija que o assessorfaça isso. A partir do momento em que a entrevista foiconcedida, a informação é do jornalista.
  6. 6. O que é notícia?- o quê? quando? onde? como? por quê?- Notícia é matéria-prima dos jornalistas e paraobtê-la, é necessário um trabalho árduo deapuração. O jornalista procura a exceção, o novo,o diferente, o que é pioneiro.-Identificar oportunidades que possam setransformar em notícia na imprensa é muitoimportante para reforçar a imagem da empresa.
  7. 7. O QUE PODE SER notícia para os sttr´s- Convênios.- Cursos.- Eventos.- Seminários.- Conquistas.- Inaugurações.- Aniversário da entidade sindical.- Posses.- Reuniões políticas.- Reformas em geral.
  8. 8. Dicas durante a entrevista- Responda o que for possível;- Quando não souber responder, diga “não sei”. -Anote a pergunta e diga que vai ligar mais tarde coma resposta. Ligue!- Quando não puder responder, diga “não posso”.Explique que se trata de uma informação sigilosa. Seela tiver um prazo para ser liberada, diga isso aojornalista. Combine de ligar para ele. Ligue!VÍDEO
  9. 9. JORNAL DA FETAEP
  10. 10. Como mandar notícias- E-mail: imprensa@fetaep.org.br;- Quais informações mandar:O que?Quando?Como?Onde?Por que?Quantidade de participantes?
  11. 11. Voz da fetaep No ar desde o dia 18 de fevereiro de 2011, a “Voz daFetaep” visa manter sua base atualizada, além de facilitar ainteração entre os Sindicatos dos Trabalhadores eTrabalhadoras Rurais com as rádios do interior do Estado. Asentrevistas são gravadas pela WEBCOM BrasilRadiojornalismo - parceira da Fetaep – e os arquivos podemser ouvidos pela internet ou então baixados no computadorem formato mp3 e facilmente retransmitidos pelas rádioslocais.Para isso, basta que o dirigente sindical leve o arquivo até aRádio ou envie via e-mail. Antes de serem publicadas nosite da Fetaep, as entrevistas eram apenas publicadas nosite da Webcom – que possui 2,8 mil rádios habilitadas aveicular os conteúdos jornalísticos produzidos pela equipe –e ficavam arquivadas na Fetaep.
  12. 12. Fetaep na tv A “Fetaep na TV” também foi desenvolvida para veicular tudo que sai referente à Federação aos trabalhadores rurais e ao Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais como um todo na mídia eletrônica. Dessa forma, os Sindicatos podem acessar com mais facilidade e agilidade os vídeos deinteresse da categoria acessando diretamente o site da Fetaep. Todos os vídeos são postados no YouTube – site que permite o compartilhamento de vídeos entre os usuários – e depois retransmitidos pela Federação. A inserção dos materiais e a criação da logística de publicação também foi de responsabilidade do departamento de informática.
  13. 13. Mídias sociais As mídias sociais estão modificando os relacionamentostradicionais. Não apenas entre as pessoas, mas também entre asorganizações e seus públicos.Não basta esperar que alguém fale de uma instituição. Épreciso entrar na rede e fazer parte do universo online.É essencial entender que os públicos (neste caso, osinternautas) contribuem para criar um conceito favorável dainstituição junto à opinião pública.
  14. 14. Mídias sociaisImagine o seu público alvo a alguns cliques de distância, assuas ações anunciadas de uma forma instantânea e efetiva. Oresultado que as mídias tradicionais proporcionavam por umalto custo, as novas mídias online estão superando. E o melhorde tudo: a um custo bem menor.Além de difundir uma ideia ou ação, as mídias sociais tambémsão excelentes canais de relacionamento com o público-alvo.
  15. 15. Mídias sociais As ações de uma organização precisam ser planejadas eexecutadas de forma contínua para manter o equilíbrio em seusrelacionamentos. Seja em blogs, orkut, facebook, twitter, ou outras centenas deredes de relacionamento, a opinião dos usuários não pode maisser ignorada. Fundamental para a consolidação da imagem institucional nainternet, as mídias sociais são estratégicas para orelacionamento e fidelização nesse meio.
  16. 16. Mídias sociaisPara que esse relacionamento tenha sucesso é preciso: Monitorar, mensurar e interagir; Dar uma “cara” para a instituição; Realizar integração com os internautas e convidá-los aparticipar dos processos de criação ou concepção de ideias; Conhecer a própria filosofia da instituição.
  17. 17. As novas Mídias na agricultura País de grandes dimensões e com a agricultura e o agronegócio respondendo por cerca de um terço do PIB, com potencial paraaumentar com o crescimento da profissionalização do setor, o Brasil oferece grande oportunidade para que as mídias sociais floresçam no meio rural e funcionem como um fator de incremento do desenvolvimento do setor.
  18. 18. 1º Encontro de Comunicação Obrigada! Aline Cambuy e Renata Souza Assessoria de Imprensa da Fetaep imprensa@fetaep.org.br
  19. 19. As novas Mídias na agriculturaComo a internet contribui para diminuir distâncias geográficas,disseminar rapidamente conhecimento e informação, é umaferramenta essencial hoje para permitir acesso a novas tecnologiase oportunidades de negócios, podendo ser fundamental paraaumentar a competitividade.Todo esse público e as oportunidades de negócios que taisferramentas podem gerar, no entanto, ainda são pouco exploradospelo segmento.

×