Submarino.com.br




 JUN 24


                                                         Fazendo bandeirinhas
Festas, Junin...
5 - Deixa secar bem.As bandeirinhas estão
 prontas!


     Antigamente, as bandeirinhas eram coladas
            com cola ...
cola no barbante e cole as bandeirinhas. Tome o cuidado de alternar as cores. Deixe secar bem. Estão prontas as banderinha...
algum lugar) ou papel de seda para pendurar. Uma dica legal é pegar folhas de revistas e jonais velhos para fazer as bande...
Ingredientes:

                                                            1 kg de açúcar
                                ...
Material Necessário

                                                 - 1 camisa xadrez com bolso lateral
                ...
2° Passo

Não se empolgue com o frio, e o use como desculpa para entrar nas bebidas quentes, como o vinho, o quentão, o ch...
Festa Junina, traje.
Festas, Junina                                                                                       ...
Fonte Revista manequim



 JUN 14


                                   Festa Junina, dicas da nutricionista.
Festas, Junin...
A dica, para quem está de olho na balança, é controlar a quantidade. Para isso, nem pense em ficar de jejum para comer à v...
Material



                                                            1 camiseta tamanho 5
                             ...
costure entre os colarinhos. Corte um
 retângulo pequeno para enfeitar o bolso.
  Com a linha e a agulha, faça pespontos
g...
1 vestido estampado
                                              tamanho 6
                                             C...
Segredinho da Vovó.
Aqui temos algumas sugestões que podem ser usadas em festas nas escolas, clubes ou em sua casa.


Boli...
local correto é o vencedor.


          Jogo do bigode: Desenhe numa cartolina um rosto masculino e prenda numa parede. Ca...
Corte a manga e a barra da camisa, mas não faça bainha: o desfiado é parte do visual.

                       Corte dois r...
determinada pelo tamanho do espaço que se tem para dançar. A quadrilha é comandada por um marcador, que orienta os casais,...
Antes do início da quadrilha, os pares são marcados pelo no. 1 ou 2. Ao comando “Primeiras marcas ao centro , apenas os pa...
13. É MENTIRA

                     Damas e cavalheiros voltam a caminhar para a direita. Já passou o perigo. Era alarme f...
segundo o comando.



                                                          21. DESPEDIDA

 De um ponto escolhido da r...
Fonte Rosadeseda



 JUN 08


                 Festas Juninas, bebidas.
Festas, Junina                              Coment...
500 g de açúcar
                                                          1 litro de água
                                ...
Segredinho da vovó.

                                     Aqui um delicioso cardápio para alegrar sua festa junina.


    ...
Bolo de fubá
                                                    1 xícara e meia de açúcar;
                              ...
Cozinhe o gramas de milho para angu no leite de coco. Depois de cozido, acrescente os outros ingredientes e leve a assar e...
Volte ao forno para o suspiro dourar.


                                                      Bolo de São João
           ...
Leite;
                                                           canela em pau;

                   Opcionais: casquinhas...
chaleira; coloque a massa em um pires, formando montes; cubra com um guardanapo úmido, amarre embaixo do pires e tampe com...
Pé-de-moleque
                                              1 quilo de amendoim cru e com casca;
                         ...
1 xícara de chá de milho de pipoca;
                                                        1 xícara de açúcar;
          ...
Quando estiver levantando dos lados, retire e feche em forma de papel.


                                                 ...
A maquiagem pode ser levemente folclorica acentuando o blush em tons de rosa ou pink, e algumas pintinhas feitas com o eye...
- Chapéu de palha



                                                           Modo de fazer

 1- Costure remendos em uma...
de:

                                                                 Material
                                   - Folhas...
Passo 1
                               Engrosse as sombrancelhas usando um lápis de olho preto ou marrom

                ...
Festa junina, maquiagem
Festas, Junina                                                                                    ...
Passo 6
 As pintinhas dão o charme da maquiagem. Não esqueça de não exagerar, assim você ganha um ar fashion até mesmo com...
Segredinho da vovó.

                 Aqui temos algumas sugestões para você realizar uma alegre festa junina.

          ...
Pé-de-moleque

                                                            Ingredientes:

                                ...
1 litro de cachaça
                                                      1 e 1/2 xícaras de açúcar
                       ...
recipiente tampado. No momento de servir, esquente-o novamente

                                                          ...
toca. Quando se soltam ali os coelhinhos ou porquinho da índia, vence o jogador da toca em que ele primeiro entrar.

JOGO ...
Livro De  Receitas E  Festa  Junina 02
Livro De  Receitas E  Festa  Junina 02
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Livro De Receitas E Festa Junina 02

4,037

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,037
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Livro De Receitas E Festa Junina 02"

  1. 1. Submarino.com.br JUN 24 Fazendo bandeirinhas Festas, Junina Comente » É preciso: folhas de papel de seda coloridas cordão papel de seda cordel tesoura (pede ajuda a um adulto) cola ou cola de farinha de trigo tesoura cola Como fazer: 1 - Dobra uma folha de papel de seda ao meio, 3 - Faz um corte na diagonal (de um canto ao outro 2 - Dobra mais uma vez, mas no sentido vertical, três vezes. da folha). como mostra a figura. 4 - Estende um cordão, espalha a cola no cordão (ou na borda das bandeirinhas) e cola-as. Não te esqueças de alternar as cores.
  2. 2. 5 - Deixa secar bem.As bandeirinhas estão prontas! Antigamente, as bandeirinhas eram coladas com cola de farinha de trigo. Aprende a prepará-la: 1 - Dissolve-se uma colher rasa de farinha de trigo numa xícara de água fria. 2 - Leva-se ao fogo até engrossar e acrescenta-se uma colher de chá de vinagre. 3 - Espera-se que esfrie e está pronta a usar. Fonte Junior.te.pt JUN 20 Festa Junina, enfeites Festas, Junina Comente » • Para fazer bandeirinhas para enfeitar a sua festa, você vai precisar de: - Folhas de papel de seda coloridas - Barbante - Tesoura - Cola de farinha de trigo ou cola plástica. 1. Dobre uma folha de papel de seda ao meio três vezes. 2. Agora, dobre mais uma vez, mas no sentido vertical, como mostra a figura. 3. Seguindo a figura ao lado, faça um corte na diagonal. Feito isso, corte em toda a volta da bandeirinha. 4. Estenda um barbante, espalhe a
  3. 3. cola no barbante e cole as bandeirinhas. Tome o cuidado de alternar as cores. Deixe secar bem. Estão prontas as banderinhas! Nota: As bandeirinhas podem ser coladas com antecendência, e depois enroladas em um cartão largo, ou uma prancha de madeira fina, para depois serem estendidas no local da festa. Antigamente as bandeirinhas eram coladas com cola de farinha de trigo. Aprenda a prepará-la: Dissolver uma colher rasa de farinha de trigo em uma xícara de água fria. Levar ao fogo até engrossar, e acrescentar uma colher de chá de vinagre. Esperar esfriar e usar. • Para fazer as lanterninhas, você vai precisar de: - Papel silhueta, lustroso ou laminado - Cola - Barbante 1. Corte um retângulo de papel, de cerca de 30 x 15 cm. Com um lápis, faça uma linha paralalela a dois centímetros de cada margem. Em uma das margens, marque 7,5 cm de cada ponta e faça dois furinhos. 2. Desenhe linhas perpendiculares paralelas entre as duas margens, com cerca de 1 cm de distância entre cada uma. Dobre o papel ao meio. 3. Corte seguindo as linhas verticais, tomando o cuidado de não cortar as margens. 4. Abra o papel. Agora cole as as tiras da ponta umaa sobre a outra. A sua lanterna ficará assim: 5. Passe um barbante pelos furos, para poder pendurá-la. Está pronta a sua lanterna! Fonte Jangadabrasil JUN 19 Festa Junina, bandeirinha. Festas, Junina Comente » As festas juninas estão chegando, deixo aqui um molde de bandeirinha que pode ser aplicado e recordado em cartolina (se for colar em
  4. 4. algum lugar) ou papel de seda para pendurar. Uma dica legal é pegar folhas de revistas e jonais velhos para fazer as bandeirinhas. Fonte Blogartesanato JUN 19 Festa Junina, doce de leite. Festas, Junina Comente »
  5. 5. Ingredientes: 1 kg de açúcar 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio 3 litros de leite integral Modo de Preparo: Misture em uma panela grande 3 litros de leite integral, 1 kg de açúcar e 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio. Leve para cozinhar e, assim que ferver, reduza o fogo. Cozinhe por mais 3 horas e 45 minutos, mexendo de vez em quando, ou até obter uma mistura cremosa. Retire do fogo e continue a mexer até a massa começar a ficar opaca. Espalhe a massa sobre uma superfície lisa e umedecida com água, na altura de 1,5 a 2 cm. Em seguida, corte a massa ainda morna na forma de losangos. Fonte: Revista Água na Boca JUN 17 Festa Junina, camisa xadrez. Festas, Junina Comente » Segredinho da vovó. Olha que idéia original para você fazer a camisa€ junina do seu filho.
  6. 6. Material Necessário - 1 camisa xadrez com bolso lateral - Cola quente - 1 tesoura pequena e uma de picote - Papel camurça de duas cores (usamos amarelo e vinho) - Retalhos de cartolina camurça bem coloridos (umas cinco cores diferentes) - 1 lenço vermelho Passo-a-passo Para começar, pegue o papel camurça e, com a tesoura de picote, tire um retângulo de mais ou menos 10 por 8 centímetros. Recorte também as laterais e deixe os quatro lados bem picotadinhos. Use a cola quente para passar no avesso de todo o retângulo. Quanto menos cola tiver, melhor. Espere secar um pouco e aplique em cima do bolso. Com os retalhos, você vai fazer as bandeirinhas juninas para enfeitar a camisa. É bastante simples. Pegue a cartolina camurça, dobre o lado menor, na largura de 1 dedo. Marque a largura de 3 dedos e corte, separando do resto do retalho. Meça um dedinho e corte enviesado, na diagonal. A bandeirinha está pronta. Passe cola quente na base da bandeirinha e cole bem no meio do retalho de camurça que você colou em cima do bolso. E você pode colar outra bandeirinha que fica mais bonito€ ainda. Agora, na parte de trás da camisa, faça a mesma colagem , usando o retalho de camurça de outra cor. Já com ele todo picotadinho, passe cola e espere secar um pouco. Depois, aplique bem no meio das costas. Cole mais bandeirinhas sobre esse retalho para deixar colorido. A colagem não estraga a camisa. Os apliques saem bem fácil. Para reforçar a colagem das bordas, é só passar um pouco mais de cola, esperar secar um pouco e aplicar no tecido. Agora, é hora de preparar o toque final: o lenço vermelho. Faça 4 dobras, na largura de 2 dedos mais ou menos. Coloque embaixo da camisa, junto à parte de trás. Passe as pontas para frente, acompanhando o colarinho e ajeite. Agora dê uma laçada mais firme para o acabamento final. Cole duas bandeirinhas - uma em cada ponta do lenço. Está pronta uma linda camisa caipira para alegrar sua festa junina. Fonte€ Curso de artesanato JUN 16 Festa Junina, dicas. Festas, Junina Comente » E lembre-se que na maioria das vezes estas festas juninas não são só durante um final de semana, geralmente, elas duram mais, e com certeza o convite para ir serão muitos, por isso atenção com as dicas que vamos dar, assim não ficará com peso na consciência depois. 1° Passo Geralmente não vamos as festas juninas sozinhas, portanto escolha o que vai comer democraticamente, e divida com um amigo.
  7. 7. 2° Passo Não se empolgue com o frio, e o use como desculpa para entrar nas bebidas quentes, como o vinho, o quentão, o chocolate quente. 3° Passo Entre as diversas opções que você tem, onde a base da receita é feita com milho, opte por somente uma, ou um curau ou a pamonha por exemplo, e de preferência para aquele que não leva manteiga. 4° Passo Os pratos como cuscuz, polenta, pipoca, devem ser ingeridos com moderação, pois são alimentos calóricos, aqueles pratos que conseguem ser porcionados, opte por ingerir somente uma fatia. 5° Passo Antes de sair de casa, organização e disciplina é fundamental, por isso, já tenha uma idéia do que irá comer, pois como as opções são diversas, você corre o risco de acabar comendo mais do que devia, por isso a escolha e disciplina antes de sair de casa é importante. 6° Passo Quando chegar na hora de comer aquele docinho, escolha somente um tipo, e não coma mais que um pedaço. Você pode achar que é besteira, mas acredite dá resultado, para você ter uma pequena noção das calorias que essas delícias tem, de uma olhadinha na tabela. Amendoim caramelizado - 1 pacote pequeno - 93,78 calorias Arroz Doce - 1 concha média - 235,87 calorias Bolo de fubá - 1 fatia pequena - 96,28 calorias Bolo de milho - 1 fatia pequena - 93,36 calorias Cocada branca - 1 unidade pequena - 157,15 calorias Cuscuz de tapioca - 1 fatia pequena - 148,74 calorias Hot Dog - 1 unidade - 321,10 calorias Pamonha - 1 unidade - 252,67 calorias Pé de moleque - 1 unidade- 90,24 calorias Pipoca - 1 porção - 111,92 calorias Quentão - 150 ml - 441,79 calorias Vinho Quente - 120 ml - 144 calorias Fonte Beleza.wa3 JUN 15
  8. 8. Festa Junina, traje. Festas, Junina Comente » Se você não gosta muito de ter trabalho na hora de se arrumar, basta colocar uma camisa xadrez por cima da t-shirt básica, mas se quiser fazer um charme, peça o suspensório do seu avô emprestado. Se o dia for de muito calor, tire a t-shirt e fique apenas com o jeans e a camisa xadrez. Fonte€ O povo online-Felipe Naur
  9. 9. Fonte Revista manequim JUN 14 Festa Junina, dicas da nutricionista. Festas, Junina Comente » Festas juninas são sempre um convite à gula e, por isso, uma ameaça a quem está de dieta. Para piorar, os eventos coincidem com o frio. Mas não se engane. Ao contrário dos animais, que não usam roupa, o ser humano não precisa aumentar seu consumo calórico nesta época do ano, como explica a nutricionista Flávia Bulgarelli, da Casa Movimento. “Em geral as pessoas gostam de consumir alimentos mais calóricos no inverno porque eles promovem uma sensação de conforto”, diz a especialista. Vinho quente, quentão, amendoim e canjica são alguns itens típicos que combinam com o clima, mas são bastante calóricos. Um copo pequeno de quentão, para se ter uma ideia, tem 280 kcal.
  10. 10. A dica, para quem está de olho na balança, é controlar a quantidade. Para isso, nem pense em ficar de jejum para comer à vontade na festa, pois isso só aumenta o risco de você perder o controle e exagerar nas calorias. “Ao chegar no evento, veja o que há de opção e então pré-estabeleça o que você vai comer”, aconselha Bulgarelli. Outra recomendação é comer devagar, pois o cérebro leva cerca de 20 minutos para enviar o sinal de que é hora de parar. Se você não quiser consumir calorias extras, o conselho é substituir os quitutes da festa pelo lanche da tarde. Considerando a média de calorias que uma pessoa precisa consumir por dia para não engordar, essa refeição pode ter até 300 kcal, se você é mulher, ou 375 kcal, se você é homem. Isso equivaleria a mais ou menos um copo pequeno de vinho quente e dez pinhões, ou um copo de canjica e dois pés de moloque. Já se você não se contenta com pouco, o jeito é trocar o consumo na festa pelo jantar. Nesse caso, a recomendação é a mulher não consumir mais do que 700 kcal, e o homem, 870 kcal, o que garante uma refeição farta de quitutes. Fonte Uol-Ciências e Saúde JUN 12 Festa Junina,roupas infantins. Festas, Junina Comente » 1 tiara 1 x 1,20 m de tule branco Renda rosa (60 cm) e verde (40 cm) Retalhos de chita Tesoura Cola quente Modo de fazer Franza com as mãos o lado maior do tule e pregue no centro da tiara com a cola quente. Em seguida, faça um laço com a renda rosa e outro com a verde. Cole o menor sobre o maior e pregue na tiara. Recorte uma flor no retalho de chita e arremate o enfeite de cabeça. Vestido
  11. 11. Material 1 camiseta tamanho 5 3,60 m x 60 cm de tule Rendas laranja, azul e verde (3 m de cada cor) e rosa (4,50 m) 15 botões médios coloridos Sianinha azul e laranja (2 m de cada uma) 1,50 m de fita branca Retalhos de chita Tesoura Cola quente Modo de fazer No meio da gola e nas mangas, pregue laços decorados com a cola quente. Cada um deles é feito com 50 cm de renda verde e 40 cm de cor-de-rosa. Cole um laço sobre o outro e enfeite com um pedaço de sianinha. Para a saia, dobre o tule em três camadas, formando um retângulo de 1,20 m x 60 cm, franza o tecido de leve e pregue a fita (que será a amarração) a máquina. Decore com laços e botões ao redor da barra e no corpo da saia. Faça o cinto com 1,50 m da renda rosa. Buquê Para fazer o buquê, use flores de plástico e arremate-o com as mesmas rendas e sianinhas usadas para enfeitar o vestido. O noivo Paletó Material 1 camiseta de manga longa tamanho 6 1 pano de prato Retalhos de tecido xadrez Linha para bordado branca Agulha Cola quente 4 botões Modo de fazer Dobre o pano de prato ao meio e corte as quinas no lado dobrado. Costure a mão os dois pedaços sobre a gola da camiseta, formando o colarinho. Em seguida, recorte mais um pequeno triângulo e cole na camiseta para fazer o bolso. No retalho xadrez, faça uma gravata de 20 cm e
  12. 12. costure entre os colarinhos. Corte um retângulo pequeno para enfeitar o bolso. Com a linha e a agulha, faça pespontos grandes no centro da camiseta e pregue os botões no centro e nas mangas como se fosse num paletó. Por último, corte€ um buraco pequeno no centro da camiseta e traspasse a gravatinha por ele. Calça Material 1 calça preta tamanho 6 Retalhos de tecido xadrez Tesoura Cola quente Modo de fazer No retalho, recorte pequenos retângulos e cole-os na calça como se fossem remendos. A convidada Vestido customizado Material
  13. 13. 1 vestido estampado tamanho 6 Cola quente 2,50 m de renda laranja e 3,20 m de renda rosa e de renda azul 22 botões médios coloridos Cola quente Linha Agulha Tesoura Modo de fazer Corte as rendas em pedaços de 40 cm. Com linha e agulha, franza a lateral da renda até formar uma flor. Use os botões para fazer os miolos. Pregue as flores com a cola quente na barra e no corpo do vestido. Em média, você vai precisar de 22 enfeites. Dica: Se estiver frio, vista uma cacharrel por baixo do vestido. Fonte Revista Manequim-Realização Márcia Paiva | Fotos Carlos Bessa JUN 11 Festas Juninas, brincadeiras. Festas, Junina 2 Comentários »
  14. 14. Segredinho da Vovó. Aqui temos algumas sugestões que podem ser usadas em festas nas escolas, clubes ou em sua casa. Boliche: Os pinos são feitos com latas vazias de refrigerante ou de batatas fritas, encapadas com papel colorido. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 2 metros de distância. A bola deve arrastar no chão até atingir os pinos. Cada participante pode fazer três tentativas. O coordenador anota o número de pinos derrubados em cada tentativa. Vence quem derrubar mais pinos. Caça ao objeto: Faz-se uma lista de objetos fáceis de serem encontrados no local onde a festa será realizada. Reúne-se os participantes para avisá-los do tempo disponível e o nome do objeto que devem procurar. Ao sinal de um apito todos correm para procurá-lo. Ao sinal de outro apito devem retornar pois é o aviso de que o tempo terminou ou o objeto já foi achado. O primeiro que retornar com o objeto pedido é o vencedor. Se o objeto não for encontrado, pede-se o seguinte da lista. Cadeia: Escolhe-se um local isolado ou cercado por cadeiras, para ser a cadeia. Nomeia-se (ou sorteia-se) um delegado e seus ajudantes. O preso vai até a cadeia e, paga uma prenda (mostra uma habilidade), para ser solto, que pode ser: cantar, recitar, dançar, fazer uma imitação, etc. Se houver um palco com microfone, a cadeia pode ser colocada num canto dele. E a prenda, ao ser paga diante do microfone, será vista por todos da festa. Corrida do milho: Traçam-se duas linhas paralelas e distantes. Atrás de uma das linhas, coloca-se uma bacia com grãos de milho. Atrás da outra linha, os participantes são reunidos aos pares - um deles segura uma colher e o outro um copo descartável. Dado o sinal, os participantes com a colher correm até a bacia. Enchem a colher com milho e voltam para a linha de largada. Lá chegando, colocam o milho no copo que seu companheiro segura. Vence a dupla que primeiro encher o copinho com milho. Corrida do ovo na colher: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Cada corredor deve segurar com uma das mãos (ou a boca) uma colher com um ovo cozido em cima. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada, sem derrubar o ovo. Se quiser variar, substitua o ovo cozido por batata ou limão. Corrida do Saci ou Corrida dos sapatos: Traçam-se duas linhas paralelas e distantes. Na primeira linha, os corredores tiram os sapatos, que são levados para trás da outra linha, onde são misturados. Dado o sinal, eles devem sair pulando com o pé esquerdo até a outra linha. Depois de calçar seus sapatos, devem retornar, pulando com o pé direito. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada, estando calçado de modo correto. Corrida do saco: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Cada corredor deve colocar as pernas dentro de um saco grande de pano e segurá-lo com ambas as mãos na altura da cintura. Dado o sinal, saem pulando com os dois pés juntos. Vence quem chegar primeiro ao local de chegada. Nota: Para substituir o saco de pano pelo de plástico (grosso) de lixo, que é mais escorregadio, é preciso testar o local da corrida com antecedência. Corrida dos pés amarrados: Marca-se um local de partida e outro de chegada. Os participantes são reunidos em duplas. Com uma fita, o tornozelo direito de um é amarrado ao tornozelo esquerdo de seu par. Dado o sinal, as duplas participantes devem correr até a chegada. Vence a dupla que chegar primeiro. Dança da laranja: Formam-se alguns casais para a dança. Uma laranja é colocada entre as testas de cada par. Os casais devem dançar, sem tocar na laranja com as mãos. Se a laranja cair no chão, o casal é desclassificado. A música prossegue até que fique só um casal. Dança das cadeiras: Forma-se um círculo com tantas cadeiras quantos forem os participantes menos uma. Os assentos ficam voltados para fora. Coloca-se música e todos dançam em volta das cadeiras. Quando a música parar, cada um deve sentar numa cadeira. Um participante vai sobrar e sair da brincadeira. Tira-se uma cadeira e a dança recomeça. Vence quem conseguir sentar-se na última cadeira. Derruba latas: Sobre uma mesa, coloca-se latas vazias de refrigerante. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe três bolinhas, para fazer três tentativas. O coordenador anota o número de latas derrubadas em cada tentativa. Vence quem derrubar mais latas. Jogo das argolas: Enche-se com água garrafas de refrigerante (plásticas e grandes) e aperta-se bem as tampas. Arruma-se as garrafas no chão com pelo menos um palmo de distância entre elas. Faz-se uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe cinco argolas (ou pulseiras), para fazer cinco tentativas. Vence quem acertar mais argolas nos gargalos das garrafas. Jogo do bicho ou Rabo do burro: Desenhe um animal de costas ou de lado numa cartolina e prenda numa parede. Cada participante deve receber uma etiqueta autocolante grande (já destacada). De olhos vendados, deve caminhar até o desenho e colar o rabo do animal. Quem colocar o rabo mais próximo do
  15. 15. local correto é o vencedor. Jogo do bigode: Desenhe numa cartolina um rosto masculino e prenda numa parede. Cada participante deve receber, em cada mão, uma etiqueta autocolante de tamanho médio (já destacada). De olhos vendados, deve caminhar até o desenho e colar os dois lados do bigode. Quem colocar o bigode mais próximo do local correto é o vencedor. Pesca da maçã: Sobre uma mesa, coloca-se uma bacia com água* e maçãs boiando. Cada participante deve colocar as mãos nas costas e inclinar-se sobre a bacia e morder uma maçã. Quem conseguir ganha um brinde. (*De preferência, usar água filtrada) Correio-elegante: É o serviço de entrega de bilhetes durante a festa. Quando não estiver entregando bilhetes, o entregador passeia pela festa, oferecendo o serviço de correio. A mensagem é escrita num cartão ou papel colorido. Se a festa for grande, o correio pode ficar numa mesa, onde os cartões são escritos por uma pessoa e entregues por outra. Para facilitar, pode-se levar alguns cartões prontos, com quadrinhas amorosas ou engraçadas. Fonte aprenderecia.blogspot JUN 10 Festa junina, roupas. Festas, Junina Comente » Segredinho da vovó. Não esqueça das roupas tradicionas para as festas juninas, aqui algumas dicas. Para os meninos: Você vai precisar de uma camisa e de uma calça jeans. Aproveite peças que ficaram pequenas para seu filho. Faça o lenço com um retângulo de tecido xadrez (80 cm por 25 cm) e amarre com um retalho vermelho. Prenda o lencinho no bolso, costurando-o com linha de bordado colorida. Corte retalhos de tecido xadrez em forma de retângulos, quadrados e círculos, e costure-os com linhas de cores contrastantes em toda a camisa.
  16. 16. Corte a manga e a barra da camisa, mas não faça bainha: o desfiado é parte do visual. Corte dois retângulos de tecido liso e aplique-os nos joelhos. Costure-os com linha de bordado. Aproveite o tecido do lenço para fazer a barra da calça, que deve ser um pouco mais curta do que o normal. Para as meninas: Use um vestido jeans e uma camiseta de manga comprida branca. Faça o punho com tecido estampado e costure com linha de bordado aparente. Aplique apassamanaria na gola, em toda a volta do vestido e nos recortes dos bolsos. Recorte um coração no tecido estampado e aplique-o na frente do vestido. Faça o acabamento com rendinhas ou babadinhos. Um laço de fita de cetim faz o papel de cinto. Corte retalhos de tecido xadrez em forma de coração e costure-os com linha de bordado em cores contrastantes em toda a saia. Faça um babadinho na barra da saia. Arremate com rendinha vermelha. A meia-calça laranja completa o visual. Amarre retalhos de tecido no chapéu e nas pontas das trancinhas. Fonte Revista Crescer JUN 09 Festa Junina, quadrilha. Festas, Junina 2 Comentários » Segredinho da vovó. Se você quiser seguir os passos para uma bela qudrilha na sua festa junina aqui temos uma sugestão. A quadrilha é dançada em homenagem aos santos juninos ( Santo Antônio, São João e São Pedro ) e para agradecer as boas colheitas na roça. Tal festejo é importante pois o homem do campo é muito religioso, devoto e respeitoso a Deus. Dançar, comemorar e agradecer.Em quase todo o Brasil, a quadrilha é dançada por um número par de casais e a quantidade de participantes da dança é
  17. 17. determinada pelo tamanho do espaço que se tem para dançar. A quadrilha é comandada por um marcador, que orienta os casais, usando palavras afrancesadas e portuguesas. Existem diversas marcações para uma quadrilha e, a cada ano, vão surgindo novos comandos, baseados nos acontecimentos nacionais e na criatividade dos grupos e marcadores. A marcação que apresentamos é uma das mais tradicionais e simples. Os comandos mais utilizados são(podem ocorrer variantes dependendo da região): BALANCÊ (balancer) - Balançar o corpo no ritmo da música, marcando o passo, sem sair do lugar. E usado como um grito de incentivo e é repetido quase todas as vezes que termina um passo. Quando um comando é dado só para os cavalheiros, as damas permanecem no BALANCË. E vice-versa, ANAVAN (en avant) - Avante, caminhar balançando os braços. RETURNÊ (returner) - Voltar aos seus lugares. TUR (tour) - Dar uma volta: Com a mão direita, o cavalheiro abraça a cintura da dama. Ela coloca o braço esquerdo no ombro dele e dão um giro completo para a direita. Para acontecer a Dança é preciso seguir os seguintes Passos: 01. Forma-se uma fileira de damas e outra de cavalheiros. Uma, diante da outra, separadas por uma distância de 2,5m. Cada cavalheiro fica exatamente em frente à sua dama. Começa a música. BALANCÊ é o primeiro comando. 02. CUMPRIMENTO ÀS DAMAS OU “CAVALHEIROS CUMPRIMENTAR DAMAS” Os cavalheiros, balançando o corpo, caminham até as damas e cada um cumprimenta a sua parceira, com mesura, quase se ajoelhando em frente a ela. 03. CUMPRIMENTO AOS CAVALHEIROS OU “DAMAS CUMPRIMENTAR CAVALHEIROS” As damas, balançando o corpo, caminham até aos cavalheiros e cada uma cumprimenta o seu parceiro, com mesura, levantando levemente a barra da saia. 04. DAMAS E CAVALHEIROS TROCAR DE LADO Os cavalheiros, de mãos dados, dirigem-se para o centro. As damas fazem o mesmo. Ao se aproximarem, todos se soltam. Com os braços levantados, giram pela direita. Soltam-se as mãos, dirigem-se ao lado oposto. Os cavalheiros, de mãos dados, vão para o lugar antes ocupado pelas damas. E vice-versa, 05. PRIMEIRAS MARCAS AO CENTRO
  18. 18. Antes do início da quadrilha, os pares são marcados pelo no. 1 ou 2. Ao comando “Primeiras marcas ao centro , apenas os pares de vão ao centro, cumprimentam-se, voltam, os outros fazem o “passo no lugar . Estando no centro, ao ouvir o marcador pedir balanceio ou giro, executar com o par da fileira oposta. Ouvindo “aos seus lugares , os pares de no. 1 voltam à posição anterior. Ao comando de “Segundas marcas ao centro , os pares de no. 2 fazem o mesmo. 06. GRANDE PASSEIO As filas giram pela direita, se emendam em um grande círculo. Cada cavalheiro dá a mão direita à sua parceira. Os casais passeiam em um grande círculo, balançando os braços soltos para baixo, no ritmo da música. 07. TROCAR DE DAMA Cavalheiros à frente, ao lado da dama seguinte. O comando é repetido até que cada cavalheiro tenha passado por todas as damas e retornado para a sua parceira. 08. TROCAR DE CAVALHEIRO O mesmo procedimento. Cada dama vai passar portadas os cavalheiros até ficar ao lado do seu parceiro. 09. O TÚNEL Os casais, de mãos dados, vão andando em fila. Pára o casal da frente, levanta os braços, voltados para dentro, formando um arco. O segundo casal passa por baixo e levanta os braços em arco. O terceiro casal passa pelos dois e faz o mesmo. O procedimento se repete até que todos tenham passado pela ponte. 10. ANAVAN TUR A dama e o cavalheiro dançam como no Tour(passeio em iportuguês). Após uma volta, a dama passa a dançar com o cavalheiro da frente. O comando é repetido até que cada dama tenha dançado com todos os cavalheiros e alcançado o seu parceiro. 11. CAMINHO DA ROÇA Damas e cavalheiros formam uma só fila. Cada dama à frente do seu parceiro. Seguem na caminhada, braços livres,balançando. Fazem o BALANCË, andando sempre para a direita. 12. OLHA A COBRA Damas e cavalheiros, que estavam andando para a direita, voltam-se e caminham em sentido contrário, evitando o perigo. Vários comandos são usados para este passo: “Olha a chuva , “Olha a inflação , Olha o assalto , “Olha o (cita-se o nome de um político impopular na região). A fileira deve ir deslizando como uma cobra pelo chão.
  19. 19. 13. É MENTIRA Damas e cavalheiros voltam a caminhar para a direita. Já passou o perigo. Era alarme falso. 14. CARACOL Damas e cavalheiros estão em uma única fileira. Ao ouvir o comando, o primeiro da fila começa a enrolar a fileira, como um caracol. 15. DESVIAR É o palavra-chave para que o guia procure executar o caracol, ao contrário, até todos estarem em linha reta. 16. A GRANDE RODA A fila é único agora, saindo do caracol. Forma-se uma roda que se movimenta, sempre de mãos dados, à direita e à esquerdo como for pedido. Neste passo, temos evoluções. Ouvindo “Duas rodas, damas para o centro ; as mulheres vão ao centro, dão as mãos. Na marcação “Duas rodas, cavalheiros para dentro , acontece o inverso, As rodas obedecem ao comando,movimentando para a direita ou para esquerda. Se o pedido for “Damas à esquerda e “Cavalheiros à direita ou vice-versa, uma roda se desloca em sentido contrário à outra, seguindo o comando. 17. COROAR DAMAS Volta-se à formação inicial das duas rodas, ficando as damos ao centro. Os cavalheiros, de mãos dados, erguem os braços sobre as cabeças das damas. Abaixam os braços, então, de mãos dados, enlaçando as damas pela cintura. Nesta posição, se deslocam para o lado que o marcador pedir. 18. COROAR CAVALHEIROS Os cavalheiros erguem os braços e, ao abaixar, soltam as mãos. Passam a manter os braços balançando, junto ao corpo. São as damas agora, que erguem os braços, de mãos dados, sobre a cabeça dos cavalheiros. Abaixam os braços, com as mãos dados, enlaçando os cavalheiros pela cintura. Se deslocam para o lado que o marcador pedir. 19. DUAS RODAS As damas levantam os braços, abaixando em seguida. Continuam de mãos dados, sem enlaçar os cavalheiros, mantendo a roda. A roda dos cavalheiros é também mantida. São novamente duas rodas, movimentando, os duos, no mesmo sentido ou não, segundo o comando. Até a contra-ordem! 20. REFORMAR A GRANDE RODA Os cavalheiros caminham de costas, se colocando entre os damas. Todos se dão as mãos. A roda gira para a direita ou para a esquerda,
  20. 20. segundo o comando. 21. DESPEDIDA De um ponto escolhido da roda os pares se formam novamente, Em fila, saem no GALOPE, acenando para o público. A quadrilha está terminada. Nas Festas Juninas Mineiras, após o encerramento da quadrilha, os músicos continuam tocando e o espaço é liberado para os casais que queiram dançar. Fonte€ portalsaofrancisco- pesquisa brasilfolclore. JUN 08 Festa Junina, trajes meninas Festas, Junina Comente » Segredinho da vovó. Aqui temos alguns modelos para sua roupa de festa junina, aproveite as sugestões e um ótimo arraial.
  21. 21. Fonte Rosadeseda JUN 08 Festas Juninas, bebidas. Festas, Junina Comente » Quentão Ingredientes:
  22. 22. 500 g de açúcar 1 litro de água 1litro de pinga 1/3 de xícara (chá) de gengibre descascado e cortado em pedaços 12 cravos da Índia 4 paus de canela 2 laranjas cortadas em rodelas 1 limão cortado em rodelas Modo de fazer: Numa panela colocar o açúcar e levar ao fogo para derreter até virar um caramelo. Juntar todos os ingredientes com exceção da pinga e misturar tudo muito bem. Ferver por cerca de 10 minutos. Adicionar a pinga e ferver por mais 5 minutos. Coar e servir bem quente. Vinho Quente Ingredientes: 1 litro de vinho tinto seco 1 xícara de água 1 ½ xícara de açúcar 6 cravos da Índia 3 paus de canela Casca de uma laranja e de um limão 1 maçã verde ou vermelha picada em cubinhos (opcional) Modo de fazer: Em uma panela queimar metade do açúcar com a canela e o cravo. Juntar o vinho com a água, o restante do açúcar e as cascas da laranja e do limão. Deixar ferver tudo por cerca de10 minutos. Acrescentar a maçã picada, deixar cozinhar mais um pouco e desligar. Servir bem quente. Fonte teresasilvestre JUN 07 Festa Junina,cardápio Festas, Junina Comente »
  23. 23. Segredinho da vovó. Aqui um delicioso cardápio para alegrar sua festa junina. Arroz doce Arroz lavado; Leite; açúcar (ou leite condensado); canela em pau; raspas de limão ou laranja; canela em pó. Cozinhe o arroz na água com a canela em pau e, se quiser, com as raspas de limão ou laranja. Depois de cozido, acrescente o leite quente e o açúcar ou leite condensado. Salpique canela em pó. Bolo de batata-doce 1 quilo de batatas-doces cozidas e amassadas; 3 xícaras de açúcar refinado; 4 gemas; leite puro de 1 coco; 120 gramas de manteiga; 100 gramas de castanhas-do-pará torradas e moídas; 1 xícara de farinha de trigo; 1 colher de chá de fermento; 2 claras em neve. Misture a batata-doce com todos os ingredientes. Se ficar pesado, junte um pouco de leite de vaca. Bata bem e coloque, por último, as claras em neve. Forno quente em fôrma untada.
  24. 24. Bolo de fubá 1 xícara e meia de açúcar; 1 xícara e meia de farinha de trigo; 1 xícara de fubá; 1 xícara de óleo; 1 xícara de leite; 1 colher de fermento; 3 ovos; 1colher de chá de erva-doce. Bata todos os ingredientes e leve ao forno para assar, de preferência numa forma com buraco no meio. Bolo de fubá cozido 2 xícaras de chá de fubá; 2 xícaras de chá de açúcar; 2 xícaras de chá de leite; 2 colheres de sopa cheias de manteiga; uma colher de chá de erva-doce; 4 cravos-da-índia; 1 rama de canela e 1 pitada de sal. Faça um mingau com todos os ingredientes, mexendo sempre até ficar solto da panela. Deixe esfriar. 4 ovos; 1 colher de sopa bem cheia de fermento em pó; 1 xícara de chá de leite; 1 pires de queijo parmesão ralado. Bata as claras em neve e adicione as gemas batendo um pouco mais. Junte ao mingau já frio, adicione o fermento em pó dissolvido no leite e o queijo parmesão ralado. Leve ao forno quente em fôrma untada com manteiga. Bolo de macaxeira 1 quilo de macaxeira crua ralada; 1 coco ralado; ½ litro de leite; 1 colher de sopa de manteiga; açúcar a gosto. Misture tudo e leve ao forno em fôrma untada. Bolo de milho 500 gramas de milho para angu; 1 colher de chá de erva-doce; 2 cocos; 250 gramas de açúcar refinado; 3 xícaras de água quente para retirar o leite dos cocos; sal a gosto; 2 colheres de sopa de fubá.
  25. 25. Cozinhe o gramas de milho para angu no leite de coco. Depois de cozido, acrescente os outros ingredientes e leve a assar em tabuleiros untados. Depois de assado, corte em retângulos. Bolo de milho elétrico 1 lata de milho sem água; 1 medida da lata de açúcar; 1 medida da lata de milho de leite de coco; 1 medida da lata de flocos de milho; 3 ovos inteiros; 1/2 pote pequeno de margarina. Bata bem o milho (sem a água) com o leite de coco e os ovos no liqüidificador, acrescente os demais ingredientes, um por vez, batendo sempre até formar uma massa homogênea. Asse em forno regular, em fôrma bastante untada e polvilhada. Assim que desenformar, polvilhe açúcar peneirado por cima do bolo ainda quente. Bolo de milho verde 6 espigas de milho verde; 2 xícaras de chá de leite; 2 colheres de sopa de margarina derretida; 2 xícaras de chá de açúcar; quatro ovos; uma colher de café de canela em pó; uma colher de sobremesa de fermento em pó. Retire os grãos de milho verde com uma faca afiada, cortando-os rente ao sabugo. Coloque o milho e o leite no liquidificador e bata muito bem. Junte os ovos, o açúcar, a canela e a margarina, batendo até ficar uma mistura homogênea. Finalmente acrescente o fermento. Unte muito bem uma assadeira com margarina. Leve ao forno por aproximadamente 40 minutos. Deixe esfriar durante duas a três horas e corte em quadradinhos. Bolo de Santo Antonio 250 gramas de farinha de trigo; 250 gramas de manteiga; 8 ovos; 250 gramas de açúcar; 10 gramas de erva-doce; 100 gramas de castanha-do-pará assada sem casca. Misture o açúcar com a manteiga até ficarem bem ligados, acrescente a erva-doce e vá colocando as gemas uma a uma, mexendo sempre. Bata bastante e, por fim, junte a farinha de trigo. Asse em fôrma redonda, untada e forrada com papel vegetal, também untado. Forno regular. Com as claras, faça uma massa de suspiro e cubra o bolo depois de assado, enfeitando-o com castanhas.
  26. 26. Volte ao forno para o suspiro dourar. Bolo de São João Uma tigela de massa de mandioca lavada; 14 gemas de ovos; meio quilo de açúcar; 100 gramas de manteiga; 1 xícara de leite de coco. Bata as gemas e, quando estiverem bem batidas, acrescente 100 gramas de manteiga e 1 xícara de leite de coco sem água. Junte os demais ingredientes e continue a bater até que tudo esteja bem ligado. Leve ao forno regular numa assadeira untada com manteiga. Bolo Souza Leão 1 quilo de açúcar; 4 cocos; 2 quilos de mandioca mole; 400 gramas de manteiga; 5 xícaras de água; 12 gemas; sal. Desmanche a mandioca em bastante água. Peneire. Ponha num saco grande e lave exageradamente, até perder completamente a goma. Esprema e pese um quilo. Coloque a massa em uma tigela grande e “machuque” as gemas uma a uma. Reserve. Com três xícaras de água quente, retire o leite dos cocos e acrescente à massa. Faça uma calda rala com o açúcar e duas xícaras de água, desmanche nela a manteiga e despeje quente na massa, aos poucos, mexendo com uma colher de pau. Tempere com sal. Peneire e leve a assar em fôrma untada. Forno quente. Está assado quando, introduzindo um palito no bolo, ele saia melado com uma massa ligada, como grude. Broa de fubá 700 gramas de farinha de trigo; 300 gramas de fubá; 150 gramas de açúcar; 150 gramas de margarina; 10 gramas de sal (1 pitada); 100 gramas de fermento de pão; erva-doce Numa bacia, coloque a farinha e, fazendo no centro uma cova, junte o fermento desmanchado em um pouco de água ou leite (vai dobrar de volume). Acrescente o sal, o açúcar, o fubá, a margarina e a erva-doce. Misture e bata bem. Deixe descansar por 40 minutos. Faça então as broinhas do formato que quiser e deixe crescer já na fôrma untada com manteiga e farinha de trigo ou fubá. Depois de crescerem, leve ao forno a 200 graus. Canjica ou munguzá Milho próprio para canjica;
  27. 27. Leite; canela em pau; Opcionais: casquinhas de limão ou laranja, leite condensado, coco ralado, amendoim torrado. Deixe o milho da canjica de molho na água de preferência de um dia para outro. Cozinhe em água suficiente na panela de pressão por mais ou menos 20 minutos com a canela em pau e, se quiser, as casquinhas de limão ou laranja. Depois de cozido, acrescente o leite quente e o açúcar (ou leite condensado) e deixe ferver mais um pouco (querendo, pode-se pôr também coco ralado e amendoim torrado). Canjica pernambucana 25 espigas de milho verde; 1 xícara de leite de coco grosso; 4 litros de leite de coco ralo; 3 xícaras de açúcar refinado; 1 colher de sopa de manteiga; 1 colher de sopa rasa de sal; 1 xícara de chá de erva-doce; Opcional: 50 gramas de queijo de manteiga ralado. Rale as espigas e lave a massa com parte do leite ralo em peneira finíssima. Passe na máquina de carne (peça sem dente) ou no liquidificador. Junte o resto do leite ralo e leve ao fogo, mexendo sempre com colher de pau. Depois de meia hora de fervura, acrescente os outros ingredientes e, por último, o leite grosso. Cozinhe com fervura constante, sempre mexendo. Despeje em pratos e polvilhe com canela em pó. Curau Espigas de milho verde; Açúcar; água (ou leite); canela em pó. Retire o milho da espiga com uma faca, rale-o ou bata-o no liquidificador e passe-o em peneiras finas, apertando bem com uma colher para obter o suco. Junte o açúcar e leve ao fogo, acrescentando água ou leite e mexendo sempre com uma colher de pau, até que o creme fique totalmente cozido. Despeje em recipientes untados com água fria e salpique canela em pó. Dica: Com o farelo que sobrou na peneira ao preparar o curau, aproveite para fazer bolinhos de milho verde fritos. Basta acrescentar ovos, sal, um pouco de óleo e uma pitada de fermento. Com uma colher, em panela com óleo quente, vá fritando pequenas quantidades de massa. Cuscuz de milho 250 gramas de flocos de milho; 1 coco raspado; sal a gosto; água. Com a água salgada, umedeça os flocos de milho, misture bem e leve a cozinhar no cuscuzeiro. Ou faça o seguinte: ferva água numa
  28. 28. chaleira; coloque a massa em um pires, formando montes; cubra com um guardanapo úmido, amarre embaixo do pires e tampe com ele a boca da chaleira. Em 10 a 15 minutos o cuscuz estará cozido. Deixe esfriar e ensope-o com leite de coco açucarado e com um pouquinho de sal. Leve ao fogo e mexa sempre até ferver. Grude 1 quilo de goma (polvilho); 250 gramas de coco raspado; 1 colher de café de sal. Lave a goma até tirar o azedo, passe por um tecido fino e seque, colocando um pano sobre ela. Quando estiver apenas úmida, passe numa peneira e junte o coco e o sal, misturando bem para a massa ficar ligada. Leve para assar no forno em assadeira. Pamonha Fazer pamonha no interior é sempre um acontecimento festivo que reúne familiares, vizinhos e amigos. Todos dividem as tarefas e trabalham num clima de muita alegria e empolgação. Espigas de milho verde; Leite; Banha; açúcar (se for pamonha doce) e sal (se for pamonha salgada). Reservar boas palhas de milho para fazer os saquinhos das pamonhas e também para amarrá-las. Descasque e rale as espigas de milho, raspando os sabugos com uma colher. Acrescente o leite, a banha quente em quantidade suficiente para uma massa consistente e tempere com açúcar ou com sal. Coloque a massa em cada saquinho feito da palha, amarre-os e leve para cozinhar em um caldeirão com água fervente. Cubra com sabugos para que as pamonhas afundem na água, proporcionando cozimento homogêneo. Dica: na pamonha salgada, pode-se acrescentar, em cada uma, pedaços de queijo fresco. Pamonha com coco 25 espigas; 2 e ½ xícaras de açúcar refinado; leite grosso de 2 cocos; leite ralo de 2 cocos (7 xícaras); 1 xícara de chá de erva-doce; 1 colher de sopa de manteiga derretida; cascas de milho verde em formato de saquinhos. Rale o milho. Com a metade do leite do coco ralo, lave a massa e passe-a por peneira mais grossa do que a da canjica. Acrescente o restante dos ingredientes. Encha os saquinhos feitos com as palhas, amarre-os com tiras finas de palha e leve a cozinhar em bastante água fervente com um pouquinho de sal.
  29. 29. Pé-de-moleque 1 quilo de amendoim cru e com casca; 2 copos de açúcar; 1 colher de café de bicarbonato. Leve uma panela ao fogo com o amendoim e o açúcar e vá mexendo com uma colher de pau para torrar. Quando estiver caramelado, apague o fogo e jogue o bicarbonato. Mexa bem e jogue numa superfície de mármore devidamente untada com manteiga. Deixe esfriar e quebre os pedaços. Pé-de-moleque da Amazônia 1 quilo e meio de massa de mandioca mole; 2 cocos; 600 gramas de açúcar refinado; 5 gramas de cravo torrado; 5 gramas de erva-doce torrada; 1 litro de água quente 300 gramas de castanhas castanhas-do-pará torradas e moídas 100 gramas de castanhas-do-pará torradas (para enfeitar); 2 ovos inteiros 2 gemas 1 colher de sopa de manteiga derretida. Desmanche a massa na água; peneire e lave até perder o azedo. Esprema e pese 1 quilo. Retire o leite dos cocos com toda a água e junte à massa com o restante dos ingredientes. Enfeite com castanhas inteiras. Fôrma untada e forno quente. Esta receita também pode ser feita de maneira mais simples, Com macaxeira cozida e assada, castanha-do-pará, açúcar e Erva-doce. Misturar bem todos os ingredientes e fazer pequenas Porções redondas e achatadas. Levar à chapa do fogão à lenha. O resultado é uma espécie de bolacha torrada por fora e macia por dentro. Essa é uma das delícias culinárias típicas das populações ribeirinhas da Amazônia Pé-de-moleque de rapadura 1 rapadura pura; 1/2 quilo de amendoim torrado sem casca, ligeiramente moído ou passado no liquidificador; 1 xícara de café de leite; 1 pedaço médio de gengibre cortado miúdo. Pique bem a rapadura e leve ao fogo para derreter juntamente com o leite e o gengibre, mexendo com uma colher de pau. Quando desmanchar e formar um melado, coloque um pouco deste numa xícara com água se estiver no ponto, formará uma bolinha consistente. Apague o fogo, acrescente o amendoim e bata bem. Quando o fundo da panela começar a ficar esbranquiçado, despeje numa superfície de mármore untada com manteiga. Deixe esfriar e corte os pés-de-moleque. Pipoca doce
  30. 30. 1 xícara de chá de milho de pipoca; 1 xícara de açúcar; 1 xícara de chá de água; ½ xícara de óleo. Misture bem os ingredientes até formar uma calda. Tampe a panela e deixe a pipoca estourar. Depois de pronta, despeje-a numa assadeira e deixe esfriar para ficar crocante. Pipoca salgada 1 xícara de chá de milho de pipoca; ½ xícara de óleo; sal. Numa panela ou pipoqueira, coloque o milho de pipoca com um pouco de óleo. Tampe a panela, dando umas sacudidelas para que os grãos estourem. Acrescente sal e misture bem. Sopa de milho verde 20 espigas de milho verde; 5 espigas de milho maduro; 1 quilo de costelinha de boi; temperos secos a gosto; sal; vinagre; coentro; cebolinha; 2 dentes de alho amassados; 4 tomates picados; 2 cebolas picadas; 1 pimentão picado; 2 colheres de sopa de extrato de tomate. Rale os 5 milhos maduros e reserve. Em um caldeirão, refogue as costelinhas com todos os temperos secos e verdes e junte os grãos dos milhos ralados e as outras espigas de milho. Cubra tudo com bastante água e deixe em fogo brando até que as espigas estejam cozidas. É preciso mexer constantemente, pois os grãos ralados descem ao fundo do caldeirão. Observe sempre a água para que o milho cozinhe bem. Tapioca Goma; Sal a gosto; Coco ralado. Lave bem a goma para tirar todo o azedo. Deixe secar numa vasilha coberta com um guardanapo e, quando estiver úmida, passe na peneira. Ponha sal com muito cuidado, pois ela salga com facilidade. Leve uma frigideira ao fogo e, quando estiver bem quente, acrescente uma xícara ou um punhado da goma e espalhe com a mão mesmo em toda a superfície da frigideira. Espalhe por cima um pouco de coco ralado e polvilhe sobre o coco um pouco de goma.
  31. 31. Quando estiver levantando dos lados, retire e feche em forma de papel. Para assar na fogueira Batata-doce Embrulhe em papel-alumínio e coloque na fogueira para cozinhar. Depois de cozida, abra ao meio e cubra com manteiga ou queijo catupiry. Cebola do reino Embrulhe em papel-alumínio e coloque na fogueira para cozinhar. Depois de cozida, corte em pedaços e tempere com azeite de oliva. Fonte Portalsaofrancisco-festasjuninas JUN 06 Festa Junina, dicas de roupas. Festas, Junina Comente » Você pode comprar o seu vestido de festa junina em grandes lojas especializadas em fantasias, ou pode adaptar com algo que você já tenha em casa e ter seu vestido de festa junina único e original. Caso você tenha em casa um vestido de verão florido ou estampado, poderá adapta-lo ao clima junino. Como Junho é um mês de frio no Brasil, coloque por baixo do vestido uma blusa de gola alta, pode usar botas estilo country e um chapéu de palha enfeitado com flores. Caso não tenha um vestido pode utilizar uma saia florida e bem colorida, com uma blusa em tom neutro caso o objectivo seja ser clássica.
  32. 32. A maquiagem pode ser levemente folclorica acentuando o blush em tons de rosa ou pink, e algumas pintinhas feitas com o eyeliner a sugerir sardas. Os cabelos preferencialmente devem ser presos em forma de rabo de cavalo, maria-chiquinha, ou tranças! Caso queria pode ser um estilo country chic, saias rodadas de uma cor só tb são bem vindas€ neste caso não esqueça das botas e do chapéu a combinar, e uma produção de maquiagem e cabelo mais classica. Para os homens os conselhos são mais básicos, uma calça de jeans com uns retalhos costurados ao meio, uma camisa colorida, ou xadrez e um chapéu de palha fazem o traje perfeito e tipico. Caso optem pelo country camisas em antílope com um jeans classico, botas e um chapéu completam o visual para a festa. Fonte Blogdamulher JUN 05 Festa Junina, decoração. Festas, Junina 1 Comentário » O espantalho será a estrela da sua festa. Reserve os materiais abaixo e siga as instruções: Material - Camisa xadrez e calça velha com remendos - Pano de chão quadrado - Cabo de vassoura - Agulha e linha - Jornais velhos - Botões para fazer o rosto - Lã ou canetinha vermelha - Linha e agulha - Bola vermelha (pode ser de árvore de Natal) - Palha seca
  33. 33. - Chapéu de palha Modo de fazer 1- Costure remendos em uma calça jeans velha e a encha de jornal amassado. Faça o mesmo com uma camisa xadrez, amarrando a base como se fosse um saco. 2- Coloque a camisa dentro da calça e costure as duas juntas. 3- Para fazer a cabeça do boneco, você precisará de um pano quadrado, jornal e um cabo de vassoura. Abra o tecido e coloque jornal no centro. Depois, junte as pontas como se estivesse amarrando uma trouxa. Espete o cabo de vassoura neste amarrado. Modele a bola com as mãos para que fique o mais redonda possível. Com dois botões grandes, faça os olhos. O nariz pode ser uma bola vermelha da árvore de Natal. Capriche no sorriso com canetinha ou um fio de lã vermelha. 4- Apoie o corpo do espantalho em uma parede ou árvore. Para juntá-lo a cabeça, coloque o cabo de vassoura dentro da camisa. 5- Para fazer os cabelos, mãos e pés, coloque palha seca nas mangas da camisa, barras da calça e cabeça, finalizando com um chapéu de palha. Mesa Forre a mesa com tecidos xadrez ou papel celofane colorido. No centro, você pode colocar vasos de violeta ou deixar uma peneira de palha recheada de doces típicos. Outra idéia é encher um copo plástico colorido de 500 ml de guloseimas (pode ser pé de moleque, balas de coco, pinhão etc) e enfeitar com um miniboneco caipira. Para fazê-lo, você vai precisar de: Anote: - minichapéu de palha - bola pequena de isopor - lã - canetinhas - haste de madeira (espeto para churrasco) - cola branca Modo de fazer: Desenhe olhos, nariz e boca na bolinha de isopor. Cole a lã como se fossem cabelos, fazendo duas chiquinhas. Em cima, cole o chapéu. Deixe secar e, depois de pronta, espete o isopor na haste de madeira. Fogueira artificial Criança e fogo definitivamente não combinam. Para garantir a segurança do seu filho enquanto ele pula a fogueira, você vai precisar
  34. 34. de: Material - Folhas de papel celofane nas cores vermelha, amarela e laranja - Lenha ou pedaços de madeira Modo de fazer Faça um quadrado com a madeira e, no centro, instale uma lanterna com luz forte. Cubra o objeto com o papel celofane amassado, como se fossem chamas Bandeirinhas Material Você vai precisar de: - Folhas coloridas de papel de seda (para festas em apartamento) ou plásticas (para pendurar em lugares onde há risco de tomar chuva) - Barbante - Cola e tesoura Modo de fazer 1- Pegue uma folha de papel de seda e dobre ao meio duas ou três vezes, dependendo do tamanho que você quer que elas tenham. 2- Corte as duas laterais onde estão as dobras 3- Corte um triângulo na base inferior 4- Passe cola na base superior da bandeira, coloque um barbante e dobre o papel, de modo que cubra o fio. Dê um espaço de cerca de 15 cm e repita o processo. 5- Depois, é só pendurar as bandeiras de uma parede a outra. Você pode fixar o fio com fita adesiva ou pregos. Fonte Revista Crescer Por Tamara Foresti JUN 04 Festa Junina, maquiagem meninos Festas, Junina Comente » Você vai precisar de lápis e sombra. Peça ajuda para sua mãe. Fica mais fácil na hora de fazer a barba. Você também pode reunir os amigos e fazer maquiagem com barba, bigode, cara de bravo… Manda bala!
  35. 35. Passo 1 Engrosse as sombrancelhas usando um lápis de olho preto ou marrom Passo 2 Ah! Os bigodes. Os bigodes definem sua imagem: mais bravo, moderno, romântico ou esperto Passo 3 Agora chegou a vez da barba. Faça o modelo que achar que combine mais com você. Dê uma olhada nas barbas que seus familiares usam. Use uma esponjinha para espalhar a sombra. Passo 4 Que charme! Um dentinho meio quebrado mostra que você é moderno, mas que se preocupa em manter as tradições. Use o mesmo lápis que usou para fazer as sombrancelhas. Passo 5 Pronto! Agora é só colocar a camisa xadrez, o lencinho no pescoço e ir dançar a quadrilha. Escolha um par bem bonito para combinar com você. Fonte Terra-Crianças JUN 04
  36. 36. Festa junina, maquiagem Festas, Junina Comente » Maquiagem caipira para meninas Você vai precisar de pó, sombra, blush, batom, rímel e delineador. Peça ajuda para sua mãe. Fica mais fácil na hora de passar o delineador. Você também pode reunir suas amigas e se maquiarem juntas. Mãos à obra! Passo 1 Primeiro, você deve usar um pó para deixar o rosto bem lisinho Passo 2 Capriche no blush, mas não exagere. Não está mais na moda fazer aquelas bolotas vermelhas e desproporcionais Passo 3 Ah! Na sombra é melhor contar com a ajuda de outra pessoa. Use uma cor que combine com seu vestido Passo 4 Ai, ai, ai. Hora de usar o delineador. Tome cuidado para não se machucar e também para não fazer um riscão. Passo 5 Maquiagem caprichada tem rímel. Passe devagar e com calma para não borrar nem se machucar.
  37. 37. Passo 6 As pintinhas dão o charme da maquiagem. Não esqueça de não exagerar, assim você ganha um ar fashion até mesmo como caipirinha Passo 7 Olha o batom. Aqui a Silvia usou pincel, mas você pode usar batom comum mesmo. Capriche na voltinha do coração da boca. Passo 8 E os cabelos? Uma bela trancinha dá um ar bem fofinho para sua produção. Se seu cabelo é curto invente um penteado bacana usando gel. Passo 9 Com o chapéu na cabeça e um laço diferente, você está pronta para arrasar! Fonte Terra-Crianças JUN 03 Sugestões para festa junina. Festas, Junina Comente »
  38. 38. Segredinho da vovó. Aqui temos algumas sugestões para você realizar uma alegre festa junina. Brincadeiras: Pescaria Corrida de três pés Bingo Ovo na colher Boca do palhaço Comidas: Pipoca Bolo de fubá Arroz doce Pé-de-moleque Maça do amor Pamonha Paçoca Cuscuz Canjica Cocada Bolo de milho com coco Vinho Quente Quentão Músicas: Cai cai balão Capelinha de melão Pula a Fogueira Sonho de papel Festa na roça Fonte Mundo das Tribos. JUN 02 Festa Junina , comida típica. Festas, Junina 1 Comentário »
  39. 39. Pé-de-moleque Ingredientes: 3 xícaras de amendoim cru sem casca 2 xícaras de açúcar 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio Modo de Preparo: Lave o amendoim e escorra. Coloque em uma panela o açúcar e os amendoins, misture bem e leve ao fogo misturando delicadamente. Quando o açúcar começar a ficar com um tom dourado, acrescente o bicarbonato. Retire do fogo e misture muito bem. Despeje em um tabuleiro untado e, assim que começar a endurecer, corte os quadradinhos de pé-de-moleque. Arroz- doce Ingredientes: 1 xícara de arroz lavado e escorrido 4 xícaras de leite 1 xícara de açúcar 2 colheres de sopa de água de rosas ou flor de laranjeira 1 colher de sopa de canela em pó Modo de Preparo: Numa panela, coloque o arroz e o leite, misture, leve ao fogo alto e deixe ferver. Reduza o fogo para brando e cozinhe, mexendo sempre com uma colher de pau para a mistura não grudar no fundo da panela, por cerca de 50 minutos ou até o arroz ficar macio. Acrescente o açúcar e a água de rosas ou flor de laranjeira, misture bem e tire do fogo. Coloque o arroz-doce numa travessa, polvilhe com canela e sirva. Quentão Ingredientes:
  40. 40. 1 litro de cachaça 1 e 1/2 xícaras de açúcar 2 paus de canela médios 2 limões médios cortados em rodelas casca de uma laranja 4 cravos-da-índia 60 g de gengibre cortado em fatias 2 xícaras de água Modo de Preparo: Coloque o açúcar em uma panela funda (2 litros de capacidade). Leve ao fogo e caramelize levemente. Com cuidado, acrescente a água fervente, os cravos-da-índia, gengibre, canela, fatias de limão e casca da laranja. Ferva em fogo baixo por cerca de 10 minutos para que o caramelo dissolva. Acrescente a cachaça e ferva novamente por cinco minutos. Coe e sirva em pequenas canecas. Bolo de fubá. Ingredientes: 3 ovos 2 xícaras (chá) de açúcar 2 xícaras (chá) de fubá 1 xícara (chá) de farinha de trigo 1 xícara (chá) de leite 1 xícara (chá) de óleo 1 colher (sobremesa) de fermento em pó 1 colher (sobremesa) de sementes de erva-doce Modo de Preparo: Coloque no liquidificador os ovos, o açúcar, o fubá, a farinha de trigo, o leite e o óleo. Bata até obter uma mistura homogênea. Junte o fermento e as sementes de erva-doce e misture sem bater. Unte e enfarinhe uma fôrma com furo no meio e despeje a massa. Leve ao forno preaquecido em temperatura média (200oC) até dourar, ou até que enfiando um palito no bolo ele saia seco. Desenforme o bolo ainda morno e, se preferir, salpique açúcar e canela antes servir. Fonte: Revista Menu Vinho quente Ingredientes: açúcar a gosto casca de 1 laranja média 3 colheres (sopa) de suco de limão 1 xícara (chá) de suco de laranja 5 cravos-da-índia 1 litro de vinho tinto seco 2 pedaços de canela em pau Modo de Preparo: Em uma panela grande, coloque o vinho, a casca e o suco de laranja, o suco de limão, a canela e os cravos e leve ao fogo. Assim que levantar fervura, acrescente o açúcar; deixe por mais 5 minutos e retire do fogo. Deixe o vinho quente descansar por 1 hora em um
  41. 41. recipiente tampado. No momento de servir, esquente-o novamente Fonte Terra Culinária. MAI 29 Festa Junina, brincadeiras. Festas, Junina Comente » PAU-DE-SEBO: é uma das brincadeiras típica das festas de São Pedro, muito difundida principalmente no sudeste (no nordeste também, no entanto sua prática é mais comum no natal). Trata-se de um mastro de madeira com aproximadamente cinco metros (não confundir com o mastro dos santos) untado de sebo de boi ou cera. A brincadeira consiste em subir o pau-de-sebo na tentativa de alcançar opremio que se encontra no topo do mastro. O premio normalmente utilizado é dinheiro. CATAR O AMENDOIM: a brincadeira consiste em cada criança pegar, com uma colher, os amendoins colocados à sua frente, a uma certa distância, e levá-los para seu lugar, junto à linha de partida, um de cada vez. Vence quem primeiro reúne cinco grãos. CORRIDA DO SACI: riscar no chão duas linhas paralelas, sendo uma a de chegada. Ao sinal combinado, as crianças saem pulando num pé só em direção à linha de chegada. CORRIDA DE SACOS: semelhante à corrida do Saci, cada jogador faz o percurso com o corpo enfiado num saco bem preso à cintura Jogos de barraquinhas PESCARIA: trata-se de um tanque de areia, onde se colocam peixinhos feitos de lata ou papelão. Cada um (peixe) tem na boca uma argolinha, que deverá ser enganchada pelo anzol do pescador, ou jogador. Cada peixinho tem um número que corresponde a uma prenda. TIRO AO ALVO: coloca-se um alvo a certa distância; o jogador deverá acertá-lo utilizando dardos. O alvo acertado normalmente é o prêmio. TOCA DO COELHO: várias tocas numeradas são espalhadas num espaço fechado da barraca. Os jogadores apostam em determinada
  42. 42. toca. Quando se soltam ali os coelhinhos ou porquinho da índia, vence o jogador da toca em que ele primeiro entrar. JOGO DAS ARGOLAS: colocam-se várias garrafas estrategicamente no centro de uma barraca. Cada jogador recebe determinado número de argolas e tenta encaixá-las nas garrafas. Fonte Respostas Yahoo

×