Material De Apoio - Português 4

1,909 views
1,761 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,909
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Material De Apoio - Português 4

  1. 1. GABARITANDO – LÍNGUA PORTUGUESA AULA 4 Sinais de Pontuação - Pausa e Entonação - O estudo dos sinais de pontuação está diretamente relacionado ao modo como se quer estruturar a frase ou a oração. Saber empregar bem os sinais de pontuação é, também, saber elaborar um texto com coesão e coerência. Convém ainda acrescentar que o emprego de sinais de pontuação concorre para a expressividade de enunciados. Ordem Direta: Sujeito verbo objeto(s) adjunto(s) adverbial(is) Eli comprou livros na Feira Cultural em São Paulo. Sujeito verbo predicativo adjunto(s)adverbial(is) Mara está feliz aqui. Oração Principal / Oração Subordinada Irei à conferência se você for.
  2. 2. Ordem Inversa: Frase estruturada com o deslocamento de qualquer elemento, alternando sua posição consagrada pela ordem direta. A diretora ficou doente na semana passada. O gerente encomendou detergente ontem. Eu entrei em sala quando o sinal tocou. USANDO A VÍRGULA separa A vírgula isola
  3. 3. 1. Para separar termos intercalados: • entre o sujeito e o verbo • entre o verbo e os seus complementos Os atletas, apesar do cansaço, completaram o percurso. (adjunto adverbial) Tatiana, quando chegou, estava exausta. (oração subordinada adverbial) Renan, grande amigo de infância, viajou para o exterior.(aposto) Ricardo comeu, apressadamente, a sobremesa e retirou-se. (adjunto adverbial) 2. Para separar adjuntos adverbiais antecipados: Depois do sono vespertino, Rodrigo foi trabalhar. 3. Para separar termos da mesma classe gramatical numa sequência coordenativa: Christiane comprou bolsa, saia, sapato, meias,...
  4. 4. 4. Para separar o vocativo: Márcio, aproveite a chance. Aproveite a chance, Márcio. 5. Para separar termos de natureza explicativa ou retificativa: Leandro, por exemplo, é geólogo, ou melhor, geógrafo. 6. Para separar oração reduzida de gerúndio: Os policiais chegaram, prendendo os baderneiros. 7. Para separar orações coordenadas de maneira geral: Comprou tudo o que queria, logo está muito feliz. Chegou cedo, porém não conseguiu ingresso. Estude bastante, pois a prova será difícil.
  5. 5. 8. Para separar orações iniciadas pela conjunção coordenativa e que possuam sujeito diferente da(s) oração(ões) anterior(es), já que, com o mesmo sujeito, não se usa a vírgula. O professor dirigiu-se ao trabalho, e o aluno sentou- se imediatamente. Saí cedo e cheguei tarde. 9. Para indicar a supressão de um verbo: O pai andava rápido; a mãe, vagarosamente. 10. Para separar oração adverbial que anteceda aquela com a qual mantenha uma relação de subordinação: Já que todos chegaram, partiremos. 11. Para separar oração subordinada adjetiva explicativa, porque exercem valor de aposto: O cão, que é irracional, costuma surpreender por alguns movimentos.
  6. 6. Atenção! I. Quando o adjunto adverbial antecipado for representado por uma só palavra ou por expressão de duas palavras, a vírgula pode ou não ser usada: Ontem saímos juntos. Ontem, saímos juntos. Semana passada fiquei em Paris. Semana passada, fiquei em Paris. Na semana passada, fui a Paris. II. Na ocorrência do polissíndeto (repetição da conjunção e), será melhor usar a vírgula: Dança, e roda, e gira, e cai. “Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua” (Olavo Bilac)
  7. 7. Empregando a Vírgula a) O relojoeiro fez um lindo anel ontem. b) Comprei calças camisas sapatos e meias. c) Não vi não gostei não sei. d) Uns diziam que ele morrera; outros que fora morar em Santos. e) Chorando desfará a maquiagem. f) Quando retornava a casa parou num bar. g) Naquele pobre lugarejo moram poucas pessoas. h) Senhor não digas asneiras! Nem você querida prima. i) Marcelo velho e experiente porteiro pressentiu o assalto. j)Disse que voltaria no entanto não voltou.
  8. 8. l) Você meu bom amigo precisa de férias. m) Irene minha linda namorada é meiga. n) Devemos pois ouvir os mais velhos. o) Eles chegaram inesperadamente ao meu quarto. p) Precisas observou o diretor de um bom médico. q) Domingo que é dia de descanso precisa ser de muita paz. r) Ele comprou camisa gravata paletó etc. Outros Sinais de Pontuação DOIS PONTOS ASPAS TRAVESSÃO PONTO RETICÊNCIAS PARÊNTESES PONTO-DE INTERROGAÇÃO PONTO-DE-EXCLAMAÇÃO PONTO-E-VÍRGULA
  9. 9. Texto 1 Talvez a resignação aos políticos na sua pior hora e a confiança no processo democrático apesar de tudo venham de uma certa sabedoria popular informada pelo futebol. O brasileiro sabe que foi sempre das suas piores horas que a nossa seleção partiu para a glória. Depois do desastre na Copa de 66, a consagração em 70. Depois da frustração com Dunga em 90, o triunfo com Dunga em 94. Depois do inexplicável com Ronaldo em 98, a apoteose com Ronaldo em 02. Depois do vexame em 06... Bom, veremos. Seguindo este raciocínio esperançoso, do pior Congresso da nossa História deve sair alguma coisa boa. É só não desistir.” (fragmento final de crônica de Veríssimo, em “O Globo” de 03/09/2006) Texto 2 A exploração do trabalho infantil e juvenil é uma das mais tristes distorções da sociedade brasileira. Ela priva crianças e adolescentes do estudo e do lazer, que são seus direitos fundamentais. Mas nem todas as histórias de gente que começa a trabalhar cedo são tristes. Em alguns casos, elas são prova de algo bem diferente: a garra e a criatividade de uma parcela considerável da juventude brasileira.
  10. 10. Segundo dados do Instituto Cidadania, 32% dos jovens entre 15 e 24 anos já montaram ou desejam montar um negócio próprio. Em outras palavras, um terço da juventude brasileira, ou 10,8 milhões de jovens, demonstra espírito empreendedor. A mesma pesquisa revela que, embora muitos entrevistados associem o trabalho à necessidade, mais da metade o associa à independência."São números muito positivos", diz o economista Ênio Pinto, gerente nacional de educação empreendedora do Sebrae. (http://veja.abril.com.br/especiais/jovens_2004/p_058.html) Texto 3 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) tem um sistema para registro rápido de furtos e roubos de veículos. Trata- se do Alerta (Alta Tecnologia Contra Roubo de Veículos), que tem como objetivo ampliar a divulgação das ocorrências registradas nas últimas 72 horas. Ao se fazer o cadastro do veículo, as informações são automaticamente repassadas a todos os postos e viaturas do estado onde aconteceu o crime e também às viaturas dos estados vizinhos. Dessa forma, todo o aparato da PRF fica em alta vigilância com relação aos veículos e indivíduos com as características relatadas. ( Kívia Costa Abril 23, 2007)
  11. 11. Texto 4 A INCONSTÂNCIA DOS BENS DO MUNDO Nasce o Sol, e não dura mais que um dia, Depois da Luz se segue a noite escura, Em tristes sombras morre a formosura, Em contínuas tristezas a alegria. Porém se acaba o Sol, por que nascia? Se formosa a Luz é, por que não dura? Como a beleza assim se transfigura? Como o gosto da pena assim se fia? (Obra Poética, de Gregório de Matos, 3ª edição, Editora Record, Rio de Janeiro, 1992)

×