• Save
Lovemarks - loyalty beyond reason
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Lovemarks - loyalty beyond reason

on

  • 151 views

Trabalho feito para a Pós-Graduação de Branding e Gestão das Marcas, sobre o estudo do modelo do Sr. Kevin Roberts, idealizador do Lovemarks. ...

Trabalho feito para a Pós-Graduação de Branding e Gestão das Marcas, sobre o estudo do modelo do Sr. Kevin Roberts, idealizador do Lovemarks.

Grupo de trabalho: Sonia Peres, Claudia Branco, Paula Pereira e Fernanda Vogt.

Statistics

Views

Total Views
151
Views on SlideShare
151
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Lovemarks - loyalty beyond reason Lovemarks - loyalty beyond reason Presentation Transcript

  • Lovemarks
  • As marcas perderam a sua essência... As marcas estão gastas pelo excesso de uso As marcas não são mais um mistério As marcas não conseguem entender o consumidor As marcas brigam usando a boa e velha concorrência As marcas foram dominadas pela fórmula As marcas foram sufocadas por um conservadorismo sorrateiro As marcas tornaram-se homogéneas.
  • “A diferença entre emoção e razão é que a primeira leva à ação, enquanto a segunda leva a conclusões.” (Donald Calne, neurologista)
  • (Maurice Levy, chairman, Publicis Group) “a grande maioria da população consome e compra com a mente e o coração, ou seja, com as emoções. As pessoas procuram uma razão lógica: o que o produto oferece e o porquê de ser uma escolha superior. E tomam uma decisão emocional: gosto dele, preferindo-o, me sinto bem com ele!” As marcas que triunfam são as marcas que garantem um espaço na mente e no coração dos consumidores.
  • aproximar-se do cliente diferenciar-se chegando às suas necessidades. Marcas são, acima de tudo, ideias e conceitos que estão apoiados em questões concretas. Muito mais do que uma imagem representada por um logotipo, as marcas conseguem aceder ao imaginário das pessoas, fazer parte das suas vidas ou simplesmente influenciar as suas tomadas de decisão. Segundo Kevin Roberts, temos 2 desafios das marcas
  • “Lovemarks” são aquelas marcas carismáticas que as pessoas se sentem emocionalmente ligadas. (Kevin Roberts)
  • As Lovemarks são mais do que marcas presentes no quotidiano. Não só fazem parte da rotina, como também estabelecem uma conexão emocional com o consumidor. Uma Lovemark é aquela que transcende o limite do racional, e conquista uma relação passional com o seu público.
  • o primeiro mo- mento acontece no primeiro contacto com o cliente, quando ele decide comprar ou não o produto e o segundo, após a decisão da compra, em casa, quando o cliente faz uso do produto ou serviço. Estes são os momentos que garantem ou não a fidelidade do cliente à marca.
  • amorrespeito lovemark lealdade além da razão performance reputaçãoconfiANÇA MISTéRIO SENSUALIDADE INTIMIDADE histórias; Passado, presente e futuro; parte de um sonho; Mitos e ícones; Inspiração. Som; Visão; olfacto; Tacto; paladar. COMPROMISSO; envolvimento; PAIXão; Empatia. Inovação; Qualidade; Serviço; Identidade; Valor. Sustentabilidade; fiabilidade; Abertura; Facilidade; Segurança. Liderança; Honestidade; Responsabilidade; Eficácia.
  • respeito (confiança, reputação e performance) amor (intimidade, mistério e sensualidade) lovemarkBRand fadproduct influenciam o poder de compra
  • Mistériosensualidade intimidade Para sobreviverem as grandes marcas precisam de criar nos consumi- dores uma fidelidade além da razão. Esta é a única forma de se distinguirem dos milhões de marcas existentes
  • Som; Visão; olfacto; Tacto; paladar. sensualidade É o factor decisivo para uma lovemark, pois são os sentidos que respondem às emoções. Os sentidos recolhem a informação, interpretam e estabelecem priori- dades. As experiências sensoriais e coletivas ajudam-nos a cultuar certas marcas, levando-nos ao culto e ao consumo.
  • a starbucks é um triunfo dos sentidos. Desde o am- biente relaxante e descontraído, onde as pessoas podem aproveitar seu café em poltronas confor- táveis, até o uso de internet e fichas para laptops, todos nós nos sentimos bem e permanecemos lá por longas horas. Além disso, o ambiente acaba se tornando envol- vente, devido ao cheiro do café, a música, a de- coração moderna, o conforto...
  • histórias; Passado, presente e futuro; parte de um sonho; Mitos e ícones; Inspiração. mistério é o desencadeador da emoção. São histórias, ícones, metáforas, exploração de sonhos, mistérios que contam o que a marca é ou como quer ser, relacionando o presente, o passado e o futuro.
  • !"#$#%"&$'()#"*+%"#,$%-$#"#-)*./,01)%#2#3010%"--0)*$&4#$#$*5&0."#."#%".+%0+$#6.# 7$%057"0.#1)#8)1"&)#9)7",$%:.#2#&0,0+$1$4#;)0.#)#,)1"&)# A Disney tem o seu caráter de mistério concentrado no ambiente, no tom de magia, de encantamento que exibe. O prazer de seus consumidores pode se manifestar de várias formas: . se criança, a vontade é de viver a magia expressa no am- biente, brinquedos e cinema; . se adulto, a nostalgia leva ao desejo de reviver o clima mágico da infância, ou, ainda, de proporcionar aos filhos a mesma experiência que vivenciou na infância, ou que quis experimentar.
  • COMPROMISSO; PAIXão; Empatia. intimidade as marcas precisam estar próxi- mas do consumidor, só assim vão conseguir estar ligados emo- cionalmente de forma profunda e constante. É necessário entender o que é realmente importante para os consumidores.
  • A cola-cola é uma empresa que conecta de uma forma tão íntima com seus clientes que acaba fazendo parte da nossa família: Ela está presente no nosso dia-a-dia, nos momentos importantes, nos alegres, tristes.. nos co- nhecemos ela a fundo e damos conselhos, e vice-versa! hoje em dia, é impossível pensar na coca-cola como uma marca distante.
  • reputaçãoconfiança performance O respeito deve ser revigo- rado. Precisamos entender o que ele demanda. O respeito considera o desempenho, a reputação e a confiança como seus princípios organi- zacionais. Cada um desses princípios contém um código inspirador de conduta que leva você adiante.
  • Sustentabilidade; fiabilidade; Abertura; Facilidade; Segurança. confiança a confiança é a base de sustento desta relação. Ela reflete a quali- dade do produto/marca sugerida pelo consumidor, sendo traba- lhada pela marca através do seu desempenho no produto, mas também desempenho na relação permanente e de qualidade com o consumidor.
  • Considerada por muitos como a companhia aérea mais segura e confiável da Europa, e com alguns dos melhores serviços, entre pi- lotos, manutenção e assistência, do mundo, a TAP prossegue há vários anos com uma orientação virada para o cliente, investindo continuamente em inovação, e utilização de novas tecnologias, de modo a oferecer sempre, um melhor produto e serviços, com melhor qualidade, fiabilidade e segurança, agregando cada vez mais valor ao produto que oferece aos seus clientes.
  • Liderança; Honestidade; Responsabilidade; Eficácia. reputação A aproximação e a criação de valores de uma empresa/marca com seu cli- ente, é extremamente importante para a satisfação do consumidor e o reconhecimento da marca, pois é produtivo torná-la popularmente conhecida, não necessariamente ao alcance financeiro de todos, mas bem vista por todos, para posteriormente ser considerada uma Lovemark.
  • A Ray-ban é um ícone mundial em termos de quali- dade e reputação. É reconhecida e considerada mundialmente, por vários requisitos. A marca expressa uma identidade, um estilo de vida a ser seguido por atender a questões de bom gosto, personalidade, elegância e poder. O consu- midor preocupa-se muito em sentir-se integrado em determinados grupos e para isso, utiliza-se de artifícios (roupas, acessórios, objetos, personali- dade) que representam um rótulo de estilo.
  • Inovação; Qualidade; Serviço; Identidade; Valor. performance É de fundamental importância para as marcas, ter como principais fun- ções sinalizar valor, criar e firmar uma imagem, garantir uma origem e qualidade. Num nível mais elevado, a sua função prioritária é de dife- renciação, sem esquecer a sua men- sagem gestáltica, de resumir a imagem e a promessa de um determi- nado bem.
  • Desde o inicio, a marca wolksvagem sempre pri- morou pela simplicidade da elegância e do con- forto. A grande preocupação com a população local numa época pós-guerra, a produção para as forças de ocupação, a criação de um departamento de assistência técnica e o melhoramento continuo na qualidade, permite à marca passar os seus con- correntes para trás, desde o seu começo.
  • Após uma de minhas palestras, uma participante perguntou: "Você diz que a emoção é a chave para se construir rela- cionamentos... Eu trabalho numa indústria de tijolos... Como você torna um tijolo emocional?" Resposta: "Você não torna um tijolo emocional, mas deve falar sobre o que os tijolos representam: lares, conquistas, prédios erguidos com camadas deles, cujo sonho inspirador era nada menos que tocar o céu". (Kevin Roberts) uma marca funcional pode ser uma Lovemark?
  • 8 passos para se construir uma Lovemark 5 6 7 8 Aprofunde a ligação Mantenha a chama acesa Make up Termine o Relacionamento 1 2 3 4 Conheça a si próprio Torne-se memorável Torná-lo mútuo Conheça o seu consumidor ideal
  • sensualidade TACTO SABOR olfacto SONS VISão confiança fiabilidade sustentabilidade abertura facilidade segurança intimidade envolvimento empatia paixão compromisso reputação liderança honestidade responsabilidade eficácia mistério grandes histórias passado, presente e futuro parte de um sonho inspiração mitos e ícones performance inovação qualidade serviço identidade valor 1 2 3 4 5 1 2 3 4 5
  • reputação 4 PERformance 3 CONFIANÇA 4 mistério 2 intimidade 33 sensualidade 3 respeito amor lovemarkBRand fadproduct
  • fragilidades do modelo Pouco preciso devido à difícil quantificação das variáveis; Inadequado para marcas B2B; Grande investimento; Certos pontos do modelo são difíceis de ANALISar; unidireccionalidade;
  • vantagens - Diferenciam-se de outras marcas do mercado pela relação emocional e de fidelidade que estabelecem com o consu- midor; - Transformam os consumidores em “inspiradores” que divulgam, defendem e sugerem melhorias para os seus produ- tos; - Aumentam o respeito e a lealdade que o consumidor tem por determinado produto; - A lovemark torna-se parte inte- grante da sua vida. desvantagens- As lovemarks adequirem uma respon- sabilidade de honrar as suas promessas e de nunca falharem perante o consumi- dor; - A necessidade das empresas estarem sempre a reinventar-se e a criarem histórias inspiradoras; - Os elevados custos associados a um relacionamento desta natureza.
  • MARCA LOVEMARK relacionamento amada pelas pessoas pessoal cria uma história de amor tem um toque de sensualidade icônica infundida história envolta em mistério espírito passionalmente criativa companhia de ideias informação agência de publicidade reconhecida pelos consumidores genérica apresenta uma narrativa promete qualidade simbólica definida declaração atributos definidos valores profissional
  • á medida que o consumidor é um ser cada vez mais bem informado e decidido, num mercado cada vez mais competitivo e concorrencial, urge o facto de as marcas se envolverem e se diferenciarem com o cliente. As marcas têm que se criar como marcas criativas, envoltas em mistério, com um toque de sensualidade, fazer parte da vida dos consumidores. Os seus atributos serão valorizados, os seus erros serão perdidos, a falta de ino- vação, o preço, serão factores de menor importância pois o vínculo que existe com o consumidor é muito forte. A fideli- zação inicia um processo que vai além da razão. As marcas passam a ser propriedade do consumidor, são marcas do coração. STARwars COFFEE
  • (Franklin p. Jones) “O amor não faz o mundo girar. O amor é o que faz o giro valer a pena.”