Your SlideShare is downloading. ×
Revista Bem Estar "Em Busca da Verdade" 27/02/2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Revista Bem Estar "Em Busca da Verdade" 27/02/2011

1,386

Published on

Entrevista Alexandre Caprio

Entrevista Alexandre Caprio

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,386
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. página 2 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Poesia Ronaldo MarquesSer poeta André Américo 17Ser poeta é ser mais alto, é ser maiorDo que os homens! Morder como quem beija!É ser mendigo e dar como quem sejaRei do Reino de Aquém e de Além Dor!É ter de mil desejos o esplendorE não saber sequer que se deseja!É ter cá dentro um astro que flameja,É ter garras e asas de condor! Professor deÉ ter fome, é ter sede de Infinito! literatura usaPor elmo, as manhãs de oiro e de cetim... alegoria doÉ condensar o mundo num só grito! cavalo e o porcoE é amar-te, assim, perdidamente... para refletir sobreÉ seres alma, e sangue, e vida em mim a falta deE dizê-lo cantando a toda a gente! reconhecimento espontâneo e Florbela Espanca justo a um mérito alcançado Editorial Televisão Fernanda Paes Leme vê a chance de dar um novo rumo à sua 20Além da realidade carreira com sua personagem na novela ‘Insensato Coração’ Jorge Rodrigues Jorge/Divulgaçãoaparente A Bem-Estar deste domingo entrevista o astrólogo OscarQuiroga, um dos mais famosos do País. Interessado nasgrandes questões, como a busca, segundo suas própriaspalavras, da verdade que nos faz existir e da qual somosfeitos, Quiroga chama atenção para a importância deestarmos abertos aos indícios de que há algo além darealidade como a percebemos, aparente. “O fato dedesconhecermos essa ordem não a torna menos real,apenas complica nosso caminho”, diz. Outros assuntosdesta edição: tolerância, diálogo e amor-próprio para lidarcom os defeitos do parceiro; saber receber sem a Turismoautocobrança de devolver algo em troca; dicas paragerenciar o estresse; os benefícios da musculação para asmulheres; o uso da terapia craniossacral no tratamento delabirintite e outras doenças; e os avanços da medicina no Turismo 24controle e combate dos males que atacam a visão. Siena, na região da Toscana, recebe milhares de turistas na segunda-feira, Pensamentos principalmente os que estão hospedados em“Fé é o pássaro que sente a luz e canta quando a madrugada é ainda Florença. É queescura.” (Rabindranath Tagore) nesse dia, os museus“A paciência torna mais leve o que a aflição não pode curar.” (Horácio) florentinos ficam fechados, e a dica é dar um pulo em“Sê humilde para evitar o orgulho, mas voa alto para alcançar a Siena, parasabedoria.” (Santo Agostinho) apreciar obras renascentistas,“Muitas vezes, o silêncio da pura inocência persuade, bizantinas e góticasquando as palavras malogram.” (William Shakespeare)
  • 2. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 3DIÁRIO DA REGIÃO Saúde ‘GORDURA’ NO FÍGADO Editor-chefe Ressonância magnética da gordura presente nas células encontradas no órgão é a Fabrício Carareto fabricio.carareto@diarioweb.com.br mais recente novidade em termos de diagnóstico e acompanhamento do problema Editora-executiva Rita Magalhães rita.magalhaes@diarioweb.com.br Agência Estado considerada um problema de ciente ao tratamento”, afirma o Estudos divulgados pela Clí- Coordenação saúde pública”, diz Márcio Sar- radiologista. nica Mayo, nos EUA, revelam Ligia Ottoboni A esteatose hepática não al- mento, médico radiologista do Até recentemente, outros que entre 25% e 35% dos norte- ligia.ottoboni@diarioweb.com.br coólica, popularmente conheci- Centro de Diagnósticos Brasil métodos de imagem vinham americanos têm fígado gorduro- Editor de Bem-Estar e TV da como ‘gordura no fígado’, é (CDB), em São Paulo. sendo empregados no diagnós- so. “Como em sua fase inicial o Igor Galante igor.galante@diarioweb.com.br uma condição cada vez mais co- Em termos de diagnóstico e tico e acompanhamento da es- problema pode ser assintomáti- mum nos países ocidentais. Cal- acompanhamento, o uso da res- teatose hepática não alcoólica, co, vale a pena consultar um Editora de Turismo Cecília Demian cula-se que cerca de 20% dos sonância magnética como bio- mas, segundo o médico, apre- médico em casos de perda súbi- cecilia.demian@diarioweb.com.br brasileiros sofram desse proble- marcador quantitativo da gor- sentavam inconvenientes. O pa- ta de peso, fadiga em excesso e Editor de Arte ma muitas vezes assintomático dura presente nas células en- drão ouro na detecção e dor no lado direito, logo acima César A. Belisário cesar.belisario@diarioweb.com.br que causa aumento do fígado e contradas no fígado é a mais re- quantificação do problema con- do abdome.” cente novidade. Uma série de tinua sendo a biópsia hepática. Entre os fatores de risco Diretora Superintendente mudança em sua coloração - po- avanços técnicos fez com que Mas, por ser um método invasi- que predispõem ao acúmulo de Rosana Polachini dendo evoluir para hepatite rosana.polachini@diarioweb.com.br hoje seja possível medir a fra- vo, não é o mais adequado para gordura no fígado estão: obesi- gordurosa e cirrose hepática ca- ção de sinal de gordura hepáti- rastreamento e monitoramento dade, má nutrição, taxa alta de Pesquisa de fotos Mara Lúcia de Sousa so não seja diagnosticado e tra- ca com o auxílio da ressonân- terapêutico dos pacientes. A ul- triglicérides e colesterol no san- tado a tempo. cia magnética, criando mapas trassonografia apresenta exce- gue, síndrome metabólica, ci- Diagramação Cristiane Magalhães “Sendo uma condição po- anatômicos com o auxílio de lente sensibilidade, mas não é rurgia de redução de estômago, Tratamento de Imagens tencialmente reversível, é fun- software. um método quantitativo. Já a diabetes tipo 2 e contato pro- Humberto Pereira, damental se incentivar a pes- “Pela primeira vez, então, é tomografia tem o inconvenien- longado com pesticidas. “O tra- Silvio Coleti e Luis Antonio quisa por novos métodos de ras- possível fazer um acompanha- te de envolver radiação e ter tamento se concentra funda- Matérias: treamento e avaliação de sua se- mento quantitativo e muito menor sensibilidade para casos mentalmente na redução dos fa- Agência Estado Agência O Globo veridade. Por isso, a doença é mais objetivo da resposta do pa- leves e moderados. tores de risco.” I TV Press Curso de Especialização em Terapia Agenda Cognitivo-Comportamental No Centro de Estudos em TCC Em São Paulo Início em março Curso Bem-Estar e Duração: 2 ou 3 anos Felicidade no Carnaval Carga horária: 510 horas (um fim No Instituto Visão Futuro de semana por mês) Em Porangaba (SP) Inscrições Informações: (11) 3522-3535 e www.cetcc.com.br Discussões: a ciência hedônica e o que realmente nos faz feliz; o abertas movimento Felicidade Interna Bruta 5 a 7 de no Brasil e no mundo, e vivências e março práticas para aumentar a felicidade Informações e inscrições: Grupos de Reeducação (15) 3257-1540 e Alimentar Infantil www.visaofuturo.org.br Em Rio Preto Para crianças de 7 a 12 anos Gratuito As notas para a Encontros quinzenais com Inscrição equipe multidisciplinar agenda podem ser enviadas para Gisele até 28 de Inscrições nas Unidades Bortoleto no e-mail Básicas de Saúde gisele.bortoleto@ fevereiro Informações: (17) 3216-9766 diarioweb.com.br ou pelo fone (17) 2139-2084
  • 3. AstrologiaHÁ ALGO ALÉM DAREALIDADE CONCRETAQUE PERCEBEMOSEm entrevista à Revista Bem-Estar, astrólogo Oscar Quirogaexplica que a felicidade é resultado do cumprimentodos papéis que nos são designados e o respeito à ordemque rege os fenômenos do UniversoGisele Bortoleto da verdade que nos faz existir e enquanto que desdenhamosGisele.bortoleto@diarioweb.com.br da qual somos feitos enquanto ainda da verdade que nos faz nos movimentamos e experimen- existir e da qual somos feitos, Vivemos com a suspeita de tamos ser. nos movimentamos e experi-que há uma ordem oculta por Sobre esse e outros assun- mentamos ser. Nós suspeita-trás das coisas, uma espécie de tos, Quiroga, um dos mais fa- mos haver uma ordem secretaengrenagem que faz as pessoas mosos astrólogos do País e que por trás da aparência dos fenô-se encontrarem e se desencon- não alimenta superstições e fal- menos, suspeitamos haver paratrarem no universo, e fazemos sos conceitos, mas preocupa-se cada um de nós um papel desig-constantemente o exercício de em levantar questões funda- nado nessa ordem e, dia mais,tentar nos situar no tabuleiro mentais a respeito da vida, para dia menos, acabamos buscandocomplexo da vida, mas nenhum que sejam refletidas e aprofun- isso e tornando essa busca ode nós, certamente, é capaz de dadas, falou com exclusividade principal fator de nossas vidas.enunciar qual é essa ordem. com a revista Bem-Estar. Além de nosso papel particu- A fé é um impulso e prova Revista Bem-Estar- O se- lar, há um papel designado pa-da existência desta força, a pro- nhor fala que existe uma or- ra nossa espécie, no conjuntova mais cabal que há algo mais dem oculta para a humanida- de reinos da natureza, cada umalém da realidade concreta que de que precisa ser cumprida desses exerce um papel e fun-percebemos. Para o astrólogo de qualquer forma. Que ordem ção e conosco não é diferente.Oscar Quiroga, desconhecer a é essa e quais os planos dela Essa ordem e o cumprimentoordem não nos exime da res- para a humanidade? dos papéis designados são oponsabilidade de nos alinhar- Oscar Quiroga - No mundo que promove a tal da felicida-mos a ela. O fato de desconhe- divino, a verdade é exposta en- de. Se desconhecemos a ordem,cermos a ordem, de sermos in- quanto sua beleza é oculta, por isso não nos exime da responsa-capazes de verbalizá-la, não a isso, temos dificuldade de en- bilidade de nos alinhar a ela. Otorna menos real, apenas com- tender a função da morte, do fato de desconhecermos a or-plica nosso caminho, que é o aparente caos e de todas as tra- dem, de sermos incapazes deque nos acontece atualmente. gédias. No mundo humano, a verbalizá-la, não a torna menos O astrólogo ainda faz um aler- beleza é exposta e a verdade real, apenas complica nosso ca-ta: nos preocupamos demais com oculta. Nós nos preocupamos minho, que é o que nos aconte-a aparência e a forma dos aconte- demais com a aparência e com ce atualmente. O que chama-cimentos e desdenhamos ainda a forma dos acontecimentos, mos de busca espiritual é o es-
  • 4. forço de nos alinhar com essa o objetivo, que é o de partici- prias decisões. afirmação, mas, do ponto de que nosso pensamento, tantoordem desconhecida e sem esse parmos consciente e ativamen- Bem-Estar - Quais os ru- vista cósmico, uma dimen- positivo quanto negativo, criaesforço nossa civilização se de- te da distribuição cósmica de mos da humanidade nos próxi- são amorosa se caracteriza nossa realidade. De que for-grada e tudo perde sentido. Is- vida, que é a própria arquitetu- mos cinco anos? por ser aquela na qual convi- ma podemos trabalhar nossaso vem acontecendo há alguns ra do Universo. O caminho Quiroga - Como nossa civili- vem diferenças tão marcan- mente para criar a melhor rea-séculos, mas chegou a um mo- nós escolhemos livremente e zação flerta perigosamente tes que parece impossível co- lidade possível?mento crítico, no qual uma in- recriamos constantemente. com a decadência total, com a locá-las em harmonia. O uni- Quiroga - Nosso desafio atualtervenção mais firme se tornou Bem-Estar - Mas o que instituição do crime e a imposi- verso é feito de necessidades consiste em aprender a dominarnecessária para que a ordem acontece se os planos traça- ção do medo e do autoritaris- e o amor só poderia ser neces- a mente para sujeitá-la a nossaoculta não caia no esquecimen- dos por essa ordem não forem mo como instrumentos de do- sário onde as diferenças mar- vontade. Isso não se faz de umto e nossa civilização degringo- cumpridos pelo fato de o ho- minação e construção dos rela- cantes existissem. dia para o outro nem é fácil, re-le perigosamente na direção do mem ter se desviado desse cionamentos sociais e civiliza- Bem-Estar - Quais os ru- quer treinamento e vontade fir-crime institucionalizado. destino? dos, mais do que nunca precisa- mos da economia do Brasil e me para conquistar o domínio Bem-Estar - Quais os si- Quiroga - Se o processo mos erguer as mãos em preces do mundo numa sociedade da mente. Todo dia e a todo mo-nais de que esses planos fo- mundial for corrompido ao alegres ao céu pedindo a bên- em que o dinheiro foi coloca- mento o pensador interno deveram traçados e precisam ser ponto de ser impossível sua re- ção de um emissário celestial do acima de todos os valores se dedicar a dominar o instru-cumpridos? cuperação, antes disso aconte- para nos dar algumas dicas e pessoais? mento mental, porque de outra Quiroga - Cada um de nós cem as intervenções divinas e nos ensinar como administrar Quiroga - Sim, em nossa civili- forma os pensamentos se pensa-reconhece os sinais de acordo os seres que já superaram nossa devidamente os recursos novos zação atual o dinheiro é Deus e o rão sozinhos e o pensador inter-com sua capacidade intelec- etapa, de puro amor e compai- que inventamos, assim como banco é o templo no qual se pres- no continuará recluído em nossotual, emocional e física, mas to- xão, enviam seus mensageiros também como nos organizar re- ta culto a esse Deus, tanto quanto interior. Dominar a mente é re-dos temos algo em comum: sus- para encarnar entre nós e nos ligiosamente, financeiramente os rituais religiosos se resumiram conhecer o pensador interno, re-peitamos haver essa ordem ensinar a fazer as coisas direito. e institucionalmente. a gastar, comprar e checar o saldo conhecer a diferença sutil, masoculta por trás dos aconteci- Porém, nunca impõem absolu- Bem-Estar - O senhor diz que da conta bancária. O dinheiro é fundamental, entre o poder quementos e fazemos constante- tamente nada, porque eles e ninguém é totalmente bom ou to- necessário, é um invento fabulo- pensa e o poder de pensar.mente o exercício de tentar elas têm um profundo respeito talmente mal e que todos temos so, mas também um instrumento Bem-Estar - Como será onos situar no tabuleiro comple- pelo nosso processo, que se ba- esses dois lados. Como devemos de isolamento, faz as pessoas ima- ano de 2011?xo da vida. Por que buscaría- seia no livre-arbítrio. agir para que o lado do bempreva- ginarem que com bastante dinhei- Quiroga - Em 2008, aconteceumos ordem se essa ordem fosse Bem-Estar- O senhor fala leça sempre? ro não precisarão mais de nin- uma oportunidade incrível parainexistente? Não há sinal mais que cada pessoa deve cumprir Quiroga - O bem é aquilo guém. Um engano terrível. Nos nossa civilização fazer ajustes de-verdadeiro do que a nossa pró- seu papel para o cumprimento que nada impõe e que respeita próximos anos, haverá oportuni- cisivos na forma com que mani-pria busca. Imaginamos que dos planos traçados por essa or- amorosamente as diferenças. dade de isso ser ajustado e o di- pula o dinheiro. Essa oportunida-desconhecemos o que busca- dem. Qual o caminho para que O mal é aquele ditadorzinho nheiro retomar patamares mais de passou em brancas nuvens e amos, mas se fosse assim, nem cada um de nós possa desco- barato que existe no coração realistas. Como isso acontecerá? partir deste ano 2011 novas on-sequer nos daríamos o traba- brir sua vocação e auxiliar para de todo mundo. O bem é a boa Não sei dizer. das deverão acontecer para quelho de buscá-lo. seu cumprimento? vontade de sempre agir, pen- Bem-Estar - O senhor diz se faça esse ajuste. I Bem-Estar - Estamos no ca- Quiroga - Não há outra pos- sar e sentir em relação ao bene-minho certo para o cumpri- sibilidade que a do árduo reco- fício que se pode fazer ao mun-mento desses planos? nhecimento da própria vida do e a todas as pessoas. O mal é Quiroga - No mundo huma- em nós mesmos, através da ex- o que dispensa o pensamentono, tudo é complexo e incerto, periência e da análise conscien- de cooperação e se resume a sa-porque de todos os reinos da te dos erros e acertos que va- tisfazer caprichos. Cada um denatureza o nosso segue as re- mos desenvolvendo ao longo nós deve inventar a própria egras do livre-arbítrio e, por es- da existência. Nunca haverá re- particular maneira de associar-te, tudo pode ir muito bem até velações nem atalhos, mas des- se a uma ou outra dessas duascerto ponto, mas degringolar cobertas decorrentes do pró- correntes.perigosamente no dia seguin- prio esforço. Não poderia ser Bem-Estar - O senhor acre-te. Somos seres que decidimos diferente, considerando que dita que o amor perdeu espa-e para decidir passamos por por sermos livres temos de en- ço no mundo atual?longos períodos de árduas in- contrar o caminho por nós Quiroga - É impossível ocertezas, dilemas e dúvidas. mesmos, já que esse caminho amor perder espaço, nossoQual é o caminho certo? Isso não existe anteriormente, de- sistema solar é feito denão está escrito. Só está escrito vemos criá-lo com nossas pró- amor. Parece estranha essa
  • 5. página 6 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Relacionamento Parte do sucesso de uma relaçãoENTRE ROSAS amorosa passa pela consciência de que é preciso conviver com pequenosE ESPINHOSGisele Bortoleto O psicólogo Alexandre Caprio, tera- so olhar para as diferenças costuma ser defeitos do parceiro e valorizar suas qualidades cem, enfim, trazem à tona todos os de-gisele.bortoleto@diarioweb.com.br peuta cognitivo-comportamental, expli- crítico. O que foge à nossa expectativa talhes que destroem a paixão, mas ca que aprender a conviver com o defei- gera frustração e nem sempre somos ca- não percebem a magnitude dessas Diz uma conhecida fábula que, du- to do outro é um aprendizado que exige pazes de superá-la. condutas. Os grandes problemas sãorante a era glacial, muitos animais mor- tempo, tolerância, diálogo e autoestima. Quando pequenas coisas estão entre evitados, porque levam a posicionamen-riam por causa do frio. Os porcos-espi- Mas acredite, vale a pena, porque nin- os parceiros, eles passam a ver como es- tos que podem direcionar a relação enhos, percebendo a situação, resolve- guém entra em uma relação pensando sa nova imagem é diferente daquela não querem isso.ram se juntar em grupos, assim, agasa- que o fim está próximo e sim que vai idealizada anteriormente, especialmen- Da mesma forma que fechamos alhavam-se e se protegiam mutuamente. dar certo. te na contrariedade. boca para não engordar, a psicanalis-Mas os espinhos de cada um feriam os Um dos problemas nas relações O que não suportamos ver no outro ta sugere que fechemos a boca paracompanheiros mais próximos, justa- atuais, na avaliação de Caprio, é a ansie- é o reflexo daquilo que menos aceita- não dizer palavras que possam fazermente os que ofereciam mais calor. Por dade. Uma pessoa ansiosa cria uma sé- mos em nós mesmos. É como se o outro com que a relação “estoure”, porqueisso, decidiram se afastar uns dos outros rie de expectativas com relação ao par- nos obrigasse a olhar para o que não que- estar repleta de palavras duras, desa-e começaram de novo a morrer congela- ceiro antes mesmo de conhecê-lo. Passa- remos enxergar e que, no fundo, sabe- bafos sem sentido, mágoas, olharesdos. Precisaram então fazer uma esco- do um tempo, percebe que a pessoa não mos que, querendo ou não, um dia tere- ferinos, comentários indesejáveis.lha: ou desapareciam da Terra ou acei- é exatamente aquilo que imaginava. mos de enfrentar. “Transformar esses ímpetos em si-tavam os espinhos dos companhei- E essas diferenças aparecem justa- Nossa plasticidade cerebral permite lêncio já vai ser um bom negócio e,ros. Com sabedoria, decidiram voltar mente em pequenas coisas que são dife- estabelecer novas sinapses (conexões en- quando der, comece a praticar os elo-a ficar juntos. Aprenderam, assim, a rentes no desenvolvimento de cada um. tre os neurônios) por estimulação. É pre- gios, as delicadezas e o clima vai es-conviver com as pequenas feridas Por exemplo, os banheiros geralmente ciso ainda, segundo Tina Zampieri, ter tar favorecido para continuar”, diz.que a relação com uma pessoa muito desencadeiam problemas em um rela- força de vontade e firme propósito depróxima podia causar, já que o mais cionamento: o assento da privada não sempre inventar saídas diferentes da-importante era o calor do outro. Des- foi deixado no lugar ou o outro lava quelas já desgastadas.ta forma, sobreviveram. suas roupas íntimas nele. “É possível conseguir e viver bem. A moral da história é que o melhor A real divergência ocorre porque, no Mesmo assim, corre-se o risco de, numrelacionamento não é aquele que une as desenvolvimento do indivíduo, situa- momento menos esperado, aquele com-pessoas perfeitas, mas aquele onde cada ções como essas não ocorriam anterior- portamento vicioso ocorrer, escapar aoum aprende a conviver com os defeitos mente. “Ele acaba entrando em conflito controle. Por isso é tão importante culti-do outro e admirar suas qualidades. porque vê uma atitude que não era con- var a tolerância, a paciência consigo e Casamentos e namoros, muitas ve- vencional”, diz Caprio. com o outro”, afirma.zes, são relacionamentos frágeis, e preci- A chave para resolver qualquer pe- A psicanalista e escritora Beth Va-samos aprender a agir exatamente dessa queno conflito, segundo Caprio, está no lentim, autora de livros como “Essaforma: conviver com os defeitos e admi- diálogo e respeito. Se não houver isso, Tal Felicidade” (ed. Elevação), afir-rar as qualidades ou, caso contrário, a re- não acontece mais uma troca de infor- ma que a banalidade é o desconfor-lação pode estar com os dias contados. mações, nem uma linha de solução de to praticado entre casais. Isso por-Para isso, precisamos urgentemente problemas. que, com o passar do tempo, senos reeducar emocionalmente. Um dos principais recursos empre- tornam amigos, irmãos e, co- Ninguém briga geralmente por gran- gados hoje na terapia de casal é fazer mo todos nessa categoria,des causas, mas sim por banalidades co- com que os dois aprendam a conversar. implicam entre si, fa-mo uma toalha molhada sobre a cama, Os grandes problemas parecem unir lam dos defeitos,porque o outro só assiste a um determi- os parceiros, enquanto os corriqueiros desmere-nado canal na televisão ou esqueceu de parecem dividi-los.colocar o lixo para fora antes de sair, De acordo com a psicó-por exemplo. loga Tina Zampieri, nos-
  • 6. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 7Respeito e autoestima Mais uma vez, a autoestima apa- pleta e duradoura. E aprender a con-rece como elemento fundamental viver com as diferenças do outro sãoquando o assunto é conviver bem grandes valores para que uma rela-com o outro. A psicóloga clínica Ma- ção dê certo.ria Amélia Mussi explica que, pri- O que leva uma relação a não darmeiramente, para viver bem com ou- certo é algo que está dentro de nós.tra pessoa, temos de nos amar, gos- Geralmente, está relacionada às nos-tar de fazer por nós, ir ao cinema so- sas primeiras experiências afetivas,zinhos para ver um bom filme, ou- Por isso, é muito importante o auto-vir uma boa música, preparar uma conhecimento. “O diálogo, respeitorefeição e comê-la sozinhos, gostar e a admiração são as principais fer-da própria companhia. ramentas para um relacionamen- “Tudo isso nos torna menos an- to, só assim a tolerância acontece e a relação é muito mais prazero-siosos, mais tolerantes, mais inteli- sa. O amor é uma sensação de pazgentes, e diminui a expectativa em e aconchego, é um sentimentorelação ao outro”, explica. Muitas gostoso na presença de outra pes-vezes, no início de um relaciona- soa”, diz Maria Amélia.mento, criamos uma grande expec- Muitas vezes, temos de arriscartativa e, na realidade, somente sem medo de ser feliz, mas qualquercom o tempo temos a possibilida- relação tem de ser muito bem cons-de de conhecer realmente a outra truída. A individualidade é muitopessoa, aceitar e não ter a preten- importante, diminui o medo e forta-são de moldar o outro de acordo lece a relação. Não ter medo decom nosso desejo. amar, mudar, falar, ouvir, persistir, Importante verificar se estamos se assumir ou pedir perdão é o pre-investindo numa relação que tem ço que se paga para ser feliz. “É fun-afinidade intelectual, de caráter, damental respeitar a diferença doprojetos de vida, para que seja com- outro.” I (GB)
  • 7. página 8 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Corpo e menteGERENCIE O ESTRESSEPrática diária de deixar as pessoas cada vez mais estressadas.relaxamento, Silvana Parreira de Jesus, psicóloga, afirma que fatoresatividade física e como mudanças na vida, di-boa alimentação ficuldades em lidar com perdas, pouco descanso, Saiba excesso de atividades, Fique atendo aos sinaisajudam no controle pouco tempo de la- de alerta do estresse zer, problemas de Tensão musculardo estado relacionamento, pensamentos, Respiração rápida ouemocional emoções, senti- superficial mentos negativos, Muitos pensamentos problemas no traba- ao mesmo tempoJéssica Reis lho e financeiros tam-jessica.reis@diarioweb.com.br bém são fatores que le- Alteração na vam ao estresse negativo. temperatura com sudorese www.sxc.hu/ Divulgação Muito se fala em combater “Os fatores variam de pessoa Extremidades friaso estresse, mas, segundo Ana para pessoa. Precisamos consi- (pés e mãos gelados)Maria Rossi, presidente da In- derar o modo como se leva aternational Stress Manage- vida, a personalidade e as si- Alternativas parament Association no Brasil tuações para analisar os fato- gerenciar o estresse(Isma-BR) e autora de diver- res que estão causando o es- Prática diária desos livros, como “Autocontro-le: nova maneira de gerenciar tresse”, afirma. Ana Maria diz que é neces- Mulher x estresse relaxamentoo estresse” (editora Best Sel- sário estar atento aos sinto- Atividades físicas, A psicóloga Silvana Parreira As mulheres podem até caminhadasler), a expressão “controlar/ mas que identificam o estres- de Jesus diz que tanto o homem ser mais estressadas que oseliminar o estresse” não é se, como respiração rápida ou como a mulher andam homens, mas, segundo Ana Alimentação saudávelmais utilizada; hoje, a expres- superficial, tensão muscular, estressados, mas a mulher pode Maria Rossi, isso não é umsão correta é “gerenciar ou ad- alteração na temperatura com apresentar um nível maior de problema, já que elas sabem Saber administrar oministrar o estresse”. sudorese ou extremidades estresse devido à sua carga de lidar melhor com o estresse. tempo para o lazer tarefas e responsabilidades com O estresse é dividido em frias (mãos e pés muito gela- a família, como mãe, esposa, no “A mulher exterioriza os Sono reparadordois tipos: o primeiro, deno- dos) e excesso de pensamento. trabalho, na busca por problemas, desabafa quandominado eustresse, que motiva Para administrar o estres- conhecimento. “Por mais que os necessário, sabe quando Acupunturae estimula a pessoa a lidar se, Barroso afirma que precisa- homens façam suas atividades, a precisa buscar ajuda profissional e isso ajuda a lidar Massagenscom as situações, é o estresse mos aprender a priorizar o mulher é muito mais exigente nopositivo; já o distresse é o es- que é mais importante em de- que faz”, explica melhor com o estresse”, afirma Iogatresse negativo, que pode aco- terminado momento. Segun-vardar a pessoa, fazendo com do o especialista, devemos ava-que fuja das situações. liar o que é urgente (precisa O psiquiatra e psicoterapeu- ser feito hoje); importante da da pessoa”, aconselha. tomas, muitas pessoas não pa- Uma destas formas, indicata Ururahy Barroso diz que a (pode ser feito um pouco por Outras opções, segundo ram suas atividades”, afirma. Barroso, é saber aproveitar opessoa com distresse se sente dia); e vital (“tenho de fazer Silvana, são alimentação ba- Ana Maria diz que, quando o es- momento. “A verdadeira feli-desmotivada. “É aquela pessoa porque é bom para a minha vi- lanceada, com mais verduras tresse começa a causar proble- cidade está em vivenciar o ho-que afirma não ter tempo para da, por isso deve ser feito todo e legumes, saber administrar mas na qualidade de vida das je de maneira natural e comnada, vive correndo contra o dia um pouco”). o tempo para o lazer e ativi- pessoas, é necessário a ajuda de mais tranquilidade”, aconse-tempo e acredita que o dia é cur- Uma das alternativas para dades físicas, acupuntura, um profissional. “Quando o ní- lha. O psiquiatra ainda reco-to demais para fazer todas as gerenciar o estresse, segundo massagens, exercícios, cami- vel de estresse começa a causar menda um recurso simples pa-suas obrigações”, explica. Ana Maria, é a prática diária nhadas, enfim, buscar ativi- angústias, fobias ou deixa a pes- ra amenizar o estresse. “A pes- O psiquiatra afirma que de relaxamento. “É importan- dades que auxiliem a geren- soa muito nervosa, é hora de soa deve falar dentro dela:o excesso de informações e te utilizar as técnicas de rela- ciar melhor o estresse. procurar ajuda”, diz. ‘calma’, prolongando o pri-os avanços tecnológicos pro- xamento, que são muito efi- Barroso afirma que as pes- Para a psicóloga Silvana, é meiro ‘a’. Costumo dizer queporcionam às pessoas a pos- cientes. Atividades físicas, io- soas, geralmente, procuram possível gerenciar o estresse é com a alma. Quando ela dizsibilidade de executar diver- ga ou caminhada também po- ajuda profissional quando sur- por meio da terapia, em que o essa palavra bem prolongada,sas atividades ao mesmo dem ser boas opções para ali- ge uma doença ou um sinal de profissional ajuda a encontrar acaba tirando o ar de dentro etempo, e isso pode ser um viar o estresse. A ideia é que o mal-estar que prejudique o as melhores formas para admi- fica mais tranquila porque ex-dos fatores responsáveis por relaxamento faça parte da vi- trabalho. “Mesmo com os sin- nistrar o estresse. pirou todo o ar”, explica. I
  • 8. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 9 Convivência SAIBA RECEBER www.sxc.hu/ Divulgação e não cobradas”, afirma. Especialistas Segundo a psicóloga cogni- Sem nada tivo-comportamental Irene ensinam como Araújo Corrêa, isso acontece em troca por uma questão cultural e aceitar presentes lembra que há casos em que Muitos, ao oferecerem quem está presenteando ou aju- um presente, uma ajuda, es- ou elogios sem dando tem interesses nessa re- peram alguma coisa em tro- ciprocidade e pode gerar situa- ca. Quando doamos, sempre pensar que o outro ções constrangedoras. recebemos algo em troca, Kátia complementa dizen- mesmo sem pedirmos. É o quer algo em troca do que algumas pessoas apren- que explica a psicóloga Kátia dem que quando recebem tem de dar algo em troca. “É o rela- Ricardi de Abreu. “MadreJéssica Reis cionamento da barganha, em Tereza de Calcutá, quando sejessica.reis@diarioweb.com.br que a retribuição é vista como doava, recebia o prazer de obrigação”, explica. um sorriso, o prazer de ver as Ganhar presentes ou elo- Irene ressalta que quando al- pessoas aliviadas de seu sofri-gios são demonstrações de cari- guém nos oferece ajuda, é por- mento físico e moral.” Assimnho e, em geral, as pessoas fi- que pode, ou seja, está ao alcan- também acontece com oscam felizes ao receber esses mi- ce dela ajudar e nem sempre há pais. Quando cuidam dosmos, mas há aqueles que se sen- uma segunda intenção escondi- seus filhos, esperam que elestem constrangidos com essa si- da. “É importante se questio- sejam felizes, um profissionaltuação. Essas pessoas podem nar se sua resistência não está li- espera o reconhecimento nointerpretar que, ao receber al- gada ao fato de você não se ver trabalho, e assim por diante.go, terão de devolver de algu- capaz de ajudar outras pessoas Kátia afirma que dar semma forma. sem interesses ou apego. Isso esperar nada em troca é o pode bloquear sua aceitação”, amor e amizade verdadeiros Especialistas dizem que pa- explica a especialista. e isso pode proporcionar feli-ra muitas pessoas dar pode ser Mas como então aceitar o cidade às pessoas. “Somentemais fácil do que receber. Se- que nos oferecem sem essa des- pessoas dotadas de muitogundo a psicóloga Beth Valen- confiança? Segundo Kátia, é amadurecimentona suacapa-tim, quando a pessoa dá algo pa- necessário abandonar a ideia cidade de amar conseguemra alguém, oferece dentro de de que o elogio deve ser recusa-suas possibilidades, seja emo- este nível aprofundado de ex- do como prova de boa educa- pressão de afeto”, explica.cional ou material, no entanto, ção e aceitar o presente semquando recebe, gostaria de rece- Para a psicóloga Irene imaginar que outro quer algo Araújo Corrêa, é preciso sa-ber de acordo com suas expecta- em troca. Irene afirma que otivas, que podem ser altas e o ber quais as reais expectati- primeiro passo para se sentir li-outro não consegue atendê-las. vas ao ajudar alguém, e en- vre para receber é a prática do Quando se trata de um elo- tender que a ajuda e a grati- autoamor.gio, a psicóloga explica que a dão são fatores de aprova- Assim como há pessoas quefalta de reciprocidade acontece se sentem bem ao dar algo, há ção e reconhecimento,porque a pessoa não está prepa- também as que preferem rece- mas a reciprocidade deverada. “Receber um elogio é es- ber. De acordo com Kátia, es- ser espontânea.tar preparado para se sentir fe- mento provavelmente recebe- as pessoas simplesmente dão e sas pessoas são mais carentes, A psicóloga Beth Valen-liz e nem sempre uma pessoa ram mensagens parentais para não doam. “Dar é diferente de esperam do mundo e dos ou- tim ressalta novamente a ne-assim se sente”, afirma. E is- agir assim. É uma maneira de doar”, afirma. Quando se doa tros atenção, elogio e presen- cessidade de entender queso pode acontecer também manifestarem sua modéstia e algo, não há o desejo de ter na- tes. Segundo Irene, alguns doar é diferente de dar. “Fa-com um gesto de carinho, humildade. “Diante de um pre- da em troca, há uma satisfação têm apego e ao oferecerem zer alguma coisa por al-uma carícia que vem do cora- sente, a pessoa pode acionar no pessoal em oferecer o presente um presente, por exemplo, a guém é se satisfazer, seção do outro e o indivíduo seu quadro de referência que al- ou qualquer outra coisa. “Se a sensação que têm é de estar completar por momentosreage negativamente porque go vai ser pedido em troca ou, pessoa desconhece essa diferen- perdendo algo, mas podem se únicos. Se ainda sentir quenão está preparado para viver ainda, que ela terá de retribuir ça, sente medo de receber por- sentir valorizadas ao receber. o outro lhe deve algo, é me-o sentimento em questão. para não ficar em débito com a que vai ter de dar também. Infe- Já Beth Valentim diz que es- lhor rever seus conceitos, A psicóloga Kátia Ricardi pessoa”, afirma. lizmente, a maioria das pessoas sas pessoas sabem aproveitar porque ninguém conseguede Abreu diz que pessoas que O sentimento de receber e sente esse desconforto quando a vida como ela é. “Não ficam satisfazer o outro completa-se constrangem diante de um ter de dar algo em troca existe. deveria curtir o momento em tentando justificar, compli- mente”, explica. I (JR)elogio, presente ou reconheci- De acordo com Beth Valentim, que estão sendo homenageadas car o tempo todo”, afirma.
  • 9. página 10 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO SaúdeTratamento reequilibrao ‘ambiente interno’Terapia craniossacral restaura o movimento natural dos tecidos e fluidos do corpo eauxilia no combate a males como labirintite, fibromialgia e déficit de atenção, entre outrosGisele Bortoleto curso de pós-graduação da Faculdade “A princípio, fiquei um poucogisele.bortoleto@diarioweb.com.br de Medicina de Rio Preto (Famerp), assustado, porque eu vinha de uma como esse sistema vital influencia o terapia um pouco mais agressiva, Toques suaves na cabeça e na colu- desenvolvimento e o desempenho do não tão sutil como esta, mas perce-na vertebral prometem ser fortes alia- cérebro e da medula, um desequilí- bi que os resultados eram ótimos”,dos no tratamento de doenças crôni- brio ou restrição no sistema pode oca- explica o fisioterapeuta, que deci-cas que desafiam a ciência, como en- sionar vários problemas sensoriais, diu fazer o módulo introdutório nosxaqueca, fadiga muscular, labirintite, motores ou neurológicos. Estados Unidos.fibromialgia, problemas relacionados A explicação de como a terapia A nutricionista Flávia Cesar Ra-ao estresse, ansiedade e até déficit de funciona é relativamente simples. duan decidiu se submeter à terapiaatenção. Para isso, basta o paciente Ela é, na verdade, um método suave cranissacral no fim de novembro dodeitar em uma maca e relaxar (a baixa de diagnóstico e correção que encora- ano passado em função de uma tendi-luminosidade e uma música suave ja seus próprios mecanismos naturais nite no braço direito provocada pelocontribuem para que se sinta mais de cura a dissipar esses efeitos negati- excesso de trabalho e estresse. A doracolhido e confortável). A partir daí, vos do estresse sobre seu sistema ner- irradiava para outras partes do corpoa sensibilidade do profissional ajuda voso central. O paciente acaba sendo e já na segunda sessão diz ter sentidoa restabelecer o bom funcionamento beneficiado com uma melhor saúde os resultados. “Sempre busco comba-do sistema nervoso. global e resistência a doenças. “Se tu- ter não só o efeito e soube que a cra- Trata-se da terapia craniossacral do estiver em equilíbrio, nosso siste- niossacral reestabelece esse eixo”,(TCS), fundamentada na medicina ma imunológico vai estar forte o sufi- afirma. Ela tem recomendado a tera-holística, que estuda o ser humano co- ciente para combater qualquer tipo pia para outras pessoas, principal-mo um todo e trabalha pela integração de vírus ou bactéria”, explica. mente para as que sofrem algumaentre corpo, mente e espírito. Devido ao seu efeito positivo so- descompensação provocada pelo tra- Os pacientes recorrem a ela geral- bre muitas funções corporais, a te- balho, e garante que os resultados, as-mente após passar por vários outros rapia é praticada hoje em dia por sociados a uma nutrição correta, têmprofissionais e tratamentos sem obter uma grande variedade de profissio- sido potencializados.muito resultado prático. O profissio- nais de saúde: neurologistas, fisio- A dona de casa Aparecida Carlosnal detecta o ritmo craniossacral que terapeutas, psicólogos, terapeutas de Souza, 66 anos, é uma das pessoasse encontra em várias partes do corpo ocupacionais, massoterapeutas, es- que garantem ter se beneficiado come a terapia ajuda o liquor (líquido en- pecialistas em medicina chinesa, a terapia desde que começou a ser sub-contrado no cérebro que desce até a quiropraxistas, entre outros. metida a ela, no fim de outubro domedula para sustentar, amortecer Ainda pouco conhecida da maio- ano passado. Ela sofria de fortes do-choques e realizar trocas de limpeza ria da população, já é aplicada em di- res nas pernas e formigamento nasou nutrição entre as células) a circu- ferentes países do mundo, inclusive mãos e braços e decidiu procurar aju-lar melhor e, com isso, drenar toxi- no Brasil, e também já chegou em da profissional. Após uma conversa,nas e ordenar o ritmo orgânico. Rio Preto. O preço de uma sessão cus- tomou conhecimento de que existia O tratamento, segundo garantem os ta, em média, R$ 70, mas o especialis- essa terapia. “Gosto e acredita em to-especialistas, restaura o movimento na- ta garante que o custo ainda é menor do tratamento natural e sem dor etural dos tecidos e fluidos do corpo. do que muitos outros tratamentos uti- concordei em ser tratada dessa for- O sistema craniossacral é consti- lizados pela medicina convencional. ma”, disse.tuído pelas membranas e o líquido cé- O fisioterapeuta, que é especialis- Segundo ela, os resultados têm sidorebro-espinhais, que protegem o cére- ta em terapia manual e técnicas osteo- muito bons. “Estou bem de um modobro e a medula. O sistema se estende patas, tomou conhecimento da técni- geral, não tenho tido dores oudesde os ossos do crânio, face e boca ca em 2008, quando trabalhou em dormência, estou feliz, tranquila e oaté o sacro e cóccix. uma clínica no Canadá onde osteopa- bem-estar que sinto é muito grande”, De acordo com o fisioterapeuta das e quiropatas atendiam e um deles disse. O equilíbrio que a terapia trou-Felipe Augusto da Silva, professor do a aplicava. xe, segundo ela, foi o principal ganho.
  • 10. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 11Origem da técnica Efeito na 1ª sessão Segundo informações do John Upledger, observou o versity para pesquisar e darsite Upledger Brasil, a tera- movimento rítmico do siste- aula no Departamento de Os efeitos positivos da tera- rante o fisioterapeuta, já come-pia craniossacral começou no ma craniossacral durante Biomecânica e acabou fazen- pia craniossacral contam em çam a ser sentidos na primeirainício dos anos 1900, quando uma cirurgia. Dois anos de- do parte de uma equipe de grande parte com a atividade de sessão. As pessoas vão com essao médico norte-americano pois, foi a um seminário que anatomistas, fisiologistas, autocorreção natural do corpo sensação para casa. Após 24 ho-William Garner Sutherland explicava as ideias de Suther- biofísicos e bioengenheiros do paciente. A abordagem com ras, os pacientes relatam que(1873-1954) observou que os toque leve pelo terapeuta sim- conseguem sentir essas libera- land, assim como algumas de para testar e documentar a in-ossos do crânio têm uma es- plesmente induz as forças hi- ções. É feito o reequilíbrio do suas técnicas de avaliação e fluência de terapias no siste-trutura que permite movi- dráulicas inerentes no sistema corpo, que precisa de um tempomento e desenvolveu um sis- tratamento. ma craniossacral. craniossacral a melhorar o am- para se autocurar e autorregular.tema de avaliação e tratamen- Em seguida, pôs-se a con- Pela primeira vez, foram biente internodo corpo do clien- O número de sessões depen-to conhecido como osteopa- firmar a existência do siste- capazes de explicar, em ter- te e a fortalecer sua própria habi- de do quadro do paciente. Al-tia craniana. ma craniossacral cientifica- mos científicos e práticos, a lidade de autocorreção. guns casos exigem duas vezes Anos depois, em 1971, ou- mente. Em 1975, foi convida- função do sistema, resultan- Aterapia, de acordocom o fi- por semana e, depois, uma veztro médico norte-americano, do pela Michigan State Uni- do na terapia. (GB) sioterapeuta Felipe Augusto da por semana. Dependendo da Silva, pode ser utilizada junta- evolução, passa a ser quinzenal mente com qualquer outro mé- e, posteriormente, com manu- todo terapêutico. tenção mensal. Quem vai ditar o A sessão pode durar de 50 tempo é o próprio paciente. “Fa- minutos a uma hora, dependen- ço a avaliação, as respostas da te- do do caso. Alguns deles, os rapia e o tempo de intervalo”, mais agudos, podem exigir até diz. Mas, em média, é uma vez sessão dupla. por semana, devido ao tempo de Os resultados, segundo ga- resposta do corpo. (GB) O que a terapia combate Dores de cabeça e enxaqueca Dores crônicas na nuca e lombar Problemas relacionados ao estresse e tensão Dificuldade de coordenação motora Disfunções em recém-nascidos e crianças Sergio Isso 22/2/2011 Lesões por traumatismo craniano e medulares Fadiga crônica Fibromialgia Disfunções da articulação temporomandibular (ATM) Escoliose Disfunções do sistema nervoso central Dificuldades de aprendizagem Fisioterapeuta Felipe Augusto da Déficit de atenção/hiperatividade Silva, da Famerp, aplica terapia Estresse pós-traumático craniossacral em Autismo paciente: restauro dos movimentos Dificuldades emocionais, naturais do corpo entre outras I Fonte: Upledger Brasil
  • 11. página 12 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Saúde Avanços da medicina para melhorar a visão Novidades da oftalmologia vão desde equipamentos como o Galilei, responsável por realizar diagnósticos precoces de doenças, a aparelhos e tratamentos inspirados na naturezaCecília Dionizio www.sxc.hu/ Divulgação inspiração na natureza para desenvolvercecilia.dionizio@dioarioweb.com.br novidades, e na área da oftalmologia não é Saiba mais diferente. Afinal, é preciso encontrar solu- Tratamentos e avanços na área de ções para desafios tecnológicos. E assim co-oftalmologia são constantes. Por isso Galilei é o aparelho tomógrafo que mo as telas de LED foram inspiradas nasmesmo, não justifica ter uma criança permite ao oftalmologista fazer um asas de uma borboleta da Amazônia e o vel-vitimada por problemas da visão, e estudo da superfície da córnea e de cro para o uso comercial teve como base aainda por cima, não tomar medidas suas várias camadas até a superfície forma de aderir da bardana (carrapicho), apara que eles sejam sanados de forma interna, disponibilizando aos oftalmologia, na área médica, é quem saibreve. Em geral, os professores são os oftalmologistas informações precisas. na frente para aplicar essa prática.primeiros a notar que algo na visão Com isso, o Galilei é utilizado para E quem está à frente do processo é a em-da criança não vai bem, quando perce- inúmeras aplicações, tais como: presa farmacêutica Bausch+Lomb, quebem que nem sempre elas correspon- tem foco na área oftalmológica, e já busca,dem ao que se espera delas em uma sa- Indicar a melhor lente de contato, na bioinspiração, avanços para seus produ- de acordo com as característicasla de aula. Evidente que não só na ida- tos. E para tanto trouxe para o XIX Con- individuais do pacientede escolar, mas também nos primei- gresso Brasileiro de Prevenção da Ceguei-ros meses de vida, a criança pode Auxiliar no diagnóstico de ra e Reabilitação Visual, ocorrido em Salva-apresentar males na visão. Há quem glaucoma, realizando o mapa dor, no ano passado, o físico Peter Vuku-sofra com alterações visuais ainda no paquimétrico em toda extensão da sic, professor adjunto da Escola de Físicaprimeiro ano de vida. córnea, medição da gonioscopia digital da Universidade de Exeter (Reino Unido) Por este motivo, a recomendação cristalino (lente convexa que se e um dos especialistas mais importantes Identificar a densidade de encontra atrás da íris) e a íris,dos oftalmologistas é para que se le- nesse segmento. opacificação do cristalino mostrando assim detalhes sobre ave a criança para fazer consultas pe- De acordo com Gislaine Sachetti, ge-riódicas. “O ideal é fazer o primeiro Fazer avaliação pré-operatória da forma, dimensão, espessura e posição rente de marketing da área de Vision Careexame no nascimento da criança e cirurgia refrativa (miopia/ deles. Ao mesmo tempo que uma das da multinacional, “o fato é que o conceito câmeras faz uma tomada deoutro antes de um ano de idade”, hipermetropia/ astigmatismo) já está aplicado no desenvolvimento de len- comprimento e largura desta parte doafirma o oftalmologista Leonardo O equipamento utiliza duas câmeras olho, a fim de fazer a detecção de tes intraoculares, que substituem o cristali-Pereira, do Hospital do Olho Reden- fotográficas que são ativadas quando irregularidades na córnea. Todas as no após cirurgia de catarata”, diz.tora, de Rio Preto. o paciente coloca seus olhos num informações são armazenadas por um Ao trazer o cientista para o Brasil, Ao se levar a criança para uma avalia- orifício do equipamento. Estas software, que gera um relatório delas a multinacional quer que os médicosção visual, maiores são as chances de se câmeras captam imagens do olho em e de todas as imagens para o brasileiros se empenhem em conhe-agir de forma precoce caso exista algum três dimensões - simultaneamente -, oftalmologista fazer o diagnóstico cer melhor a proposta, uma vez queproblema, O médico lembra que alguns para retratar a córnea (estrutura ele a estuda desde 1998.exames de rotina não avaliam apenas a ca- transparente frente ao olho), o Fonte: Hospital do Olho Redentora Peter começou seus estudos anali-pacidade visual de cada paciente, mas tam- sando as borboletas e besouros furta-bém a medida da pressão ocular, o exame cor, mas acabou englobando sistemasda córnea e da íris e outros, quando neces- de cores em uma gama muito maiorsários. “Os exames previnem uma série de ções, lesões congênitas ou tumores, em ca- funcional e capaz de diagnosticar de forma de animais e plantas. Seu grupo decomplicações e limitações visuais futuras, sos mais graves, prevenir e diagnosticar precisa doenças como glaucoma e catarata, pesquisa está envolvido no trabalhocomo a ambliopia, ou olho preguiçoso, ainda em fase inicial doenças e eventuais ci- além de determinar, com muito mais segu- que inclui a descoberta, caracteriza-doença que leva a uma deficiência visual ir- rurgias oftalmológicas. rança, se a pessoa pode ou não fazer uma ci- ção e aplicação tecnológica da ópticarecuperável se não tratada adequadamen- E para isso, um novo equipamento, de- rurgia de correção de miopia. e fotônica exclusiva dos sistemas ani-te”, diz o oftalmologista. nominado de tomografia Galilei, tem sido mais que evoluíram naturalmente. O especialista destaca que esses exames usado com sucesso nos diagnósticos preco- Bioinspiração Bioinspirada na lágrima humana, a em-não são somente pensando no uso dos ócu- ces tanto em crianças quanto em adultos. presa já planejapara o ano que vemuma solu-los, mas também para diagnosticar infec- O equipamento tomográfico é multi- Cada vez mais os cientistas procuram ção de limpeza para lentes de contato. I
  • 12. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 13 AvançoEsperança de Perfil Rubens Siqueira é responsável pelo Centroluz na escuridão de Pesquisa Rubens Siqueira e do Departamento de Retina do Hospital Dia D’Olhos (Pirâmide) de Rio Preto e Pesquisador do Departamento de Retina da USP de Ribeirão Preto.Pesquisa pioneira no mundo usa células-tronco para combater a retinose É autor de vários livros médicos na área de retinapigmentar, doença de origem genética que leva à perda progressiva da visãoCecília Dionizio que teve início em fevereiro deste mento da retina, eletrorretino- dentro de 1 a 2 anos teremos da- Bem-Estar - Como as célu-cecilia.dionizio@diarioweb.com.br ano, foram selecionados mais pa- grafia e campo visual. dos mais concretos para estabele- las-tronco têm sido obtidas? cientes com o objetivo de avaliar Bem-Estar - O que leva cermos esta previsão. Siqueira - São retiradas da Um estudo de retinose pig- a eficácia do tratamento e tam- uma pessoa a desenvolver a Bem-Estar - Qual o resulta- medula óssea do próprio pacientementar conduzido pelo oftalmolo- bém colher mais informações so- retinose pigmentar? do dos tratamentos realiza- sob anestesia local. Geralmente,gista Rubens Siqueira, especialis- bre a segurança do procedimen- Siqueira - Consiste em um dos até agora? utilizamos a região sacroilíaca (os-ta em retina e vítreo, de Rio Pre- to. O estudo conta também com a defeito genético que pode ser Siqueira - Notamos que hou- so da bacia), pois é mais fácil de seto, pioneiro no mundo, que usa participação dos pesquisadores transmitido de forma hereditá- ve resposta positiva do campo vi- retirar e apresenta maior quanti-células-tronco no combate à doen- da USP Rodrigo Jorge, André ria ou em consequência de con- sual e no eletrorretinograma que dade de medula óssea. Após a ex-ça, acaba de ser publicado no Reti- Messias e Julio Voltarelli, de Ri- sanguinidade (casamento en- mede o funcionamento das célu- tração, esse material é levado aona Journal (jornal mais conheci- beirão Preto. tre parentes, com primos, por las da retina. Outro achado que laboratório especializado e cre- exemplo, pode levar a ter um fi- denciado para terapia celular, on-do na área de retina nos Estados O National Institutes of Heal- confirmaremos em breve é o fato lho com retinose). Esta doença de as células-tronco são separadasUnidos). Trata-se da primeira pu- th (NIH) tem disponibilizado pa- de que o olho que recebeu a inje- leva a uma perda progressiva e então colocadas em um aplica-blicação no mundo sobre o assun- ra a comunidade mundial todos ção não piorou em relação ao ou- dor especial que será utilizado pa-to com tratamento realizado em os dados dos estudos clínicos que da visão ocasionada por morte tro olho, que não foi tratado e con- precoce das células da retina ra injetá-las no olho.seres humanos (os estudos ante- estão sendo realizados no mun- tinuou piorando devido à doença Bem-Estar - De que formariores foram feitos em animais). do, mostrando desde os métodos (apoptose) de forma progressi- (os pacientes fazem o tratamento va, ou seja, a visão vai piorando elas agem para recuperar o A reposição celular estratégi- utilizados até os resultados. Desta em um olho somente e o outro olho com a doença?ca tem potencial para melhorar a forma, Siqueira divulgará a nível gradativamente de acordo com olho serve como comparativo, a diminuição da população das Siqueira - Estas células-visão em pacientes que foram an- mundial sua pesquisa e por meio pois a doença compromete os tronco derivadas da medula ós-teriormente considerados incurá- deste registro poderá publicar seu células fotorreceptoras (respon- dois olhos). sáveis pela formação da visão). sea podem se diferenciar de al-veis. A retinose pigmentar leva à estudo em jornais especializados gumas células da retina, mas Bem-Estar - Como sua pes-perda da visão, progressivamen- de alto impacto, e também apre- não todas.Além disso, elas pro- quisa está contribuindo parate, e tem origem genética. Siquei- sentações em congressos especia- duzem fatores angiogênicos combater o problema? (que ajudam na formação de va-ra, que atua em conjunto com ou- lizados em células-tronco, quetros especialistas da Universida- ocorrerão em diversos países ao Siqueira - Nesta primeira fa- se da pesquisa, o objetivo foi ava- Depoimento sos sanguíneos) e neurotrófi-de de São Paulo, de Ribeirão Pre- longo dos próximos anos. O estu- cos (ligados ao crescimento liar a viabilidade do tratamento, dos neurônios e outras célulasto, explica que a pesquisa - deno- do pode ser acessado na página “Para mim, é como se ou seja, se era possível usar célu- tivesse nascido com do sistema nervoso). Assim, asminada transplante autólogo de www.clinicaltrial.gov (em in- las-tronco dentro do olho semcélulas-tronco derivadas da me- glês), digitando o nome de Ru- retinose, pois tinha apenas células-tronco da medula fun- complicações. Observamos que 10% de visão. Evidente cionariam como uma “equipedula óssea para tratamento da reti- bens Siqueira no campo de bus- ao final do primeiro ano de trata- que já me ajudava de resgate” das células da reti-nose pigmentar - já se encontra ca. Acompanhe aqui a entrevista mento os pacientes não apresenta- bastante. Mas sabia queem uma nova fase. Desta feita em feita com o oftalmologista. na, que estão perdendo a fun- ram quaisquer complicações, um dia iria perder toda a ção e morrendo por causa da re-humanos. Revista Bem-Estar - Quais mostrando a segurança do proce- visao. Por um tempo, tinose pigmentar. Vinte pacientes estão sendo os critérios usados para a es- dimento. Observamos também pensei que isso não ia Bem-Estar - E nas demaisanalisados. A primeira fase da colha de novos candidatos, e que houve melhora na resposta acontecer, mas com 45 doenças da retina, já tem apa-pesquisa consistiu na avaliação qual o próximo passo? elétrica da retina medida pelo ele- anos perdi tudo. Foi muito ruim, porém, já estava recido algum resultado?da segurança do procedimento e Rubens Siqueira - Já possuí- trorretinograma e campo visual, Siqueira - Estamos aguardan-terminou em 2010. A partir des- mos muitos pacientes cadastra- preparada. Hoje, estou mas estes dados são preliminares reabilitada; mesmo sendo do autorização do Comitê Nacio-ta data, os resultados passaram a dos como voluntários para a e é o que confirmaremos na se- nal de Ética em Pesquisa para ini- sofrido, consigo viver bem.ser publicados em jornais cientí- pesquisa. Dentre esses, escolhe- gunda fase do estudo. Claro que tenho esperança ciarmos os testes para tratamentoficos especializados e apresenta- remos o próximo grupo para se Bem-Estar - Quanto tempo de enxergar um dia.” da degeneração macular relacio-dos em congressos no Brasil e submeter ao tratamento a par- após o fim da pesquisa para Antonia Maria Vieira, nada com a idade e retinopatiaem outros países (inicialmente tir de critérios clínicos que são que se converta em um trata- portadora de retinose isquêmica (como a retinopatianos Estados Unidos). avaliados por meio de exames mento convencional? pigmentar diabética e oclusões vasculares da Na segunda fase do estudo, especializados como mapea- Siqueira - Acreditamos que retina). I
  • 13. página 14 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO FitnessBenefício damusculação Especialistas da área de medicina esportiva destacam a importância danão vê idadeAgência Estado musculação para definir o corpo, mesmo não gostando De acordo com Medeiros, a musculação está voltada para a resultados rápidos. “Achava maçante”, confessa. “O segre- academia da adolescência à Terceira Idade musculação deixou de ser um bicho-papão”, diz Souza. A Ao longo dos anos, estudos da modalidade. Com o efeito reabilitação, a prevenção de do para não recomendação do Americanligados à medicina do esporte quase imediato, a adolescen- doenças e a qualidade de vida. desanimar é renovar o trei- College of Sports Medicinecomprovaram que exercícios te pegou gosto e hoje não dei- Seus benefícios, ele explica, no a cada mês.” Três vezes por (ACSM) hoje é unir exercí-com peso são benéficos, espe- xa de puxar ferro por nada. vão além do corpo delineado. semana, Martha reserva 50 mi- cios de força, aeróbicos e decialmente às mulheres. Ao lon- Faz quatro sessões de 45 mi- Ao proteger as articulações, es- nutos nos equipamentos. Nos flexibilidade, pois todos sego da vida, o corpo feminino so- sa modalidade ajuda a evitar le- outros dias, pratica a luta muay completam. nutos por semana, semprefre alterações com a idade, co- sões, eleva a resistência muscu- thai como atividade aeróbica. Entre 20 e 30 anos, o espe- em conjunto com as outrasmo a perda de massa muscular lar, melhora a postura e o condi- O foco em aeróbico domi- cialista explica que o ganho aulas de malhação. “Comoe a lentidão do metabolismo. cionamento físico, aumenta a nou o mercado fitness por mui- muscular é rápido. Mas nada curto muito aeróbica, aCondições que abrem caminho densidade óssea e, de quebra, to tempo, mas agora está ultra- que transforme a mulher em musculação é também impor- uma versão do Incrível Hulk -para o aumento de peso e o sur- tante para fortalecer a perna ajuda na autoestima. passado, segundo Saturno degimento do famigerado “pneu- Mais afoitos, os adolescen- Souza, especialista em treina- a menos que esse seja o objeti- e evitar lesões nos joelhos”, vo. Aí o treino é duro e há ne-zinho”. Portanto, “puxar fer- diz Mayara. tes devem respeitar seus limi- mento muscular. “Esse tipo dero” com regularidade e orienta- tes para evitar lesões. Não é in- aula estava direcionado basica- cessidade de suplementação Alunos iniciantes, especial- alimentar. Acrescentar traba-ção de um educador físico traz mente adolescentes, devem se- dicado fazer uma atividade físi- mente às mulheres, enquanto amuitas outras vantagens. Me- lho de força nessa faixa etária guir à risca o treino estipulado ca em jejum ou com pressa. musculação ficara para os ho-lhora a postura, ajuda na pre- vai dar tonicidade e protelar, pelo instrutor para o desenvol- Aquecimento leve e alonga- mens”, lembra. Isso mudou. lá na frente, a famigerada leivenção da osteoporose, acelera vimento muscular ser gradual. mento antes da musculação Pesquisas comprovaram a im- da gravidade. “Existe um con-o metabolismo e combate a gor- Portanto, afirma o treinador são essenciais. Vale lembrar portância do trabalho de força, ceito que diz que um corpo tra-dura corporal. De quebra, põe a Mapson Douglas Medeiros Jr, que descanso também faz par- principalmente para elas. O balhado nunca volta a ser co-autoestima lá em cima! Conhe- para não se machucar, é funda- te do treino. treinador explica que acredita- mo antes”, explica Souza. “Is-ça a história de quatro pratican- mental não pular etapas, muito va-se, num primeiro momento, so significa que a mulher quetes e as dicas dos profissionais. menos aumentar cargas. “É co- Dos 20 aos 40 anos que o impacto das atividades praticou uma atividade física mum o jovem querer superar aeróbicas ajudava na prevenção no passado vai ter mais facili- Na adolescência seus limites desrespeitando as Corpo mais torneado e sem de osteoporose. O problema é dade para obter resultados do orientações de um profissio- gordura localizada sempre foi o que, por outro lado, acabava ge- que uma sedentária.” Por indicação médica, a es- nal”, conta o treinador. objetivo da advogada mineira rando lesões. Portanto, quanto antes setudante Mayara Souza, de 16 É preciso dosar as sessões Martha El Debs, de 29 anos. Foi aí que a medicina espor- criar esse hábito, mais se ge-anos, matriculou-se na acade- de musculação pois o supertrei- Por muito tempo, ela concen- tiva descobriu que o trabalho ra a “memória motora” corpo-mia para emagrecer. Com 1,70 namento pode prejudicar o pro- trou seus esforços na natação de sobrecarga com peso tam- ral. E o ideal é manter umametro de altura, a garota pesa- cesso de crescimento. A prática e na dança. Mas decidiu enca- bém estimulava o acúmulo frequência mínima de ativida-va 74 quilos. No início, con- segura, contudo, pode otimizar rar os pesos para tonificar de cálcio nos ossos, só que de física. Para ele, é melhorcentrou-se nas atividades o crescimento, além de ajudar seus músculos. Apesar de tor- sem o impacto e, portanto, frequentar a academia umaaeróbicas. Quando perdeu pe- no combate a doenças crônicas, cer o nariz para musculação, com menos chance de lesões. vez por semana do que não fa-so, resolveu encarar a como a obesidade. aderiu de vez ao perceber os “Daí em diante, a zer nada.
  • 14. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 15 de 40 a 60 anos”, avisa. “É nes- ra o corpo e aeróbico, para o co- sa fase que há perda muscular e ração.” Como esperado, seus redução do metabolismo.” exames estão sempre zerados. Mais lento, o metabolismo Ganhar massa muscular é gasta menos energia, o que faci- prioridade para a aposentada lita o aumento de peso e, claro, Salma, que tem 1,58 metro e 58 de gordura corporal. Outro pro- quilos. O marido, que a acom- blema é a alteração hormonal panha à academia, os três fi- que ocorre com a menopausa - lhos e os dois netos se orgu- daí a importância das consultas lham dela. “Nessa fase, tende- periódicas ao ginecologista pa- se a ficar meio mole, cair facil- ra acompanhar as mudanças mente e ficar curvado”, diz. ou, ainda, pensar em reposição. “Eu ando até de salto, que ado- “Calcula-se que uma pes- ro, porque minha musculatura soa sedentária perca dois qui- segura bem meu corpo.” los de músculo por ano”, diz A musculação, afirma Valé- o treinador. Razão pela qual ria Aprobato, especialista em a musculação torna-se essen- fisiologia do exercício e saúde cial: barra a perda muscular, da mulher e autora do livro “O reduz a flacidez e acelera o Segredo do Corpo Perfeito - www.sxc.hu/ Divulgação metabolismo. Em 220 Perguntas que Você Para garantir bons resulta- Gostaria de Fazer”, constrói fi- dos, Rodrigues aconselha trei- bras musculares, recuperando nos de três a quatro vezes por as perdidas ao longo dos anos, semana e em dias alternados. evita lesões e osteoporose. “Não há necessidade de puxar Além de estimular o acúmulo ferro por mais de uma hora”, de cálcio nos ossos, o músculo observa. “Uma sequência bem firme também os protege. “É direcionada pode durar 30 mi- muito eficaz porque cada exer- nutos ou pouco mais, e ainda cício trabalha isoladamente o dá para acrescentar alguma ati- músculo desejado”, diz a trei- vidade aeróbica.” nadora e fisiculturista. E tem mais: trabalhar os Para quem é iniciante, o es- músculos ajuda a evitar de- pecialista indica dois a três pressão. É que, como respos- treinos semanais. Nos primei- ta à atividade física, o orga- ros 15 dias, a carga deve ser le- nismo libera endorfina, subs- ve e as sequências são duas ve- tância química que traz sensa- zes de 20 repetições. Nas três ção de euforia e bem-estar. A semanas seguintes, mude para musculação também deixa o três séries de 15 repetições, corpo mais firme e dá mais se- com carga moderada, que de- gurança no caminhar. “Há ve ser aumentada à medida exercícios específicos para a re- que a execução do exercício fi- gião das costas. Eles evitam a car fácil. Acrescente um traba- má postura e dores lombares”, lho aeróbico entre 15 e 30 mi- avisa Valéria. nutos, alternando em cada dia Quem nunca praticou pode a modalidade: bike, esteira ou iniciar um trabalho de força. elíptico, sempre com Com certeza haverá um ganho, frequência cardíaca entre 55% desde que o treino tenha con- e 65% da máxima. Faça alonga- tinuidade e orientação ade- Considerando as diferentes fiados e corpo durinho da cabe- resto, conquistou na academia. mentos antes e depois do trei- quada. Para os iniciantes, Va-fases femininas, para uma mu- ça aos pés. Mãe de quatro filhos De início, voltou-se à aeróbica no, com permanência de 30 a léria aconselha frequência delher na faixa dos 20 aos 30 - uma filha de 24, um garoto de e à alimentação regrada. Levou 40 segundos na posição. dois a três dias semanais. “Éanos, bastam treinos de 13 e um casal de gêmeos de 7 -, um ano para recuperar o peso preciso muito trabalho paramusculação duas vezes por se- ela encontrou nos pesos a fór- anterior à gravidez e então fo- Mais de 60 sair da fase básica e entrar nomana para ganhar tonicidade. mula que precisava para recupe- cou na musculação para definir treino intenso.”Bem diferente de quem está bei- rar suas formas após a última bem as curvas e combater a fla- Salma Gebran tem uma vita- O ideal é fazer musculaçãorando os 40 e cujo metabolismo gestação. “Por ser de risco, tive cidez. O resultado foi rápido. E lidade invejável. Aos 74 anos, é três vezes por semana e em diascomeça a ficar mais lento. Nes- de tomar hormônios e ficar de até as celulites sumiram. o exemplo de como a atividade alternados. Nesse início, deve-sese caso, aconselha-se um treino repouso”, conta. “Com isso, Grande parte das frequenta- física influencia na qualidade fazer duas séries de 12 repetiçõesde, no mínimo, três vezes por passei de 56 quilos para 90.” doras de academia, sobretudo de vida da terceira idade. Nas de cada exercício. Após duas se-semana, sempre intercalando Hoje, se mantém com 71 em na faixa etária de Claudia, con- duas horas em que malha na manas com pesos leves, aumen-com atividades aeróbicas. 1,70 m, manequim 38 e gordu- centra suas atividades físicas academia, dia sim, dia não, se tar a carga, sempre sob supervi- ra baixíssima. Depois que os gê- em aeróbicos para emagrecer. divide entre musculação - sua são de um instrutor, e fazer três Dos 40 aos 60 meos nasceram, Claudia ficou O que é um erro, observa Hum- modalidade preferida -, séries de 12 repetições. Nos dias com uma sobra de 15 centíme- berto Rodrigues, especialista aeróbica e alongamento. Há sem treino, investir em A comerciante Claudia Car- tros na pele da barriga e preci- em fisiologia. “Não se preocu- pouco tempo, incluiu aulas de aeróbicos (esteira ou bicicleta),valho, de 43 anos, admira mu- sou fazer uma plástica - única pam em aumentar a massa mus- pilates para não ficar parada sempre com alongamentos an-lher forte: músculos hipertro- cirurgia a que se submeteu. O cular, essencial entre mulheres nem um dia. “Puxar ferro é pa- tes e depois. I
  • 15. página 16 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO SaúdeALÉM DO PERÍODO FÉRTILMenos conhecida, endometriose intestinal atinge mulheres na fase pós-menopausaCecília Dionizio Os estudos foram publicadoscecilia.dionizio@diarioweb.com.br na revista internacional Gyneco- logical Endocrinology. Entenda A endometriose é um pro- Vítima da doença desde os 18 A endometrioseblema desagradável que afeta a anos, a dona de casa M.A.J, 55 intestinal é marcada pela anos, conta que passou inúmeras presença de células dovida de boa parte das mulheres. endométrio uterino na paredeO que muita gente não sabe é, noites em claro, com dores atro- zes na região abdominal, mas só do intestino, principalmenteao contrário da endometriose do reto, por isso, os sintomassimples, que atinge as mulhe- começou a se tratar 10 anos de- mais frequentes são deres antes da menopausa, há tam- pois, quando descobriu a doen- sangramento nas fezesbém a chamada endometriose ça. “Quando quis engravidar, durante o período menstrual eintestinal, um problema na vi- e não conseguia, fui orientada dor pélvica e perinealda de pelo menos 70% das mu- pelo médico de que não seria o momento devido ao fato de ter O que causa a doença élheres no período da pós-meno- algo discutível. Algumas endometriose. Mas não imagi-pausa. nava que o mal iria acarretar teorias dizem que ocorre um A endometriose simples, ex- desgarramento de células do uma série de desconfortos em útero no período menstrual,plica o ginecologista Carlos minha vida a ponto de tornar- que caminhariam pelaEduardo Ferreira, da Santa Ca- me incapaz de ter filhos”, diz. conduta da trompa e sesa de Rio Preto, pode ser uma Carlos Eduardo Ferreira ex- instalariam na pelve e nodoença assintomática ou com plica que as mulheres, mesmo as- peritôniosintomas leves quando manifes- sintomáticas, necessitam realizarta em nível superficial; porém, de Medicina de Ribeirão Preto, ceptivo oral contendo gestodeno Os sintomas mais da Universidade de São Paulo 75 mcg e etinilestradiol 30 mcg, exames periódicos para a frequentes são dor pélvicaquando em nível profundo detecção do mal de maneira pre- crônica, cólica menstrual (USP), o problema ocorre em fun- com a finalidade de controlar as(doença infiltrativa), está asso- coce. E, em especial, se houver ris- moderada a grave, ção da presença de células do en- dores e os sangramentos anor-ciada a dores importantes, inva- co de câncer, que hoje ocupa o irregularidade menstrual, dor dométrio uterino na parede do in- mais associados a estas patolo-riavelmente, com repercussões quarto lugar entre os que mais na relação, infertilidade, testino, principalmente do reto, gias. Nesses estudos, procurou-se sintomas urinários egraves na qualidade de vida da matam mulheres. Entre os casos por isso os sintomas mais frequen- investigar os mecanismos de ação gastrointestinais inespecíficosmulher. Entende-se por endo- tes são de sangramento nas fezes do contraceptivo oral provando já registrados, grande parte dasmetriose profunda lesões de mulheres afetadas apresenta me- (constipação, aumento de durante o período menstrual e assim sua eficácia terapêutica. gazes, dor na evacuação, etc)septo reto-vaginal, ligamentos nopausa tardia (acima de 52 dor pélvica e perineal. Segundo Maia, a pílula anti-de sustentação do útero, vias anos), obesidade, reposição hor- Pode ser diagnosticada Inclusive, o médico alerta- concepcional de princípio ativo mon a l somente comurinárias (bexiga, ureter e rim) com exames ginecológicos e que seja qual for o tipo de en- gestodeno agiu bloqueando no estrógenos e dieta rica em gor- proctológicos, tais como:e intestinal. dometriose há risco sim de se endométrio a formação da aroma- Já a endometriose intesti- dura. Além desses fatores, dia- ultrasson, tomografia, tornar um câncer. Por isso, tase. Enzima essa, que quando ati- betes e histórico familiar de ressonância magnética,nal, segundo Carlos Eduardo quanto antes os sintomas fo- va no útero estimula a formação colonoscopia,Ferreira, chega a ser responsá- câncer também foram aponta- rem identificados e tratados, dos estrogênios - hormônios que dos como determinantes. videolaparoscopia, que sãovel por 20 a 25% das endome- melhor. podem favorecer o aparecimento os mais utilizadostrioses profundas. “O diagnósti- O principal sintoma desse O assunto é bastante com- da endometriose e do sangramen- tipo de câncer é o sangramento O tratamento passa peloco deve ser feito antes da abor- plexo e intrigante, não por aca- to aumentado dos miomas. uterino anormal, sobretudo, uso de anticoncepcionais,dagem cirúrgica, pois a cirur- so está presente em diversos tra- Ao inibir a enzima, os contra- medicações análogas agia, nestes casos, é mais comple- após a menopausa. Para com- balhos. Estudos brasileiros so- ceptivos orais contendo gesto- provar o diagnóstico deve ser hormônios que bloqueiam oxa, e deve ser realizada com bre tratamento da endometrio- deno impedem o aparecimento crescimento celular do realizada uma biópsia do en-equipe multidisciplinar (gine- se e de sangramentos provoca- dessas patologias, além de con- dométrio, especialmente, se ele endométrio. Em casocologista e cirurgião gastrointes- dos por miomas foram apresen- trolarem sintomas como he- cirúrgico, pode ser feita via estiver alterado. Após a meno- aberta ou videolaparoscópica.tinal)”, explica. tados no XIII World Congress morragias e dores pélvicas. “Ao pausa é importante investigar A escolha do método será Em 70% dos casos de endome- of Gynecological Endocrinolo- receber os hormônios presen- qualquer sangramento uterino, baseada no tipo detriose intestinal o cólon sigmoide gy, em Florença, na Itália, pelo tes na pílula, o organismo femi- mesmo que a suspeita do câncer endometriose e o seu grau deou reto estão envolvidos. E não ra- ginecologista e especialista em nino para de fabricar os seja descartada. invasão no intestino e naro, alguns profissionais de saúde reprodução humana Hugo estrogênios tanto no ovário co- Os médicos explicam que o pelve Iainda confundem o problema Maia Filho. mo no útero, e como a quantida- tratamento de pacientes com cân-com câncer de cólon ou de reto. Nas pesquisas, que duraram de ingerida é bem inferior à cer de endométrio é, majoritaria- Fontes: José Joaquim Ribeiro daPara o proctologista especialista e Rocha, professor da Faculdade aproximadamente quatro anos, produzida pelo corpo da mu- mente, cirúrgico, incluindo a reti- de Medicina de Ribeirão Pretoautor de artigo sobre o assunto Jo- cerca de 100 pacientes em idade lher, cria-se um ambiente de rada do útero e ovários. Nos ca- (FMUSP), e Carlos Eduardo Fesé Joaquim Ribeiro da Rocha, reprodutiva, com quadros de en- baixo teor hormonal menos sos onde a cirurgia não é indica- reira, ginecologista da Santaprofessor do Departamento de Ci- dometriose e miomas, utilizaram propenso a essas doenças”, diz da, a quimioterapia e radiotera- Casa de Rio Pretorurgia e Anatomia da Faculdade de maneira contínua um contra- o ginecologista. pia são bem empregadas.
  • 16. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 17Ronaldo Marques Professor de literatura Arquivo A arte do Cumprimentamos apenas os vencedores, mas nunca nos reconhecimento lembramos de olhar em volta e perceber que determinadas pessoas anônimo têm grande responsabilidade para que o sucesso seja alcançado www.sxc.hu/ Divulgação Os meus amigos sabem que eu gosto de conhecer histórias que alegorizam alguma situação da vida humana. Já até postei algu- mas em artigos anteriores. Nesta semana, um amigo me enviou uma, que muitos já devem ter lido ou escutado. Mas como eu não a conhecia - e achei ótima - resolvi re- produzi-la aqui. “Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça. Um dia, ele descobriu que seu vizinho tinha esse ca- valo, então o atazanou até conseguir com- prá-lo. Deixou-o dentro de um grande gal- pão, onde havia também um cachorro do- mesticado e um belo porco, além dos ou- tros cavalos. Um mês depois, o cavalo adoeceu. Após chamar o veterinário, ouviu o seguin- te diagnóstico: - Seu cavalo está com uma virose, será preciso tomar este medicamen- to durante três dias. No 3º dia, eu retorna- rei. Caso ele não esteja melhor, vai ser pre- ciso sacrificá-lo.Então, deram o medica- mento e foram embora. O porco, que pres- porta do galpão e se deparou com o cavalo mos de olhar em volta e perceber que de- tara atenção em toda a cena, se aproximou em pé, todo saltitante, forte, até mais ani- terminadas pessoas - digamos, assim, do cavalo e disse: - Força, amigo, levanta mado do que os outros. Radiante de tanta mais anônimas - tiveram também grande daí, senão você vai ser sacrificado. No se- felicidade, disse o homem: - Milagre!!! O responsabilidade para que aquele sucesso gundo dia, repetiram a cena, mas o cavalo cavalo melhorou, o cavalo está salvo! Isso fosse alcançado. não reagia. Depois que todos saíram, o por- merece uma festa! Vamos dar uma grande Deixo aqui exposto que não estou de- co se aproximou novamente e disse: - Va- festa! Vamos matar o porco e comemorar! fendendo a ideia do “fazer para ser lembra- mos lá, amigão, levanta, senão você vai Infelizmente, transpondo para cenas do”. Não é isso. Aliás, pessoas que fazem as morrer! Vamos lá, força, eu te ajudo a le- da vida real, é isso que acontece com coisas preocupadas com o elogio dos ou- vantar. Estou com você nessa, vamos lá! frequência. Seja no ambiente de trabalho, tros são pessoas que se voltam para o suces- No terceiro dia, vendo o animal inerte, ou mesmo em situações simples do dia a so, não para os seus valores pessoais, os o veterinário deu o medicamento e disse: - dia, quem já não passou pela experiência quais devem existir naturalmente em cada Infelizmente, se ele não melhorar, vamos de ter feito algo e não ter recebido o devido um de nós. ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose reconhecimento? Quem nunca foi o por- A ideia que defendo neste artigo é exa- pode contaminar os outros animais. Quan- quinho da história acima, ajudando al- tamente o contrário: não é a de fazer as coi- do foram embora, o porco se aproximou do guém em algo, mas sequer sendo lembrado sas esperando o reconhecimento, mas a es- cavalo e disse: - Cara, é agora ou nunca! por isso? pontaneidade e justiça de se fazer esse mesmo Não vou deixar você ser sacrificado, de jei- O leitor poderia dizer: “Mas o fazendei- reconhecimento a quem o merecer. to nenhum! Levanta logo, upa! Coragem! ro não sabia que o porquinho tinha ajuda- Viver sem ficar se preocupando com o elo- Vamos, vamos! Upa! Upa! Isso, devagar! do tanto na recuperação do cavalo.” Ora, gio alheio é um verdadeiro ato de sabedoria. Ótimo, vamos, um, dois, três, legal, legal, não sabia porque não procurou saber, e é Mas para mim, amigo leitor, existe algo ainda agora mais depressa, vai... fantástico! Isso! isso o que acontece no nosso cotidiano. mais sábio: é a atitude de procurar, de desco- Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa! Isso, is- Olhamos apenas o resultado, o sucesso, brir e, acima de tudo, de valorizar aqueles so! Você venceu, campeão, você venceu! as conquistas. Cumprimentamos apenas “anônimos porquinhos” que tornam possí- Então, de repente, o dono chegou, abriu a os vencedores, mas nunca nos lembra- veis muitas de nossas conquistas. I
  • 17. TV - página 18 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Perfil ONDAS INCERTAS Armando Babaioff explora os conflitos sexuais do mal resolvido surfista Thales, de ‘Ti-Ti-Ti’ Pedro Paulo Figueiredo/DivulgaçãoTV Press Armando Babaioff sabia desde o iní- Começocio que entraria em “Ti-Ti-Ti” depois Instantâneas involuntárioque a novela já estivesse no ar. Mas, so- Contrato de Armandobre o discreto surfista Thales, pouco sa- Armando pensa em passar um tempo morando em Babaioff com a Globobia. Por isso mesmo, recebeu com sur- O pernambucano Armando Ba- Pernambuco no futuro. “É um vence no final do ano,presa o fato do personagem se revelar baioff se mudou com a família pa- lugar incrível culturalmente. mas ele espera sergay no decorrer dos capítulos. Um fator ra Rio com apenas nove anos. E co- E os jovens de lá são mais aproveitado pelaque ele garante ter sido crucial para ga- meçou a se interessar pelos palcos politizados”, assegura emissora antes dissorantir o equilíbrio ao compor o papel de depois das aulas obrigatórias deum homem que tem dificuldades de O ator garante que o Teatro na Escola Municipal Pioaceitação e, principalmente, vivencia o assédio não aumentou e nem X, em Jacarepaguá, na Zona Oesteamor com uma pessoa do mesmo sexo diminuiu depois que Thales se da capital fluminense. Na época,pela primeira vez. “Isso contribuiu para revelou gay. Tanto masculino foi aluno do ator Marco Miranda.que não caíssemos no risco de estereoti- quanto feminino “Aos 15, já estava trabalhando. Tu-par nada. Construí tudo em cima do tex- Nas ruas, segundo do aconteceu naturalmente”, re-to. As brechas foram dadas aos poucos, Armando, existe uma torcida corda. Aos 17 anos, por influênciao que ajudou a evitar sustos em quem as- por um beijo gay. “Mas, pelo de um amigo, ingressou no Gruposistia”, avalia o ator de 29 anos. horário, não deve Bicho de Porco, em Niterói, onde Na história, Thales precisava se ca- acontecer”, prevê passou a ter contato com profissio-sar para assumir a herança deixada pe- nais mais experientes. De lá, só Curiosamente, Armandolos pais, mas que estava em poder de saiu para se especializar na Escola estreou na tevê na pele douma tia. Se uniu à excêntrica Jaqueline, “pitboy” praticante de jiu-jitsu de Teatro Martins Pena. “É a esco-de Cláudia Raia, depois que a fashionis- Felipe, em “Viver a Vida” la de teatro mais antiga da Améri-ta foi abandonada pelo caricato Jacques ca Latina. Devo tudo que sou hojeLeclair, vivido por Alexandre Borges. ao que aprendi lá, mas pouca genteUma situação que, fora da ficção, favore- dá valor. Ela é mais voltada paraceu - e muito - o trabalho de Armando. pessoas com menos recursos.Contracenando com Cláudia, o ator “pe- pelo cabeleireiro Julinho, de André Ar- Às vésperas de terminar seu traba- Quem tem grana sempre vai parargou carona” no carisma de Jaqueline e teche. “Tem muita gente que diz que o lho em “Ti-Ti-Ti” – a novela acaba no na CAL e no Tablado, na Zonaacabou agradando. Tanto que seu papel Thales é bonito e forte demais para ser dia 18 de março –, Armando ainda não Sul do Rio”, valoriza.não parou de crescer depois que apare- gay. O que acho mais legal é mostrar sabe qual será seu próximo trabalho na O interesse por construir umaceu na trama de Maria Adelaide Ama- que o dentista, o médico, o bombeiro ou tevê. O contrato com a Globo vence só base sólida em seu currículo conti-ral. “A impressão que eu tenho é que as qualquer outra pessoa que eles conhe- no final do ano, mas ele torce para ser nuou e Armando prestou vestibu-pessoas começaram a enxergar o Thales çam também pode ser gay. Não é algo aproveitado pela emissora antes disso. lar para Artes Cênicas na Unirio.pelos olhos da Jaqueline. Como ela esta- que venha escrito na testa das pessoas”, De preferência, em algum projeto do di- Passou há oito anos, mas teve deva na pior e ele vinha para reerguê-la, analisa. retor Luiz Fernando Carvalho, de trancar algumas vezes. Primeiro,foi muito bem aceito”, opina. Tranquilo em relação a interpretar quem se declara fã. “Quero muito poder para ensaiar “A Primeira Noite de Armando confessa que já ouviu co- um gay, o maior problema de Armando trabalhar com ele. É um cara que eu ad- um Homem”, espetáculo que pro-mentários preconceituosos em relação foi mesmo ter de encarar um surfista miro demais”, derrete-se. Enquanto tagonizou ao lado de Vera Fischer.ao personagem. Mas garante que não se mais uma vez. O ator não tem a menor não realiza o desejo, Babaioff se prepara E foi a peça que o fez ser chamadosurpreendeu. “Vivemos um preconcei- afinidade com a prancha. “Quando eu li para estrear a peça “A Escola do Escân- para cursar a Oficina de Atores dato velado no Brasil. E não só em relação a sinopse, era um ex-surfista. E a primei- dalo”, de Miguel Falabella. E também Globo e, em seguida, a novela “Pá-aos gays, mas a várias outras minorias. ra aparição do Thales no texto era ele se ocupa com a produção do espetáculo ginas da Vida”. “Eu nunca tinhaQue nem são tão minorias assim”, argu- saindo do mar, dourado. Fiquei apreen- “Na Solidão dos Campos de Algodão”, pisado em uma emissora de tevêmenta. De qualquer forma, o ator acre- sivo”, lembra ele, que estreou na tevê co- dirigido por Caco Ciocler, que deve rees- para tentar algo como ator. Fuidita que a abordagem do público mos- mo o “bad boy” Felipe, de “Páginas da trear em São Paulo no segundo semes- chamado pelo meu trabalho notra que a intolerância está diminuindo. Vida”, que também gostava de pegar on- tre. “Vim do teatro e faço questão de teatro”, gaba-se ele, que tambémE que mesmo alguns preconceituosos da. “Devo ter cara de quem vive no mar. manter meu vínculo com os palcos”, integrou o elenco de “Duas Ca-conseguem se emocionar com o drama Estou até pensando em fazer um curso atesta. ras”, encarnando o batalhadorde Thales. Isso porque o surfista, depois de surfe quando a novela terminar para Benoliel. I (TP)de se casar com Jaqueline, se apaixonou não ser mais pego de surpresa”, brinca. Ti-Ti-Ti - Globo - Segunda a sábado, às 19h30
  • 18. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 19 - TV Zapping TV Press Fotos: Luiza Dantas/Divulgação qual produção o apresentador comandará na emisso- ra em 2011. Foi descartada a hipótese de Justus apre- sentar a versão brasileira de “O Grande Desafio”, De volta formato da Fox que mistura desafios profissionais O seriado “CSI” volta para o canal Sony, onde era com provas radicais, garantindo o prêmio de R$ 1 originalmente exibido, após três anos de apresenta- milhão e emprego em uma das empresas de Rober- ção pelo AXN. A decisão da emissora foi para come- to. Isso porque a produção é cara e a emissora não morar os 15 anos do canal Sony no Brasil. A 11ª tem- aprovou o orçamento. porada de “CSI” chega à Sony no dia 4 de abril, e se- rá transmito na faixa das 21h30. Agendados Os músicos Branco Mello e Emerson Villani, produ- Trabalho na folia tores das trilhas sonoras de “Aline” e “Junto & Mis- A série da Globo “O Canto da Sereia”, baseada na turado” também vão ser responsáveis pela parte mu- obra de Nelson Motta, terá suas primeiras gravações sical da série “Tapas e Beijos”. A tarefa foi passada feitas no Carnaval da Bahia. A produção terá nove pelo diretor das produções, Maurício Farias, que episódios escritos por Patrícia Andrade e George aprovou o trabalho da dupla. Moura, com supervisão de Glória Perez. A direção é de José Luiz Villamarim. UrbanoSem descanso Eriberto Leão afirma que está adorando fazer um Data marcadaBianca Bin afirma que não se incomoda ao emendar personagem urbano. O ator, que viveu os peões To- A Record vai estrear a novela “Rebelde” no dia 21um trabalho no outro. Depois de “Malhação” e “Passio- bias em “Cabocla”, e Zeca em “Paraíso”, comemora de março. O folhetim será exibido na faixa dasne” ela se prepara para protagonizar “Cordel Encanta- o papel do piloto catarinense. “O Pedro tem muito 18h45. A trama de Margareth Boury tem direção dedo”, trama da Globo que vai substituir “Araguaia”. “Es- mais a ver comigo. Por eu ter feito ‘Cabocla’ e ‘Paraí- Ivan Zettel. Apesar das gravações já terem começa-tou super empolgada com a personagem. Gosto da Açu- so’, algumas pessoas acham que eu sou de Mato do, a emissora não permitiu a divulgação de nenhu-cena porque ela é completamente diferente dos outros Grosso ou de Goiás. Mas eu sou paulistano e meu ma imagem de bastidor.papéis que fiz. Não fazer sempre a mesma coisa é uma personagem em ‘Insensato Coração’ é bem mais pró-delícia”, vibra a atriz, que viverá a heroína do folhetim ximo de mim”, anima-se.de Duca Rachid e Thelma Guedes. Psicologia aplicada Sem formato Vitor Facchinetti, o André de “Ribeirão do Tem-Do mesmo jeito A Band e a produtora Fremantle ainda não decidi- po”, cursa o quarto período de Psicologia. O ator, que vem de uma família de psicólogos, acredita que ram o formato do novo programa do apresentadorO seriado “Junto & Misturado” não ganhará mais dois a especialização o ajuda a entender seu personagem. Edgard Piccoli. A estreia da produção, que não tematores no elenco, como a Globo pretendia. Lúcio Mauro “O André é um menino de 18 anos. O gostoso de data definida, deve entrar nas tardes de sábado daFilho e Fernanda Souza chegaram a ser cogitados, mas unir as duas profissões é que consigo compreender emissora.ambos estão reservados para outras produções da emis- os sentimentos complexos e as descobertas dele nasora. O humorístico volta ao ar em abril com o mesmo novela”, avalia o ator.elenco da temporada anterior. EscaladaAgenda cheia A novela “Vamp”, exibida na Globo em 1991, será re- prisada no canal Viva. A trama vai substituir “Qua- tro por Quatro”. “Vamp” foi escrita por Antonio Cal-O ator Thiago Mendonça, que está em cartaz com o mon e Tiago Santiago. O elenco do folhetim contaespetáculo “Adélia”, no Rio de Janeiro, ensaia a pe- com nomes como Ney Latorraca, Claudia Ohana,ça baseada no livro “Todos os Cachorros São Joana Fomm, Reginaldo Faria e tem direção de Jor-Azuis”, ainda sem título definido, com estreia mar- ge Fernando.cada para junho, também no Rio. O ator tambémaguarda o lançamento do filme “Somos Tão Jo-vens”, que aborda a história de Renato Russo, comdireção de Antônio Carlos da Fontoura. Thiago pro- Troca de mãostagoniza o longa, onde interpreta o roqueiro. O quadro mensal “O Cupido”, apresentado pela jor- nalista Patrícia Poeta no “Fantástico”, passa a ser es-Orçamento crito por Maurício Arruda em abril. Maurício foi o responsável pela dramatização da vida de Renato Aragão no especial de fim de ano da Globo, e tam-desaprovado bém é ex-diretor do “Altas Horas”. O antigo roteiris- ta da produção, Péricles Barros, está na série “TapasO SBT define, esta semana, com Roberto Justus, e Beijos”.
  • 19. TV - página 20 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Entrevista O PULO DA GATA Fernanda Paes Leme encara ‘Insensato Coração’ como uma virada em sua carreira Jorge Rodrigues Jorge/DivulgaçãoTV Press tudo isso, talvez me prejudique agora. O texto não me pede tra- Sorridente e extrovertida, ços de maldade. Mas ela é a pri-Fernanda Paes Leme precisa ma novinha, bonitinha, obceca-de poucas frases para seduzir. da, querendo o primo de qual-Talvez, por isso, a apimentada quer jeito. E já gravei cenas emIrene de “Insensato Coração” que a Irene enfrenta a Marinadê tanto prazer a ela. Na pele (personagem da Paola Olivei-da antagonista feminina da no- ra), então eu até acho que exis-vela de Gilberto Braga e Ricar- te brecha para, no futuro, ela sedo Linhares, Fernanda abusa tornar uma vilã. Eu ia adorar,da sensualidade fartamente de- ainda mais se ela fizesse umamonstrada em outros papéis. dupla com o Léo, papel do Ga-Uma característica que, apesar briel Braga Nunes. Mas prefirode constante em suas aparições viver um dia após o outro. Casona tevê, não incomoda. Pelo contrário, já vou olhar de outracontrário. “Todas as atrizes maneira, posso influenciarquerem diferenciar suas atua- uma decisão que deve ser dosções. Se me dão uma mulher autores.mais sensual, valorizo outros Pergunta - Como vocêtraços dela. E esses são papéis entrou em “Insensato Cora-que dão uma abertura maior ção”?também. Tem de saber aprovei- Fernanda - O André Reis,tar”, atesta. Em sua segunda no- produtor de elenco da novela,vela no horário nobre da Glo- me ligou. Acredito que ele te-bo, Fernanda acredita que esse nha sugerido meu nome para aé o seu melhor momento na car- equipe. Havia uma dúvida so-reira. Primeiro, pela proximida- bre lançar uma atriz nova nessede com o núcleo principal. Mas papel ou usar alguém mais co-também por se tratar de uma nhecido. O Gilberto quis ver al-novela assinada por Gilberto gumas cenas minhas de outrosBraga. “Cresci assistindo aos trabalhos antes de bater o mar-sucessos dele. Sei que vou expe- telo. Separei esse material, colo-rimentar uma exposição dife- quei em um DVD, mandei en-rente no ar dessa vez”, analisa. tregar na casa dele e, é claro, fiz Pergunta - Em “Insensato uma rezinha forte (risos). EleCoração”, sua personagem viu e aprovou.atrapalha o romance dos mo- Pergunta - E como foi ocinhos Pedro e Marina. Existe seu contato com o Gilbertoalgum traço de vilania na com- Braga?posição que você fez para a Fernanda - A primeira vezIrene? que nos vimos foi durante uma Fernanda Paes Leme - Con- leitura que fizemos em um ho-cretamente, não. Ainda não, tel. Isso antes de começarem asaté porque estou descobrindo a gravações em Florianópolis.personagem com os capítulos Eu achei legal porque a ideiaque chegam. Já li muitas coisas era que o elenco lesse algumasa respeito do futuro dela em no- cenas e os autores iriam anali-tinhas de colunas. Mas como sar se aquelas pessoas já ti-não veio como informação ofi- nham entendido o persona-cial, prefiro não me influen- gem. Até para que a gente pu-ciar. Se eu me preocupar com desse tirar dúvidas com o Gil- ‘Minha trajetória foi composta de vários pequenos passos, sempre para cima’, diz Fernanda Paes Leme
  • 20. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 21 - TV Primeiros passos Fotos: Divulgaçãoberto e o Ricardo. Só que eledisse que a gente já estava no ca-minho certo, que era só seguiraquela linha. Óbvio que foi umalívio, mas a gente sempre quer O interesse de Fernanda Pecado”. Mas sua carreira co-ouvir algo de quem idealizou Paes Leme pela carreira de meçou a ganhar mais solidezaquilo. Eu senti os dois seguros atriz começou ainda pequena. depois de gravar a minissériee felizes. Quando tinha apenas 9 anos, “Um Só Coração” e, principal- Pergunta - A Irene, assim sua mãe a levou para fazer tes- mente, participar de “Améri-como quase todas as outras tes de comerciais. “Mas escon- ca”, em 2005. O trabalho foi tãopersonagens que você fez na dida do meu pai, que não acha- bem visto pela autora Glória Pe-tevê, tem traços fortes de sen- va legal naquela época. Eu era rez e pelo diretor Marcos Sche-sualidade. Como você lida muito novinha”, lembra. A faci- chtman que Fernanda foi cha-com isso? lidade para os vídeos de publici- mada para fazer com eles a mi- Fernanda - Olha, eu sei que dade com texto fez com que a nissérie “Amazônia - De Gal-é mais picante, até porque o ho- atriz fosse chamada para con- vez a Chico Mendes”. “Fui cres-rário abre um pouco mais de es- correr a uma vaga no piloto do cendo aos poucos, com cada tra-paço para isso. Imagino que se seriado “Sandy & Júnior”. balho. Hoje eu olho para mi-rolar essa sequência de uma Mas, por pouco, Fernanda não nha história e fico feliz com otransa entre o Pedro (papel do desistiu. “Quando cheguei, pa- que conquistei”, valoriza.Eriberto Leão) e a Irene, pode recia que São Paulo inteira esta-ser mais apimentada. Mas a ex- va tentando um papel. Tinha Cheia de graçaposição não me preocupa. Já muita gente na fila. Eu dissegravei de biquíni nessa novela. que ia embora e uma produtora Um dos desejos de Fernan-Quando tem sentido, não vejo Na minissérie ‘Um Só Coração’, Como Rosário, em ‘América’, de me passou na frente, para ga- da para trabalhos futuros é fa-qualquer problema em gravar atriz passou a ganhar solidez Glória Perez, exibida em 2006 rantir que eu faria”, recorda. zer mais comédia. Recentemen-com pouca roupa. Ou sem rou- Não deu outra: Fernanda não te, a atriz filmou com Brunopa. Só não curtiria se fosse algo só garantiu a vaga, como tam- Mazzeo o longa “Cilada.com” egratuito. Mas a Irene é do tipo que a minha trajetória foi com- ra mim, foi maravilhoso! Me bém foi a única menina do gru- acredita que tem condições deque abre a toalha para que o pri- posta de vários pequenos pas- deram uma importância que po a só fazer as avaliações finais fazer uma boa composição nes-mo a veja pelada... sos, sempre para cima. Não tive nem eu sabia que tinha. quando o projeto foi vendido se gênero, mesmo sem ter gran- Pergunta - Você se incomo- um trabalho em que explodi e, Pergunta - Mas você vol- para a Globo. de experiência na área. “Achoda por interpretar tantas mu- tou bem antes do final... depois, fiquei apagada. Mas O seriado ficou no ar por que a Globo está perdendo umalheres sensuais? Fernanda - A Glória Perez, por ser novela das oito, por ser quase quatro anos na Globo. comediante. Minhas amigas Fernanda - Não. E eu já fiz que escrevia a novela, recebeu Gilberto e Ricardo e por ser Fernanda chegou a se mudar me acham engraçada e mostromulheres sem essa característi- muitos emails. A gente come- um papel com o peso da Irene, para Campinas, onde gravava, um pouco disso no Twitter”,ca. Em “América”, por exem- çou a conversar, ver o que ia acho que isso vai ser um dife- por conta da falta de tempo pa- opina a atriz, que tem quaseplo, a Rosário sofria muito! Foi acontecer com o personagem.quase um dramalhão mexica- rencial para mim. Meu último ra se dedicar à escola. Quando 700 mil seguidores na rede de trabalho, a Rosa de “Paraíso”, Então ela pediu que eu visse o o projeto chegou ao final, a microblogs. Até hoje, os únicosno! Tudo bem, ela dançou no filme “Maria Cheia de Graça” ebar, mas tirando isso, não era era um papel muito bom. Mui- atriz logo foi aproveitada no personagens que a atriz fez, na to mesmo. Mas é óbvio que, disse que a Rosário seria basea- elenco de “Agora É Que São televisão, que tinham algum to-uma menina atirada. Mas en- da nessa história. Acabou sen-tendo que vejam assim. E eu por ser novela das seis, as pes- Elas” e fez participações no in- que de humor foram em “San- do fantástico para mim. Bemacho bom. Afinal, todas foram soas estavam trabalhando e a melhor até do que se eu tivesse fantil “Sítio do Pica-pau Ama- dy & Júnior” e em “Desejodiferentes. E são papéis que audiência era menor. Às nove chegado a Miami e nunca saís- relo” e na novela “Da Cor do Proibido”. (TP)dão uma abertura maior tam- da noite, está todo mundo em se do ar.bém. Tem de saber aproveitar. casa, a tevê está ligada. Por tu- Pergunta - Durante muitoComo atriz, quando chega uma do isso, acho que fui subindo tempo, você assinou contra- um degrau por vez. Aprendiproposta que parece ser igual,você tem de olhar o que há de aos poucos, sem me deslum- to por obra com a emissora. Se sentia desprestigiada Trajetória televisivadiferente. Em “Desejo Proibi- brar. Por isso eu lido de manei- por isso? ra bem saudável com a minha Fernanda - Não. O contrato “Sandy & Junior” (Globo, 1999/2003) - Patrícia (Patty)do”, eu vivia uma beijoqueira,mas era uma novela de época. carreira. longo é uma segurança, não há “Agora É Que São Elas” (Globo, 2003) - KarinaEm “Sandy & Júnior”, onde is- Pergunta - Essa é sua se- como negar. Mas hoje eu vejoso começou, tinha uma sensua- gunda novela de horário no- como uma prova da credibilida- “Sítio do Pica-pau Amarelo” (Globo, 2003) - Claricelidade adolescente. A Maria Ro- bre. Notou essa diferença de da empresa em mim. Um re- “Da Cor do Pecado” (Globo, 2004) - Nietasa, de “Paraíso”, era muito sé- de exposição quando fez conhecimento mesmo. E euria, não carregava esse traço. “América”? nunca fiquei sem trabalhar na “Um Só Coração” (Globo, 2004) - ElisaCada personagem veio em uma Fernanda - Em “América”, Globo. Se olhar a minha trajetó- minha personagem era uma ria televisiva, vai ver que não fi- “América” (Globo, 2005) - Rosárioépoca diferente, com função eapelo distintos. Agora, por participação. Eu entrava no iní- quei um ano sequer sem gravar “Dom” (Globo, 2006) - Caliexemplo, eu sei que é o meu cio da trama e, a partir do mo- na emissora antes de ter víncu-momento. A Irene, tenho certe- mento em que eu não chegava a lo longo, o que aconteceu logo “Mandrake” (HBO, 2007) - Flora Greenza, vai ser um divisor de águas Miami, a história mudava. De- depois de “Desejo Proibido”. Eu até brincava que dava pre- “Amazônia - De Galvez a Chico Mendes” (Globo, 2007) - Belinhana minha vida. Com ou sem pois, eu aparecia mais para o fi- nal da novela. Com todo aquele juízo, porque era sempre con- “Desejo Proibido” (Globo, 2008) - Teresasensualidade. tratada, encerrava, aí me cha- Pergunta - Por que você rolo de mudança de direção, co- mavam e recontratavam. “Paraíso” (Globo, 2009) - Maria Rosaacha que “Insensato Cora- meçaram a criar tópicos para fa-ção” vai marcar sua carreira? larem mal da novela e uma das Insensato Coração - Globo - Segunda “Insensato Coração” (Globo, 2011) - Irene I Fernanda - Primeiro por- coisas que pegaram foi essa. Pa- a sábado, às 21h
  • 21. TV - página 22 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO Resumo das novelasGLOBO MALHAÇÃO - 17H15Segunda-feira - Catarina, Fred e Terça-feira - Pedro se irrita com Quarta-feira - Raquel é agressiva Quinta-feira - Catarina se irrita Sexta-feira - Pedro se aproximaDuda estranham o jeito como Ra- Catarina. Cláudia e Lorelai acal- com Catarina que revela saber com o assédio de Rique e cogita a de Catarina e Raquel e enfrenta Ri-quel fala com Rique. Rique pede mam Babi. Josiane descobre que sobre o laudo médico que Rique ideia de Raquel estar falando a que. Maicon fala para Babi que épara Catarina observar Raquel. Maicon vai ser pai. Babi não con- possui sobre ela. Babi diz a Mai- verdade. Babi diz a Milton que pai de seu filho na frente de DonaTereza e João avisam sobre o segue contar para Dona Zica que con que o filho não é dele. Babi Maicon não é o pai de seu filho. Zica. Josiane implora para queconcurso para escolher a Garota está grávida e aceita seu pedido aconselha Catarina a delatar Ra- Josiane e Duda apresentam seus Seu Pintinho não a faça entregarPrimeira Opção e Josiane fica para se afastar de Maicon. Josia- quel para Rique. Raquel provoca vídeos para o concurso. Catarina filipetas na porta do colégio. Cláu-confiante em sua vitória. Duda ne fica feliz com as fotos de Theo por ele ser adotado e Pedro fala com Raquel sobre Rique. Mai- dia e Catarina falam com Faustodecide se inscrever no concurso. a critica. Maicon conta para Mil- que ele precisa proteger Raquel Dodói. Catarina chora ao pensar con confronta Babi sobre a pater-Lurdes e Geraldo conversam com ton que Babi está grávida. Ra- de Rique. Lorelai decide procurarTheo sobre a possibilidade de Lo- em Pedro. Lurdes reclama de Lo- quel se irrita pelo fato de Duda e nidade do filho que ela espera. Ca- os pais biológicos de Theo. Donarelai estar grávida. Claudia diz relai para Geraldo. Theo pergunta Fred a ignorarem e por Ângela tê- tarina pergunta a Raquel o que Ri- Zica fala que Maicon precisa to-que o resultado de Lorelai deu ne- por Catarina para Pedro. Josiane la destratado. Duda e Josiane se que fez com ela e percebe que a ir- mar uma atitude de adulto e assu-gativo, já Babi descobre que está conta para Maicon sobre a gravi- desentendem. Milton pergunta a mã fica abalada. Rique chega ao mir o filho. Maicon pede Babi emgrávida. Catarina conta para Pe- dez de Babi. Raquel afirma que Babi se Maicon é o pai de seu fi- colégio para uma reunião com Te- casamento. Rique diz a Raqueldro que Rique a pediu para obser- Catarina está armando com Rique lho. Rique se insinua para Catari- reza. Catarina tenta proteger Ra- que ela foi interditada pela justiçavar Raquel. para afastá-la de Pedro. na, que fica constrangida. quel do padrasto. e que ele é seu tutor. ARAGUAIA - 18H00Segunda-feira - Max aprisiona avô de Neca foi um grande palha- tela pergunta a Terê por que Sola- pinela comemoram sua separa- que envelheceu e Solano fica co-Amélia em seu quarto. Vitor en- ço e Madalena tem uma visão. Vi- no e Manuela se separaram. Bea- ção. Terezinha conta para Padre movido. Max aparece na casa decontra Yvete, Gabriel e Cebola na tor se lamenta com Terê por ter triz torce para que Solano se apai- Emílio sobre a visão de Madalena Pérola e simula preocupação comestrada e os leva para Girassol. de esperar para ficar com Amélia. xone por Estela e se livre da maldi- durante a aula de circo. Gabriel pe- seu estado.Beatriz estranha a presença de Dora comenta o resultado positi- ção. Solano pede para Genão le- de para Solano e Estela deixarem Sábado - Pérola disfarça sua irri-Estela na estância. Manuela en- vo de seus exames com Glorinha var Gabriel para ver a colheita de o Araguaia ao saber que eles te- tação com Max. Amélia se assus-contra um relatório sobre a explo- e ela suspeita de que Geraldo se- Girassol. Manuela mostra a Padre rão um filho. ta ao encontrar Vitor em seu quar-são da mina no escritório do pai e ja estéril. Safira termina seu ro- Emílio a carta que Max escreveu a Sexta-feira - Solano e Estela es- to. Yvete conta sua história parao entrega para Padre Emílio. Aspá- mance com o delegado. Max liber- Antoninha. Estela pergunta a Ma- tranham que Gabriel saiba falar a Mariquita. Manuela e Padre Emí- ta Amélia, mas ameaça a vida de nuela por que ela se separou de língua karuê. Gabriel se encanta lio procuram Gabriel. Mariquitasia encontra uma caixa com car- Vitor novamente. Geraldo confir- Solano. com Beatriz. Fred convida Solano consegue um emprego para Yve-tas antigas de Antoninha. Nancy e ma sua esterilidade para Dora. Quinta-feira - Solano fala com Ri- para ser seu padrinho de casa- te no posto médico. Cebola seLenita pedem para frequentar a Amélia fala com Vitor pelo celular cardo e pede sigilo sobre a esta- mento. Safira conta para as irmãs aproxima de Aspásia e Yvete nãoescola de circo. Mariquita flagra de Manuela. Padre Emílio leva Ga- da de seu avô em Girassol. Max que vai se casar com Geraldo. gosta. Vitor vai embora com a aju-Beatriz na cozinha com Aspásia. briel à estância. vê Gabriel no carro com Genão. Fred agradece Solano pelo convi- da de Lurdinha, que distrai Velo-Solano abraça Manuela enquanto Quarta-feira - Gabriel entra no Cirso chega em casa e Ametista e te para jantar e elogia sua família. so. Manuela chega à estância eEstela sofre. Gabriel entra na igre- quarto de Antoninha e Mariquita Esmeralda tentam esconder a au- Dora conversa com Safira sobre se incomoda ao ver Estela e Sola-ja e esbarra em Padre Emílio. se emociona. Geraldo conta para sência da irmã. Geraldo conta pa- Geraldo. Manuela e Amélia mos- no brincando com Cebola. PadreTerça-feira - Gabriel não entende Dora que está apaixonado por Sa- ra Safira que se separou de sua tram a Pérola a carta de Max que Emílio entrega para Gabriel a bol-quando Padre Emílio o abraça co- fira e ela sai de casa. Solano se esposa. Dora aparece na estala- comprova sua ligação com a ex- sa que encontraram na fundaçãomovido. Pimpinela conta que o emociona ao abraçar Gabriel. Es- gem e Terê, Glorinha, Neca e Pim- plosão. Gabriel se dá conta de da cidade. TI-TI-TI - 19H30Segunda-feira - Suzana exige pionar os patrões. Jorgito pede decidir. Jaqueline flagra Jac- a Edgar que eles precisam con- sa de Ariclenes, comenta que éque Ariclenes conte sobre a re- perdão por ter traído Desirée. ques com Clotilde e descobre versar. Ariclenes repreende Ce- casada com André Spina e Cecí-lação de Valentim com Cecília. Giancarlo usa sua influência pa- que ele tentou enganá-la. Clotil- cília por ter dado uma boneca lia diz que ele é seu filho.Thaísa é humilhada pelos ami- ra pedir a demissão do filho. Gi- de demite Rosário. Magali volta para Valquíria. Clotilde vê Val- Sábado - Cecília começa a recu-gos e Eduardo a defende. Rebe- no termina o namoro com Rebe- a trabalhar na fábrica e recebe quíria com a boneca e nota a se- perar a memória e desmaia. Jú-ca visita Desirée e percebe o cli- ca e sai da empresa. Clotilde o apoio de Rebeca para se rela- melhança do vestidinho com os lia reconhece o vestido da bone-ma de romance entre Gino e Ma- prepara uma armadilha para cionar com Gino. Dona Mocinha modelos de Valentim. ca de Valquíria e fica intrigada.gali. Marcela responde ao Thales. Fátima revela para Re- encontra Cecília na vila. Thales Sexta-feira - Ariclenes se apavo- Clotilde esconde Cecília noe-mail de Edgar. Gino diz a Rebe- nato que foi Giancarlo quem pe- procura Julinho e pede mais ra com a possibilidade de Jac- apartamento de Jacques. Cecí-ca que não sabe se voltará a tra- diu sua demissão. Luísa apre- uma chance. Jaqueline propõe ques e Clotilde encontrarem Ce- lia volta a si e pede para ir em-balhar na fábrica. Clotilde diz a senta sinais de desequilíbrio. a Ariclenes que eles se unam cília. Marcela não se entende bora. Eduardo incentiva ThalesThales que Jaqueline o trai com Jacques diz a Jaqueline que Tha- para destruir Jacques. com Edgar. Armandinho des- a lutar por Julinho. Renato dáJacques. Edgar convida Marce- les a trai com Clotilde. Pedro Quinta-feira - Jaqueline propõe mascara Stéfany e ajuda Desi- uma entrevista sobre seu traba-la para sair. Ariclenes conta pa- volta para casa. Ariclenes vê Ce- a Ariclenes sociedade. Dona rée a perdoar Jorgito. Daguilene lho no muro e Marcela observara Marta que Cecília é mãe de cília na vila. Mocinha chama Cecília pelo no- e Stéfany são escorraçadas da comovida. Valquíria comentaJacques. Jaqueline chega em Quarta-feira - Luti avisa o pai me. Thales tenta se entender vila. Gabriela liga para Pedro e com Suzana que desconfia quecasa e encontra Thales inconso- que Cecília e Valdete vão morar com Julinho. Renato começa a ele fica comovido. Cecília lem- Cecília seja sua avó. Luti chegalável. Edgar fica com ciúmes de com eles. Clotilde dopa Thales. grafitar seu muro. Daguilene vê bra que seu sobrenome é Spi- ao hotel fazenda e flagra Cami-Marcela com Renato. Pedro inicia sua fisioterapia Jorgito chegando à casa de Ni- na. Clotilde arruma um jeito de la e Érico juntos. Clotilde impõeTerça-feira - Marcela revela a com Teresa Batalha. Cecília vê cole e avisa a Stéfany. Jorgito tirar Ariclenes de casa e conhe- que Ariclenes desista da socie-Edgar que dormiu com Renato. Amanda e se reconhece nela. pede a ajuda de Nicole para re- cer Cecília. Dona Mocinha visita dade com Jaqueline e se una aJaqueline pede para Rosário es- Edgar pressiona Marcela a se conquistar Desirée. Marcela diz Cecília. Clotilde aparece na ca- Jacques.
  • 22. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 23 - TV Resumo das novelasGLOBO INSENSATO CORAÇÃO - 21H00Segunda-feira - Raul diz a Pedro que aproximar de Natalie. Henrique con- ber que Álvaro quer publicar sua repor- que Carol armou para se casar com nho vão à casa de Teodoro e desco-ele perdeu a licença para voar. Marina vence Cortez a receber Kléber. Eunice tagem na internet. Carol resolve come- ele. Eunice pede para Júlio apresentá- brem que está havendo um assalto.sai abalada do encontro com Pedro e se irrita ao chegar para o lançamento morar sua promoção. Raul fica abala- la a Vitória. André cumprimenta Beto e Sábado - Serginho consegue fugir daRaul a apoia. Vitória convida Carol pa- da revista de Natalie e inicia uma con- do ao constatar que perdeu quase to- Úrsula e se surpreende ao ver que a casa e avisa a polícia. Tião e Lino pren-ra ser a gerente de marketing de sua fusão. Daisy perde a paciência com dos os seus bens. Cortez se irrita ao noiva de seu amigo conhece Marina. dem Oscar e Gilda. Kléber sente ciú-empresa. Wagner conversa com Cor- Kléber e Dolores percebe a alteração ler a reportagem de Kléber. Marina co- Cortez vê Natalie na rua e vai ao seu mes ao ver Daisy conversando comtezsobre Natalie. André conhece Júlia. de sua funcionária. Marina convida Ca- memora com seus funcionários o pri- encontro. Milton. Beto conta para André queHaidê ouve Carol afirmar que vai inter- rol para a inauguração de seu escritó- meiro dia de trabalho no novo escritó- Sexta-feira - Natalie aceita a carona de Úrsula está grávida. Fonseca e Salda- rio. Carol sente uma tontura e acaba Cortez. Teodoro viaja. Marina e Vitória nha prendem Ismael. Sueli sofre comromper sua gravidez. Nelson fala de rio. Álvaro não dá destaque no jornal sendo derrubada pelo carro de Beto. evitam Eunice. Carol chega à festa de saudades de Jonas e Eduardo a con-Wagner para Natalie e ela se anima para a reportagem feita por Kléber so- Quinta-feira - André e Beto levam Carol Marina com Henrique. Eunice reclama sola. André pede para conversarcom um possível romance. Quim che- breCortez. Rafa folheia arevista de Na- para o ambulatório. Carol e Alice ficam com Júlio que não foi bem tratada na com Alice sobre Carol. William dizga comRafa àbanca dejornal onde se- talie e Cortez vê a publicação. Clarice aliviadas ao descobrir que o bebê está festa de Marina. Raul questiona Léo a Marina que recebeu uma propos-rá o lançamento da revista de Natalie. chega em casa e Cortez disfarça. bem. Natalie sugere que Douglas ten- sobre o dinheiro que ele recebeu de ta para trabalhar em outro escritó-Carol afirma a Cláudia que decidiu in- Quarta-feira- Eunice discute com Nata- te seronovo marido de Bibi. Kléber dis- seu suposto negócio. Léo leva Wanda rio. Raul diz a Léo que foi ao terre-terromper a gravidez. lie. Cortez apoia o filho a mudar de cur- cute com Álvaro. Natalie fica radiante a um restaurante requintado. Raul pe- no onde ele supostamente estariaTerça-feira - Aliceconvence airmã ase- so na faculdade. Natalie despreza as ao saber que voltou para a mídia. An- de para Borges ajudá-lo a investigar o trabalhando e afirma que não exis-guir com a gravidez. Wagner tenta se flores de Cortez. Kléber reclama ao sa- dré comenta com Beto que acredita negócio de Leo. Oscar, Gilda e Sergi- te nenhuma incorporação lá.RECORD RIBEIRÃO DO TEMPO - 22H15Segunda-feira - Virgílio troca as linhas ele não está. Léia pede para que as um jeito em Iara e Virgílio, porque ele sa que Karina irá morar na fazenda. Ni- ra quem pisar na bola. Dália vai até odo paraquedas de Iara, sem que nin- duas tenham uma conversa e a puxa está de saco cheio. Joca encontra Ia- colau promete uma joia a Dália se ela rio e entra na água, deixando a corren-guém perceba. Iara arruma o paraque- para dentro de sua casa pelo braço. ra e ficar chocado ao saber que ela é provar ser uma boa menina. Ela pede teza a levar. Newton e Iara escutamdas sem saber que ele foi sabotado. Terça-feira - Léia pede que Arminda a mulher misteriosa. Iara pergunta para ir embora, mas ele diz que só de- gritos e conseguem puxar Dália paraIara, Tito e um aluno saltam do avião. deixe seu filho em paz. Querêncio se se Joca está disposto a encarar e ele pois que ele a transformar em prince- dentro do bote. Beatriz tenta falarTito e o aluno abrem seus paraque- prepara para um pronunciamento. diz que sim. sa. Filomena e Mateus conversam. Ti- com Nicolau, que a ignora. Nicolau vaidas. Iara abre o seu, que começa a gi- Ari acha que Querêncio vai rebater Quarta-feira - Nicolau diz a Lincon que to para e não gosta do que vê. à casa de Dália. Ela e sua mãe ficamrar alucinadamente. Tito assiste apa- sua denúncia. Ele explica a Lei Úmi- o jornal apoiará a decisão de Quinta-feira - Matilde, empregada de assustadas com a visita. Ele manda avorado. Filomena salta e posiciona o da na televisão. Nasinho conta a Ni- Querêncio. Marisa diz a Querêncio Nicolau e mãe de Dália, fala com Bea- menina para dentro e fica a sós comseu corpo para pegar mais velocida- colau que Iara continua viva e ele fica que não apóia a Lei Úmida. Nicolau triz sobre a saúde da filha. Querêncio Matilde.de. Ela a alcança, solta o paraquedas irritado. Beatriz tenta descobrir com pergunta sobre o plano de matar o pre- se reúne com o secretariado para fa- Sexta - Até o fechamento desta edi-defeituoso e aciona o reserva de Iara. Dália sobre ela e Nicolau e a menina sidente e Flores diz que já tem um pla- lar sobre o novo monumento da pra- ção, a emissora não divulgou o resu-Arminda vai ate à casa de Joca, mas mente. Nicolau manda Nasinho dar no. Nicolau comunica a Beatriz e Laris- ça, uma forca. Querêncio diz que é pa- mo do capítulo. Ponto de vista‘Bem Estar’ estreia sem inovaçõesTV Press hipocondríaca da população. Te- informativo, mas muitas vezes que para os médicos que partici- ceitas em uma cozinha bem pla- mas como dietas, problemas car- chega a ser “tatibitate” ao discu- pam dos debates, principalmen- nejada, ou um bate-papo descon- Os assuntos preferidos das díacos, combate ao sedentaris- tir e debater assuntos já aborda- te pela forma didática e esclare- traído pelos sofás espaçosos, na-donas de casa costumam ser re- mo, estímulo de serotonina ou dos exaustivamente, como “fa- cedora que apresentam e eluci- da é muito conceitual a pontoceitas, saúde dos filhos, alimen- prevenção de doenças coronaria- zer exercícios físicos para com- dam as questões. No entanto, o de estabelecer uma personalida-tação, doenças e dietas. Pensan- nas são recorrentes no “Bem Es- bater problemas cardíacos”. maior empecilho da produção de diferenciada ao programa. Odo nesse nicho tão decifrável da tar”, programa que estreou na Sem inovações, a produção, que está na apresentação. Fernando cenário poderia ser de qualquerpopulação, quase todas as emis- última segunda, na Globo. prometia originalidade na área, Rocha está fora do tom como programa matinal ou vesperti- Apresentado pela simpática pautas interessantes e esclarece- apresentador. Com um excesso no que falasse de fofocas, porsoras preenchem a grade mati- Mariana Ferrão e pelo exagera- doras que fugiam do lugar co- de gracinhas durante a o progra- exemplo. Esse excesso de neu-nal com produções voltadas pa- do Fernando Rocha, o progra- mum, até poderia ser um espaço ma, ele interrompe e fala ao mes- tralidade esvazia a personalida-ra a culinária, com quadros de ma é uma espécie de filhote de de exploração de novidades mo tempo que os convidados, de da produção, que merece al-convidados preparando novas “Globo Repórter” diário, mas científicas. Mas não passou de faz piadinhas e emposta a voz co- guns ajustes na apresentação ereceitas e falando sobre algumas com reportagens menores e me- um já batido “déjà vu” de dicas mo antigos - e piegas - locutores nas pautas para manter a boadicas para facilitar o dia a dia. nos elaboradas. Com uma lin- antigas e lições primárias que do SBT. média de 9 pontos registrada naMas nenhum programa ainda guagem bem coloquial e de fácil pouco acrescentam. No amplo cenário do progra- estreia, que manteve a liderançahavia falado para a parcela mais entendimento, é interessante e Nestes ensinamentos, desta- ma, que permite o preparo de re- com 29 % de participação.
  • 23. TurismoESTILO DE SIENAAgência O Globo A cidade harmoniza artes bizantina e gótica com o Renascimento, beleza pura. Um dia é muito pouco para conhecê-la e amá-la Praça perto do Jardim Botânico
  • 24. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 25 - TURISMO Siena MUITO ALÉM DA SEGUNDA-FEIRA Com um roteiro básico, os visitantes se surpreendem com a Pinacoteca, o Jardim Botânico e com um tour instrutivo pelos canais escavados embaixo do Centro Histórico Fotos: Agência O GloboAgência O Globo merece mais dias. Siena não foi o berço do Re- Siena costuma ser guardada nascimento. Mas foi o play-para visitar às segundas-feiras. ground onde o movimentoNeste dia, a cidade italiana se brincou com estilos que seusenche de turistas baseados em pais talvez considerassem másFlorença. Eles aproveitam o fa- influências, como as artes bi-to de a maioria dos museus do zantina e gótica.berço do Renascimento fechar As companhias fizeramno início da semana para conhe- bem ao então jovem movimen-cer as antigas ruas e prédios do to, como se vê no Duomo da ci-lugar que já rivalizou com a ca- dade, um dos locais para ondepital da Toscana. sempre vão os turistas de segun- Na terça-feira, as ruas se- da-feira. Os outros são a Piazzanesas voltam a ficar esvazia- del Campo e, logo em frente, odas. O que é um motivo para Palazzo Publico, onde fica ase permanecer na cidade: ela prefeitura. Turistas sobem uma escadaria rumo ao Duomo, que reúne obras de Michelangelo, Donatello, Pisano e arquitetura gótica Detalhe do interior do Duomo, que mescla traços renascentistas e góticos
  • 25. TURISMO - página 26 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO SienaMenos carro = ar purono Centro HistóricoSó podem circular carros e motos de Fotos: Agência O Globomoradores da área ou táxis; eles têmde entrar pela porta mais próxima da Palazzo Pubblico: doresidência ou hotel alto da torre, Piazza del Campo se parece com um leque aberto no meio de SienaAgência O Globo que ela foi fundada pelos filhos de Remo, depois de este ter sido Respire fundo no Centro morto pelo irmão Rômulo naHistórico de Siena. O ar é a pri- disputa de poder). Caminhandomeira diferença que se sente em um pouco mais, chega-se à Pia-relação a outros destinos mais zza del Campo.frequentados na Itália, como A praça é um espaço semi-Florença e principalmente Ro- circular com chão de paralele-ma, com seu tráfego caótico. pípedos vermelhos, separados O ar é mais puro, porque por raios de pedra cinzentapoucos carros circulam: somen- que saem do centro de sua li-te os automóveis e motos dos nha horizontal, em direção àsmoradores da área ou os táxis bordas do arco - visto do altoque deixam os recém-chegados. da Torre del Mangia, parece Mesmo assim, eles têm de um leque aberto.entrar pela porta mais próxima É um grande e prazeiroso va-de suas residências ou do hotel. zio no meio da aglomeração ur-Caso contrário, são flagrados pe- bana tipicamente medieval delo discreto sistema de câmeras Siena.espalhados pelas ruas e multa- Talvez por este contraste, é um nada que convida ao lazerdos pesadamente. das formas mais simples: os Os seneses são obcecados adultos sentam-se no chão paracom a arte de governar e ciosos conversar; as crianças correm ena punição em quem infringe jogam bola, vigiadas pelos pais.suas leis. Os turistas sentam-se nos Com o ar livre de monóxido restaurantes em volta, pedem ta-de carbono e perfumado pelo ças de vinho e petiscos (comocheiro da argila usada na cons- na Praça São Marcos, em Vene-trução da maior parte de seu ca- za, o preço sai mais alto por cau-sario, aumenta a disposição pa- sa da localização). E olham o vai-ra andar. Pelas ruas tortuosas e vém de moradores, que por láde largura variada cercadas de cortam caminho.prédios baixos, da época da Re- Este espaço fica cheio de ca-nascença. valos e gente entre 2 de julho e Ou em volta da Loggia della 16 de agosto, durante a festa doMercantia, um prédio erguido Palio, com suas corridas eques-sobre arcadas do século 15 que tres e participantes vestidosajudou a fomentar a atividade com as roupas à moda medieval,bancária de Siena. coloridas, calças colantes, cha- Ou ainda embaixo da esta- péus de penas, mangas bufantestueta de loba alimentando dois e grandes bandeiras (o nome dabebês (a estatueta está lá porque festa vem do estandarte dado aoo mito da origem de Siena é de vencedor).
  • 26. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 27 - TURISMO Palácios e museus Nos meses sem Palio, a Depois de subir os 505 melhor maneira de se sentir degraus para apreciar a vis- no passado de Siena é em ta de Siena e dos campos seus palácios e museus. toscanos próximos, do alto Comece pelo circuito bá- da Torre del Mangia (e de- sico - aquele dos turistas das pois de dar outra parada na segundas-feiras. Depois de piazza para descansar), do- admirar a réplica dos relevos bre à direita, na saída do pa- feitos por Jacopo della Quer- lácio, e siga para o segundo cia para a Fonte Gaia, tam- cartão postal de Siena: o bém na piazza, tome a dire- Duomo, construído entre ção contrária e vá ao Palazzo 1136 e 1382. Pubblico, onde está o origi- Seu tamanho e faixas pre- nal da obra. tas e brancas na parte exter- No Museo Civico, admi- na e colunas já impressio- re as pinturas de Simone nam, assim como as está- Martini e de Taddeo di Bar- tuas e bustos na fachada. tolo, dos séculos 14 e 15. Mas ao entrar olhe onde pi- Elas mostram como a escola sa: o chão de mármore temFiguras do púlpito de Nicola Pisano no Duomo: obra de pintores de Siena se dife- desenhos cujos traços gros-disputa a atenção com Bernini e Michelangelo renciou de seus vizinhos flo- sos delimitando as figuras Fonte Gaia, rentinos no princípio do Re- e sua movimentação dá a com relevos nascimento. impressão de andarmos de Jacopo Giotto já havia iniciado o em cima de uma história della movimento que deu mais em quadrinhos. Quercia, na realismo à pintura, e as Depois, caminhe em vol- piazza: água obras mostram que ambos ta do púlpito, uma das obras- teve um não eram alienados disso - primas de Nicola Pisano, fei- papel crucial têm sim figuras mais próxi- ta entre 1265 e 1268 com a na história mas da realidade. Mas ainda ajuda de Arnolfo di Cambio, da cidade preservam elementos da pin- cheia de detalhes, figuras de tura gótica e bizantina com pessoas e de animais em alto muito uso de cores douradas relevo: o efeito é tão podero- e ornamentos nas roupas dos so que quase se esquecem as personagens. esculturas de Michelangelo É no palácio também que de santos na Ala Norte e a ca- está a representação pictóri- pela Chiggi, desenhada por ca da preocupação que os go- Gianlorenzo Bernini - uma vernantes de Siena tinham intromissão barroca. em manter a liberdade e Ou a biblioteca Piccolo- prosperidade de sua cidade- mini, que homenageia o pa- Estado, em dois painéis nas pa Pio 2º, nascido em Siena, paredes, as alegorias do bom com seu teto decorado com e do mau governo, pintadas padrões geométricos e livros entre 1388 e 1340. de cantos religiosos medie- A segunda, embora me- vais. Esse livros expõem os nos preservada, é mais im- primórdios da partitura co- pressionante, da mesma ma- mo nós a conhecemos hoje, neira que o ‘Inferno’ é mais quando os pontos pretos nas movimentado do que o ‘Pa- linhas serviam apenas para raíso’ na ‘Divina comédia’, indicar ênfase em trechos da de Dante. prece (a música religiosa me- Principalmente se você dieval era apenas base para leu e se espantou com o rela- um discurso falado com algu- to da selvageria da ditadura ma melodia - mais ou menos de Porfírio Díaz e de seus as- como no rap e no hip hop). seclas na República Domini- Quando a noite cai, é o Moradores cana, em “A festa do bode”, momento de ir buscar um cortam de Mario Vargas Llosa: o dos bons restaurantes de caminho pela diabo da capa da edição bra- Siena, entre o Duomo e a piazza à sileira é o mesmo que presi- Piazza del Campo. Ou se- noite: é o de a cidade malgovernada, guir um pouco mais adian- momento de com seus dentinhos caninos te e comer como um senês procurar os saindo pelos cantos da boca. do século 16. (AG) restaurantes
  • 27. TURISMO - página 28 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃO SienaCOMA EM UMA IGREJADO SÉCULO 11 Agência O Globo A alguns passos do San Desiderio está a Ca- de vin santo. Que é para comer, não para beber:O restaurante San va dè Noveschi. Nela, o recomendável é pedir ele vem acompanhado de biscoitos crocantes e Por mais que a Piazza del Campo seduza, pratos leves, como uma de suas saladas ou uma duros que devem ser mergulhados no vinho deDesiderio fica no evite os restaurantes à sua volta, na hora de jan- combinação de queijos, e experimentar a carta sobremesa, quando ficam mais macios, mas con- tar. Não só por ser mais caros. Mas porque você de vinhos e de 80 marcas de espumantes: o peri- tinuam crocantes e deliciosos. O preço fica porantigo templo come melhor em lugares próximos. go é sair de lá tão torto quanto o trajeto das rue- volta de 60 euros para dois - nada caro, especial- Dois deles são quase vizinhos. O San las à frente. mente com a cotação declinante da moeda.e serve Desiderio fica onde era igreja do início do As ruazinhas tortas e escuras (mas muito se- Com o sono garantido por alguma destas re- século 11. Serve um cardápio baseado em guras) e quase vazias, a não ser pelos estudantes feições,no dia seguinte continueexplorando Sie-cardápio de produtos da estação que, por isso, pode ou da universidade local e outros turistas que resol- na para o alto e para baixo. Para o alto, volte à não incluir trufas e cogumelos. veram pernoitar na cidade, dão um clima de vol- área do Duomo: não para a igreja, novamente,produtos frescos O que você encontra com certeza é uma su- ta ao passado na noite. mas para o Museo dell’Opera del Duomo, que culenta e grossa bisteca que é item obrigatório Mas se você quer sentir isso na boca, entre tem obras como a ‘Maestá’, uma das principaisda estação, com da culinária toscana. Acha o prato muito pesado na Osteria Babazuf, um pouco mais afastada. de Duccio. O pintor é para Siena o que Giotto e quer evitar pesadelos? Aposte nos pescados, es- Não se deixe enganar pela placa de entrada do foi para Florença em relação às artes - um heróitrufas e tão sempre frescos. restaurante, um desenho modernoso de formas local e uma ponte entre a arte bizantina e gótica geométricas básicas formando um rosto: a prin- e os novos tempos do realismo e da adoção dacogumelos cipal atração da casa é retornar ao século 16. perspectiva renascentista. A osteria recupera receitas daquele século e O museu não é só para conhecer obras de ar- do seguinte. Tem sucesso na arqueologia culiná- te (mas se fosse, seria o suficiente). Suba por ria, a partir da sopa de cogumelos de caldo gros- uma escada um pouco apertada até uma passa- so servida como primeiro prato, ou na carne de gem no alto do que seria a fachada da expansão porco que leva 16 horas para ser preparada. da igreja, que foi planejada, mas nunca concreti- O bolinho com recheio de creme servido de zada: de lá, você tem outra vista do Duomo, da sobremesa merece ser considerado uma obra- cidade e, mais ao longe, dos campos toscanos prima do renascimento tanto quanto o ‘David’, que nos dão tanto prazer de contemplar quanto de Michelangelo - foi criada na mesma época. as obras de Quercia, Pisano e Donatello na sala Termine-a com um copinho de estátuas do prédio. Visitante admira a Visitante admira a vista de Siena e da vista de Siena e da Toscana da fachada Toscana da fachada construída para a construída para a expansão do Duomo: expansão do Duomo: obra foi planejada, mas obra foi planejada, mas nunca terminada nunca terminada
  • 28. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 29 - TURISMO Obras da época dos etruscos Quase ao lado, está o comple- E eles faziam. Ela é a padroeira da cidade, xo de museus de Santa Maria O contato com a natureza es- onde também nasceu São Bernar- della Scalla. Outras pinturas e es- tá um pouco mais adiante, no dino, uma peculiar exceção entre tátuas o esperam. Mas o comple- Jardim Botânico, quase escon- os sábios da igreja que condena- xo tem a atração adicional do Mu- dido nos domínios da Universi- ram de tempos em tempos o lu- seu Arqueológico, com peças da tá degli Studi de Siena. É um cro. Para o santo, a livre iniciativa época em que os etruscos habita- pequeno e bem ornamentado e o empresário eram instrumen- vam a região, e ao qual se chega jardim com flores, árvores e ar- tos de Deus. entrando pelos túneis subterrâ- bustos: um refúgio verde no Com sua tradição bancária, neos escavados no monte onde meio do casario ocre. Siena se orgulha dele, tanto quan- foi erigida Siena. A noite chega, igrejas e mu- to de Sallustio Bandini, pensador Descer e subir o morro não seus fecham - é hora de visitar a humanista que, dizem os seneses, é tão exaustivo assim. Mas se loja do Consorzio Agrario de Sie- foi um defensor das virtudes das você ficou em Siena, é porque na, que vende massas, embuti- leis do mercado muito antes de não está com pressa. E pode dos, queijos e vinhos fabricados Adam Smith dar as caras na ciên- (ou não) deixar para mais tar- pelos agricultores da região. cia econômica. de, ou para o dia seguinte, para Depois disso, você pode jan- Uma estátua o homenageia passear pelos lugares mais dis- tar ou esticar a noite em um dos em frente à sede do banco Monte tantes do Duomo e da piazza. bares que ficam dentro dos mu- dei Paschi, e, pelo tamanho do pe- Deixando para trás a praça, ros da área histórica - o Porrione destal e iluminação noturna, cha- chega-se à Pinacoteca, onde en- tem decoração e música moderni- ma a atenção dos passantes. contramos mais trabalhos da esco- nhas que fazem você esquecer Depois deste neoliberalismo la dos pintores de Siena, como que está quase ao lado da Piazza todo, vá à praça Antonio Grams- Duccio e Simone Marini. del Campo. ci. É do logradouro que homena- Madonas e santos cercados de O dia seguinte pode ser dedi- geia o pensador marxista que par- dourado, envolvidos por roupas cado a uma atração um tanto ma- tem os ônibus para San Gimigna- com cores fortes e cenas que não cabra, mesmo para quem é católi- no - uma cidade que pode ser per- seguem as regras da perspectiva. co: na enorme igreja de San Do- corrida em um dia, e um bom A preocupação não era competir menico, está a cabeça preservada prolongamento de sua estadaSallustio Bandini: o economista e pensador é um orgulho da cidade com a natureza, mas fazer bonito. de Santa Catarina de Siena. em Siena. (AG) Fotos: Agência O Globo Consorzio Agrario: vinhos, queijos e embutidos feitos na região
  • 29. TURISMO - página 30 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃOItália San Gimignano: beleza única Dentro de torres e igrejas, afrescos valiosos; lá fora, as casas mudam de tom conforme a incidência da luz do sol e ganham beleza natural Agência O Globo chio e Benozzo Gozzoli. A paisagem de San Gi- Sua beleza é o principal mignano, encravada em chamariz. um monte, é caracterizada No caso dos afrescos por 13 torres, construídas com duas cenas de um casa- nos séculos 12 e 13, para mento de Memmo di Fili- mostrar o poder das famí- pucci, feitos no início do sé- lias ricas que as erigiram. culo 12, o que atrai é a falta Estão todas fechadas à de cerimônia: o casal é mos- visitação, com exceção de trado dividindo uma ba- uma, a Torre Grossa. nheira e uma cama, em que O acesso à Torre Gros- o pano que pende do dossel sa é pelo Museo Civico, na é levantado pelo criado, em Piazza del Duomo, que con- uma intimidade exposta centra as principais atra- que surpreende. ções de San Gimignano Ainda na praça, conti- que não sejam torres. nue admirando afrescos, A exceção é a igreja de mas na Colegiatta, uma Sant’Agostino, um prédio igreja do século 12, em es- mais distante, cuja simpli- tilo românico. Nas suas paredes internas, há uma cidade exterior, de tijolos ‘Anunciação’, de Ghirlan- vermelhos, abriga obras- daio, cenas da vida de primas de Pollaiuolo e Be- Cristo por Lippo Memmi, nozzo Gozzoli no interior. e de histórias do Antigo No museu, as paredes Testamento, por Bartolo são decoradas com cenas de Fredi. de caça e uma ‘Maestá’ (de Lá fora, as casas mu- Lippo Memmi, cunhado dam de tom de acordo com de Simone Martini). a incidência da luz do Sol e A Sala di Dante lembra ganham uma beleza que a visita do autor da ‘Divina dispensam afrescos. comédia’ à cidade em 1300, Passeando pelas ruelas para negociar a resistência de San Gimignano, evite as dos toscanos ao papa Boni- lojinhas de bugigangas na fácio 8º e seus aliados. Mis- entrada da cidade. E faça são diplomática que foi uma parada para admirar a uma das razões para Dante movimentação dos morado- Alighieri morrer no exílio, res e outros turistas em tor- quando seus adversários to- no da Piazza della Cister- maram Florença. na, com seu poço cercado Há pinturas de mestres de degraus: é um bom lu- do Renascimento, como gar para se sentar, antes de Fillipino Lippi, Pinturic- se decidir onde comer.
  • 30. DIÁRIO DA REGIÃO São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 / página 31 - TURISMO Torres de San Gimignano: erigidas para mostrar o poder das famílias nobres nos séculos 12 e 13 Pequena com charme Para comer em San Gi- mignano, as opções são ba- ratas e saborosas. Numa cidade cujo ta- manho diminuto (ape- sar das torres) inspira a proximidade com os mo- radores, experimente o pequeno e informal Ta- verna Paradiso. Lá uma refeição para dois sai barata (por volta de 40 euros, com dois pra- tos, sobremesa e vinho) e temperada com o sorriso e um bate-papo com a atendente, se você fala ita- liano ou inglês. Para passear, as dicas são o Museo Civico, aber- to diariamente das 9h30 às 19h. Fica no Palazzo del Popolo, Piazza del Duomo. Tel. (057) 799-0312; ou na Collegiat- ta, aberta diariamente das 9h30 às 17h, na Piazza del Duomo. A entrada custa 3,50 euros. Depois, é hora de vol- tar para Siena - a essa altu- ra, uma cidade maior do que parece em apenas uma segunda-feira. San Gimignano, muni- cípio da província de Sine- na, na região da Toscana, tem 7.105 habitantes. Seu Centro Histórico foi decla- rado Patrimônio da Huma- nidade, pela Unesco. (AG)
  • 31. página 32 / São José do Rio Preto, 27 de fevereiro de 2011 DIÁRIO DA REGIÃOPaulo Coelho Escritor DIÁLOGOS COM O MESTRE (5) A tragédia vai destruir 9/10 daquilo que você é, mas o 1/10 que ficar lhe transformará numa pessoa infinitamente mais forte (Continuo reproduzindo aqui al- Quando você está diante de uma mos nos alegrar, porque estamos mais guns trechos de conversas com meu perda, não adianta tentar recuperar o protegidos. Da mesma maneira, um mestre, no período de 1982 a 1986) que já se foi. Por outro lado, um gran- dia estaremos do outro lado, protegen- - Por que existe tanta tragédia e tan- de espaço foi aberto em sua vida – ali do as pessoas que amamos aqui. ta miséria no mundo? está, vazio, esperando ser preenchi- - E aqueles a quem odiamos... - A tragédia e a miséria são coisas di- do com algo novo. No momento da - Exatamente o que você imagina. ferentes, e assuntos muito longos. So- perda, por mais contraditório que pa- Ficam presos a nós pelo sentimento da bre qual dos dois prefere conversar? reça, você está ganhando uma gran- amargura. Por isso Jesus disse: “antes - No momento, sobre a tragédia. de fatia de liberdade. de ir ao templo, volta e perdoa o teu ir- Por que o homem sofre? Mas a maioria dos homens, diante mão.” É preciso estar lavando constan- - Dê uma lida na Bíblia e verá o se- da tragédia, preenche este espaço com temente a alma com a água do perdão. guinte trecho: “o que é bom, vem de dor e amargura. Não pensa jamais que - Voltando à tragédia... Ti, oh, meu Senhor. O que é mau, tam- existem outras maneiras de encarar o - Existe algo que é impossível me- bém vem de Ti, meu Senhor. Portanto, inevitável.” dir: a intensidade da dor. Sabemos que o que hei de temer?” - Como, por exemplo? uma pessoa está sofrendo porque ela - Mesmo assim, sofremos. - Em primeiro lugar, aprendendo a nos conta, mas não podemos avaliar - Sem dúvida. Mas leve em conside- grande lição dos sábios: a paciência, a exatamente o quanto. Muitas vezes ten- ração o seguinte: de dez problemas que certeza de que tudo – bom ou mau – é tamos comparar a atitude de uma pes- temos, nove são criados por nós mes- provisório nesta vida. Em segundo lu- soa diante da tragédia e terminamos mos – através da culpa, da gar, utilizando esta súbita mudança de por julgá-la mais forte ou mais fraca do autopunição, da autopiedade. Entretan- rumo para arriscar seus dias em novas que realmente é. Não compare a dor to, de vez em quando, aparece um gran- coisas que sempre sonhou fazer. alheia com nada; só quem está sofren- de obstáculo em nosso caminho, que - Isso está claro no que se refere a do sabe pelo que está passando. ali foi colocado por Deus, e que tem coisas materiais. Mas e a morte de al- “Portanto, quando a tragédia inevi- uma única razão. Esta razão é: nos dar guém? tável aparece, é preciso lembrar estes uma oportunidade de mudar tudo, de - Quanto à morte, já conversamos três pontos: aproveitar a liberdade da caminhar adiante. muito, e você sabe que ela não existe pa- perda, não julgar a dor, e aprender a ar- “O que é a tragédia? Uma mudança ra aquele que se foi – esta pessoa está te da paciência. Ela vai destruir 9/10 da- radical em nossas vidas, sempre ligado desfrutando as delícias de uma transfor- quilo que você é, mas o 1/10 que ficar ao mesmo princípio: a perda. O sofri- mação radical. A sensação de morte lhe transformará numa pessoa infinita- mento é sempre resultado de uma per- existe apenas para aquele que fica aqui. mente mais forte.” I da, seja de alguém ou de algo – como a Todo ente querido, ao partir, se trans- (Termino aqui a série de cinco saúde, a beleza ou as condições finan- forma em nosso protetor – depois de colunas relatando algumas ceiras. passado o período da saudade, deve- conversas com meu mestre).

×