Histologia - Sistema Reprodutor Masculino

24,885 views

Published on

Published in: Health & Medicine
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
24,885
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
15
Actions
Shares
0
Downloads
411
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Histologia - Sistema Reprodutor Masculino

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE –UFCGCENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL – CSTRDEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIADISCIPLINA: HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA ORALDOCENTE: MARCO ANTÔNIOEquipe:Aliane MichellyBrenda karolinyDanilo AlmeidaFernanda AlbuquerqueLuana HerculanoMaria AparecidaSheyla VelosoTauane Cavalcante
  2. 2. Aparelho ReprodutorMasculino Composto pelos testículos, ductosgenitais, glândulas acessórias epênis; O testículo tem função dupla;◦ Produzir hormônios (testosterona ediidrotestosterona) e espermatozóides. Os ductos genitais e as glândulasacessórias produzem secreções.
  3. 3. Testículos Se desenvolvem retroperitonealmentena parede dorsal da cavidadeabdominal; Túnica albugínea; Mediastino do testículo; Lóbulos testiculares; Túbulos seminíferos; Túnica vaginal; Escroto.
  4. 4. Túbulos Seminíferos• Local onde osespermatozóides sãoproduzidos;• Cada testículo tem 250a 1000 túbulosseminíferos;• São enovelados;• Iniciam em fundo cegoe terminam em curtostubos: túbulos retos.
  5. 5. Túbulos Seminíferos
  6. 6. Túbulos Seminíferos
  7. 7. Túbulos Seminíferos Os túbulos são revestidos por um epitéliosimples pavimentoso ou cúbico – constituindoa rede testicular; Em média de 10 a 20 ductos eferentesconectam a rede testicular à porção cefálica doepidídimo; Formados por uma parede – epitéliogerminativo ou epitélio seminífero (envolvidapor uma lâmina basal e bainha de tec.Conjuntivo).
  8. 8. Túbulos Seminíferos A camada mais interna consiste em célulasmióides – achatadas e contráteis; As células intersticiais ou de Leydig ocupam amaior parte do espaço entre os túbulos; 2 tipos de células: Sertoli e as que constituema linhagem espermatogênica (4-8 camadas eproduzem espermatozóides).
  9. 9. Fonte: UFGD.
  10. 10. Junqueira, 2011.
  11. 11. Junqueira, 2011.
  12. 12. Junqueira, 2011.
  13. 13. Espermatogênese
  14. 14. Espermatogênese Espermatogônia; Puberdade; Divisão por mitose; Células-filhas:◦ Espermatogônias de tipo A;◦ Espermatogônias de tipo B; Espermatócitos primários.
  15. 15. → Espermatócitos Primários Localizados próximo à lâmina basal; 46 cromossomos (44 + XY); 4N de DNA; 1ª Divisão meiótica;◦ Espermatócitos secundários
  16. 16. EspermatogôniasCélulas deSertoliEspermatócitosEspermátidesFonte: http://pt.scribd.com/doc/15727188/Imagens-Histologia-Basica-11
  17. 17. → Espermatócitos Secundários 23 cromossomos (22 + X ou 22 + Y); 2N de DNA; 2ª Divisão meiótica◦ Espermátides Não há fase S entre a 1ª e a 2ª divisão meiótica; A meiose resulta na formação de células comnúmero haplóides de cromossomos , o qual retornaao número diplóide normal com a fertilização.
  18. 18. Fonte:http://minerva.ufpel.edu.br/~mgrheing/cd_histologia/especial/testicul
  19. 19. Fatores hormonais queestimulam aespermatogênese Testosterona: é secretada pelas células deLeydig; Hormônio Luteinizante: estimula a célula deLeydig; Hormônio Folículo Estimulante: estimula ascélulas de Sertori; Estrogênios: são formados a partir dastestosteronas pelas células de Sertori; Hormônio do crescimento: promove adivisão inicial das próprias espermatogônias.
  20. 20. Espermiogênese Espermátide  EspermatozóideImagem: www.portalsaofrancisco.com.br>>Espermátide<<Tamanho: 7-8 µmNúcleo: Porções variadas de cromatinacondensada
  21. 21. Etapas da Espermiogênese Etapa do complexo de Golgi Grânulos pró-acrossômicos Vesícula acrossômica Um grânuloacrossômicoImagem: 200.145.142.234/embriologia
  22. 22.  Etapa do Acrossomo Expansão davesícula e dogrânuloacrossômico Acrossomo : Contem enzimas capazes de digerir as camadas em volta doovócito. Nesta fase háformação doflageloImagens: www.infoescola.com/biologia
  23. 23.  Etapa de Maturação Liberação dos espermatozóides no lúmendo túbulo .Imagens: Junqueira e Carneiro
  24. 24. A natureza clonal das célulasgerminativas As células que resultam dessa divisão, permanecemunidas por ponte citoplasmáticas; Essas pontes permitem a comunicação espermatócitosprimários e secundários e espermátides, coordenandoos eventos da espermatogênese; Os espermatozóides são transportados ao epidídimo emum meio apropriado o fluido testicular.; A espermatogênese não ocorre simultaneamente nemsincronizadamente, esta assicronia é chamada de ciclodo epitélio seminífero.Espermatogôniatipo AEspermatogôniatipo B
  25. 25. Células de sertoli Elementos essenciais para a função dos testículos; Células piramidais que envolvem parcialmente as célulasde linhagem espermatogênicas; Suas bases estão voltadas para a lâmina basal e aextremidade apical para a luz do lúmen; Rico em REL, mitocôndrias e lisossomos; Conectados por junções do tipo GAP; Extremamente resistentes a condições adversas.
  26. 26. Células de sertoliFUNÇÃO DAS CÉLULAS SERTOLI: Suporte, proteção e suprimento nutricional; Fagocitose; Secreção; Produção de hormônio; Barreira hematotesticular.
  27. 27. Células de sertoli.
  28. 28. Células de sertoli
  29. 29. Fatores que influenciam aespermatogêneseA espermatogênese é estimulada pelatestosterona.LH ESTIMULAprodução detestosteronaproteínasligantes deandrógenosFSH PROMOVENDOCombinam-se com atestosterona e atransporta nos túbulosseminíferosCélulas deLeydig
  30. 30. Fatores que influenciam aespermatogêneseTemperatura dos testículos.Temperaturado corpo: 37 ºCTemperaturados testículos:35 ºCPlexo venoso:contracorrente detroca de calorEvaporação desuor da pele dabolsa escrotalAlgunsmecanismos decontrole
  31. 31. Tecido Intersticial
  32. 32. Tecido IntersticialImportante local de produção deandrógenos;Entre os túbulos seminíferos:Tecido conjuntivoVasossanguíneos elinfáticosCélulas deLeydigFibroblastos; células conjuntivasindiferenciadas; mastócitos;macrófagos.CapilaresfenestradosProdutoras de testosterona;Arredondadas ou poligonal;Núcleo central;Citoplasma eosinófilo e rico emgotículas lipídicas.
  33. 33. ReferênciasJUNQUEIRA, L. C. U.; CARNEIRO, J. Histologia Básica. P. 414-430. 11ª ed. Riode Janeiro: Guanabara Koogan, 2011Disponível em:http://histologiaufrn.blogspot.com.br/search/label/N%C2%BA%2016%20-%20Sist.%20Reprodutor%20Masculino%3A Acessado em: 20 de Abril de 2013;Disponível em:https://www.google.com.br/search?q=tubulos+seminiferos&hl=pt&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=kOx5Ua-ZNIfg0gHg04DYBg&sqi=2&ved=0CCwQsAQ&biw=1366&bih=600#imgrc=Znvslx6ZQFDVJM%3A%3BJcciD7xcDju0rM%3Bhttp%253A%252F%252F3.bp.blogspot.com%252F_B_X3Lz3r5d8%252FS_aUX3v_F8I%252FAAAAAAAAAXg%252FAGpTN_EhE4k%252Fs1600%252F(RM2)%252BT%25C3%259ABULOS%252BSEMIN%25C3%258DFEROS%252BEM%252BEVID%25C3%258ANCIA%252B(100X).png%3Bhttp%253A%252F%252Fhistologiaufgd.blogspot.com%252F2010%252F05%252Frm2-tubulos-seminiferos-em-evidencia.html%3B1600%3B1203Acessado em: 20 de Abril de 2013;
  34. 34. ReferênciasDisponível em:http://histologiaufrn.blogspot.com.br/search/label/N%C2%BA%2016%20-%20Sist.%20Reprodutor%20Masculino%3A. Acessado em: 20 de Abril de 2013;Disponível em:http://www.google.com.br/search?hl=ptPT&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1366&bih=600&q=t%C3%BAbulos+seminiferos&oq=t%C3%BAbulos+seminiferos&gs_l=img.3..0i24.1140.5960.0.7269.19.15.0.4.4.3.293.2257.5j5j5.15.0...0.0...1ac.1.11.img.CQ_SSXD4wHc#imgrc=64NA9xzCABi2rM%3A%3BIxpoS_Jmq3QTQM%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.vet.unicen.edu.ar%252Fhtml%252FAreas%252FImagenes%252FInformacion%252520Fisiologia%252520Reproductiva%252Fasociclofig1.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fwww.vet.unicen.edu.ar%252Fhtml%252FAreas%252FFisiologiaProduccion_Informacion_QueEs.html%3B640%3B480. Acessado em: 20 de Abril de 2013;

×