O papel da escola na sociedade da informação

1,230 views
1,130 views

Published on

Trabalho de campo sobre a produção de conhecimentos levando em conta a formação para a cidadania e convivência.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,230
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O papel da escola na sociedade da informação

  1. 1. Projeto InterdisciplinarFundamentosda Educação Infantil<br />Pesquisa de campo: observação direta e entrevista com profissional de Educação Infantil – O PAPEL DA ESCOLA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO<br />
  2. 2. Grupo<br />Adriana Alves Correa<br />Claudia Meireles <br />Fernanda Marques Pereira Santos<br />Mônica Bassan<br />Silvia Cavalcanti Marques<br />VaneliFrizon Franco<br />
  3. 3. O começo...<br />Iniciamos o trabalho de observação buscando encontrar <br />significado às informações que seriam vivenciadas pelos<br />alunos no projeto proposto. Segundo Libâneo, “o valor da <br />aprendizagem escolar está justamente na sua capacidade <br />de introduzir os alunos nos significados da cultura e da <br />ciência por meio de mediações cognitivas e interacionais <br />providas pelo professor”. Foi com este olhar, cheio de <br />intencionalidade, que nos preparamos para a pesquisa de <br />campo.<br />
  4. 4. Tema gerador: TRÂNSITO<br />Faixa etária: crianças de 5 a 6 anos.<br />Contexto sociocultural : Classe<br />média, escola da rede privada de ensino. <br />O PROJETO<br />No mês de Setembro a Turma do<br />Pré II trabalhou o trânsito. Como elemento disparador foi utilizado o livro As caixas que andam. Este livro recebeu prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte como melhor livro de literatura infantil.<br />
  5. 5. APRESENTAÇÃO DO PROJETO1. INTRODUÇÃO<br />O momento em que vivemos retrata em todos os sentidos a busca do ser humano<br /> por algo que preencha o vazio resultante deste mundo globalizado que incentiva<br /> o consumo excessivo e desfaz valores. No trânsito ele não é diferente, competitivo e <br />cada vez mais egoísta e agressivo. Alguns homens estão usando seus carros como <br />armas e muitos inocentes estão pagando por suas vidas... O uso do automóvel nos <br />grandes centros brasileiros popularizou-se realmente nestes últimos anos. Embora<br />muitos países possuam mais veículos do que no Brasil, a evolução do automóvel <br />seguiu todos os estágios de crescimento, permitindo uma integração automóvel<br />pessoa. Para compensar de um modo geral a discordância entre trânsito e <br />população, tornam-se necessárias campanhas neste sentido. É preciso fazer algo! <br />As famílias e as escolas precisam rever seus valores e suas práticas educativas, como <br />um canal de informações para as crianças.<br />
  6. 6. 2. JUSTIFICATIVA<br />A maior parte de nossa clientela faz uso dos carros particulares e transportes escolares, os que moram nas proximidades da escola, utilizam as vias públicas para se locomover. Portanto, este projeto vem atender às necessidades da escola e da nova lei que inclui o Trânsito como um dos "Temas Transversais" a ser trabalhado na Educação Infantil.<br />
  7. 7. <ul><li>Identificar a Educação para o Trânsito como fator de segurança pessoal e coletiva;
  8. 8. Identificar comportamentos que proporcionem segurança no trânsito e os comportamentos que proporcionem ou comprometem essa segurança;
  9. 9. Identificar o significado da sinalização;
  10. 10. Interpretar mensagens de sinalização de trânsito;
  11. 11. Reconhecer as cores dos sinais de trânsito;
  12. 12. Desenvolver a atenção e a percepção;
  13. 13. Trabalhar as virtudes: Paciência, Tolerância , Responsabilidade e Humildade.</li></ul>Identificar as diferenças e semelhanças dos transportes antigos e modernos<br /><ul><li>Observar o movimento de pessoas dentro da escola;
  14. 14. Analisar a influência do espaço e a direção na circulação interna da Escola;
  15. 15. Identificar regras de circulação como fatores importantes na ordem e segurança da Escola;</li></ul>3. OBJETIVOS<br />
  16. 16. 5. RECURSOS<br />4. ATIVIDADES A SEREM TRABALHADAS<br /><ul><li>Debates em rodinhas;
  17. 17. Passeios o redor da escola para observação das sinalizações (faixas ), placas e semáforos;
  18. 18. Conhecer e trabalhar as normas e regras existentes na escola;
  19. 19. Entrevista com guarda de trânsito;
  20. 20. Criação de um código escolar para o trânsito nas dependências da escola;
  21. 21. Poesias, músicas, desenhos , confecção de placas, </li></ul> Confecção de murais, mapeamento do percurso escola/casa;<br /> Discussão sobre a importância das regras de trânsito.<br />- HUMANOS: alunos, professores, pais, guarda de trânsito.- MATERIAIS: gravuras, vídeos, recortes, textos informativos, materiais recicláveis, cartazes, dobraduras, colagens, pinturas, livros, revistas, jornais, carros motorizados infantis e velotrol, placas de trânsito.<br />
  22. 22. 6. CONTEÚDOS<br /><ul><li> PORTUGUÊS: interpretação de placas de trânsito com os seus significados; debates, vídeos.
  23. 23. MATEMÁTICA: desenhos geométrico.
  24. 24. ARTES: cores dos semáforos, faixas educativas, recortes, confecção de meios de transportes (materiais recicláveis).
  25. 25. HISTÓRIA/ GEOGRAFIA: o trânsito urbano, rural e grandes cidades, noção de espaço das vias urbanas, pedestres e ciclovias.
  26. 26. CIÊNCIAS: primeiros socorros.</li></li></ul><li>7. AVALIAÇÃO<br />Será feita durante todo o desenvolvimento do projeto, considerando:<br /><ul><li>Observando a participação, interesse e entusiasmo;
  27. 27. Resolução de dúvidas;
  28. 28. Avaliando o desenvolvimento da criatividade dos alunos na confecção de </li></ul>cartazes;<br /><ul><li> Avaliação da elaboração de normas e regras estabelecidas pelos próprios </li></ul>alunos, para o trânsito nas dependências escolares;<br /><ul><li> Observar as mudanças comportamentais;
  29. 29. Culminância com a exposição dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos e vivência de atividade lúdica na aula de Ed. Física.</li></li></ul><li>DESENVOLVIMENTO DO PROJETO<br />O grupo assistiu ao filme :<br /> “ O Pateta no Trânsito” –( http://youtu.be/RMZ3bsrtJZ0) <br />A partir do que viram e das suas vivências a respeito do assunto, o grupo <br />foi convidado a criar um ambiente que imitasse simbolicamente o <br />trânsito. Elaboraram placas de trânsito, construíram meios de transporte <br />com caixas de papelão e outros materiais de sucata. Para acrescentar, a <br />turma construiu vários painéis com cena de trânsito para registros e <br />criação de pequenas histórias, a partir de reflexão sobre a importância das <br />leis de trânsito e da responsabilidade do motorista e do pedestre.<br />
  30. 30. O passo seguinte foi “brincar” nas vias construídas com os automóveis, <br />respeitando as regras de trânsito combinadas previamente. Após esta vivência o grupo foi convidado a pesquisar em material previamente selecionado, gravuras de meios de transporte antigos e novos e separá-los de acordo com sua característica.<br /> Para finalizar o Projeto, na aula de MOTRIX (Educação Física), foi <br />construído um circuito simulando o Trânsito do Rio de Janeiro. As <br />crianças participaram do circuito seguindo as regras que aprenderam com <br />seus automóveis de sucata. Nesta etapa a presença de guarda municipal <br />foi acrescentada e cada um, através desta atividade foi capaz de vivenciar e <br />mostrar tudo que aprendeu. <br />Ao final da atividade foram contabilizadas as “multas” recebidas e após <br />um momento de reflexão a turma concluiu que receber multa é sinal de <br />infração e quem respeita as regras não recebe multa!<br />
  31. 31. Entrevista<br />Atuo como professora da Educação Infantil do Colégio MOPI, sou <br />formada em Pedagogia Infantil com pós em Supervisão e Orientação<br />pedagógica, e desejo ainda cursar graduação em Fonoaudiologia.<br />Estou nesta área de Educação a aproximadamente 12 anos e sempre dei <br />aula para crianças do Maternal (2 a 3 anos). Em 2010 assumi a turma de <br />Pré II. “No início eles só escrevem o nome e chegam no final do ano <br />criando textos!!! As tentativas de leitura e escrita me encantam. Procuro <br />preparar algo diferente para enriquecer e estimular a leitura. Tenho pouco <br />tempo de aula para dar conta do projeto mensal devido ao grande número <br />de aulas extras. Acho que faço milagre!!”<br /> <br />
  32. 32. Um pouco do método...<br />O método da escola é silábico e eles tem tempo de mais ou menos<br /> uma hora por dia para trabalhar a alfabetização,com uma apostila<br /> (criada pela própria escola) e caderno vocabulário (tipo um <br />dicionário gigante). A cada semana lançamos uma palavra! Eu <br />sempre levo algum objeto para representar a palavra lançada para <br />que eles manipulem para depois partir para a escrita. A turma <br />chega ao final do ano sabendo ler e escrever 33 palavras, além de <br />criar frases e pequenos textos, mais ou menos de 4 linhas. No final <br />do segundo semestre a criança brinca de criar palavras . Ela pega as <br />sílabas das palavras conhecidas e junta para formar novas.<br />
  33. 33. Além da aula de alfabetização, a turma tem aulas de: <br />robótica (uma vez por semana de trinta minutos); <br />Inglês (duas vezes por semana de uma hora);<br />Informática (uma vez por semana de trinta minutos); <br />Motrix (duas vezes por semana de uma hora);<br />Literatura (contação de estórias, poesias..., uma vez por semana de trinta minutos);<br />Música (uma vez por semana de trinta minutos);<br />matemática ( três vezes por semana de trinta a quarenta e cinco minutos com apostila própria).<br />
  34. 34. Um dia de aula...<br />Rotina: ao entrar em sala, o grupo já retira a agenda e o dever de casa (todo dia tem uma página de alfabetização ou de matemática). Sentam na rodinha para conversarmos sobre nossa rotina do dia e escolher os ajudantes da turma.<br />Após a roda a turminha vai para a mesa, para a aula de alfabetização, depois desce para o lanche, 30 minutos, e brinca livre no pátio mais 30 minutos. Depois sobe para as aulas extras do dia.<br /> Ao final do dia a turma volta para a roda. Eu mostro como será o dever e deixo o grupo contar o que mais gostou e aproveito para combinar o dia seguinte.<br /> <br />
  35. 35. Considerações do grupo<br />As sala de aula são amplas e climatizadas, o ambiente é bem equipado com <br />mobiliário, jogos, computador, etc... Consideramos o tema proposto e a <br />forma como a atividade foi desenvolvida adequada a faixa etária entre 5 a 6 <br />anos.<br />O planejamento contemplou os conteúdos conceituais, procedimentais e <br />atitudinais. Através do lúdico e das propostas de reflexão, viveram <br />momentos onde puderam atribuir significado às informações recebidas e <br />momentos onde precisaram criar hipóteses sobre o que estava de acordo <br />com o que presenciam na “vida de verdade”.<br />
  36. 36. A postura provocadora da professora mediando as propostas representou <br />uma forma significativa de aprendizagem. Aintenção de todos viverem<br />as personagens envolvidas no tema gerador fez com que de forma lúdica <br />as crianças tivessem momentos de aprendizagem concreta o que representa<br />umaestratégia fundamental para a Educação Infantil. <br />A relação das multas do trânsito foram transpostas para atitudes do dia a dia <br />escolar ampliando a consciência e dando oportunidade para que a <br />transferência de conhecimentos atinja inclusive aos pais. De tudo que foi <br />observado é inegável a participação da escola na formação de hábitos e <br />informações, para tanto a escolha do tema gerador é primordial para a <br />qualidade do trabalho.<br />

×