O advento da teoria social

  • 222 views
Uploaded on

introdução aos clássicos da sociologia.

introdução aos clássicos da sociologia.

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
222
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
3
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O ADVENTO DA TEORIA SOCIALRetirado de “Razão e Revolução” de Herbert Marcuse(1941)1
  • 2. INTRODUÇÃO2Da filosofia à teoria social
  • 3. 3As ciências humanasprocuraram então seenquadrar em um métodosemelhante ao da física paraserem chamadas ciências.Neste contexto as ciênciasadquiriram algumascaracterísticas.
  • 4. Características da Ciência Moderna - Aprimeira característica é a matematizaçãoou quantificação, ou seja, as qualidades epropriedades da natureza passam a sermedidas por uma linguagem simbólica muitoprecisa, de compreensão universal unívoca:50mm, 9km, 120 4kg e etc....Uma outra característica da ciência moderna éa funcionalidade, ao cientista interessarelatar como esta sendo processado oexperimento e a quanto ou em que medida omesmo se processa em vista unicamente deseus resultados. Não interessa ao cientistabuscar as causas últimas.4
  • 5. 5A característica da ciência moderna é o seucaráter seletivo. Isso quer dizer que para fazeruma hipótese explicativa o cientista tem queselecionar os elementos e variáveis com quevai tratar, ou seja, tem que escolher asvariáveis que vão ficar sob controle. Por esseprocedimento do dado particular, pode ocientista chegar a uma Lei Geral.
  • 6. 6Uma outra característica da ciênciamoderna é o seu caráter aproximativo.Esta característica diz respeito a tentativasde interpretar ou representar plasticamenteos fatos ou fenômenos estudados. Todavez que uma teoria científica cria umaexplicação para um fato ou fenômeno, nasua linguagem simbólica inventa einterpreta como se o símbolo substituísse arealidade. São os chamados modelosexplicativos.
  • 7. 7A ciência moderna, como não podiadeixar de ser, tem também umcaráter progressivoacumulativo, os conhecimentosvão se acumulando e seaperfeiçoando, e as teorias vãosendo reelaboradas.
  • 8. 8Existe ainda uma característica ligada aocaráter quantitativo da ciência moderna que éa exatidão. A ciência é exata precisamente nasua formulação unívoca, e tem que serunívoca exatamente pela dependência dosseus resultados. Este modelo de fazer ciênciaficou conhecido como positivismo.
  • 9. Positivismo - Para o positivismo a ciência é a únicaforma válida de conhecimento. As descobertascientíficas dando novas explicações sobre anatureza, sobre a sociedade e sobre as homensjustificaram a conclusão de que a única filosofiaverdadeira era a própria ciência.O positivismo considerando os fracassos da filosofiapropõe o domínio do homem sobre a natureza atravésda ciência e que a ciência seja a base da organizaçãoda sociedade humana.9
  • 10. 10Os positivistas tem uma concepção dinâmicada natureza. Os fenômenos se sucedem numprocesso evolutivo e ininterrupto do mundoinferior, inorgânico, passando por uma sérieprogressiva de formações intermediárias, cadavez mais complexas até atingir o mundosuperior, o mundo humano.
  • 11. 11O positivismo trouxe para a sociedadehumana as mesmas leis encontradas nomundo animal legitimando a supremacia dosmais fortes sobre os mais fracos através daconcorrência. Daí advém uma série de outrasconsequências perversas para a convivênciahumana e para o funcionamento erelacionamento das sociedades e naçõescomo, por exemplo, a legitimidade dadestruição e invasão do território dos maisfracos se os mais fortes se sentiremameaçados.
  • 12. 12Comparando o Positivismo com o Materialismo Históricoe dialético, constatamos que eles possuem em comum aconcepção de que a matéria é o princípio supremo e acausa de toda a realidade.Além disso, tanto o materialismo como o positivismopossuem uma preocupação com o homem. Omaterialismo de Marx e seus seguidores procura libertar ohomem das alienações ideológicas, das sujeições e dasopressões políticas.
  • 13. 13O materialismo positivista procura adquirir umconhecimento exato do homem como ser socialempregando, para isso, o método das ciênciasexperimentais. Como as ciências são aptas paraformular as leis relativas ao desenvolvimentodinâmico da realidade natural, devem ser aptastambém para formular a leis relativas aodesenvolvimento social humano.
  • 14. Na verdade Augusto Comte usou o termoPOSITIVO, em oposição ao que ele consideravaNEGATIVO, isto é, o iluminismo.O positivista tem uma postura afirmativa no sentido daORDEM rejeitando as críticas românticas dosconservadores feitas à sociedade propondo soluçõespara os problemas presentes em alternativasbuscadas no passado.Os positivistas rejeitam também o pensamentocritico progressista que propõe um projeto socialalternativo para o presente e o futuro da sociedade.14
  • 15. 15O paradigma da análise positivista - Ospositivistas lutam pela integração, peloconsenso, e pela harmonia social analisandoa sociedade segundo o seguinte paradigma:
  • 16. 161 - A sociedade é um organismo, regulado por leisnaturais, cujas partes são mutuamentedependentes, como um organismo vivo,2 - O funcionamento tranquilo de todo o corpodepende do bom funcionamento de todas as partesconstitutivas. Qualquer patologia em uma das partespode levar todo o corpo à morte;
  • 17. 173 - Cada órgão isolado desempenha uma funçãoespecífica, mas deve estar conectado e integrado parao bom desempenho de todo o corpo social. O principiointegrador da sociedade positivista é definirexatamente a função de cada parte ou órgão dasociedade.A normalidade da sociedade positivista é ofuncionamento ordeiro, integrado, harmonioso econsensual das partes que compõem o corpo social.Por fim,
  • 18. 184 - Os positivistas consideram a importância quetodos têm para o funcionamento harmonioso docorpo social e que, portanto cada um deveaceitar resignado e naturalmentedesempenhar a própria função na sociedade.
  • 19. 19Para as positivistas, os conflitos sociais, ascontradições da sociedade, são fenômenosmarginais, imperfeições - o natural é a saúde docorpo, não sua doença.Na comparação positivista entre a sociedade e oorganismo biológico, a tendência natural é que aspartes constitutivas do todo, ainda quediferenciadas, cooperem no sentido da manutenção dasaúde do corpo.Se é natural que o corpo tenda a normalidade, todosos sintomas que possam comprometer sua saúde sãopatologias, anormalidades.19
  • 20. 20Expressões do Positivismo - ParaDurkheim uma das maiores expressões doPositivismo, a raiz dos problemas sociais nãoé de natureza econômica, mas sim emrelação a fragilidade da moral e ao estado deanomia, ou seja, a inexistência ouinsuficiência de regulamentação, umaindeterminação jurídica. Daí a necessidadede regulamentações.20
  • 21. 21O positivismo durkheimiano expressa umelemento de continuidade com o objetivoproposto por Augusto Comte de reconciliarORDEM e PROGRESSO. Sua preocupaçãobásica é o restabelecimento da saúde doorganismo social. Para isso pensava sernecessário desenvolver novos hábitos ecomportamentos.21
  • 22. Durkheim remete a solução dos problemassociais para a moral e o direito. Se cada umcumprir sua função de maneira apropriada, otodo, a sociedade funcionará de formaintegrada: trata-se da solidariedade orgânica.Isto, em termos políticos, se traduz na defesade uma proposta corporativa que nega asociedade como dividida em classes sociais.22
  • 23. Entre os positivistas tem lugar de destaque CharlesDarwin que em 1831, participa, como naturalista, deuma expedição de volta ao mundo no navioBeagle, promovida pela Marinha inglesa. Durantecerca de cinco anos desta viagem, obtém informaçõespara fundamentar a Teoria da Evolução dasEspécies, publicada em 1859 no livro A Origem dasEspécies, na qual afirma que o meio ambienteseleciona os seres mais aptos e elimina as menosdotados.23
  • 24. 24O principal teórico doPositivismo é Augusto Comte(1798-1856). Em 1830 publica o"Curso de FilosofiaPositivista", onde desenvolve anova ciência da humanidade ecria uma nova religião, a religiãoda humanidade..24Objetivo principal de Augusto Comte era elaborar umafilosofia da história baseada no princípio da evoluçãoespontânea e mecânica. Mas a parte da obra de AugustoComte que teve mais repercussão entre seuscontemporâneos e ainda hoje, foi a que trata do valor e dafunção da ciência
  • 25. 25Augusto Comteadmite que todouniverso procede damatéria por via deevolução e o homemé produto da evoluçãoda matéria..25Quando a evolução atingiu o estágio humanoteve inicio a história. As fases da históriasegundo Comte são: religiosa, filosófica ecientífica
  • 26. FUNDAMENTOS DA TEORIA DIALÉTICA DASOCIEDADE 1. Negação da Filosofia 2.Kierkegaard (Dinamarca, 1813/55) 3. Feuerbach (1804/1872) 4. Marx: trabalho alienado 5. Abolição do trabalho 6. Análise do processo de trabalho 7. Dialética marxista26
  • 27. CONTEXTO HISTÓRICO GERAL Marxismo como resultadodo surgimento do modo deprodução capitalista nosséculos XV e XVI Surge dentro da sociedadefeudal e sua longatransição (efeitos..) Gênese: agricultura.Confronto com Estadosemifeudal. Revolução industrial emaquinaria Progresso das ciênciasnaturais (navegação..) Alteração do modo devida e do pensamento Novo clima ideológico Reforma e Contra América: Conquista ecolonização. África. Revoluções burguesasdo século XVIII.Iluminismo.Radicalização. 27
  • 28. CARACTERÍSTICAS FUNDAMENTAIS DO MARXISMO Marxismo aparece comotransformaçãorevolucionária e comounificação progressiva: 1)das ciências humanas; 2) domovimento político deemancipação; 3) domovimento operárioelementar espontâneo; 4)do socialismo pré-marxista Nas ciênciassociais, apropriação dafilosofia clássicaalemã, economia políticainglesa e a historiografiasociológica francesa. Resgatam liames daemancipação e daimportância da organizaçãopolítica Destaque para o programae vínculoimediato/estratégico28
  • 29. TRANSFORMAÇÃO DAS C. SOCIAIS Transformação da filosofia clássica alemã Transformação da historiografia sociológicafrancesa Transformação da economia política clássicainglesa29
  • 30. CONTRIBUIÇÃO DO MARX Ação revolucionária é a da auto-organização eemancipação Organização política legal é essencial para a lutarevolucionária Auto-organização é prioritária Emancipação política e emancipação econômica esocial são combinadas. Fonte do ManifestoComunista de 1848.30