Central de Projetos Calandra - EBAI 2009

3,516
-1

Published on

Apresentação feita em São Paulo, 3/10/2009, no III Encontro Brasileiro de Arquitetura de Informação.

Published in: Technology, Business
0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,516
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
30
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Central de Projetos Calandra - EBAI 2009

  1. 1. Feliphe Lavor :: EBAI 2009 Central de Projetos Calandra Usabilidade em sistemas corporativos e a perspectiva da Engenharia de Produção
  2. 2. Introdução A perspectiva da Engenharia de Produção
  3. 3. “ A Engenharia de Produção se dedica ao projeto e gerência de sistemas que envolvem pessoas, materiais, equipamentos e o ambiente.” ABEPRO, 2006
  4. 4. Engenharia de Produção Sistemas Interação HC Usabilidade Produzir mais e melhor
  5. 5. Usabi... o quê?
  6. 6. Percentual de projetos de TI não avaliados como bem-sucedidos em empresas brasileiras 47% Fonte: Archibald & Prado, 2006
  7. 7. Introdução Conceitual Estudo de Caso Monografia sobre Usabilidade para Engenharia de Produção
  8. 8. Estudo de Caso Central de Projetos Calandra: A questão
  9. 9. <ul><li>Central de Projetos Calandra </li></ul><ul><li>Objetivo do sistema Substituir antigo sistema de registro de atividades da equipe da empresa </li></ul><ul><li>Problema dos antigos sistemas Dificuldade de utilização impedia que o preenchimento fosse feito da melhor maneira </li></ul>
  10. 10. Clientes e Parceiros Calandra Transformar conhecimento tácito dos funcionários em conhecimento explícito para toda a equipe.
  11. 11. Departamentos Projetos Tarefas Interações em Tarefas Gerência Equipe
  12. 12. Departamentos Projetos Tarefas Interações em Tarefas Gerência Equipe Antiga diretriz de desenvolvimento
  13. 13. Gerência coletando dados de baixa qualidade Equipe com dificuldades de preenchimento
  14. 14. Tarefas Interações em Tarefas Departamentos Projetos NOVA diretriz de desenvolvimento Gerência Equipe
  15. 15. Gerência coletando dados de maior qualidade Equipe aproveitando melhor o sistema
  16. 16. 62% Quem forma a equipe?
  17. 17. 18-28 anos 29-44 anos 45-66 anos 62% 30% 8% Quem forma a equipe?
  18. 18. 18-28 anos 29-44 anos 45-66 anos 62% 30% 8% Heavy Users de Redes Sociais Quem forma a equipe?
  19. 19. “ Enquanto grande parte do seu uso ainda é limitado a propósitos ‘ não-tão-críticos ’ , os serviços de redes sociais online tornam-se a cada dia mais populares. ” Xeni Jardin, 2009 (tradução livre)
  20. 20. <ul><li>Situação encontrada </li></ul>Aplicativos Corporativos Aplicativos de Redes Sociais Predisposição ao uso Aproveitamento da informação para o trabalho da equipe
  21. 21. <ul><li>Objetivos da nova ferramenta </li></ul>Aplicativo corporativo inspirado em ferramentas de redes sociais Predisposição ao uso Aproveitamento da informação para o trabalho da equipe
  22. 22. Estudo de Caso Central de Projetos Calandra: A solução
  23. 23. Por que as ferramentas de Redes Sociais engajam o usuário?
  24. 24. Como
  25. 25. <ul><li>Pesquisa </li></ul><ul><li>Quais pontos em comum entre ferramentas de Redes Sociais? </li></ul>
  26. 26. <ul><li>Similaridades entre Redes Sociais </li></ul><ul><li>Acesso personalizado e customizável </li></ul><ul><li>Feed/Atualizações </li></ul><ul><li>Facilidade de colaboração </li></ul><ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos </li></ul><ul><li>Ego/Auto-Estima </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Acesso personalizado e customizável em redes sociais </li></ul>Recursos Impactos Sistema adapta páginas conforme perfil do usuário <ul><li>Praticidade de uso </li></ul><ul><li>“ Aha!” </li></ul>Usuário customiza seu perfil (ex:avatar) <ul><li>Conexão emocional com sistema </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Acesso personalizado e customizável no CPC </li></ul>
  29. 29. AVATARES <ul><li>Acesso personalizado e customizável no CPC </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Acesso personalizado e customizável no CPC </li></ul>AVATARES CÁLCULOS DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO
  31. 31. <ul><li>Acesso personalizado e customizável no CPC </li></ul>AVATARES CÁLCULOS DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO SESSÕES EXPANSÍVEIS
  32. 32. <ul><li>Acesso personalizado e customizável no CPC </li></ul>AVATARES CÁLCULOS DE UTILIZAÇÃO DO USUÁRIO FILTRO PESSOAL DE TAREFAS SESSÕES EXPANSÍVEIS
  33. 33. <ul><li>Feed/Atualizações em redes sociais </li></ul>Recurso Impactos Atualizações de interesse do usuário reunidas em uma mesma listagem <ul><li>Agilidade para acompanhamento das atividades </li></ul><ul><li>Percepção do sistema como “serviço” </li></ul><ul><li>Peer behavior </li></ul>
  34. 34. <ul><li>Feed/Atualizações no CPC </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Feed/Atualizações no CPC </li></ul>ACOMPANHAMENTO CONTÍNUO DAS ATUALIZAÇÕES NAS ATIVIDADES EM QUE O USUÁRIO ESTIVER ALOCADO
  36. 36. <ul><li>Facilidade de colaboração em redes sociais </li></ul>Recurso Impactos Campos de entrada ( post , comentário, scrap... ) espalhados ao longo da rede <ul><li>Menos etapas de navegação para interação com a rede </li></ul><ul><li>Maior participação </li></ul>
  37. 37. <ul><li>Facilidade de colaboração no CPC </li></ul>
  38. 38. <ul><li>Facilidade de colaboração no CPC </li></ul>
  39. 39. <ul><li>Facilidade de colaboração no CPC </li></ul>POSSIBILIDADE DE INTERAÇÃO DESDE A PÁGINA INICIAL, ALÉM DOS FORMS NAS PÁGINAS DAS PRÓPRIAS TAREFAS
  40. 40. <ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos em redes sociais </li></ul>Recurso Impactos Links para páginas de contatos em diversos pontos da navegação <ul><li>Maior fluxo de navegação pela rede </li></ul><ul><li>“ Vouyerismo” </li></ul><ul><li>Auto-regulação </li></ul>
  41. 41. <ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos no CPC </li></ul>
  42. 42. <ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos no CPC </li></ul>LISTA DE MEMBROS DA EQUIPE EM TODAS AS PÁGINAS DO SISTEMA
  43. 43. <ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos no CPC </li></ul>LISTA DE MEMBROS DA EQUIPE EM TODAS AS PÁGINAS DO SISTEMA LINKS PARA PÁGINA DE CONTATOS ESPALHADOS PELO SISTEMA
  44. 44. <ul><li>Ego/Auto-Estima em redes sociais </li></ul>Recurso Impacto Exposição de características pessoais para a rede de contatos <ul><li>Auto-Regulação </li></ul><ul><li>Hawthorne effect </li></ul>
  45. 45. <ul><li>Ego/Auto-Estima em redes sociais </li></ul>“ O Efeito Hawthorne é uma forma de reação onde indivíduos melhoram um aspecto de seu comportamento simplesmente pelo fato de saberem que estão sendo observados . ” Wikipedia,2009 (tradução livre)
  46. 46. <ul><li>Ego/Auto-Estima no CPC </li></ul>
  47. 47. <ul><li>Ego/Auto-Estima no CPC </li></ul>O SISTEMA ALERTA QUEM ESTÁ COM OS REPORTS ATRASADOS
  48. 48. <ul><li>Ego/Auto-Estima no CPC </li></ul>O SISTEMA ALERTA QUEM ESTÁ COM OS REPORTS ATRASADOS TODOS PODEM ACOMPANHAR O NÍVEL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA
  49. 49. <ul><li>Recursos do CPC </li></ul><ul><li>Acesso personalizado e customizável </li></ul><ul><li>Feed/Atualizações </li></ul><ul><li>Facilidade de colaboração </li></ul><ul><li>Fácil acesso às páginas de contatos </li></ul><ul><li>Ego/Auto-Estima </li></ul>
  50. 50. Estudo de Caso Central de Projetos Calandra: Os resultados
  51. 51. Avaliação dos resultados alcançados Fonte: Sherman, 2006
  52. 52. Eficácia Você consegue desempenhar as atividades às quais o sistema se propõe de forma eficaz ? Completamente Falso Completamente Verdadeiro Fonte: Equipe Calandra, Março 2009
  53. 53. Eficiência Quanto tempo você demora em média, proporcionalmente ao seu dia de trabalho (%), para preencher os seus reports ? Fonte: Equipe Calandra, Março 2009
  54. 54. Satisfação Como você compararia a utilização do CPC em relação ao antigo sistema? Fonte: Equipe Calandra, Março 2009 Muito mais agradável Muito menos agradável
  55. 55. Conclusões
  56. 56. <ul><li>Além de entender as regras de negócio, o consultor de negócios que possui conhecimentos de usabilidade pode impactar positivamente na implementação de um aplicativo corporativo; </li></ul><ul><li>Os aplicativos corporativos podem ter nos sistemas de redes sociais uma importante fonte de práticas de interação com equipes; </li></ul><ul><li>A utilização dos conceitos de redes sociais estava aderente ao modelo mental dos usuários do sistema analisado, mas nem sempre esse é o caso. É preciso compreender quem é o usuário . </li></ul>
  57. 57. Conclusões Obrigado Obrigado. Perguntas? [email_address] [email_address] calandra.com.br

×