Your SlideShare is downloading. ×
0
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentção fundos de investimento

10,641

Published on

Published in: Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,641
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. INVESTIMENTOS<br />
  • 2. Histórico<br />Filial Aracaju-SE<br />Filial<br />João Pessoa-PB<br />Criação da Futura Investimentos<br />Criação da <br />Futura <br />Consultoria<br />Início das <br />Atividades<br />Home Broker<br />Filiais<br />Fortaleza-CE<br />Recife-PE<br />Criação da<br />Futura <br />Private<br />Criação da<br />Futura Edu<br />2003<br />2004<br />2005<br />2006<br />2008<br />2007<br />
  • 3. Organograma<br />
  • 4. Ramos de Atuação<br />Futura Investimentos – Atividades:<br /> Corretagem – Intermediação de negócios junto a CTVMs<br /> Distribuição – Intermediação junto a Fundos de Investimentos <br /> Consultoria – Planejamentos Financeiros e Research<br /> Gestão – Gestão de Fundos (Realizada junto a BNY Mellon)<br /> Educação – Cursos e Palestras<br /> Private – Soluções Financeiras para Alta Renda<br />
  • 5. Estrutura<br /><ul><li> 250 Clientes Perfil Private
  • 6. Cursos e Eventos para cerca de 2000 pessoas / ano
  • 7. Presença Física em 5 Cidades
  • 8. 27 Profissionais com dedicação exclusiva</li></ul>  <br />
  • 9. Números<br /><ul><li> 3.500 clientes cadastrados no Home Broker
  • 10. Volume médio mensal Bovespa: R$ 600 M.
  • 11. - Patrimônio em Operações de Mesa: R$ 45 milhões
  • 12. - Patrimônio em Clubes de Investimentos: R$ 12 milhões
  • 13. -Patrimônio em Fundos de Investimentos: R$ 17 milhões</li></ul> <br />  <br />
  • 14. Ranking ConexãoVarejoDez/09<br />Volume Movimentado pela Futura em Dez/09: R$ 460 milhões<br />A Futura movimenta o mesmo que a 16 @ corretora do Ranking<br />
  • 15. Conjuntura Atual Brasileira<br />
  • 16. ReservasInternacionais<br />Fonte: Banco Central do Brasil, G5 Advisors<br />
  • 17. PIB Brasileiro<br />Fonte: IBGE, G5 Advisors<br />
  • 18. InflaçãoBrasileira / Taxa de Juros<br />Fonte: Banco Central do Brasil<br />
  • 19. Taxa de Juros Real<br />Curva de Juros no Brasil deflacionada pelo IPC-A 12meses (%)<br />
  • 20. Câmbio<br />Performance do Dólar (US$)<br />Fonte: Bloomberg<br />
  • 21. Índice Bovespa<br />Fonte: Bloomberg, G5 Advisors (até Agosto/2010)<br />
  • 22. Panorama Econômico Brasileiro Atual<br />
  • 23. Tendências da População Global: Estimativas e Previsões<br />População DAS REGIÕES MENOS DESENVOLVIDAS<br />Crescimento global da população em idade ativa<br />Percentual<br />Regiões menos desenvolvidas<br />Mundo<br />Fonte: ONU Database<br />Fonte: ONU Database<br />
  • 24. Demografia - Brasil<br />A população brasileira está:<br /><ul><li> Envelhecendo.
  • 25. Crescendo em um ritmo baixo.
  • 26. Migrando para cidades.
  • 27. Passando de baixa renda para classe média.</li></ul>Fonte: IBGE<br />
  • 28. População Urbana - Brasil<br />população (%)<br />Crescimento demográfico (% porano)<br />Fonte: IBGE e ONU<br />
  • 29. DemandaDoméstica<br />PIB PER CAPITA (US$’000)<br />BaixarendavsMÉDIA RENDA<br />Fonte: IpeaData e Banco Central do Brasil<br />
  • 30. Demandainterna: Fatores de Crescimento<br />Taxas de jurosparapessoafísica (%)<br />Créditoparapessoafísica (r$ mILhões)<br />Fonte: Banco Central do Brasil<br />Fonte: Banco Central do Brasil<br />
  • 31. Demandainterna: Fatores de Crescimento<br />Taxa de desemprego (%)<br />Aumento da massasalarial real* (r$ bILhões)<br />Fonte: IBGE<br />* Massa salarialnasáreasmetropolitanas, correspondem a cerca de 25% da população total. Deflacionadopelo IPC..Fonte: IBGE<br />
  • 32. A DemandaDoméstica: AumentandoPoder de Compra<br /><ul><li>O consumo interno tem sido impulsionado por um acesso mais fácil e mais barato ao crédito e pelo aumento da renda gerada pelas taxas de desemprego mais baixas.
  • 33. A nova classemédiamostraumamaiorpropensãoaoconsumodevido à demandareprimida das últimasdécadas, além do aspecto social do consumo.
  • 34. Preçosestáveis e taxas de inflaçãomaisbaixaslevaramaoaumento do poder de compra da classemédiaemergente.
  • 35. Os produtos de consumo estão se tornando mais acessível à classe média.</li></ul>Vendas do varejo ( faturamento real)<br />Preço do carro popular (em saláriosmínimos)<br /><ul><li>As vendas de varejo. Índice 2003=100
  • 36. Fonte: IBGE</li></ul>(*) R$ 25.000 em 2009<br />Fonte: IBGE<br />
  • 37. DemandaDoméstica: Crescimento Potencial<br />
  • 38. DemandaDoméstica<br />ELASTICIDADE DA RENDA **<br />PRODUTOS E SERVIÇOS DESEJÁVEIS*<br />** A sensibilidade do consumo das famílias no que diz respeito a 1%, mudança de renda<br /> *Primeiro itens a serem consumidos em caso de aumento de renda das famílias.<br />Fonte: “O que é de Rico e o que é de Pobre?” - Instituto Análise<br />Fonte: Menezes et al (2006); Credit Suisse<br />
  • 39. Educação - Brasil<br /><ul><li> Matrículas em cursos superiores cresceram mais de 100% no período. </li></ul>MATRÍCULAS EM UNIVERSIDADES E FACULDADES<br />Públicas e Privadas (milhões de estudantes) <br />Fonte: MEC – Ministério da Educação<br />
  • 40. DemandaDoméstica: Sensibilidade de Renda<br />A sensibilidade do proprietário do carro<br />A Sensibilidade da demanda de petróleo/energia<br />Fonte: Global Paper No. 118<br />
  • 41. Indústria de Siderurgia no Brasil<br />Consumo de aço PER CAPITA (KG/CAPITA)<br />“teoria da intensidade” do aço<br />Intensidade da produção de aço bruto<br /> (Kg por 1.000 US$ do PIB)<br />PIB per capita (US$ PPC constante 1995)<br />Fonte: Barclays Capital, Outubro 2009.<br />Fonte: Barclays Capital, Outubro 2009. Artigos e Notícias, Bloomberge Instituto Brasileiro do Aço.<br />
  • 42. BRICs: Gastos dos Consumidores<br /><ul><li>Pequenos investimentos do governo em educação fazem com que as famílias brasileiras gastem mais neste grupo quando comparado com outros BRICs.
  • 43. O mesmo fenômeno ocorre em relação às despesas com a habitação, quando considerado o enorme déficit habitacional no país.
  • 44. A renda per capta chinesa é menor que no Brasil, mesmo assim certos produtos tem uma taxa de penetração maior neste que no Brasil</li></ul>Despesaspelosmaioresgrupos de consumo<br />*Como% dos domicílios urbanos; ** Como % dos domicíliosFonte: Fontes nacionais. Banco Mundial<br />
  • 45. Perfil Sócio-Econômico do Brasil<br />
  • 46. EconomiaBrasileira: Mais do que Commodities<br /><ul><li>Existem ainda grandes discrepâncias entre a participação de alguns setores no PIB brasileiro e do mercado de ações
  • 47. A dependência das exportações de commodities no Brasil é muito menor do que em outros países latino-americanos</li></ul>Setores com percentual do pib e do ibovespa<br />EXPORTAÇÃO DE COMMODITIES (%PIB)<br /><ul><li>Importantes setores, especialmente aqueles ligados à demanda local, ainda representam uma pequena parte do índice Ibovespa.</li></ul>Fonte: IBGE e Ibovespa; Jun/10<br />Fonte: OMC, MDCI<br />
  • 48. Brasil: O Gigante das Commodities<br />Reservas de petróleocomprovadas(bilhões de barris)<br />Área de produção de metais<br />Fonte: DNPM, IBRAM, ANEEL Credit Suisse<br />Fonte: Petrobrás, BloombergeCreditSuisse<br />
  • 49. Potencial de EnergiaBrasileira<br />Areas de produção de petróleo<br />Area de produção de gás<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />★<br />Operação<br />Em construção<br />Planejado<br />Proposto<br />Reserva de Gases<br />★<br />Fonte: Petrobrás, CreditSuisse<br />Fonte: IHS Cambridge Energy Research Associates e IHS Cera<br />
  • 50. Descoberta do Pré-Sal: Oportunidades<br />Nova posição no mercado global de óleo & gás<br />Produção de petróleo no pré-sal – Petrobras (milhões de barris)<br />Fontes: (1) TheEconomist. Apresentação Petrobrás, maio 2009.<br />Previsão de investimentos<br /><ul><li>Com as descobertas de petróleo no Pré-Sal brasileiro, a Petrobrás, suas contratadas e o governo brasileiro estão esperando investir pesadamente em infra-estrutura, equipamentos e tecnologia que beneficiarão indústrias de diversos segmentos no Brasil.
  • 51. De acordo com artigos recentes e estudos de equityresearch, os investimentos totais relacionados com o Pré-Sal somarão aproximadamente US$600 bi e serão divididos como segue:</li></ul>Fonte: Newsrun / Artigos<br />
  • 52. Mercado Imobiliário<br />MERCADO IMOBILIÁRIO, 2007 (R$ BILHÕES)<br />Fonte: FGV<br />
  • 53. Mercado Imobiliário<br />Déficit do Setor Imobiliário, por Região (Milhares de moradias e percentual) - 2005<br />28,9%<br />20,5%<br />Norte: 1.071,8<br />Nordeste: 2.737,3<br />9,2%<br />12,4%<br />Centro-Oeste: 355,9<br />Brasil: 7.833,0<br />Déficit Relativo: 14,7% <br />Sudeste: 2.950,7<br />8,6%<br />Sul: 717,3<br />Fonte: IBGE e FGV<br />
  • 54. Agronegócio no Brasil<br />Contexto global<br /><ul><li>Em 2008, o setor agrícola foi responsável por aproximadamente 4% do PIB e empregou 40% da força de trabalho mundial¹
  • 55. Em termos de tamanho do mercado, o PIB agrícola é de aproximadamente US$ 2.85 trilhões (em paridade poder de compra em dólares), segundo dados da USA CIA²
  • 56. As duas forças mais importantes para consumo agricultura são o crescimento da população e o aumento do poder de compra
  • 57. O relatório de Revisão de População da ONU projeta que a população mundial alcançará 9.2 bilhões em 2050
  • 58. Esse crescimento é equivalente a adicionar a população mundial de 1950, os países em desenvolvimento serão responsáveis pela maioria desse crescimento – nesses locais esperasse que a população cresça de 5,4 bilhões (2007) para 7,9 bilhões (2050)</li></ul>Maiores produtores globais, Milhões de toneladas³<br />Soja<br />Café<br />Cana de Açúcar<br />Milho<br />Laranja<br />Tabaco<br />Notas: (1) Fonte: Perspectivas da População Mundial, 2006 . ONU (2) Fonte: CIA World Factbook, março 2009. (3) Fonte: FAOSTAT, iCropProduction - 2007, milhões de toneladas.<br />
  • 59. Agronegócio no Brasil<br /><ul><li>O Brasil é o sétimo país mais populoso do mundo (191 milhões de habitantes) e possui a quinta maior extensão territorial (8.4MM ²).</li></ul>Agricultura Brasileira – Fatores principais <br />Terras abundantes e ainda com baixo preço<br /><ul><li>O Brasil tem a maior área de terras cultiváveis do mundo.
  • 60. Os preços da terra no Brasil ainda são muito baratos em comparação com os EUA (Brasilmédia: US$2,500 vs. EUA média: US$10,000).
  • 61. Segundo estudos da FAO, Embrapa e do IBGE, atualmente os Estados Unidos são o país com a maior área de terras agrícolas em utilização (188MM hectares), seguido pela Índia (169MM) e Rússia (132MM).
  • 62. Contudo, em termos de terras agrícolas disponíveis para o futuro, o Brasil se destaca como o país mais promissor, com mais de 106MM de hectares disponíveis para agricultura no futuro. Rússia segue, com 88MM hectares.
  • 63. É o país com a maior quantidade de terras cultiváveis, o que permite o desenvolvimento de culturas clima tropical e temperado .
  • 64. Nos últimos anos, o Brasil consolidou sua posição como um dos maiores produtores e exportadores mundiais de alimentos e fibras. A agricultura é um sector importante da economia brasileira e é a chave para o crescimento econômico e da balança de pagamentos.
  • 65. Em 2008, o setor do agronegócio (produção, transformação e distribuição) representou 25% do PIB do Brasil, dos quais a produção agrícola e insumos relacionados foram responsáveis por 18%, enquanto a pecuária e insumos relacionados foram responsáveis por 7%.
  • 66. Em 2008 exportações brasileira relacionadas com o agronégocio foram responsáveis por 36% do total das exportações .</li></ul>Fonte: CIA Worldfactbook e USDA: http://www.fas.usda.gov/country/Brazil/Brazil.asp<br />Fonte: MAPA, “Brazil and Agribusiness”, 2008; USDA, FAO e IBGE<br />
  • 67. No Interior Brasileiro: Novo Eixo de Desenvolvimento Econômico Regional<br /><ul><li> As cidades com população entre 100k - 500k mostram mais rápidas taxas de crescimento econômico.</li></ul>Interiorizar o desenvolvimento do brasil<br />Distribuíção da população brasileira<br /><ul><li>A maioria dessas cidades está localizada no interior do país, longe das grandes metrópoles.
  • 68. Uma enorme quantidade de investimentos em saúde, saneamento, educação e infra-estrutura de transporte e logística serão necessários para suportar o crescimento populacional.</li></ul>Onde o brasilestá crescendo<br />Fonte: Veja Magazine<br />
  • 69. Infraestrutura no Brasil<br />Rodovias<br />Ferrovias<br />Fonte: CNT; Revista Ferroviária<br />
  • 70. Infraestrutura na China<br />Ferrovias<br />Fonte: Revista Ferroviária<br />
  • 71. Copa do Mundo e Olimpíadas<br />2014 copa do mundo - Brasil<br />2016 olimpíadas – rio de janeiro<br /><ul><li>Segundo o Ministério do Desenvolvimento, o Brasil precisará aprox. R$ 48bi (US$ 28bi) de investimentos em transportes, construção de estádios, telecomunicações e infra-estrutura hoteleira nas 12 cidades que irão sediar os Jogos
  • 72. De acordo com estudos de desempenho econômico pós-Copa do Mundo dos países que sediaram os jogos:
  • 73. Em 1994, o PIB americano cresceu 1.4% por causa dos jogos;
  • 74. Em 1998, o PIB francês cresceu 1.3%;
  • 75. Em 2002, o PIB sul-coreano cresceu 3.1%;
  • 76. Jogos Olímpicos: R$28bi (US$16bi)
  • 77. Benefícios diretos para indústria:
  • 78. Transporte
  • 79. Hotéis (atualmente, o Rio de Janeiro tem 26,000 quartos de hotéis disponíveis – esse número tem de chegar a 40,000 em 2016)
  • 80. Linhas aéreas e infra-estrutura dos aeroportos
  • 81. Imobiliário</li></ul>Fontes: Artigos e Notícias.<br />Fontes: Artigos e Notícias.<br />Projetos a serem desenvolvidos no Rio de Janeiro<br />Maracanã<br />
  • 82. Conclusão<br /><ul><li>DEMOGRÁFICO
  • 83. EXPECTATIVA DE VIDA CRESCENTE, MENOR TAXA DE NATALIDADE ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO E MAIORES CUSTOS COM PREVIDÊNCIA PUBLICA E PRIVADA
  • 84. ENERGIA
  • 85. AQUECIMENTO GLOBAL, INTENSO USO DE ÁGUA POTÁVEL, DISPOSIÇÃO DE LIXO, GÁS CARBÔNICO  USO DE ENERGIA LIMPA – BIOMASSA, VENTO, SOLAR, BIO-COMBUSTÍVEIS – ENERGIA NUCLEAR, TRATAMENTO DE ÁGUA, DESSALINIZAÇÃO, MAIOR EFICIÊNCIA ENERGÉTICO E OTIMIZAÇÃO LOGÍSTICA
  • 86. MIGRAÇÃO
  • 87. Campo para cidades, mais megalópoles  Mais mecanização na agricultura, custo da terra crescente, investimento em habitação, colapso de cidades que não investirem em infra-estrutura (residências, transporte público, saneamento básico e educação), maior eficiência em logística. Re-distribuição geográfica de renda. Baixo custo para viagens aéreas
  • 88. ECONOMIA
  • 89. Melhor gestão econômica  Baixa inflação, baixa volatilidade do PIB, menores taxas de juros reais, maior poupança, planejamento de longo prazo, financiamento de longo prazo, maior alavancagem dos agentes econômicos</li></li></ul><li>Conclusão<br /><ul><li>BRASIL COM O MUNDO
  • 90. PRODUTOS ECOLÓGICOS, PRODUTOS AGRÍCOLAS, TURISMO, ASSISTÊNCIA MÉDICA A DISTÂNCIA, MINERAÇÃO, SUPPLY-CHAIN, SEGUNDA CASA PARA IDOSOS, SOFTWARE, SERVIÇOS FINANCEIROS, PRODUTOS DE MASSA PARA BAIXA RENDA (GENÉRICOS)
  • 91. MUNDO COM O BRASIL
  • 92. PRODUTOS PREMIUM, ALTA TECNOLOGIA, MARCAS GLOBAIS, PRODUTOS DE CONSUMO BEM POPULAR, SUPPLY-CHAIN, SEGURADORAS, SERVIÇOS FINANCEIROS, FARMACÊUTICOS
  • 93. Geopolítica
  • 94. Importância do BRICs, ressurgimento da Ásia, queda de população na Europa, EUA multicultural  mundo multipolar, mais fricção no comércio exterior, Organizações multilaterais frustrantes– WTO, ONU, FMI,..- maior ênfase em segurança pública – fronteiras, alimentos, água, e energia. Mundo mais complicado com múltiplos gargalos causando dependência mutua</li></li></ul><li>O que são Fundos de Investimento?<br /><ul><li>Fundo de Investimento é a união de vários investidores, organizada sob a forma de pessoa jurídica, realizando um investimento visando um determinado retorno esperado.
  • 95. Objetivo: Dar rentabilidade e comodidade para o investidor, que não tem tempo nem condições de acompanhar o mercado e prefere deixar sob os cuidados de especialistas a gestão de seus recursos.
  • 96. Meta: Varia de acordo com o gestor e tem como base a superação do benckmark do fundo.
  • 97. Estratégia: É definida pelo gestor do fundo, que vai definir quais as melhores opções de investimento, para que o fundo apresente boa rentabilidade para o investidor.</li></li></ul><li>Onde são encontrados:<br /><ul><li>Grandes Bancos: Banco do Brasil, Banco Real, Banco Bradesco, Banco Itaú, Banco Santander, Citibank.
  • 98. Fundos Pessoais/Familiares
  • 99. Assets: G5 Advisors, Quest Investimentos, CreditSuisse, Orbe Investimentos, BTG Pactual, GAP, Oren, Gávea, Platina, Princípia.</li></li></ul><li>Como são encontrados:<br />Maioria das Assets que trabalhamos<br />Foco atual da Futura<br />Forma de distribuição linear conforme risco<br />
  • 100. O que são Assets/Gestores Independentes:<br /><ul><li>São entidades que gerenciam ativos para atender às necessidades de seus clientes e trazer inovações de investimentos.
  • 101. São focados exclusivamente em dar rentabilidade para os seus clientes mediante a estratégia de gestão/performance.
  • 102. Diferente dos grandes bancos, as assets terceirizam a administração, a custódia e a distribuição dos fundos.</li></li></ul><li>Como funciona um Fundo de Investimento:<br />Taxa de Administração<br />Taxa de Performance<br />
  • 103. Como funciona um Fundo de Investimento:<br /><ul><li>Um fundo de investimento possui um administrador, um custodiante, um gestor e um distribuidor.
  • 104. Administrador: Os administradores tratam dos aspectos jurídicos e legais do fundo. Ex: Mellon, Bradesco
  • 105. Custodiante: Responsável por guardar o dinheiro e pela finalização das operações, ou seja, é ele quem envia e recebe o dinheiro. Ex: Bradesco, Itaú
  • 106. Gestor: Os gestores que definem a estratégia de montagem da carteira de ativos do fundo, melhor hora de compra e venda dos ativos. Ex: Orbe, Quest, G5, CreditSuisse , GAP
  • 107. Distribuidor: Responsável pela comercialização dos fundos ao público. Ex: Futura</li></li></ul><li><ul><li>Diferença entre grandes bancos e a Futura na seleção de fundos:</li></ul>X<br />Bancos<br />
  • 108. Diferença entre grandes bancos e a Futura na seleção de fundos:<br /><ul><li>A Futura percebeu que no universo de fundos de investimento não existe somente uma estrela, e sim milhares, pensando nisso é que buscamos e reunimos as melhores estrelas do mercado em um único lugar.
  • 109. Por trabalharmos com uma arquitetura aberta possuímos diversos gestores, selecionando para os clientes, os que acreditamos serem os melhores fundos de investimento no momento, focando sempre no resultado pela escolha das melhores estratégias, para que assim obtenha-se sempre uma boa rentabilidade.</li></li></ul><li><ul><li>Seleção atual das estratégias:</li></li></ul><li>Nossos Modelos de Gestores: Renda Fixa<br /><ul><li>CreditSuisse:</li></ul>Objetivo: Proporcionar, através de gestão ativa, um retorno superior à variação dos depósitos interfinanceiros ("CDI") a investidores que estejam dispostos a conviver com um nível de risco superior ao de um Certificado de Depósito Bancário (CDB) ou ao de um título da dívida pública federal. O prazo médio da carteira de títulos integrantes do Fundo será superior a 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias.<br />Público Alvo: É um Fundo de Investimento em Quotas de Fundos de Investimento Multimercado de Longo Prazo destinado a investidores que desejam obter uma rentabilidade superior à variação diária dos Depósitos Interfinanceiros - DIs.<br />
  • 110. <ul><li>CreditSuisse:</li></ul>Benchmark: CDI<br />Rentabilidade acumulada: 134% do CDI <br />
  • 111. Nossos Modelos de Gestores: Multimercado<br /><ul><li>G5 Advisors Total Return:</li></ul>Objetivo: O FUNDO tem por objetivo auferir retornos superiores ao CDI através do investimento diversificado em ações tanto comprado quanto vendido. <br />Público Alvo: O FUNDO tem como público alvo investidores em geral que buscam superar o CDI. <br />
  • 112. <ul><li>G5 Advisors Total Return:</li></ul>Benchmark: CDI<br />Acumulado desde o início: 279,35% do CDI<br />
  • 113. Nossos Modelos de Gestores: Multimercado<br /><ul><li>QuestEquity Hedge FIM:</li></ul>Objetivo: O objetivo do FUNDO é proporcionar ganhos de capital a longo prazo a seus cotistas, privilegiando retornos superiores ao CDI. A diversificação da carteira do FUNDO será feita mediante alocação em diversos títulos e valores mobiliários e demais modalidades operacionais disponíveis no mercado financeiro. Em relação à carteira de ações, o FUNDO tem como meta a aplicação em ações que estejam abaixo do seu valor justo para compra, tomando-se por base a projeção de ganhos a longo prazo da empresa. O FUNDO poderá, também, alugar e vender ações que estejam sobrevalorizadas buscando operações de arbitragem de valor relativo.<br />Público Alvo: O FUNDO tem como público alvo investidores em geral que buscam rentabilidade diferenciada a longo prazo, superior à variação do CDI, observados os riscos inerentes ao grau de volatilidade e à política de alavancagem do FUNDO.<br />
  • 114. <ul><li>QuestEquity Hedge FIM:</li></ul>Benchmark: CDI<br />Acumulado desde o início: 166,10% do CDI<br />
  • 115. Nossos Modelos de Gestores: Ações<br /><ul><li>Quest Ações FIC FIA:</li></ul>Objetivo: O objetivo consiste em atingir performance superior ao IGP-M/FGV (Índice Geral de Preços ao Mercado divulgado pela Fundação Getúlio Vargas) acrescido do percentual de 6% aa, através de investimentos em ações de empresas que apresentem sólidos fundamentos e alto potencial de valorização no médio/longo prazo.<br />Público Alvo: O FUNDO tem como público alvo os investidores qualificados, assim considerados de acordo com a regulamentação expedida pela CVM, que tenham horizonte de investimento de médio e longo prazo.<br />
  • 116. <ul><li>Quest Ações FIC FIA:</li></ul>Benchmark: Variação do IGPM + 6% a.a.<br />Acumulado: 476,19% do Ibov<br />
  • 117. Contato:<br />Alexandre Azevedo<br />aazevedo@futurainvestimentos.com.br<br />OBRIGADO<br />

×